Celtics 117 x 108 Wizards

Além de enfrentar o Washington Wizards, no TD Garden, pela temporada 2016/2017 da NBA, o Boston Celtics tinha outros desafios na noite desta quarta-feira (11): superar o desgaste físico de um back-to-back e uma viagem de avião em menos de 24 horas, lidar com o desfalque de cinco atletas, ou seja, 1/3 do elenco, e se reabilitar da derrota para o Toronto Raptors, que trouxe desgaste emocional e dor de cabeça na classificação da Conferência Leste. A missão era complicada, mas o Celtics, empurrado pela torcida e contando com mais uma atuação brilhante do armador Isaiah Thomas, cumpriu o seu papel com louvor e bateu o Wizards por 117 a 108.

Mesmo vindo de back-to-back, Celtics e Wizards estabeleceram um ritmo forte nos primeiros minutos de jogo. Liderado por Jae Crowder, o Alviverde começou melhor e fechou o primeiro quarto com a vitória parcial por 36 a 35. Porém, o Washington se recuperou, virou o jogo na metade do segundo período e não largou mais a liderança até o intervalo.

Sentindo o bom momento e o desgaste do Boston Celtics, o Washington Wizards abriu 10 pontos e colocou o time de Massachusetts em uma situação delicada para o último quarto. Entretanto, o Celtics tem Isaiah Thomas: com 20 pontos nos 12 minutos finais, o armador comandou a virada e a vitória da equipe verde e branca, para delírio da torcida em Boston.

Dono de um aproveitamento de 48,3% em 29 arremessos, Isaiah Thomas foi o cestinha do Boston Celtics e da partida, com 38 pontos. Além disso, o camisa 4 pegou seis rebotes e distribuiu cinco assistências. Depois de se envolver em uma polêmica com torcedores celtas e registrar três partidas seguidas com menos de 10 pontos, o ala Jae Crowder se redimiu e foi peça fundamental na vitória sobre o Wizards, com 20 pontos e cinco rebotes. O pivô Al Horford ficou perto de um duplo-duplo, com 16 pontos e nove rebotes, enquanto o armador reserva Terry Rozier fez 11 pontos.

Pelo lado do Washington Wizards, o destaque foi o ala-armador Bradley Beal, que anotou 35 pontos, enquanto o ala Otto Porter Jr fez 20 pontos. O ala-pivô Markieff Morris quase anotou um duplo-duplo, com 14 pontos e nove rebotes. Principal jogador da franquia da capital dos Estados Unidos, o armador John Wall não foi bem no ataque e anotou apenas nove pontos, mas distribuiu 10 assistências e pegou sete rebotes.

Com a vitória em casa, o Boston Celtics manteve a terceira colocação da Conferência Leste, com 24 triunfos em 39 jogos e 61,5% de aproveitamento. O Alviverde está agora com uma vitória a menos e uma partida a mais que o vice-líder Toronto Raptors. Já o Washington Wizards, com 50% de aproveitamento em 38 duelos, caiu para a oitava posição do Leste, no limite da classificação para os playoffs.

O Boston Celtics volta a jogar pela temporada 2016/2017 da NBA na noite desta sexta-feira (13), diante do Atlanta Hawks, na Philips Arena. A partida, que começa às 23h (horário de Brasília), terá transmissão da ESPN para todo o Brasil. O Washington Wizards, por sua vez, recebe o Philadelphia 76ers neste sábado (14), no Verizon Center.

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas (38 pontos, seis rebotes e cinco assistências)

Jae Crowder (20 pontos e cinco rebotes)

Al Horford (16 pontos e nove rebotes)

Destaques do Wizards

Bradley Beal (35 pontos e quatro assistências)

Otto Porter Jr (20 pontos, seis rebotes e cinco assistências)

Markieff Morris (14 pontos e nove rebotes)

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 25 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo, repórter esportivo do Imirante.com e colaborador do Futebol Maranhão. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

6 Comentários

  1. Francisco Machado disse:

    Crowder descobriu que pontuar faz bem. E impressão minha ou ele anda com a cabeça muito esquentada ultimamente. Não sei o q o Wall falou, mas parecia q ele tava de boa, o Crowder q veio encarando e apontando o dedo.
    IT vai pro 4/4 no modo Deus. Como joga nos momentos decisivos.
    Horford q tem q buscar mais o jogo no garrafão. O arremesso de 3 tem q ser um plus, pra um Center, não carro chefe dele. No primeiro tempo que tava trombando e pontuando na area pintada era o Smart.
    Smart q voltou a levantar muro, mas temos q levar em conta q quem mais foi sacrificado foi ele, diversas vezes sendo deslocado pra 3.
    Partida normal do Mickey, foi titular mas jogou apenas 13 min, entao nao da pra levar muito em conta os numeros. Pegou rebote ofensivo importante, pontuou cavando falta e bloqueou. Basicamente isso. Nao foi mal, mas confesso q esperava mais sangue nos olhos.
    Agora, é muita emoção pro nosso coraçãozinho celta em. Terça foi o Sully, e ontem quem estava no banco………. ele msm…..Marcus Torto.
    Lembrando q o cara q destruiu ontem veio numa troca dele mais uma pick de final de primeiro round, q acabou virando o Labissiere.

    0

    0
  2. Lucas Oliveira disse:

    Crowder Crowder, nem quando joga bem dá para elogiar últimamente… Não houve nenhuma declaração esclarecedora sobre o caso, me parece que os jogadores do Wizards estavam falando besteira, especialmente para o IT e talvez reclamando da jogada de cotovelada do Green (estou supondo aqui), mas nada disso justifica o que aconteceu no final.
    Não pelo Wall que é bem nojentinho, mas pq essa atitude pode levar a suspensão em um momento onde já estamos sofrendo com lesões, isso depois de uma vitória! Imagine o que ele teria feito se tivesse perdido…
    Pior que agora que todos queriam uma resposta o Twitter dele está em silêncio, mas vou acreditar que isso é a comissão técnica tendo de colocar a cabeça dele no lugar de novo.

    0

    0
  3. Rodney Oliveira disse:

    Ótima vitória depois de um revez q ainda incomoda!
    Smart todo jogo esta arrumando alguma briguinha besta em…

    0

    0
  4. Lucas Oliveira disse:

    Matéria do SB Nation mostrou uma comparação entre as temporadas do Isaiah e do Allen Iverson com 27 anos. Para quem dúvida do Thomas ainda eu sugiro olhar esse números:

    Pontos positivos jogo:
    Iverson – 27.6
    Thomas – 27.8

    FG%:
    Iverson – 41.4%
    Thomas – 45.3%

    3PT FG%:
    Iverson – 27.7%
    Thomas – 36.4

    FT%:
    Iverson – 77.4%
    Thomas – 90.5%

    AST/GAME:
    Iverson – 5.5
    Thomas – 6.4

    Min/Game:
    Iverson – 42.5 min
    Thomas – 33.5 min

    Isaiah literalmente está pontuando mais e dando mais assistências por jogo com 9min a menos de quadra do que um dos melhores jogadores da história da NBA. Sim, o Iverson era um defensor impressionante também e o site não deu os dados de defesa, mas ainda assim são dados impressionantes!

    0

    0

Deixe um comentário