Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 89 x 111 Spurs

O Boston Celtics completou, na tarde deste domingo (30), quatro jogos sem vitória e somou sua sexta derrota consecutiva como mandante na temporada 2014/2015 da NBA. Desta vez, o Alviverde recebeu o atual campeão San Antonio Spurs no TD Garden, e acabou sendo batido por 111 a 89. Foi a décima derrota do Celtics na competição, após 14 partidas disputadas.

Desfalcados do pivô brasileiro Tiago Splitter e com Boris Diaw de titular, o San Antonio Spurs chegou a Boston embalado, já que havia vencido os seus seis últimos confrontos. Apesar de ter cometido diversos erros no segundo período de jogo e perdido o primeiro tempo por 49 a 45, o Spurs deu um show de eficiência e ofensividade nos períodos finais de jogo, neutralizando o Celtics e conquistando uma vitória tranquila.

Com os experientes Tim Duncan e Boris Diaw poupados em boa parte do jogo, graças ao trabalho do técnico Gregg Popovich, o maior pontuador do Spurs foi o ala-armador Danny Green, que deixou a quadra com 18 pontos em 35 minutos. Apesar disso, Diaw terminou com 15 pontos e Duncan registrou 14. O armador Tony Parker beirou um duplo-duplo, com nove pontos e nove assistências, enquanto o reserva Aron Baynes fez 13 pontos.

No Celtics, cinco atletas terminaram a partida com 10 pontos. Mesmo com um aproveitamento fraco nos arremessos, com seis acertos em 14 tentativas, o ala Jeff Green liderou o time verde, com 16 pontos. Do banco de reservas, Evan Turner colaborou com 12 pontos. Já o armador Rajon Rondo até anotou 10 assistências e seis rebotes, mas voltou a pecar nos arremessos, terminando o jogo com apenas dois pontos.

Depois de um início irregular na temporada, o Spurs começa a se aproximar dos líderes da Conferência Oeste. Com 12 vitórias e um aproveitamento de 75%, após 16 jogos, a franquia de San Antonio já ocupa a quinta posição, com duas vitórias a menos que o líder Memphis Grizzlies. O Celtics, com menos de 30% de aproveitamento na temporada, continua em 11º no Leste, graças aos péssimos resultados de New York Knicks, Charlotte Hornets, Detroit Pistons e Philadelphia 76ers.

Em sua tour pela Conferência Leste, o San Antonio Spurs já volta a jogar nesta segunda-feira (1º), contra o Philadelphia 76ers, no Wells Fargo Center. O Celtics, por sua vez, só entra em quadra na terça-feira (2), quando enfrentará, fora de casa, o Atlanta Hawks. No dia seguinte, em um back-to-back, o Alviverde enfrentará o Detroit Pistons, no TD Garden.

Destaques do Celtics

Jeff Green (16 pontos e dois rebotes)

Evan Turner (12 pontos e quatro rebotes)

Avery Bradley (11 pontos e três rebotes)

Destaques do Spurs

Danny Green (18 pontos e seis rebotes)

Boris Diaw (15 pontos e sete rebotes)

Tim Duncan (14 pontos e oito rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

28 comentários

  1. William

    O que acontece com Rajon Rondo?Esta muito mal nesses jogo seu aproveita em Lance livre é de 36%? Seja mais agressivo a cesta Rondo.

  2. Marcelo

    Galera desculpa ser chato de novo, mais nosso time do Boston infelizmente é fraco, mais um ano de pancada e decepções, o Ainge é bom é, mais já passou da hora de reforçar o time a altura dos 17 títulos e histórias que temos, jajá seremos chacota na NBA!

    • Marcos

      O time (e o técnico) são fracos mesmo, mas o 76ers, LAL e o Knicks tornam a tarefa de se tornar a chacota muito difícil…

      []s verdes

      • The Real Jay

        Ta fod*, pra falar a verdade, eu não aguento mais o Ainge não, o celtics é o time maior campeão, mas parece que somos um Bucks da vida ou inferior, o retrato disso, é os jogos q nem na ESPN passa mais, ta uma vergonha! Se Ainge, não fizer nenhuma movimentação grande, por mim pode pegar o beco da rua.

  3. Marcelo

    Eu não aguento mais essas trades do Ainge e dai ficamos com primeira escolha e tal…para tudo isso vamos reforçar esse plantel que só tem garoto e jogadores meia boca com excessões de Rondo, Smart,jared e jeff green que nao ta bem, no mais é dificil esperar algo!

  4. Everton Paiva

    O que desanima eh ver a falta de vontade no último quarto, parece que o time não quer ganhar ou que não tem competência para tal, ainda não formei minha opinião. Não sei o que vcs acham quanto a isso.

  5. Fernando C S

    Estou achando que é tank novamente. Contra o Bulls foram 11 pontos no último quarto. Entregaram.

  6. Jonas

    Juro que desisto de entender vocês. Todos concordaram que nós passaríamos por um processo de rebuild de pelo menos três anos. Todos concordaram que 2014 era um ano apenas para evoluir, não para pensar em nada competitivo. Aí nós perdemos para os atuais campeões e – “meu Deus, que horror, que desgraça, que lástima”. Ou perdemos para os Bulls, com Rose, Noah e Gasol – “que vergonha, inadmissível”. Ou para Memphis, atualmente com a melhor campanha dentre as trinta franquias – “nunca vi nada igual, cortem as cabeças!”.

    O mais irritante de ler as pessoas falando de NBA é que todo time que perde já começa a ouvir isso de tank. Não, não é tank; nosso elenco é limitado. Descobriram isso apenas agora? Agora vocês sabem que não temos jogadores capazes de parar Marc Gasol, Noah ou Duncan no garrafão? Sério? “Ah, mas nós estamos indo bem e no final perdemos”. Claro, é quando os outros times de fato jogam tudo para valer, e aí não é difícil fazer nossos jogadores desmoronarem. Não vamos ganhar de San Antonio, a não ser que haja uma zebra absurda, convivam com isso.

    Antes do início da temporada, todo mundo aqui com mais de meio neurônio já havia concordado que era só um ano para nos divertirmos vendo o time evoluir devagar, até chegar a free agency cheia de pivôs e o draft ainda mais cheio de pivôs, para a partir de então pensarmos em algo sério. Mas não: qualquer derrota e “troque Fulano”, “mande Beltrano embora”. Temos alguns jovens talentos e outros jogadores limitados, não é novidade de que precisamos de duas ou três estrelas para poder sonhar com qualquer coisa. E há uma evolução sim, em comparação com a temporada passada. Só que não dá para ultrapassar os limites do elenco.

    Vai ver a culpa foi minha, que depois dos jogos vinha me dando ao trabalho de escrever quatro, cinco parágrafos analisando a partida, querendo ter uma boa troca de ideias, para embaixo muitos só dizerem “é tank!”. Desisto. Daqui a alguns meses, lá pelo fim da temporada, volto a ler os comentários aqui. Bons jogos a todos.

    • Léo Grochoski

      Exato, ficaram chorando quando não tinha jogo, pra depois ficar “Ah meu Deus não aguento ver o time perder”, nosso time é jovem e tem talento, somos o maior campeão e temos historia, não passaremos muito tempo por baixo, já teremos espaço no CAP pra agredir a free-agent, o único que estou estranhando nos últimos jogos é o Rondo, mais normal ele ainda está voltando ao ritmo, Keep calm and enjoy the celtics

    • Jonas

      E uma última coisa. Bom saber que tudo isso de paciência e evolução não é só conversa para boi dormir ou loucura da minha cabeça ou da de algumas poucas pessoas que também vêm dizendo isso aqui no blog. Gregg Popovich, que sabe duas ou três coisas sobre basquete a mais do que a gente, disse o seguinte depois do jogo de hoje:

      “It’s a maturation for the Celtics. Basically a new system that Brad’s putting in and they’re starting to figure it out more and more all the time. But the good thing is while they’re figuring things out, getting used to each other in a system, they’re bringing their energy and competitiveness every night.”

      E sobre Brad Stevens:

      “Coaches always talk to each other. But he doesn’t need much from me. He was a hell of a coach before he got here and he’ll be an even better coach as time goes on. He’s a special guy; that’s why Danny Ainge went and got him.”

      Agora sim. Vejo vocês no fim da temporada.

    • Marcos

      Jonas,

      É a forma como se perde, falta de vontade e inteligência.

      Vencedores são vencedores e mentalidade perdedora, uma vez formada, já era.

      Mitos como o Duncan já fizeram a estréia na Liga destruindo tudo no seu setor.
      Excelentes jogadores como o LeBron e Kobe também mitaram na primeira season.

      Não adianta ficar falando em “evolução” se o time não tem jogadas treinadas, se obviamente faltam jogadores de garrafão se o SG (AB) não sabe passar a bola, o C (KO) não consegue pular ou marcar e se o PG (RR9) tem 34% da linha de FT.

      Repito estamos embutindo uma mentalidade de fracasso e ”é isso mesmo”, nosso time não é muito bom e ”temos o direito” de perder toda noite.

      Sobre o jogo, óbvio que íamos perder (ou alguém acha que em algum planeta Zeller/KO/Sully são capazes de dar um toco no Tim?), mas deu para ver que todos nossos jogadores estão em um mesmo patamar.

      Green está melhor do ano passado para esse.
      O time ficou em quadra no 1 quarto ontem me agrada: Rondo-Turner-Green-Sully-Zeller.

      Continuo insistindo na falta de minutagem para o GWall em momentos que se precisa de experiência no jogo (sem ele, qual o nosso veterano com liderança??? Vai ficar pagando os 24m sem jogar dá logo waive no cara) e em jogadas treinadas para a bola de 3 do Thornton.

      Garrafão e FT do Rondo só resta chorar, pq não vai melhorar mesmo.

      []s verdes

  7. Digor33

    Já falei, e sei que vão me fuzilar, mas Rondo jamais será um líder.

    É um grande jogador, mas lhe falta aquele espírito e aquela luz de líder e a capacidade de ser O CARA.

    Aquele cara que chama a responsabilidade no final e FAZ A CESTA (como Duncan, Kobe, Lebron, etc), aquele líder que vê o problema e chama o grupo e dá aquele arranca rabo, aquela estrela para leva nas costas o time quando tudo dá errado.

    Por hora ele está somente sendo um armador que sequer sabe fazer um lance livre. Pode poder ser um armador que não sabe arremessar?

    Desculpe, mas fico preocupado sempre que escuto “será uma construção em torno do Rondo”….. Muito preocupado.

  8. RICARDORJ

    É lamentável mas o time joga pra perder isso é claro, vi o jogo e alguns jogadores como RONDO não estão nem aí pro time. Palhaçada isso, perder não é o problema, mas jogar pra perder é feio.

    O Rondo é um grande jogador, mais não é a ultima chuva do cantareira, podemos sim montar um time bom sem ele, acho errado dar um contrato maximo pra ele, principalmente quando temos carências no time como joagdores na posições 3,4 e 5.

    Temos jovens como J.Y que poderiam jogar mais pra ganhar experiência. Enfim chega de sonhar com vitórias nesse temporada, vamos ganhar de times fracos e brigar na parte de baixo, esse é nossa realidade.

  9. Danilo Jeolás

    Deveríamos acelerar o rebuild e para isso, precisamos nos livrar do insano contrato do G Wall.

    Aposto que o Knicks daria Stoudamire (23 MI expirantes) mais uma pick desprotegida, se Ainge oferecesse Rondo e Wallace.

    Periga perdermos Rajon por nada. Uma negociação assim antes da deadline, deixaria nosso CAP baixíssimo para a próxima FA e mais uma pick Top 8.

    Quanto ao time, a tabela até aqui foi bem madrasta, mas continuo com minha opinião. É elenco para no máximo umas 30 vitórias, assim como no ano passado. E Ainge deve piorar o plantel, objetivando melhor colocação no draft.

    Não tenho visto grande evolução com o Stevens, claramente tem dificuldades em ler o jogo defensivamente, natural para um treinador egresso da NCAA.

    • The Real Jay

      Cara, ia falar isso do Rondo tb, tenho certeza que ele vai cair fora e vai pro Knicks jogar com seu nigga Carmelo, Stevens não ta se adaptando ainda, agora que eu esperava mais umas jogadas ofensivas, eu esperava…

  10. DANIEL FIALHO

    Stevens esta fazendo o que pode, enquanto não contratarem jogadores que realmente fazem a diferença o treinador fica limitado. Pagam um absurdo pra thornton e wallace e os caras mal jogam, o Kelly Olynyk erra de mais , o turner não é nem de perto o que jogou na pre season, jeff green ocila muito, o ataque é bom mais a defesa é péssima , e me parece que Ainge só visa uma coisa primeiras escolhas.Se não mudarem essa filosofia não sei não hein…..

  11. Digor33

    Que seja tank então para pegar uma pick 1….. Se deus quiser….rs

  12. Renato

    Ao contrário dos colegas estou vendo esse ano de forma muito positiva.

    1) Definimos de uma vez por todas que Sullinger é o nosso titular da posição 4 e que Olynyk é no máximo banco.

    2) Green se não é o jogador decisivo que gostaríamos, pode ser muito útil em uma equipe montada para vencer.

    3) Rondo não vale o contrato máximo, apesar de muito talentoso e ter uma visão acima da média, suas limitações técnicas impedem que ele seja “O Cara”. Se for para ficar que seja por algo em torno de 18 Milhões.

    4) Smart foi uma grande escolha, tem potencial para se tornar um ótimo jogador, e nos dá garantia no caso de negociar Rondo.

    5) Bass e Thorthon nos dão chance de adquirir mais ativos.

    6) Turner foi um roubo pelo salário que recebe. Tem seus erros, mas quase todos os jogos traz energia do banco e uma pontuação razoável

    • drakes

      “3) Rondo não vale o contrato máximo, apesar de muito talentoso e ter uma visão acima da média, suas limitações técnicas impedem que ele seja “O Cara”. Se for para ficar que seja por algo em torno de 18 Milhões”.

      Eu já pensava antes em 17 milhões no máximo, pela campanha dos dois últimos anos não dá para dar nem aumento, caso contrário já seria um baita overpaid até por que estamos falando em um contrato de 5 anos para um jogador de 28 anos com dois anos ruins.

      Ter cap como na NBA tem muita limitação, se você quer montar um time competitivo quem recebe max tem que efetivamente jogar para merecer, caso contrário ocorre como no Lakers serve apenas para o contrato da TV.

    • Marcos

      1) Gosto do Sully pela vontade, mas pelo visto ele leva isso para a hora do almoço também. É VERGONHOSO o dpto. técnico do Celtics deixar o cara com essa barriga Ronaldo fenômeno jogar. By the way o Thronton também está acima e o Rondo com muitas dificuldades para correr com e sem a bola.
      Olynyk para mim, não tem condições de jogar de titular nunca. Será um Mike Miller.

      2) Jeff não é decisivo, mas deixe ele jogar e garante umas 20 boletas todo jogo. Esse ano ele está bem melhor que no ano passado.

      3) Concordo, acho que ngm vai oferecer max, nem mesmo o LAL e ele vai acabar caindo nas mãos do Ainge de novo. Reforço, está sem velocidade e mt fraco na defesa.

      4) Só saberemos com o tempo. Mas o garoto tem fome e isso é bom.

      5) Provavelmente virarão trades-exception. Aliás temos uma somada (Kardasha + Cavaliers) para usar se não me engano.

      6) Totalmente de acordo. Eu daria mais minutos ao Evan todo jogo.

  13. Renato

    Completando:

    7) Zeller é outro jogador útil ao vir do banco, melhor que o Olynyk inclusive na posição 5.

    Decepções:

    1) Bradley tem rendido pouco pelo salário que recebe.

    2) Olynyk não aprende a defender.

    Perspectivas:

    2015 – Center Dominante FA
    2015 – Celtics (Draft TOP 10)

    2016 – Nets (Draft TOP 15)
    2016 – Celtics(Draft TOP 20)
    2016 – Cavaliers (Draft TOP 25)

    2017 – Nets (Draft TOP 15)

    2018 – Celtics (Draft TOP 30)
    2018 – Nets (Draft TOP 10)

    Tenho certeza absoluta que o “tank” vai no máximo até 2016, pq 2017 podemos trocar com o Nets o que não justifica “tank”.

    Nosso futuro será brilhante tenho certeza, 2016 teremos CAP, e muitas escolhas para trazer os jogadores certos.

  14. drakes

    O problema do Celtics não é banco, inclusive o Olynyk se vier dele é uma ótima opção, o problema do Celtics é o time titular que teria que ser:

    X – Sullly, JG, AB. R9.

    Rondo jogando muito abaixo do que ele pode jogar, no caso dele nem dá para discutir potencial dele, acho que todos viram as temporadas passadas e a diferença dessas duas últimas.
    AB sinceramente eu ano passado externei que preferia que trocasse até nem achei o contrato ruim, mas eu já achava que para Rondo um jogador mais alto seria melhor,
    Green esse ano acho que o melhor no Celtics, não que eu tenha achado ele bem nos anos passados, mas ele é um jogador para ser o 4 ou 5 time melhor do time.
    Sully realmente evoluindo bem, já é o melhor do time.
    X é o jogador que não veio, não existe no elenco nenhum que pelas regras atuais da NBA traga o que o time precisa para posição.

    Para segunda unidade todos são bons nomes até o GW para uns 7 a 10 minutos seria bem interessante.
    O problema do time não é flexibilidade, é qualidade mesmo da primeira unidade.

    O que poderia fazer além do que o Marcos postou como emergência é cortar uma vaga ou do Dwight Powell ou do Vitor Faverani trazer um veterano que minimamente faça mais uns 10 minutos com qualidade para 5.

    Cortar o Phil Pressey e trazer um armador reserva mais alto e veterano para tapar o buraco quando o Smart não tiver.

    Vai usar mais o banco, terá mais minutagem de qualidade, provavelmente trará mais vitórias.

    • Marcos

      Drakes,

      Provavelmente o Kardasha seria titular indiscutível esse ano…

      Achei o Powell mt undersize para jogar de C (Não tão bizarro qt o Stevens colocar ele e o Young dizer ”Go out there and set the tone” contra Duncan e Leonard).

      Acho que o esquema era continuar forçando o time baixo:
      Rondo-Smart-Turner-Green-Zeller
      Que funcionou mt bem contra o Dallas, por exemplo.

      Olhando os números, Rondo e Green tem números razoáveis de rebotes.
      O Sully qd entra, diferente do ano passado, está PF puro (chutando de 3 que mata de raiva – ok, algumas caem) e por isso não fica lá embaixo brigando.

      Acho que vale investir no treinamento do Zeller para tentar diminuir o número de faltas que ele comete.

      Por fim, alguém tem notícia do Faverani? Está fazendo falta.

      O GWall já desisti de entender.
      Podiam dar wave no cara, igual o Bulls fez com o Boozer, ia ficar menos feio.

      []s verdes

  15. Luis Mike

    Equipa muito fraca, ataca mal, mas defende muito pior…
    Uma equipa que quer renovada não pode ser feito assim!
    O grade exemplo os SA tem uma equipa muito experiente, tem alguns bons valores que vão aprendendo com os mais velhos, estão sempre com equipas bastante competitivas!
    Nós devíamos ter mantido o KG e PP e restaurar aos poucos, e os “novos” jogadores cresciam dentro de casa!
    Como é possível termos um time muito fraco, e estamos quase com o orçamento esgotado!? Como é possivel na epoca passada os Miami terem 3 ALL-STAR, e este ao os CAVS? e nós já não ganhamos um campeonato deste 2007 e por este caminho vai ser mais uns 10/20 anos…tantos anos a preparar a equipa para ganhar SÓ 1 campeonato de 2007? Possas! Ok estivemos em oura final…mas PERDEMOS!!! E como diz o José Mourinho, as finais não são para se jogar, SÃO PARA SE GANHAR!!!

  16. The Real Jay

    Cara, o Bucks que foi o segundo pior time da temporada passada, simplesmente ta muito bem esse ano, e foi um rebuild rápido hein.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *