Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Pré-temporada: Celtics 111 x 105 Nets

Pela primeira vez desde que foi eliminado nos playoffs da Conferência Leste, após quatro derrotas para o Cleveland Cavaliers, o Boston Celtics jogou diante de sua torcida, no TD Garden. O reencontro na noite de segunda-feira (19), porém, foi mais animador pelo resultado do que pelo confronto propriamente dito, já que o Brooklyn Nets não utilizou os seus principais atletas e a equipe celta realizou uma série de testes, poupando os seus titulares. Apesar dos poucos momentos de brilho e sem lotação máxima em sua casa, o Celtics comemorou muito a vitória por 111 a 105, a quarta na pré-temporada da NBA.

Antes mesmo de começar a partida, o técnico Brad Stevens confirmou que três atletas seriam poupados: o armador Isaiah Thomas, o ala Jae Crowder e o ala-pivô David Lee. Atuando como sexto homem na ausência de Thomas, o calouro Terry Rozier fez uma grande partida em Boston, com 16 pontos, seis assistências, quatro rebotes e quatro roubadas de bola. Titular na posição 1, Marcus Smart anotou nove pontos e distribuiu quatro assistências.

Entre os titulares, o maior pontuador foi o ala-pivô Amir Johnson, que teve um excelente aproveitamento nos arremessos: com seis acertos em oito tentativas, o camisa 90 encerrou o jogo com 15 pontos. O ala Evan Turner, por sua vez, flertou com um triplo-duplo: 10 pontos, sete rebotes e seis assistências. Na rotação, os alas-pivôs Kelly Olynyk (14 pontos) e Jonas Jerebko (10 pontos) também tiveram participação decisiva.

Para o jogo no TD Garden, o Brooklyn Nets poupou mais da metade do elenco e apenas nove atletas estiveram em quadra. O croata Bojan Bogdanovic, que atuou por mais de 40 minutos, foi o cestinha do Nets e da partida, com 18 pontos, seguido por Thomas Robinson (15 pontos) e Justin Harper (14 pontos).

Depois de vencer o Nets, o Boston Celtics volta a jogar no TD Garden nesta quarta-feira (22), quando enfrentará o New York Knicks e iniciará o primeiro back-to-back de 2015/2016. O Brooklyn Nets, por sua vez, não terá mais compromissos pela pré-temporada e só volta a jogar no dia 28, quando recebe o Chicago Bulls, em seu primeiro duelo pela temporada regular.

Destaques do Celtics

Terry Rozier (16 pontos e seis assistências)

Amir Johnson (15 pontos e três rebotes)

Kelly Olynyk (14 pontos e quatro rebotes)

Destaques do Nets

Bojan Bogdanovic (18 pontos e quatro rebotes)

Thomas Robinson (15 pontos e nove rebotes)

Justin Harper (14 pontos e seis rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 comentários

  1. Renato

    Jogo que não dá para avaliar , já que o Nets veio com todo time reserva, única coisa boa de se ver foi a atuação de gala do Rozier, olha Ainge acertou ao escolher esse garoto tem muito talento,velocidade e explosão. Nossas escolhas draft foram muito boas esse ano, já que Hunter e Mickey também vem muito bem

    • The Real Jay

      Melhor draft do celtics em anos, eu que critiquei tanto o Rozier, ta queimando minha língua e de muita gente!!

      • Renato

        Posso estar enganado, mas o Hunter parece ter um teto maior que o do Rozier, talvez maior até que o do Smart, de qualquer forma, valeu a pena essa escolha até pq permite ao Ainge um pacote mais forte na busca de 1 all Star usando ele ou o Smart, já que é difícil acreditar que ambos vão se manter na equipe nos próximos anos jogando na mesma posição, e tendo o Thomas no banco.

        O que também pode acontecer é uma trade envolvendo o Bradley e o deslocamento do Smart para SG, aí ficaríamos com Smart-Hunter e Rozier-Thomas.

        vamos ver esse ano o draft foi muito positivo.

  2. […] oportunidades com o técnico Brad Stevens. Miller e Clarke atuaram por apenas 12 segundos cada um, na vitória sobre o Brooklyn Nets no TD Garden. Levi Randolph também esteve em quadra nos segundos finais do jogo contra o Nets, mas também teve […]

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.