Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Boston Celtics (17-10) x Atlanta Hawks (6-21)

Vivendo o seu melhor momento na temporada 2018/2019 da NBA, o Boston Celtics inicia, na noite desta sexta-feira (14), mais um back-to-back nesta edição da liga. Dono da quinta colocação da Conferência Leste, o time verde e branco de Massachusetts conta com o apoio da torcida no TD Garden para derrotar o Atlanta Hawks, que tem o terceiro pior desempenho da competição, em duelo que começa às 22h (horário de Brasília). Será o segundo duelo entre Celtics e Hawks na temporada: no dia 23 de novembro, em Atlanta, o Alviverde conquistou a vitória por 114 a 96.

Depois de um início irregular, com 50% de aproveitamento nas 20 primeiras partidas, o Boston Celtics está encontrando um rumo na temporada 2018/2019 da NBA. Com sete vitórias consecutivas, o maior campeão da história da liga se consolidou entre os oito melhores times da Conferência Leste e encurtou a distância para os líderes. Com essa boa fase, o apoio da torcida e diante de um adversário mais frágil, o Celtics quer manter o ritmo, engatar mais uma vitória e embalar ainda mais no torneio.

Para o jogo contra o Atlanta Hawks, o técnico Brad Stevens não poderá contar com o ala-armador Jabari Bird, suspenso após agredir e sequestrar a namorada, o ala-pivô Guerschon Yabusele, em recuperação de uma lesão no tornozelo direito, e o pivô titular Al Horford, que sofre com dores no joelho esquerdo. Além disso, o ala-armador Jaylen Brown está doente e ainda não foi confirmado para encarar o Hawks. Sem Horford, o Celtics deve continuar com Aron Baynes como pivô titular.

Enquanto o Boston Celtics vive um momento de afirmação na temporada, o Atlanta Hawks sofre para ser minimamente competitivo. Passando por um processo de reconstrução, a franquia da Geórgia sofreu cinco derrotas nos últimos seis jogos e despencou para a penúltima posição da Conferência Leste. Sem muitas pretensões diante do favorito Celtics, o Hawks espera apenas jogar de igual para igual e, quem sabe, beliscar uma improvável vitória.

Em sua primeira temporada no comando do Atlanta Hawks, o técnico Lloyd Pierce terá alguns problemas na montagem do quinteto e da rotação da franquia da Geórgia. Entre os desfalques do Hawks, estão os alas Taurean Prince e Alex Poythress, o ala-pivô Omari Spellman, e o pivô Miles Plumlee. Diante dessas baixas, o Hawks aposta todas as suas fichas no seu perímetro, formado pelo ala-armador Kent Bazemore e pelo armador calouro Trae Young, especialista em arremessos de longa distância.

FICHA TÉCNICA

Local: TD Garden (Boston, MA)

Horário (de Brasília): 22h

Transmissão: NBA League Pass

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Marcus Smart, Jayson Tatum, Marcus Morris e Aron Baynes. Treinador: Brad Stevens

ATLANTA HAWKS: Trae Young, Kent Bazemore, Kevin Huerter, John Collins e Dewayne Dedmon. Treinador: Lloyd Pierce

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 comentários

  1. Murilo

    O Robert Williams é uma máquina de tocos kkkkk

  2. Erondi Nunes

    Repararam q o ataque vem melhorando muito nessa temporada, todos os anos de Brad Stevens sempre tivemos uma defesa forte e um ataque nem tanto, parece q finalmente estamos chegando a um meio termo

  3. Marcos

    Pedir espaço para parabenizar o Franca Basquete, o Boston Celtics do Brasil (11x camp. BR, 6x sul-americano, etc), por mais um título Sulamericano que acabam de ganhar na Argentina com quadra molhada de chuva e tudo.

    E maior parte de jogadores formados na base (o Didi deve ser selecionado no próximo draft da Liga).

    Abs verdes,

  4. Gostei muito do Hayward hoje, mesmo não jogando muitos minutos conseguiu pontuar bem e mostrou muita confiança, acho que está próximo de recuperar sua forma ideal. Quanto ao nosso calouro, sempre que o time do Atlanta ia pra dentro do garrafão e o moleque estava em quadra eu já não piscava esperando o toco kkkk

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.