Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Wizards 99 x 94 Celtics

Uma atuação abaixo das expectativas, com claros sinais de desgaste físico, foi o suficiente para que o Boston Celtics interrompesse o bom momento na temporada 2019/2020 da NBA. Em seu terceiro compromisso em quatro dias, o time verde e branco de Massachusetts não conseguiu repetir as boas atuações das últimas semanas e foi derrotado pelo Washington Wizards por 99 a 94 na noite de segunda-feira (6), na Capital One Arena.

Ainda sem Kemba Walker, poupado por causa de uma gripe, o Boston Celtics teve uma péssima produção na quadra de ataque e sempre esteve atrás do Washington Wizards no placar. Tendo que lidar com seis desfalques, o Wizards aproveitou bem o fator casa, chegou a abrir 11 pontos de vantagem e não teve muitas dificuldades para confirmar a vitória, mesmo depois que a equipe celta esboçou uma reação e chegou a empatar o jogo no início do último quarto.

Mais uma vez, o ala-armador Jaylen Brown chamou a responsabilidade pelo Boston Celtics na ausência de Kemba Walker e encerrou o jogo como cestinha da equipe verde e branca, com 23 pontos. Além disso, Brown pegou 12 rebotes e registrou mais um duplo-duplo na carreira. Os principais auxiliares de Brown foram os alas Jayson Tatum, com 17 pontos, e Gordon Hayward, que fez um duplo-duplo com 10 pontos e 10 rebotes.

Pelo lado do Washington Wizards, o armador Ish Smith fez uma grande partida: saindo do banco de reservas, Smith foi o cestinha da partida, com 27 pontos, e ainda contribuiu com quatro rebotes e quatro assistências. Entre os titulares, o ala-armador Jordan McRae teve uma boa atuação, com 19 pontos e sete rebotes, seguido pelo ex-celta e armador titular Isaiah Thomas, que fez 17 pontos.

Mesmo com o tropeço fora de casa, o Boston Celtics permanece na vice-liderança da Conferência Leste, com 25 vitórias em 34 partidas e 73,5% de aproveitamento. O Alviverde está a cinco jogos de distância do primeiro colocado Milwaukee Bucks. Já o Washington Wizards, com 12 vitórias em 36 duelos e 33,3% de aproveitamento, está na 12ª posição do Leste, ainda distante da briga por uma vaga nos playoffs.

Depois de ser derrotado em Washington D.C, o time do Boston Celtics inicia, nesta quarta-feira (8), mais um back-to-back na temporada 2019/2020 da NBA. O primeiro dos compromissos seguidos do Alviverde será contra o San Antonio Spurs, a partir das 21h (horário de Brasília), no TD Garden. Na mesma data e horário, o Washington Wizards enfrenta o Orlando Magic, em duelo marcado para o Amway Center.

Destaques do Wizards

Ish Smith (27 pontos, quatro rebotes e quatro assistências)

Jordan McRae (19 pontos e sete rebotes)

Isaiah Thomas (17 pontos e três assistências)

Destaques do Celtics

Jaylen Brown (23 pontos e 12 rebotes / duplo-duplo)

Jayson Tatum (17 pontos, duas assistências e dois tocos)

Gordon Hayward (10 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

16 comentários

  1. Fernando Silva

    3 jogos em 4 dias.

    Cansados.

  2. Deveriam acabar com os back to back, tem calendário para fazerem isso, diminuiriam os números de lesões, e aumentaria mais o espetáculo, pois os times não precisariam poupar tanto assim os melhores jogadores.

  3. Marchall

    Sempre a desculpa de cansaço e ainda aparecem por aqui defensores do Ainge. Somos o time do quase, quase ganhamos sempre. Vamos comemorar?

    Enquanto não houver ousadia do Ainge em fazer trades por jogadores que realmente decidem em quadra seremos eternamente o time do quase.

    Drummond já declarou que quer sair dos Pistons. Porque não oferecer um dos JJ + G.Hayward + pick?

    Para muitos tomaremos prejuízo, mas pegaríamos o melhor center da NBA e manteríamos um dos JJ aqui. Teríamos um “Big Three” para bater de frente com os Lakers/Clippers.

    Ex:

    J.Tatum + K.Walker + Drummond

    • Jaylen Brow + Gordon Hayward no Drummond, não faria essa loucura nunca.

      • Gz

        Que tara é essa pelo Drummond??? Ele tem mto hype por ser um reboteiro acima da média, mas não é tudo isso…alem de tudo é FA no fim da temporada, dar um jovem que provavelmente será All Star já esse ano com contrato novo por ele é uma loucura sem tamanho.

        • Fernando Silva

          Já na minha humilde opinião, não aceito qualquer trade que envolva Kemba, JB, GH ou Tatum.

          Temos Smart (que também não gostaria de perder mas sem oferece-lo não há trade para trazer um pivô que nos eleve de patamar) e Theis.

          Smart, Theis, novatos e picks. Se quiser levar Wana e Semi nos reforça.

          O que podemos conseguir?

          Temos opções interessantes para reforçar o banco e não envolver nenhum dos nossos titulares em trades (e nem Smart).

          Também é uma opção a considerar.

  4. Joao

    Eu nao costumo comentar o comentario de ninguem. Mas entregar um dos JJ é mra burrice. O drummond nao é o melhor center da nba. É apenas o melhor nos rebotes. Ele nao é um craque para fazer parre de um big 3. O banco continuaria deixando a desejar, o q é o josso problema hj. Pra mim é so dar menos chance pra wanna, ojeleye. Dar mais chance para o water, langford, grant…. e tacko!! Qdono kanter tiver tomando baile como na ultima partida, fazendo merda atras de merda. Bota o tacko ou williams (de vidro).

  5. R2

    Bem… tivemos um “post” massa explicando pq Theis tem dado conta e coisa e tal… não sou especialista pra dizer que não, a explicação me pareceu bem racional e fundamentada, mas falando como torcedor, também acho que nossa primeira unidade ainda está desequilibrada, não sei se pelo fato de Tatum, Brown e GH terem características muito parecidas, ou se realmente nos falta um pivô. Pra mim, se tivéssemos um cara mais dominante ao menos defensivamente entre a 4 e a 5, teríamos uma unidade mais equilibrada.
    Mas concordo que não vale a pena termos a necessidade de um top10 nessas posições, melhor um cara “bom” que nos permita ter espaço para ter mais 1 ou 2 peças mais consistentes vindas do banco.

    Vejo com bons olhos aproveitar o bom momento do Brown para envolvê-lo em uma negociação que de preferencia mande Ojeleye junto para trazer alguém mais qualificado para a posição 5 ou no mínimo para a 4 e um reforço para o banco, e tentar uma troca para o R.Willians e um dos rockies ou pick para trazer outro reforço. Assim ficariamos com:
    Kemba – GH – Tatum – 4 – Theis (Smart, langford, Grant Willians, kanter e os 2 reforços)
    ou
    Kemba – Smart – GH – Tatum – 5 (langford, kanter, Grant Willians, Theis e os dois 2 reforços).

    É uma grande mudança, mas teríamos um elenco mais qualificado pensando nessa pos-temporada, afinal com os moleques no banco, teremos mais um ano apenas esperando nossos jovens ganharem experiência.

    • Gz

      Brown é um quase All Star, jovem, com contrato renovado, bom defensor e vem sendo o melhor jogador nosso na temporada, não tem o pq trocar ele!

      • R2

        Sim, eu concordo, mas temos a renovação de Tatum logo a frente e mesmo com GH em franco processo de recuperação ele ainda não está tão valorização quanto Brown nesse momento, e mesmo que estivesse, trocá-lo é estrategicamente estranho, principalmente depois do caso do baixinho Thomas.
        Estamos com Kemba, GH e JB com contratos grandes, acho difícil dar um bom contrato para Tatum e fazer caber novas peças para tornar esse elenco melhor.

  6. Marchall

    O que é melhor pegar o Drummond que é um jogador decisivo tanto defensivamente quanto ofensivamente ou manter os JJ e ser o eterno time do “ano que vem nós vamos ganhar”!

    Vocês acham mesmo que algum time vai aceitar um All Star pelo Gordon Hayward? Ta na hora de sair do vídeo game. Se quiser jogador bom tem que oferecer jogador bom.

    Banco fortalece com trades menores e FA veteranos. Sou Celtics, mas aprendam com os Lakers, pegaram Anthony Davis e deram Ingram + Lonzo Ball + picks e reforçaram o banco com Howard.

    Não é feio elogiar o rival não, feio é ficar com medo de trocar jogador jovem nosso e nunca ganhar nada rs.

  7. Joao

    Pois é, so q o AD acabou de negar uma renovacao de contrato e deve testar a FA parça. Tem q pensar no futuro tb. No presente e no futuro. O JB vale mais q o drummond a nba inteira sabe disso. O drummond ta com 30 anos e final de contrato. Eu daria o hayward e a pick. Se quiser leva um dos novatos tb.

  8. Marchall

    Drummond tem 26 anos e média de 20pts e 17rb por jogo cara. Sério que você acha que não vale a pena trocar um dos JJ + Hayward nele?!

    Bom.. opinião é opinião né!
    Pra mim pensar no “futuro” é fazer boas escolhas nos Drafts e não pegar anões todo ano.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *