16

maio

2017

28

Comentários

Jogo 7 – Celtics 115 x 105 Wizards

Nos últimos três dias, o armador Isaiah Thomas enfatizou uma frase em suas entrevistas, quase como se fosse um mantra: “as lendas do basquete nascem nos Jogos 7”. Na semifinal da Conferência Leste da NBA, entre Boston Celtics e Washington Wizards, esse ditado fez muito sentido, mas quis o destino que a série de playoffs mais brigada, dramática e equilibrada que o Alviverde participou nos últimos anos fosse resolvida por uma “lenda” improvável. Chamado várias vezes de desengonçado, péssimo jogador, defensor desastroso e atleta mais sujo da NBA, por torcedores celtas e de outras franquias, Kelly Olynyk fez a partida de sua vida na noite desta segunda-feira (15), no TD Garden, e foi decisivo na vitória de Boston por 115 a 105, que valeu a vaga para a grande decisão do Leste.

Jogador de rotação, mas em ação por 28 minutos, Kelly Olynyk teve um aproveitamento de 71,4% em 14 arremessos, foi decisivo no último quarto e encerrou o jogo com 26 pontos. Com essa atuação, o camisa 41 se tornou o primeiro reserva celta a marcar mais de 25 pontos nos playoffs desde Eddie House, que anotou 31 pontos contra o Orlando Magic, em 2009. Destaque do Alviverde, o armador Isaiah Thomas sofreu mais uma vez com a implacável marcação do Washington Wizards, mas foi o cestinha celta, com 29 pontos, e ainda encerrou o jogo com 12 assistências, sua melhor marca em playoffs. Outros destaques foram o pivô Al Horford, autor de 15 pontos, seis rebotes e cinco assistências, o ala Jae Crowder, que contribuiu com 14 pontos, e o armador Marcus Smart, responsável por 13 pontos.

No Washington Wizards, que fez uma grande série e valorizou muito a classificação do Boston Celtics, o destaque no Jogo 7 foi o ala-armador Bradley Beal, que fez 28 pontos e pegou quatro rebotes. O principal auxiliar de Beal foi o ala Otto Porter Jr, autor de um duplo-duplo com 20 pontos e 10 rebotes. Principal atleta da franquia da capital dos Estados Unidos e herói no Jogo 6, o armador John Wall também fez um duplo-duplo, com 18 pontos e 11 assistências, mas deixou uma péssima impressão pela noite pouco inspirada nos arremessos, principalmente no último quarto.

Com a série diante do Washington Wizards encerrada em 4 a 3, o Boston Celtics agora terá uma pedreira ainda maior pela frente na final da Conferência. Afinal de contas, do outro lado da quadra estará o Cleveland Cavaliers, atual campeão da NBA e bicampeão do Leste. Como teve a melhor campanha na temporada regular, o Celtics terá o mando de quadra na melhor de sete, e o primeiro jogo será nesta quarta-feira (17), às 21h30 (horário de Brasília), no TD Garden.

O jogo

Como era esperado, o Jogo 7 começou nervoso, mas o Boston Celtics, com o apoio da torcida, abriu oito pontos de vantagem em menos de quatro minutos. Depois de um tempo solicitado pelo técnico Scott Brooks, o Washington Wizards reagiu e conseguiu a virada ainda no primeiro quarto, porém, o Celtics estava bem ajustado e recuperou a liderança no placar, graças a boas jogadas de Isaiah Thomas, Avery Bradley e Jaylen Brown. No período seguinte, enquanto Boston rodou um pouco o time, o Wizards manteve seus destaques, virou o jogo e foi para o intervalo vencendo por dois pontos.

Com um pequeno prejuízo, mas sabendo que Jogo 7 não admite tropeços, o Boston Celtics tentou aumentar o ritmo no terceiro quarto, intensificando as jogadas com Thomas e Horford. Entretanto, o Wizards, liderado por Bradley Beal, sempre mantinha um passo à frente. Quando a vantagem de Washington parecia certa, o Celtics fez nove pontos seguidos em arremessos de longa distância, com Isaiah Thomas e Marcus Smart, e virou a partida.

Embalado pela reação no final do terceiro período, o Celtics veio com tudo para o último quarto. Com um arremesso de Isaiah Thomas, a 10 minutos do fim, o Alviverde abriu 13 pontos de diferença. Quando o insistente Washington Wizards esboçou uma nova reação e cortou o prejuízo para quatro pontos, Kelly Olynyk chamou a responsabilidade e garantiu a classificação celta.

Destaques do Celtics:

Isaiah Thomas (29 pontos e 12 assistências / duplo-duplo)

Kelly Olynyk (26 pontos e cinco rebotes)

Al Horford (15 pontos, seis rebotes e cinco assistências)

Destaques do Wizards:

Bradley Beal (38 pontos e quatro rebotes)

Otto Porter Jr (20 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

John Wall (18 pontos e 11 assistências / duplo-duplo)