Após massacre, Celtics “junta os cacos” e projeta melhor atuação fora de casa