Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Kanter chama o Celtics de Hipócritas e Stevens responde

A comissão técnica do Boston Celtics vestiu um broche com as cores da Ucrânia na partida contra o Nets, em solidariedade ao povo local que vem sofrendo com os ataques militares que visam satisfazer interesses de homens poderosos, em detrimento as vidas de inocentes.

Enquanto a maioria das pessoas aprovou tal ato, Enes Kanter foi ao seu Twitter criticar o Celtics, chamando a atitude de hipócrita.

Kanter citou em seu Twitter vários países que sofrem com problemas humanitários e criticou o front office celta por nunca ter feito o mesmo tipo de homenagem por esses.

Kanter também alegou que a diretoria de Boston foi enfática em tentar impedi-lo de utilizar calçados com protestos contra a China.

Além disso sugeriu que a franquia só apoiou a Ucrânia porque não tem interesse financeiro no mercado Russo.

Rapidamente seu Twitter foi inundado de comentários, dos quais alguns apontavam o fato de Kanter cobrar o Celtics de falar de todos os problemas humanitários no mundo, mas simplesmente ignorar a situação envolvendo os ataques de Israel a palestina, que já matou milhares de palestinos civis, entre eles milhares de crianças.

Outros comentários apontam o fato de que Kanter ter muitos amigos no governo de Israel e de supostamente ser um agente da CIA, sendo bem remunerado para “escolher suas batalhas” e por conta disso não se preocupando com seu futuro na NBA. Supondo que seu “sacrifício” profissional pelas causas humanas não é de todo verdadeiro.

Teorias conspiratórias ou fatos a parte, as acusações de Kanter parecem ter gerado um burburinho grande o suficiente para merecer uma resposta do Gerente de Operações do Celtics, Brad Stevens.

A versão de Stevens

Em entrevista para o repórter Mark Murphy do “Boston Herald”, Stevens falou um pouco mais sobre o assunto.

Segundo Stevens, no dia em que Kanter resolveu entrar em quadra com sapatos pintados com protestos contra a China e Lebron James, ele estava sentado no sofá de sua casa e não sabia do ocorrido.

No intervalo do jogo, Stevens então recebeu telefonemas dos funcionários de Boston o alertando sobre a situação e da possibilidade de eles estarem infringindo as normas de vestimenta da liga, o que poderia gerar penalizações para a equipe.

Stevens então entrou em contato por duas vezes com a NBA e recebeu a resposta de que não havia nenhuma infração sendo cometida.

Com tais garantias, Kanter foi liberado para manter seus calçados de protestos pelo resto do jogo e por todos os demais jogos que se sucederam.

Stevens contou ainda que no dia seguinte teve uma conversa com Kanter, dizendo que sempre apoiou sua liberdade de se expressar e defender suas causas, e que ele jamais seria proibido de exerce-las em Boston. Pediu a Kanter apenas que fosse informado antes, para não ser pego de surpresa com situações como essa no sofá de sua casa, com sua família.

Por fim, Stevens ainda falou sobre a troca de Kanter na deadline, e afirmou que a troca foi puramente pensando no basquete em quadra.

“- Nós queríamos Theis de volta, por acha que ele trazia a defesa e versatilidade que precisamos para potencializar nosso plano de jogo nessa temporada.”

“- A chegada de Theis no entanto, implicava em uma movimentação que envolvesse Kanter. E fizemos esse movimento, pensando em melhorar nossos resultados. É tudo sobre o jogo”

Desde a troca de Kanter, o Celtics soma 9 vitórias e apenas 2 derrotas, o que reforça o discurso do GM celta.

O Celtics é hipócrita, ou o Kanter é ingrato?

Todas as equipes por onde Kanter passou receberam boicotes de diversos países, e mesmo assim o Celtics não temeu em contratar o atleta, não somente uma, mas duas vezes.

Vale lembrar que a franquia de Boston comprou brigas por Kanter que lhe renderam enormes perdas financeiras.

Devido aos protestos contra a China, o governo Chinês decretou um boicote contra o Boston Celtics, impedindo a transmissão de jogos da equipe no país, assim como a venda de seus materiais esportivos.

Stevens na época lançou um pronunciamento oficial dizendo que o Celtics não limitaria a liberdade de expressão de seus atletas e não cederia ao boicote.

Isso vai de encontro com o que Kanter sugeriu em seu Twitter, de que o Celtics aceita se opor a Rússia, apenas por não ter interesses financeiros com a mesma.

Vale lembrar também que o Celtics, mais especificamente o Assistente de GM, Mike Zarren, foi fundamental na reunião de várias papeladas para conseguir uma cidadania americana para Kanter, após o presidente turco suspender seu passaporte.

Sendo assim, se o Celtics não colocou em sua camisa todos os broches de todos os países com crises humanitárias no mundo, ao menos deu a Kanter a liberdade de defender essas causas utilizando dos microfones e dos holofotes que uma franquia de tal porte pode providenciar.

Então fica a pergunta. Quem seria o hipócrita, mesmo?

Author avatar
Daniel Emiliano
https://danielemiliano.com.br
Daniel é publicitário, web designer e ilustrador residente em Campinas/SP. Em 2008 uniu paixão e profissão e deu vida a um Blog de notícias e opiniões sobre o Boston Celtics.Com ajuda de outros apaixonados o Blog foi tomando proporções inimagináveis e hoje é este Celtics Brasil, o maior site sobre uma equipe da NBA no Brasil.

3 comentários

  1. Fernando Silva

    Sobre o Kanter simplesmente sem comentários.

    Deveria ser muito, muito elogioso ao tratamento que recebeu em Boston.

  2. Luiz Eduardo

    Muita ingratidão da parte do Kanter, e quem não tem gratidão, não tem caráter. Qual o problema de usar o broche, por acaso deslegitima as outras lutas que ELE possa ter? Obviamente, não, então foi um ataque desnecessário, e é lógico que ele nunca foi impedido de nada em Boston, a gente viu os fatos e isso nunca pareceu real. Então só resta a decepção com essa atitude.

  3. Ademir Oliveira Sousa

    A equipe do Boston perdeu exibição dos jogos na China exatamente porque ele usou os tênis com protesto contra a China, é até engraçado o Kanter falar isso

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.