Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Opinião – O que falta ao Boston Celtics?

O Boston Celtics da temporada 2019-20 vem surpreendendo positivamente o torcedor em alguns aspectos. Talvez nenhum de nós, ou poucos de nós, acreditavam em uma campanha tão positiva inicialmente. Porém, o início positivo de uma franquia tão tradicional, traz de imediato ao torcedor o sentimento de brigar pelo título de campeão da NBA, e, apesar do início positivo, as partidas contra times que estão na lista de favoritos mostraram algumas deficiências no time, pontos cruciais que, em minha opinião, devem ser melhorados se o time quiser entrar realmente na briga pelo título.

Elenco

A equipe precisa de um pivô. Isso não é nenhuma novidade, e não é de hoje. Na partida contra o 76ers (12/12), além de outras durante a atual temporada, ficou evidente a necessidade de um pivô para proteger nosso garrafão. Vamos sofrer demais contra equipes que possuem um bom garrafão, e justamente os dois adversários mais fortes da conferência (76ers e Bucks) possuem jogadores de garrafão de alto nível. Existem muitas possibilidades e todas envolvem algum tipo de troca. Myles Turner poderia ser uma delas, mas é difícil acreditar em uma troca desse calibre sem envolver Gordon Hayward. Nessa situação, poderíamos pensar em uma troca de Hayward e uma ‘pick’, por Myles Turner e TJ Warren. Myles Turner traria uma grande proteção para o nosso garrafão ajudando a preencher essa lacuna, e TJ Warren seria mais uma opção em nosso banco. É apenas uma hipótese, a troca poderia envolver outros termos e outros jogadores. Entra em questão também que, além de um pivô, seria muito bom poder contar com um pontuador de confiança vindo do banco. Após a necessidade do pivô, creio que essa seria a nossa segunda lacuna, um pontuador confiável vindo do banco. Outras possibilidades seria um troca com a equipe do Detroit Pistons, nessa troca hipotética poderíamos enviar, por exemplo, Hayward, uma ‘pick’ e Carsen Edwards por Andre Drummond e Markieff Morris. Outra possibilidade interessante seria Clint Capela do Houston Rockets, na troca poderíamos pegar algum auxílio do banco do Rockets também. Independente da troca, esses dois reforços no elenco celta seriam importantes para um time que almeja ser campeão. Vindo do banco ainda temos Marcus Smart, que vem trazendo uma boa ajuda na pontuação, principalmente nas bolas de três, Brad Wanamaker, que vem tendo uma sólida temporada, e Enes Kanter. O principal problema seria que Kanter tem seus minutos muito controlados por nosso treinador, e, na maioria dos jogos, acaba jogando pouco, um bom pontuador vindo do banco seria de grande auxílio para o banco celta. A equipe ainda tem a opção de buscar um pivô com menos grife, que ajude a reforçar a rotação no garrafão e manter Hayward, que, apesar da lesão, vinha tendo uma ótima temporada. Será que a equipe conseguiria uma troca por um pivô decente sem abrir mão do contrato de Hayward? E como ficaria o banco da equipe nessa situação?

Jayson Tatum

Apesar da evolução defensiva e de ter parado com os excessivos chutes de meia distância, Tatum ainda precisa adicionar algo ao seu jogo. O ala precisa entender que ajudar o time vai além de arremessar vinte bolas por jogo, principalmente quando elas não estão caindo. Tatum pode ajudar a equipe dando bons passes e espaçando a quadra para seus companheiros. Na derrota contra o Indiana Pacers, houve um momento que, ao partir para dentro do garrafão, Tatum puxou a marcação de dois defensores do Pacers, deixando um companheiro livre no perímetro para pontuar. É necessário adaptar seu jogo durante a partida. Em um dia que a bola de três não está caindo, use a infiltração, jogue dentro do garrafão. No dia em que NADA está caindo, confie nos seus companheiros de equipe, defenda, passe a bola, abra espaço na quadra para colocar seu companheiro em boas condições de arremesso, use sua jogada de segurança. Acredito que Tatum vai seguir evoluindo, e que vai entender isso.

Brad Stevens

O técnico da equipe celta é conhecido como um dos melhores da liga, mas vem realizando algumas ações difíceis de justificar. Na partida contra o 76ers, a equipe celta ainda tinha um tempo sobrando e Brad Stevens resolveu usar o mesmo apenas quando não havia mais chance da equipe buscar o empate/vitória. No jogo na qual a equipe perdeu para o Sacramento Kings fora de casa, a equipe perdeu a partida e não gastou seu ultimo tempo, que poderia ter sido usado para planejar melhor uma ultima jogada. Ainda na partida contra a equipe do Philadelphia 76ers, Stevens pediu para Hayward fazer uma falta quando a equipe perdia por dois pontos com 35 segundos sobrando no relógio, não dando chance ao Celtics de fazer uma boa defesa e buscar a bola do empate. O controle da rotação da equipe celta por vezes também é difícil de entender. Kanter, que teve uma ótima partida contra o 76ers quase sempre é pouco utilizado, mesmo quando a equipe celta está sofrendo no garrafão. Stevens parece ter uma preferência pelo ‘smal ball’ e mesmo quando isso não está funcionando nosso treinador é insistente. Parece que falta energia para Brad Stevens, e em determinados momentos ele parece apenas ficar estático na beirada da quadra.

Conclusão

Ainda vamos precisar acompanhar o retorno de Hayward, se o jogador irá voltar no mesmo nível que estava anteriormente, apesar de tudo levar a crer que sim, devido a ser uma lesão mais simples. A equipe celta é boa, e mostra isso com a campanha positiva, porém, para ser campeão da NBA, você precisa ser mais que apenas bom, e a equipe celta acabou falhando em jogos contra as principais equipes da NBA, deixando uma sensação frustrante na maioria dessas partidas, que era possível vencer se não fosse por algumas falhas da equipe ou do próprio treinador. Apesar de tudo, outra sensação que fica evidente é de que estamos próximos dos times mais fortes da NBA. Cabe ao treinador corrigir suas falhas e as falhas da equipe, além de entender as necessidades de nosso elenco para que, enfim, o Boston Celtics brigue pelo título de campeão.

E você, torcedor celta, em sua opinião, quais os reforços necessários? Quais os principais erros e acertos da equipe até aqui?

Author avatar
Henrique Correia
Paulista, morador de Bauru no interior do estado de São Paulo, analista de suporte e corredor de rua nas horas vagas. Apaixonado por basquete, descobriu no jornalismo um hobby e quem sabe futuramente pode encontrar uma profissão. Acompanha a NBA desde 2010, torcedor fiel do Celtics, aguarda ansiosamente pra ver seu primeiro titulo.

21 comentários

  1. Wenderson Montini

    Impressionante. O time perde e os cara pede trade do GH por um Pivô kk. Esqueçam o time vai ser esse mesmo nessa seasson, vejo um potencial enorme no GH infelizmente sua lesão interrompeu seu bom inicio. Não entendo essa necessidade de ser campeão a qualquer custo ex mais recente IT por irving foi pessima para a franquia que ainda saiu má falada. O que falta para o celtics é um técnico de verdade.

    • Eduardo Coelho

      Eu gosto do Karl-anthony Towns (T-Wolves).
      Manda 2 pivôs e um pick pra eles.

    • Marcos

      O problema é alguém aceitar o GH.
      Ninguém quer, pelo salário que ganha.

      Abs verdes

    • MARCUS VENICIO CAVASSIN

      Eu tô pedindo a porra de um pivô dominante faz mais de 3 anos!!!! É o que falta pra equipe deixar de ser “competitiva” e passar a disputar o título. Mas fazem todo o tipo de negócio doido e não trazem um dos top 10 do garrafão. Nem tô falando dos 3 melhores, mas dos 10 melhores. Só temos inguá em nosso garrafão faz tempo…. Assim, seremos uma eterna promessa. Todo ano é a conversa do ano que vem…

  2. Raphael Ferraz

    Otimo artigo Henrique. Como eu disse no posto anterior, não acho que Danny Ainge irá buscar um pivo sacrificando o Hayward ou Smart (o que eu acho um erro). Ainda há torcedores celtas que acreditam que este time do jeito que está ainda pode brigar pelo título, visto que estávamos sem o Smart nos dois jogos anteriores. Eu já não acredito mais e sou daqueles que pensa que algo deveria ser feito na Deadline.

    Acredito que podemos sobreviver sem o Hayward e não há garantias de que ele ficará conosco nos próximos anos. Com relação ao Smart, também acho que podemos funcionar sem ele. As chances de conseguir algum povo interessante sem trocar Hayward ou Smart são limitadíssimas. Um das únicas opções que vejo seria tentar buscar o Mo Bamba e torcer para ele evoluir logo, nao acho que seria tão caro. Uma outra opcao, menos provável ainda, seria cortar o Poirier e buscar algum jogador desempregado ou que esteja jogando no exterior. O único que vem a minha cabeça eh o Andrew Bogut que apesar de velho jogou muito bem no último mundial e sempre foi otimo defensor.

    Das sugestões de trocas, eu adoraria contar com Myles Turner. Mas essa troca e das mais improváveis, visto que o Indiana este ano está na briga pelos playoffs e joga na mesma conferência que a nossa. Sempre gostei também do pivô esloveno Ysuf Nurkic que está atualmente se recuperando de lesao. Os salários dele e do Smart são próximos, poderia rolar uma negociação. Você não citou aquela que para mim seria a troca mais provável: Gordon Hayward por Steven Adams. Adams ainda e novo (26) e tem dois anos de contrato pela frente. Ele tem bons jogos contra o Embid.

    • Fernando Henrique

      Bom artigo! Realmente, algumas questões precisam sempre ser discutidas, e a qualificação do elenco é uma delas

      Eu acredito que podemos melhorar um pouco as coisas sem abrir mão de nenhum dos nossos principais jogadores. Começaria trocando alguns reservas mais fracos por jogadores que podem contribuir um pouco mais. Da pra mandar Ojeleye e Poirier por Bertans, por exemplo. Wanamaker e uma pick pelo Napier.

      Escolheria um entre Theis, Kanter e Rob Williams pra negociar também, visto que nenhum deles joga o suficiente pra se estabelecer de verdade. Mesmo com mais potencial, o ultimo parece ser a melhor moeda de troca, e quem sabe times como Nets ou Knicks não aceitariam ele com mais algumas picks e outro jovem (Langford) por Jarrett Allen (reserva do DeAndre Jordan) ou Mitchell Robinson. Possuem salario baixo mas são excelentes jogadores.

      De resto, focaria em um ponto específico que pode mudar nosso futuro: a defesa do Jaylen Brown. Acredito que o cara tem potencial pra ser do time ideal de defesa da NBA, consegue defender jogadores de garrafão (contra o Nuggets ele atrapalhou demais a vida do Milsapp, por exemplo. Na seleção ele marcou o Varejão e diversos outros pivôs). Seria um importante passo para o titulo

  3. Gustavo

    esse brad stevens entregou o jogo com suas rotações esdrúxulas. ter que aturar um técnico de garotos num time profissional e dose pra mamute em fase de gestação.

  4. Gustavo

    a e falta um gm de verdade. nao ter trocado o terry rozier por outro jogador e deixá-lo sair por nada foi patético.

  5. Fernando Silva

    Acredito que tenhamos um diagnóstico bem preciso da situação da equipe.

    1. Brigamos pela conferência mas com grande dificuldade devido ao nosso garrafão.

    2. Temos problemas no banco e a equipe, além de curta rotação, tem dificuldade na manutenção do jogo com o bench em quadra.

    3. Tatum ainda precisa amadurecer.

    4. Stevens idem.

    A situação é esta. DA sabe, mas simplesmente pode não encontrar opções para mudar o time.

    Quanto à Stevens: mais minutos a RWil. Se o moleque não jogar muitos e muitos minutos, vamos continuar procurando nosso Center defensivo fora de casa. Talvez o menino possa crescer mais rápido do que pensamos.

    Existem alguns centers que podem nos ajudar. Algumas negociações mais fáceis, outras mais difíceis.

    Porém, creio que o alvo das equipes com melhores opções seja Smart e alguns dos nossos jovens.

    Não será fácil.

    Por outro lado, DEVERIA estar na mente do DA que, com o movimento certo, levamos a conferência.

    Eu tentaria o Bogut (nada temos a perder) e ainda alguma trade.

  6. Fernando Silva

    Obs. Fora o primeiro jogo, senão todas as demais derrotas, a maioria, perdemos para nós mesmos.

    O adversário tem mérito, fez o dele. Mas tínhamos tudo nas mãos para vencer. Evidente que iríamos perder algumas destas partidas, ainda que tivessemos feito o certo em quadra. Nem sempre a decisão é a melhor. Mas, sim, a vitória estava ao nosso alcance.

  7. Marco Antônio de Paula

    Eu acredito que falta Personalidade e coragem a franquia. GRana eu sei que existe. O Dono da franquia já falou que não mediria esforços para montar um time Campeão. Mas o problema é que nos acomodamos com essa situação e a inércia de Ainge e Stevens que insistem com seus protegidos.

    Eese contrato com o Brown foi uma obcenidade. Insistencia com Ojeleie em quadra. Temos problema de garrafão a quantas temporadas? Será que o Ainge não teve tempo até hoje para resolver esse problema? E outro detalhe é Celtics em sua história sempre foi uma equipe de fibra, de Raça, e esse não é o perfil de seu técnico, que é um cara omisso e acomodado. Deitou em uma imagem do passado e não evolui em nada. È um cara que sabe que o emprego está garantido, seja qual for o resultadio da franquia. Stevens é uma Espécia de Wenger do Celtics, vai ficar aqui uns 50 anos sem ganhar nada e sendo enaltecido pela longevidade na franquia.

    Não acredito que brigamos pelo Título da Conferência. Não fico iludido com essa sequencia de vitórias contra os adversários mais fracos. Quando o jogo é mais pegado, com adversário de melhor qualidade, não conseguimos vencer. (Nem estou falando dos Pacers que é um time fraco) Nossas maiores promessas não irão evoluir nas mãos do Stevens. Tatum continua o mesmo, inconstante, e sem evolução defensiva. Brown é mais inconstante ainda, faz partidas maravilhosas e outras tenebrosas. Wanamaker não faz a diferença em um time contender. O que esse Ojeleye ainda faz em Boston? (Ultimos 2 jogos, 48 minutos em quadra e Zero pontos).

    Resumindo, ou se parte para uma mudança drástica na franquia, com troca de Tecnico e GM, ou vamos continuar no mesmo, se classificando para playoffs em virtude da fragilidade da conferência Leste, e caindo nas Semis para adversários melhores.

    Ficar se iludindo con vitórias sobre Bulls, . Knicks, Cavs, catado do GSW não vai adiantar nada. Melhor acordar enquanto é tempo.

  8. Raphael Ferraz

    Marco Antônio de Paula. Calma cara não eh pra tanto. Não eh fácil ganhar na NBA. Nosso time ainda eh muito novo. Eu concordo com vc com relação ao Ojeleye e ao problema de garrafão. No mais, temos que ter paciência. Tatum ainda tem 21 anos, Jaylen Brown 22. Eles vão evoluir e amadurecer com o passar do tempo.Estamos saindo de uma temporada desastrosa onde nada deu certo. Acho q não estamos indo tão mal. Temos um futuro, relaxa mano.

  9. Joao

    Tacko fall neles!!! O gigante ta de volta. Marcou 13 pontos em 14 minutos voltando de lesao. To acompanhando ele. Torcendo mto. Tomara q evolua cada vez mais.

    • Fernando Silva

      João estou com aqueles que acredita que podemos descobrir nosso 5 defensivo em casa. Mas, por enquanto, Rob Willy está bem a frente do Fall. Também torço pelo gigante, mas ainda é cru.

    • Raphael Ferraz

      Tacko Fall não passa de um sonho. O cara eh tão lento que não consegue ser titular nem na G-league. Não acredito que será jogador da NBA.

  10. RAFAEL BRITO SILVA

    N da pra mandar umas tranqueiras para o Kings em troca do Dedmon? Ele fez trabalhos decentes no Spurs e Hawks…
    Pelo que vi não está sendo utilizado em Sacramento

  11. Marchall

    Eu vou falar o que sempre falo desde o ano retrasado aqui. Enquanto Bad Stevens e Dany Aids não saírem do Celtics seremos um time fracassado.

    Tenho vergonha de ver esses caras no Celtics. Um é gerente amador e o outro é um menino que não perdeu a virgindade.

    Faltam homens no time. Mantem Kemba Walker e J.Tatum, o resto pode colocar em trade para buscar um grande center “Drummond” e fazer um “Big Three”.

    Complementa a posição de Ala e Ala Pivô com jogadores medianos que vão querer a todo custo jogar com o Big Three!

    • MARCUS VENICIO CAVASSIN

      Concordo com vc. Fora os dois, os outros são todos medianos. E faz 5 anos que não temos um pivô pra defender o garrafão. E é óbvio que sem defender o garrafão, não chega em final nem de conferência….

  12. MARCUS VENICIO CAVASSIN

    Ou traz um pivô dominante ou pode continuar se contentando com a ladainha do time competitivo e do ano que vem…. O que impressiona é a obviedade disso e os caras passarem 5 anos sem contratar a porra de um pivô…

  13. Claudio Almeida

    Tivemos DUAS OPORTUNIDADES de draftar Brandon Clarke, na 14 e na 20 e o que fizemos: na 14 pegamos Romeo Langford e na 20 entregamos de bandeja para o Philadelphia em troca de Carsen Edwards e pela 30 do Bucks de 2020; PIADA.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *