Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Filho de lenda do basquete comenta a possibilidade de ser escolhido pelo Celtics

Durante a última semana, o Celtics convocou o prospecto Domantas Sabonis para realizar um treino particular em Boston.

Como o nome indica, o jogador, oriundo da Universidade de Gonzaga, é filho da lenda Arvydas Sabonis, ex-pivô lituano que fez história no basquete mundial, tendo chegado à NBA já em fim de carreira. O genitor de Domantas, inclusive, junto dos empresários de seu filho, decidiu que o jovem jogador só realizará treinos particulares para quatro franquias, sendo o Celtics uma delas. As demais são Phoenix Suns, Toronto Raptors e Utah Jazz.

“Nossa, meu pai é um grande torcedor celta”, confessou Domantas. “Seu jogador favorito, até os dias de hoje, é Larry Bird. Sua cor favorita é verde, então, esse é mais um motivo para ele ser um celta. Meu pai simplesmente ama tudo sobre essa franquia – a tradição, a história vitoriosa, os craques que passaram, etc”, explanou o jogador de 2,11 metros.

Entretanto, vale ressaltar que todo esse amor do seu pai pelo Celtics, não o impediu de ser um mini-carrasco da equipe de Boston. Afinal, Sabonis teve médias de 13.8 pontos (sua quinta maior média contra qualquer adversário na NBA) e 7.4 rebotes por jogo, com aproveitamento de 58% nos arremessos, em partidas realizadas contra o Celtics. Sabonis, o pai, jogou na NBA por 7 temporadas, todas sob o uniforme do Portland Trail Blazers.

O Celtics, sem guardar qualquer rancor, mostrou-se feliz de ver que Domantas herdou o talento do pai em pontuar no garrafão, bem como por possuir qualidade no passe. Sendo assim, a equipe de Boston colocou o lituano em sua lista de alvos possíveis de serem recrutados com a 16ª escolha do próximo recrutamento (escolha essa adquirida a partir da troca que enviou Rajon Rondo para o Dallas Mavericks).

“Eu reconheço que devo melhorar em todas as áreas do jogo”, disse o humilde Sabonis. “Eu preciso e quero melhorar em tudo. Todavia, eu digo de antemão que, desde já, eu sou capaz de trazer rebotes e raça para ajudar o time que vier a me escolher. Eu acredito ser capaz de dar bons passes e achar boas oportunidades de pontuação para meus companheiros de time. Eu sou, também, uma arma segura para trazer pontos no garrafão”, disse o lituano, fazendo questão de mostrar suas características também para a imprensa.

O big man ostenta 61.1% de aproveitamento em seus arremessos tentados, na última temporada universitária. Sabonis pontuou, quase que exclusivamente, no garrafão. A par disso e do momento atual da NBA – que valoriza espaçamento e arremesso de média-longa distância -, o lituano faz questão de mencionar que vem trabalhando no seu jump shot.

“Essa é uma das áreas do meu jogo em que mais venho trabalhando. Eu quero aumentar meu arsenal ofensivo e provar para todos, inclusive para mim, que sou capaz de acertar arremessos de maior distância da cesta”, declarou o filho de Arvydas.

Domantas, ainda, teve de lidar com a pergunta que persegue filhos de craques: afinal, o seu jogo lembra o do seu pai?

“Difícil dizer”, disse o constrangido jovem jogador. “Meu pai é meu grande ídolo. Aos meus olhos, ele é o melhor jogador que existe. Eu não acredito que vá existir outro igual a ele. Eu sempre vejo vídeos do meu pai e fico impressionado com a inteligência do seu jogo, de como ele era capaz de dar bons passes e achar jogadores para pontuar. Ele fazia seus colegas de time virarem jogadores melhores, e isso é o que o torna tão especial”, derreteu-se o orgulhoso filho.

Por fim, o prospecto de 20 anos revelou como seu pai tem lidado com a proximidade do 2016 NBA Draft:

“Ele está muito ansioso e preocupado”, admitiu Domantas. “Ele quer assegurar, de todas as formas, que eu encontre o lugar ideal. Ou seja, um local no qual o treinador goste de meu jogo e que seja uma equipe disposta a me desenvolver como jogador”.

Abaixo, seguem 2 vídeos do big man Domantas Sabonis. No primeiro, são exaltadas as qualidades do lituano. No segundo, já são expostas as fraquezas em seu jogo.

Acreditam que o filho da lenda lituana possui a mesma qualidade que o pai? Caso o Celtics mantenha a 16ª escolha, vale a pena utilizá-la em Domantas Sabonis? Exponha sua opinião abaixo.

– Pontos Fortes:

https://www.youtube.com/watch?v=SzMGFCgMdNI

– Pontos Fracos:

https://www.youtube.com/watch?v=BAnOPGhjIyQ

 

 

Author avatar
Rômulo Portugal
Rômulo é carioca, advogado, e fã de futebol, NBA e NFL. Acompanha o Celtics desde 2003. Seu fanatismo pelo maior campeão da NBA o fez torcer para os demais times de Boston. Como bom carioca, é Vascaíno. Tem Paul Pierce como primeiro e grande ídolo na NBA.

6 comentários

  1. Vinicius Simões Bravo

    Se jogar o que o pai jogou, vai estar de ótimo tamanho na 16ª escolha.
    Mas é provável que saia antes.

    Caso fique, a escolha nele deveria ser óbvia ao meu ver.

    E é algo que nos deixa contente ver que o Sabonis Pai tem tanto apreço pela nossa franquia.
    Pra mim ele foi o precursor no conceito de Pivô Arremessador. Se hoje os Pivôs da liga buscam mais o arremesso de fora, pra mim isso se deve a Arvydas Sabonis.

  2. Oberdan Gonzalez

    Não sei se vcs viram o Sabonis jogar(eu acompanhei muito). O único pivô que tinha um passe igual era Olajuwon. Muita classe. Arremessava muito. Muito bom defensor. Ótimo no garrafão. Enfim… um MONSTRO !

    Se jogar o que o pai jogou, a pick 1 vai estar de ótimo tamanho(rsrsrs).

    Abs.

  3. Fernando C. da Silva

    Se jogar 50% que o pai, 16° será mais do que ótimo.

  4. Lucas Oliveira

    Acho mais provável como prospecto para pick 21 (?) que seria a nossa pick de direito, do que para a 16, tem gente melhor para a 16.

  5. felipe fernando

    Sabonis sai antes com certeza

  6. […] Filho de lenda do basquete comenta a possibilidade de ser escolhido pelo Celtics […]

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.