Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Pré-temporada 2016: Celtics 96 x 121 Knicks

O Boston Celtics disputou, na noite desta quarta-feira (19), o sétimo e último amistoso antes da temporada 2016/2017 da NBA, diante do New York Knicks, mas o resultado não foi o desejado pela torcida verde e branca no TD Garden. Poupando quatro de seus cinco titulares, o Alviverde testou todos os atletas de sua rotação diante dos Knickerbockers, mas não fez um bom jogo e foi derrotado por 121 a 96 pelos nova-iorquinos, em um jogo marcado pelo baixo nível técnico das duas franquias.

Sem Isaiah Thomas, Avery Bradley, Jae Crowder e Al Horford, além de contar com Amir Johnson por apenas nove minutos, o Boston Celtics teve que se apoiar nos seus jovens atletas. Principal escolha celta no NBA Draft 2016, o ala Jaylen Brown foi titular contra o Knicks e encerrou o jogo com 17 pontos, mesmo com o baixo aproveitamento nos arremessos de quadra e nos lances livres. O armador Terry Rozier, que também marcou presença no quinteto principal nesse último amistoso, fez 13 pontos, pegou dois rebotes e distribuiu duas assistências.

Entre os reservas do Boston Celtics, o maior pontuador foi o ala-armador R. J. Hunter: ainda ameaçado de dispensa, Hunter fez 12 pontos e pegou quatro rebotes, enquanto James Young, seu principal concorrente pela última vaga no elenco celta, flertou com um duplo-duplo, anotando oito pontos e pegando sete rebotes. O ala-pivô Jordan Mickey também esteve perto de um duplo-duplo, com 10 pontos e sete rebotes.

Já o New York Knicks, que não contou com Derrick Rose e Carmelo Anthony, contou com uma atuação inspirada de Kristaps Porzingis no TD Garden. Em 23 minutos, o ala-pivô letão anotou 20 pontos, pegou três rebotes e deu três tocos. Também ala-pivô, Kyle O’Quinn saiu do banco de reservas para fazer 13 pontos e pegar oito rebotes, seis deles na quadra de ataque. Os alas-armadores Sasha Vujacic e Ron Baker marcaram 12 pontos cada.

Apesar do tropeço diante do New York Knicks, o Boston Celtics encerra a pré-temporada com saldo positivo: além de melhorar o entrosamento entre seus principais atletas, testar alternativas para a rotação e acompanhar o desenvolvimento de seus jogadores mais novos, o Alviverde de Massachusetts conquistou cinco vitórias em sete duelos, tendo um aproveitamento de 71,4%.

O Celtics terá agora uma semana de treinamentos até o seu primeiro compromisso na temporada 2016/2017 da NBA, diante do Brooklyn Nets, na próxima quarta-feira (26), às 21h30 (horário de Brasília), no TD Garden. O Knicks, por sua vez, faz o seu último jogo de pré-temporada nesta quinta-feira (20), diante do Brooklyn Nets, no Barclays Center, e depois viaja para Cleveland, onde disputará a partida de abertura da temporada contra o Cavaliers, nesta terça-feira (25), na Quicken Loans Arena.

Destaques do Celtics

Jaylen Brown (17 pontos e três rebotes)

Terry Rozier (13 pontos, dois rebotes e duas assistências)

R. J. Hunter (12 pontos e quatro rebotes)

Jordan Mickey (10 pontos e sete rebotes)

Destaques do Knicks

Kristaps Porzingis (20 pontos, três rebotes e três tocos)

Kyle O’Quinn (13 pontos e oito rebotes)

Ron Baker (12 pontos e cinco assistências)

Sasha Vujacic (12 pontos e quatro assistências)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 comentários

  1. fecarmello

    Estou gostando muito desse Jaylen Brown, acho que foi a melhor escolha do Celtics nos drafts recentes. Apesar de achar que o Mickey está meio cru ainda, trocaria o Zeller e manteria ele no elenco, tem muito a evoluir.

  2. Roberto Donadone

    Acho que o Hunter ganhou a posição contra o Young, e Zeller é complicado, faz merda no ataque e na defesa.
    Não sei se é possível pelo CAP das equipes, mas seria uma boa uma troca pelo Faried, já vi o pessoal não gostando em outros posts, mas o Faried é um monstro fisicamente, Stevens o transformaria em um monstro na defesa, e rebotes não iriam faltar.
    Sobre a pré-temporada, foi positiva, deu pra ver a qualidade das unidades 2 e 3. Young mostrou uma evolução, uma pena que não mostrou vontade nos dois primeiros anos.

  3. Prefiro Hunter à Young! Acho ambos com potenciais semelhantes, mas com características pouco distintas! Daí na balança prefiro Hunter, porque com menos tempo no Celtics, gosto mais das atuações e vejo mais proveito futuro nele que Young(oscila muito e preguiçoso)! Zeller tinha tudo pra ser razoável, mas ele não se ajuda, já não é grande coisa e ainda oscila demais, só que sempre pra baixo!

    Brown é grata surpresa, se mostra o calouro mais regular nestes jogos junto a B.Hield na minha opinião!! Mas Hield com bem mais minutos por jogo e percentual abaixo do nosso!! Brown pode melhorar mais nos rebotes e poderia ir melhor se nos lances livres tivesse um percentual de 70-80%(houve ótimos jogos também)… acho que poderia focar nesses 2 quesitos! A verdade é que Brown mostra o que muitos não acreditavam, fico feliz pela personalidade e profissionalismo dele, gente assim costuma dar sorte na vida e espero que pelo bem do Celtics ele ao menos mantenha assim na season1 e depois suba seu nível!!
    *negativo é o Smart que se machucou!!

  4. Hunter ou Young = 6 ou meia duzia, não muda nada, 3 anos de Liga e pouca melhora.
    Ainda assim, o Young segue irritante toda vez que você olha os outros jogadores se matando e ele não se entregando 100%.
    No máximo, os dois são moedas de troca.

    O jogo de ontem foi uma verdadeira pelada, mas uma chinelada é sempre um bom aviso.
    Algumas notas menores:

    1. Mouse ainda está longe do que precisamos vindo do banco. Esperava bem mais, especialmente em posicionamento. Aliás, Zeller e Mouse foram esculachados pelo Porginzis, que distribuiu pregadas a torto e a direito (o Mickey tomou 2 tocos em sequência) e vem para ser AS esse ano,
    2. Estabelecemos uma diferença clara entre titulares e reservas. Alguém pode argumentar que Thomas-Bradley-Crowder-Horford-Jhonson ganhariam fácil dos Knicks. O fato é que não dá para saber até jogarem contra Rose-Lee-Melo-Porginzis-Noah. De verdade.
    3. Smart deve perder o início da season. Ele é importante para esse time pois pode cobrir a 1 e a 2.
    4. Sem Horford o time reserva perdeu qualquer noção de jogo inteligente. Virou tiro ao alvo e transição bem estranha.
    5. J Brown é muito rápido, mas ontem sofreu tocos e tomou vários chutes quando se perdia na marcação. Acho que é mais questão de tempo do que posicionamento, vide o problema de faltas dele no jogo dos Nets e nesse. Matou um buzz-beater na saída do 1 pro 2 tempo e deu um lindo drible giro + cesta no Porginzis. Gosto do jogo do cara, merece muitos minutos.

    Vai começar semana que vem!

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.