Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Giro pela NBA – 01/02 – 07/02

Saiba o que de melhor aconteceu na NBA nesta semana.

A bruxa está a solta na liga, muitos jogadores importantes para as suas franquias vem se lesionando, Andrew Bogut, do Milwaukee Bucks e Elton Brand, do Philadelphia 76ers se contundiram seriamente e estão fora da temporada, Chris Paul, armador do Hornets machucou a virilha e vai ficar um tempinho fora também. O Wizards conta com muitos desfalques, onde Butler, Blatche, Thomas, Haywood, Arenas e Stevenson estão fora.

Wizards no momento está ganhando o prêmio de time com o maior número de jogadores no departamento médico da temporada, antes esse “título” era do LA Clippers, mas Zach Randolph e Baron Davis já retornaram para o time de Los Angeles. Com um time recheado de jogadores da “turma do terrão” o Washington continua firme e forte na briga pela First Pick do próximo draft. Nick Young, que está no seu segundo ano da liga, jogando pelo time da capital Norte Americana teve grandes atuações nesses últimos 7 dias, e se mostra um jogador com muito potencial, médias de 18 pontos pra ele na semana.

O pivô titular do Nets, Brook Lopez também fez grandes atuações nessa semana, médias de 17 pontos e 9 rebotes pra ele nesses últimos 7 dias.

Eddie House vem se mostrando um excelente 6th man para o Boston Celtics, ápos a saída de James Posey, o time ficou sem uma referência para essa posição, House vem com muita garra e vontade do banco de reservas, ajudando muito o Celtics com sua especialidade, o arremesso de 3 pontos.

Os recordes só existem para serem quebrados

Nesses últimos 7 dias algumas marcas históricas da NBA foram batidas, Kobe Bryant anotou 61 pontos na noite de segunda feira (03/02) em cima do Knicks, e se tornou o jogador que mais pontos fez no Madison Square Garden, o templo do Basquete, superando a marca de Bernard King, atleta do New York Knicks, que no natal (25/12) de 1984 marcou 60 pontos em uma única partida. Bryant também superou uma marca de Michael Jordan, como maior cestinha de um time visitante no MSG, Jordan havia convertido 55 pontos no ginásio do Knicks, no dia 28/03 de 1995. Mas esse não é o recorde de pontos de Bryant em um único jogo, no dia 16 de janeiro, em uma partida disputada em LA, contra o Toronto Raptors, Kobe Bryant marcou 81 pontos, a segunda maior marca da liga, atrás apenas dos incríveis 100 pontos em uma única partida de Wilton Chamberlain, anotados no dia 02/03 de 1962, na vitória da equipe de Chamberlain, o Philadephia Warriors, contra o New York Knicks por 169 X 147. 

LeBron James também quebrou um recorde da liga, com 33 pontos marcados contra o Toronto Raptors em Cleveland, o ala do Cavaliers tornou-se o jogador mais jovem a atingir a marca de 12 mil pontos. James conseguiu o feito com 24 anos e 35 dias, superando Kobe Bryant que havia marcado seu ponto de número 12 mil com 25 anos e 220 dias. Como se não bastasse para LeBron James conseguir o feito de jogador mais novo a marcar 12 mil pontos, ele também igualou um recorde de Michael Jordan. James fez uma grande partida para o Cavaliers, que venceu na última quarta-feira (05/02) fora de seus domínios o New York Knicks por 107 x 102. Os torcedores que estavam presentes no Madson Square Garden, assistiram a mais um recorde no ginásio. LeBron James terminou a partida com 52 pontos, 12 assistências e 9 rebotes e igualou-se a Michael Jordan, como os 2 únicos jogadores visitantes a marcarem mais de 50 pontos em 2 ocasiões na arena da Big Apple.

Para terminar essa semana histórica da liga é a vez do pivô veterano Shaquille O´Neal entrar no seleto livro dos recordes da NBA. Na última sexta-feira (06/02) o Suns bateu em Phoenix o Golden State Warriors por 115 x 105. Shaq, apesar de jogar por apenas 26 minutos, devido a um problema com faltas, anotou 12 pontos na partida e tornou-se o 7° maior cestinha da história da liga, atrás apenas de grandes lendas da NBA, Kareem Abdul-Jabbar, Karl Malone, Michael Jordan, Wilton Chamberlain, Moses Malone e Elvin Hayes. Shaquille O´Neal e Kareem Abdul-Jabbar são os 2 únicos jogadores da história da liga a atingirem a marca de 27 mil pontos, 12 mil rebotes e 2500 tocos na carreira.

Surpresas da semana

Tivemos alguns resultados imprevisíveis na NBA nesses últimos 7 dias. O Memphis Grizzlies tinha uma campanha recente de 12 derrotas consecutivas, mas parece que a equipe de Memphis deixou a má fase para trás e bateu na última quarta-feira (04/02), atuando em seus domínios o Houston Rockets por 104 X 93, o time mandante contou com mais uma grande atuação do novato OJ Mayo, candidato ao prêmio de Rookie Of the Year (o melhor calouro da liga). Mayo terminou a partida com 32 pontos, 3 rebotes e 4 assistências. Também na quarta o Phoenix Suns perdeu fora de casa para o Golden State Warriors por 124 x 112. O destaque da partida foi Stephen Jackson do Warriors que anotou um Triplo-Duplo (dois digitos em três fundamentos), com 30 pontos, 11 rebotes e 10 assistências. Na sexta-feira (06/02), o Pacers bateu em Indiana o Orlando Magic por 107 x 102. O destaque da partida foi Danny Granger do Pacers, que converteu 33 pontos e pegou 5 rebotes. Também na sexta o Los Angeles Clippers, um dos piores times da NBA venceu fora de seus domínios o Atlanta Hawks por 121 X 97. O destaque do jogo foi Al Thornton do Clippers, que marcou 31 pontos, pegou 7 rebotes e distribuiu 6 assistências.

Subindo:

Los Angeles Lakers, já vem de 5 vitórias consecutivas, e tem o melhor aproveitamento da liga, liderado pelo ala-armador Kobe Bryant, o time da Califórnia bateu o atual campeão nessa semana, com direito a um grande jogo com prorrogação e tudo. O Lakers não encontrou muitas dificuldades e fez um “passeio” pelo leste, derrotando New York Knicks, Toronto Raptors e Boston Celtics nos últimos 7 dias.

New Jersey Nets, já esteve no “descendo” do giro na semana passada, mas nessa última, o time melhorou muito, liderado pelo calouro Brook Lopez, o Nets vem de 3 vitórias seguidas, e está na briga por uma vaga nos Playoff’s.

Denver Nuggets, time ficou completinho com a chegada do armador Chauncey Billups, e o pivô brasileiro Nenê em ótima fase, com a volta de Carmelo Anthony, o Nuggets continua vencendo. A atual equipe conquistou 34 vitórias, contra apenas 17 derrotas, essa é a melhor temporada da história da franquia, apesar de uma derrota humilhante sofrida para o Nets em New Jersey, no último sábado (07/02) por 114 X 70, uma diferença de 44 pontos, a segunda maior da atual temporada, atrás apenas de uma conquistada no dia 29/12, quando o Boston Celtics bateu o Kings em Sacramento por 108 x 63, 45 pontos de vantagem.

Cleveland Cavaliers, ápos perder 2 jogos na última semana, o Cavs voltou a vencer e possui a 2ª melhor campanha da temporada, perdendo apenas para o Lakers. Cavaliers ainda está invicto em casa, jogando em seu ginásio, LeBron James e cia disputaram 23 partidas e ganharam todas.

Descendo:

Essa realmente é uma temporada terrível para o Toronto Raptors, com a chegada de Jermaine O’Neal o time ia melhorar, certo ? errado. O time canadense é o 14º colocado (penúltimo) do Leste com 19 vitórias e 33 derrotas. Ainda tem chances de Playoff’s, mas pra quem acreditava no time entre os primeiros…

Charllote Bobcats, tem quase a mesma campanha do Toronto, só que tem 3 jogos a menos, Gerald Wallace está fora, por causa de uma contusão e o time sente muito a sua falta. O Bobcats vem de 4 derrotas seguidas, e o time está no meio de uma disputa muito equilibrada por uma vaga na pós temporada.

New Orleans Hornets, tem 5-5 nos últimos 10 jogos, caiu de produção sem o astro Chris Paul, David West está jogando muito bem, Peja Stojakovic também, porém esses dois jogadores não conseguem levar o time nas costas, principalmente sem o apoio do armador Paul. O Hornets é o 4º do Oeste com 29 vitórias e 18 derrotas.

Player of the Week

O melhor jogador dessa semana foi eleito MVP (melhor jogador) da temporada passada e é tricampeão da NBA. É ele mesmo em quem você estava pensando, Kobe Bryant, o ala-armador do Los Angeles Lakers. Bryant teve atuações espetaculares nos últimos 7 dias, no “passeio” de sua equipe pelo leste. O ala-armador do Lakers é muito importante para a boa campanha de sua equipe. Nesses últimos 7 dias o LA Lakers bateu New York Knicks, Toronto Raptors e Boston Celtics, na sua viagem pelo leste dos EUA. Contra o Knicks Bryant marcou incríveis 61 pontos. Kobe Bryant contribuiu com 36 pontos e 9 rebotes na vitória contra o Raptors, além de anotar um Duplo-Duplo (dois digitos em 2 fundamentos), contra o maior rival Boston Celtics, com 26 pontos e 10 rebotes. As médias de Kobe Bryant nessa semana são impressionantes, 41 pontos, 6,4 rebotes e 4,4 assistências por partida. 

Game of the Week

No melhor jogo desses últimos 7 dias, houve um encontro entre os dois últimos finalistas da NBA, que também são os 2 maiores campeões. A partida foi disputada na última quinta-feira (05/02) em Boston no TDBanknorth Garden entre Los Angeles Lakers, dono de 14 títulos e Boston Celtics, que já ergueu 17 troféus, incluindo o da última temporada. O jogo teve todos os ingredientes que o maior clássico do basquete mundial precisa, bate bocas, provocações, viradas de placar, heróis , vilões, prorrogação e um ar de revanche para o Celtics, que queria se vingar da derrota sofrida no natal do ano passado, por 93 x 82.

O Boston Celtics não começou muito bem a partida e terminou o 1° quarto perdendo por 23 x 20. Mas no segundo, a equipe Celta mostrou um belo poder de reação e virou o placar a seu favor, terminou o segundo período vencendo por 32 X 28 e foi para o intervalo com apenas 1 ponto de vantagem, 52 x 51. Na volta dos vestiários o jogo seguiu equilibrado, até que no fim do 3° quarto o Boston Celtics conseguiu abrir uma diferença de 4 pontos na liderança do placar. O time Green venceu o terceiro período por 29 x 26 e foi para o último e decisivo, com quatro pontos de vantagem, 81 x 77.

Nos 12 minuto finais o confronto seguiu muito disputado. Mas com 5;39 para o fim do jogo o Celtics abriu uma diferença de 5 pontos no placar, 95 x 90, com um arremesso certeiro de Rajon Rondo. Foi quando apareceu a estrela do melhor jogador do lakers, Kobe Bryant, que logo após a cesta do time Green, converteu um belo arremesso de 3 pontos, diminuindo a diferença para apenas 2 pontos. Mas com 4:22 restantes aconteceu um fato decisivo para o resultado da partida, foi marcada uma falta ofensiva de Kevin Garnett, a sua sexta na partida, o que ocasionou sua exclusão do jogo. Nessa altura do confronto o Celtics perdia seu melhor defensor, além de seu armador titular Rajon Rondo estar “pendurado” com 5 faltas, mas o time Celta lutou muito para tentar vencer o duelo. Com 2:04 paar o fim da partida, o Celtics vencia por 100 x 98, mas foi quando  apareceu novamente a estrela de Kobe Bryant, que converteu mais um arremesso de 3 pontos, que trouxe a virada ao Lakers por 101 x 100. Com apenas 0:16 Paul Pierce teve a chance de trazer mais uma vitória para o time Celta, foi para a linah do lance livre, mas acertou apenas 1, empatando o jogo em 101 pontos, sendo assim necessário a realização de um tempo extra.

A prorrogação não foi diferente ao apresentado no tempo normal da partida, foi marcada por muitos erros de ambas equipes, tanto ofensivos, quanto defensivos, além de uma forte marcação dos 2 times. Com apenas 0:16 para o fim do tempo extra, o ala do Lakers, Lamar Odon foi para a linha do lance livre e converteu os 2 arremessos, dando uma liderança de apenas 1 ponto para o time de LA, 110 x 109. Nos segundos finais o Boston Celtics teve mais uma chance de obter a vitória. Faltando 6 segundos, o time Green tinha a posse de bola, mas o técnico Celta não conseguiu armar uma jogada ofensiva. A bola estava na mão de Glen Davis que a passou erroneamente para Ray Allen, que estava muito marcado e teve seu arremesso bloqueado por Pau Gasol, que garantiu mais uma vitória para o LA Lakers na temporada.

O destaque da partida foi Kobe Bryant, que não teve um bom aproveitamento dos arremessos de quadra, acertando apenas 10 de 29 tentativas. Mas Bryant converteu cestas de 3 muito importantes para sua equipe (acertou 50%, 4-8), nos momentos decisivos do confronto. Kobe Bryant anotou um Duplo-Duplo, com 26 pontos e 10 rebotes, além de distribuir 5 assistências. Pau Gasol também anotou um Double-Double, com 24 pontos e 14 rebotes. Pelo Celtics o destaque foi Paul Pierce, que terminou a partida com 21 pontos, 8 rebotes e 5 assistências. Ray Allen marcou 22 pontos. O armador Celta Rajon Rondo esteve muito perto de anotar um Triplo-Duplo, com 16 pontos, 12 assistências e 8 rebotes.

Por: Flávio Di Donato Catandi e Gustavo Miglioretti.

Author avatar
Flávio Catandi
Jornalista e Radialista apaixonado por basquete. Participa do Celtics Brasil desde 2008. Já foi redator, colunista e hoje é editor do site. Nas horas vagas gosta de escrever roteiros e gravar curtas e documentários. Pode ser encontrado na cidade de São Paulo com uma camiseta Celta.

1 comentário

  1. T-dog

    Opa Kobe MVP, depois disso tudo ainda deu uma surra no Lebronha caçador de estastísticas, e sacramentou o passei pelo Leste, vendo 2 dos favoritos ao título.

    Parabéns FLávio e Gustavo.

    Abração;

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.