Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Finais do Leste – Boston Celtics (0-1) x Miami Heat (1-0)

Após começar a série com uma dura derrota na prorrogação, o Boston Celtics entra em quadra na noite desta quinta-feira (17) pressionado para conquistar uma vitória e empatar a série em 1-1 contra o Miami Heat. O jogo terá transmissão para todo Brasil às 20h00 (Horário de Brasília) na ESPN e no NBA League Pass.

Mesmo parecendo um time superior desde o tapinha inicial, o Boston Celtics não conseguiu segurar a boa vantagem que conquistou no início do primeiro quarto e após um péssimo segundo período, foi aos vestiários com o placar empatado em 55 x 55. No segundo tempo, o Celtics voltou com força total e abriu vantagem, entrando no último período de jogo com 12 pontos de frente. Em um ótimo último quarto, a equipe da Flórida conseguiu encostar no placar, com excelente desempenho de seus chutadores e conseguiu forçar a prorrogação após o chute de Jayson Tatum no estouro do cronômetro ficar curto. Na prorrogação, a equipe Celta visivelmente cansada após uma série de 7 jogos, não conseguiu o resultado e saiu derrotado por 117 x 114.

Um dos grandes pontos negativos na primeira partida por parte do Boston Celtics, foi o desempenho do armador Kemba Walker que apesar dos 19 pontos marcados, converteu apenas 6 dos 19 arremessos de quadra tentados e apenas uma em nove bolas de três. O camisa 8 reconheceu o fraco desempenho em entrevista para a ESPN americana.

A boa notícia para a equipe do Celtics é a possível volta do ala Gordon Hayward, que foi listado como dúvida para a partida de hoje a noite. É a primeira vez desde o segundo jogo contra o Philadelphia 76ers em que Hayward não é listado como desfalque certo. É provável que o retorno do ala não aconteça na partida de hoje, mas ao que tudo indica os jogos 3 ou 4 podem trazer boas notícias para o torcedor Celta, já que Hayward é visto por muitos como fator de desequilibro a favor do Boston Celtics contra o Miami Heat.

A equipe de Boston busca dar a volta por cima e vencer o segundo jogo, para não se complicar de vez na série e ficar mais distante da tão sonhada vaga nas finais da NBA.

FICHA TÉCNICA

Local: AdventHealth Arena (ESPN Wide World Of Sports Complex, FL)

Horário (de Brasília): 20h00

Transmissão: ESPN e NBA League Pass

BOSTON CELTICS: Kemba Walker, Marcus Smart, Jaylen Brown, Jayson Tatum e Daniel Theis. Treinador: Brad Stevens

MIAMI HEAT: Goran Dragic, Duncan Robinson, Jimmy Butler, Jae Crowder e Bam Adebayo. Treinador: Erik Spoelstra

Author avatar
Lucas França
Mineiro de Belo Horizonte, 24 anos, minha vida se resume ao Galo e ao Celtics, pivô nas horas vagas, tenho como maior ídolo Paul Pierce. Sempre busquei um lugar para falar do Celtics e da NBA, um só não é suficiente, então falo por aqui, pelo Celtão M1L GR4U (@Celtao17) no twitter e outros 450 blogs e perfis.

63 comentários

  1. Marco Antônio de Paula

    Jogo importantíssimo para nossas pretensões na série. Vitória tem que vir de qualquer maneira. Time tem condições para vencer? Sim. Mas tem que eliminar os erros bobos. Esse tipo de jogo é decidido nos detalhes. Precisamos jogar mais focados na defesa e tomar as melhores decisões no ataque. Esse time precisa muito do trabalho de seu técnico nesse momento. Ele tem que chamar a responsabilidade para definir o jogo no momento chave. Miami venceu o tltimo jogo na base da paciência e experiência. Eu já havia mencionado aqui. A chave da vitória dessa séria está em 3 pilares: Tatum, Kemba e Stevens. Kemba e Stevens ainda estão devendo.

  2. Por uma questão de superstição, espero que seja Rômulo o narrador hoje.

    Assim como no Jogo 4 contra o Raptors, o jogo de hj é 50% controle dos nervos e psicológico.
    Os outros 50% tem nome e sobrenome Kemba Walker.
    Precisamos do melhor dele para avançar.

    Usar um pivô (Robin, Kanter) para substituir o Theis caso ele seja expulso por faltas tb ajudaria.

    Abs verdes,

    • Leonardo Gabriel

      Kembinha tá no jogo… enfim.
      Kanter deve estar com covid… bixao tá ofegante, parece um bonecao correndo, zueira a parte, boa contribuição de pontos.
      Boraa celtão

  3. Leonardo Gabriel

    E arbitragem começa a atrapalhar nosso jogo.
    Dois lance em cima do Theis… relogio estourado foi pra pula2, cara meteu o braço na cabeça dele e também nada.
    Cworder crava falta.
    6 pontos dos árbitros

    • Marcos

      Nada de desculpinha. Abrimos mão de 17 pontos de vantagem no 3o quarto.
      O juíz arruinou 17 pontos?

      Saber assumir erros é o primeiro passo dos vencedores.
      Terceiro quarto desastroso.

      Abs verdes

      • Leonardo Gabriel

        Concordo Marcos.
        Mas isso aí desanima qualquer time, ainda mais com um técnico morto.
        Mas de toda forma a estatística mais preocupante do 3q foi os arremessos. 11 tentativas. Onzeee em 12minutos? Nem na pelada aqui da praça conseguimos tal feito.

      • Silvio Freitas

        Todo terceiro tempo e assim. Essa porcaria desse técnico da instrução o time se ferra. Uma lástima E o que é pior deixa perder toda vantagem pra pedir tempo. Um idiota

  4. Marcelo Gouveia

    Deve ter algum X9 no vestiário do Boston, repassando pros adversários os acertos do intervalo. Num é possível. Todo 3o quarto é assim.

  5. Marcos Pastich

    Eita time pra gostar de entregar o jogo! Se tiver com 200 pontos na frente, no último quarto, ainda não dá pra acreditar na vitória…

  6. tom

    37a17 terceiro quarto
    Lamentável… Tatum indo pro desespero na última posse, defesa tosca..
    Esse time do heat montado em um ano é melhor que o nosso com essa base de 3…. O ataque deles é mortal!

  7. Lucas Soares Jardim

    Depois dessa bola de três do Olynyk… Tá parecendo que não é nosso dia.

  8. PHABIO PASSSOS

    Poxa que treinador que dorme no jogo e so gosta de chupa de chiclete, e tao ZÊ CHICLETE,, que treinado pê de chinelo e treinador universitária, ele ver o time ganhar de 13 pontos, ver outro crescendo o jogo e não para o jogar e nao muda nada e deixou virar e abrir 7 ou 8 pontos…. QUE TREINADOR PORCARIA E ELE AINGE ESTÃO ACABANDO O CELTICS….NÃO VAMOS VER esse time NUNCA MAIS CAMPEÃO, com esses dois juntos, nao saber draftar e so traz anão….. NOS TORCEDORES SOMO OTÁRIOS TORCE PELO CELTICS, ESTOU EM SENTINDO UM OTÁRIO VER OS JOGOS DO CELTICS, que tenho saudade dos time dos anos 90 que tinha mais vontade e garra do que esse TIME DE PRINCESINHA E DONZELAS, isso CANSA;;;

  9. Ricardo

    Qual o problema que o treinador tem com o Rob Willians? Não coloca o cara pra jogar…

    • Marco Antônio de Paula

      Zé Chiclete é um cara que tem sua panelinha na rotação. Wanamaker, Ojeleye e Grant Willians. Ele prefere colocar Grant Willians no garrafão do que deixar o Robert Willians jogar. Resumindo, o fracasso não acompanha ele do nada.

  10. Lucas Soares Jardim

    Tem que valorizar também o timaço que é Miami, os caras tem um elenco absurdo e tudo tá caindo do lado deles. O tanto de arremesso com cronometro apertando e marcação forte que eles acertam é absurdo.

  11. Marcos

    Hj foi humilhação.
    Perdemos frente de 17 pontos, psicológico horrível.
    Treinador não conseguia nem responder pergunta, super perdido.

    Eu só espero que o Tatum renove a tempo de termos um técnico decente daqui a dois anos.

    Abs verdes,

  12. tom

    dragic, Butler e bam adebayo…. Que chocolate de basquete que tomamos. Que diferença faz um pivô de verdade…
    Pode falar o que for do Stevens, mas o time tem pipocado forte também. Dois jogos com diferenças grandes que simplesmente entregou.

  13. tom

    Realmente heat é bom mas nosso time não consegue finalizar os.jogos…

    • Sandro

      Concordo Tom, não sou muito fã do BS também, mas os jogadores tem que ser responsáveis…eles que estão pipocando dentro de quadra. Perder outra vantagem gigante…esse time come merda no intervalo. E outra, se esse time jogando desse jeito pega os amarelos na final toma um espanco

      • Fernando Silva

        No meu entender nos falta maturidade.

        Mesmo Kemba nunca esteve na situação atual de chances reais de conquistar a conferência.

        Em decorrência:

        1. Temos dificuldade de administrar os momentos decisivos dos jogos. Desta vez Miami, que estava bem atrás, sentiu que precisava se entregar no Q3, ou no Q4 o jogo já estaria perdido. Conseguiram uma improvável virada já no Q3.

        2. Temos dificuldade em fechar os jogos.

        3. Optamos pelas jogadas mais difíceis com frequência.

        A opção pelo time de bons moços, exceto Smart, cobra seu preço.

        E a equipe é inteiramente alinhada ao mesmo perfil, salvo Smart.

        Não vejo a série como perdida AINDA.

        A mim fica evidente que o ponto é emocional. Precisamos aproveitar as finais.

        Quando temos os nervos em ordem, a atitude natural em quadra, dominamos o Heat.

        Mais uma vez vencemos 3/4.

        Porém perdemos o jogo no já famoso apagão.

        Problema grave e talvez insuperável: o comandante padece da mesma ausência de liderança que toma as decisões que dão norte ao time.

        Em resumo: mais uma vez perdemos para nós mesmos.

        Com este modo de entender os 2 jogos, eu não deixo de observar os méritos do Miami e do seu técnico.

        Aliás, na fase anterior eu chamei atenção ao fato de que o Heat poderia aprontar em cima dos Bucks e fui claro ao dizer que corríamos risco nesta série.

        Porém, estou de acordo com quem acha que, com material humano mais limitado, o técnico adversário consegue mais dos seus jogadores.

        O que nos resta?

        Ou a volta de GH DESDE QUR APTO FISICAMENTE, nós concedo tamanha vantagem em talento que passaremos a vencer bem, ou uma nova liderança.

        Sobre a liderança minha preocupação: quem?

        Smart penso ter o coração, mas precisamos de mais que isso.

  14. tom

    Stevens mal demais… Time mal demais…
    Jaylen errou aquela de três no fim mas mostrou que pode ser a opção no fim dos jogos pq kemba e Tatum não tão sendo

  15. Leonardo Gabriel

    Vergonhoso.
    Resumo, última bola, tem que ser de 3 e uma reposição pra ponte?
    Muitos TO ridículos.
    41 pontos no 2o tempo. Pontuação de 1 quarto.
    Se levar uma varrida, sério mesmo que Stevens continua?
    Na esperança pela volta do GH.
    Bora lá, tem serie ainda pela frente.

    • Marco Antônio de Paula

      Já está com o contrato renovado. Ele e Ainge são “parceiros”. Continuaram fracassando com aquele velho papo que seremos campeões no futuro. E Vamos apostando nos Ojeleyes e Wanamakers para esse futuro título. Enquanto isso a fábrica de Chicletes de Boston agradece,

  16. PHABIO PASSSOS

    Bem eu fosse TATUM E BROWN na o renova com time ou timInhos
    feito por IANGE,, não temos TREINADOR , nao temos BANCO E não temos ELENCO, Pois com BRAD E AINGE NUNCA VAMOS SER CAMPEÃO DE NADA, que time AMARELÃO, 3 ANOS SEGUIDOS SE AMARELA em finais, NÃO DAR MAIS PRA TORCE E VER JOGO DO CELTICS,…..

    • Marco Antônio de Paula

      Infelizmente a gente se ilude como torcedor. Mas você tem razão. A mentalidade é fracassada mesmo. O time é a cara do seu treinador. E um time Campeão não pode ter essa cara. Tem que ter a cara de um Buttler, Raça, vontade, disposição. Pior que o virgem de decisões da NBA ainda teve contrato extendido. Ano que vem o Omisso Ainge vai draftar outros anões e dizer que são os futuros campeões da NBA.

  17. Marco Antônio de Paula

    Confesso que o primeiro jogo, jogamos bem e defendemos razoavelmente e isso me deu uma esperança. Mas aí a ficha caiu. Temos o Zé Chiclete. E ele não é virgem de títulos a toa. Todo jogo ele faz besteira. Hoje muito erros defensivos. muitos TOs. Muitos momentos em que precisamos de defesa Smart no Banco e Ojeleye em quadra. Não entendi toda hora o Theis saindo pra defender fora de perimetro o Dragic. Time totalmente perdido.

    Spoelstra melhorou muito o time de Miami para esse segundo jogo, e Stevens piorou o Celtics. O Unico cara que melhorou seu rendimento foi o Kemba. E nos momentos decisivos, Buttler decide, e Tatum se apaga. Claro que Tatum tem muito a evoluir, rezando pra ele ir pra seleção americana aprender mais ainda com o Pop.

    Smart hoje jogou mal, não defendeu bem o perimetro, os caras fizerem muitas cestas de fora. Theis é um bom reserva, mas não é jogador para um Celtics campeão. Ele tem muita limitação de velocidade.

    Eu já imaginava que o Heat iria levar a série, pela qualidade e experiência de seu técnico e jogadores. Mas infelizmente os caras já prepararam a vassoura.

    O Coração tenta acreditar, mas a razão não deixa. Heat já encaixou o seu jogo. E agora só resta a Boston cumprir seu papel de não passar vergonha.

  18. Marvos Pastich

    Já era… acabou a série porque o time não tem mais moral pra virar.. Quando o Heat vem pro jogo o Celtics se assusta… com esse moral diminuindo cada vez mais, vai ser um 4×0 suado… mas vai ser 4×0… Eu sempre tive mais receio do Miami, um time bem treinado que sabe aproveitar os apagões do Boston e tem um melhor psicológico na hora de definir os jogos…

  19. 3°Q ridículo!!!!! Jogadores desligados nos 2 últimos quartos, bola nas mãos umas 4 vezes no 4Q e os caras dormem permitindo steal na recepção!
    Poxaaaa… Quantos vacilos do Brown até faltar uns 3 minutos pro fim… Entre outros… DOIS jogos que o heat se entregou na defesa, MASSS perdemos pra nossos erros! Me refiro especialmente aos atletas, apagão msm… Nem tudo é só treinador, mas sim concentração…ridículo! E o heat agressivo na defesa, adebayo virou no Q3 e nosso jogo se perdeu. Time tremeu!

  20. Silvio Freitas

    Celtics com Steven e Ainge nunca será campeão. . Não merecemos ter no comando esses caras. Fora essas 2 pragas Cansei de tanta incompetência .

  21. Marcelo SM

    Gordon volta…vamos levar essa série de 4×3.

  22. Caio

    Cultura college não permite que os jogadores criem chulhões. Dai quando precisa, ninguém sabe o que fazer ou para onde ir…so mascar chicletinho

  23. Marcelo Gouveia

    0x2… com GH ou sem GH, não faz muita diferença agora.

    Miami tem mais cara de campeão do que o Boston.

    Final de conferência tá condizente com o que temos. E o que temos pra hoje é isso aí temos visto.

  24. Marcos Pastich

    Os times são equiparados. Na verdade, venceu o time que “quer mais ser campeão”. Sinceramente, se o Lakers chegar na final eu prefiro que que enfrente o Miami. Esse time apático do Celtics ( tirando Smart) é presa fácil pra Lebron e Davis..

  25. Fernando Silva

    No meu entender nos falta maturidade.

    Mesmo Kemba nunca esteve na situação atual de chances reais de conquistar a conferência.

    Em decorrência:

    1. Temos dificuldade de administrar os momentos decisivos dos jogos. Desta vez Miami, que estava bem atrás no placar, sentiu que precisava se entregar no Q3, ou no Q4 o jogo já estaria perdido. Conseguiram uma improvável virada já no Q3.

    2. Temos dificuldade em fechar os jogos.

    3. Optamos pelas jogadas mais difíceis com frequência. Nos momentos decisivos nem se fale. A jogada errada ou a forçada. Eis a tônica das nossas opções.

    A opção pelo time de bons moços, exceto Smart, cobra seu preço.

    E a equipe é inteiramente alinhada ao mesmo perfil, salvo Smart.

    Não vejo a série como perdida AINDA.

    A mim fica evidente que o ponto é emocional. Precisamos aproveitar as finais, nos divertir, sem perder o foco e a seriedade.

    Quando temos os nervos em ordem, a atitude natural em quadra, dominamos o Heat.

    Mais uma vez vencemos 3/4.

    Porém perdemos o jogo no já famoso apagão.

    Problema grave e talvez insuperável: o comandante padece de ausência de liderança quando mais precisamos: não toma as decisões que dão norte ao time.

    Em resumo: mais uma vez perdemos para nós mesmos.

    Com este modo de entender os 2 jogos, eu não deixo de observar os méritos do Miami e do seu técnico.

    Aliás, na fase anterior eu chamei atenção ao fato de que o Heat poderia aprontar em cima dos Bucks e fui claro ao dizer que corríamos risco nesta série.

    Porém, estou de acordo com quem acha que, com material humano mais limitado, o técnico adversário consegue mais dos seus jogadores.

    O que nos resta?

    Ou a volta de GH DESDE QUE APTO FISICAMENTE nós concede tamanha vantagem em talento que passaremos a vencer bem, ou, uma nova liderança (já que Stevens é omisso).

    Sobre a liderança minha preocupação: quem?

    Smart penso ter o coração, mas precisamos de mais que isso. Nos demais, não vejo perfil.

  26. Fernando Silva

    Seria possível chamar o KG para auxiliar o Stevens na beira da quadra?

  27. Oberdan Gonzalez

    Porque colocar o Kanter se ele nem entrou direito nos playoffs? O jogador não está no mesmo ritmo. Por que não o Timelord se ele está indo bem até agora?

    Realmente vou falar na humildade. Não consigo ver o esquema de jogo do Celtics quando assisto o jogo. Parece um “toca pra alguém (Tatum, Brown, Kemba ou Smart) e esse cara vai resolver”. Tudo parace improvisado. Sem contar na soberba que tem o Tatum, a fragilidade do Walker e o autismo do Brown.
    No Heat vemos jogadas claramente desenhadas. E raça. De TODOS os jogadores.

    Só vou dar um toque. No meu NBA 2K20, eu troquei o Tatum e o Theis e o meu “processo” está indo bem”. O time melhorou!
    Abs

  28. tom

    O que me tira do sério é como com 200 escolhas de draft agente pegou 200 alas e nunca pegamos um pivô decente.
    O heat montou um time em um ano e tá 10-1 nos playoffs, sem escolha top5 no draft nem nada.
    Sabíamos que pivo bom passador e reboteiro pesa nós playoffs, essa seria nossa fraqueza.
    Tem que tirar o chapéu pro Heat, que trabalho. Hero, Robinson, nunn, tudo com contratos de rookie e Jimi Butler assinado pros próximos anos.Bam vai renovar tb.
    E que jogador é o Dragic. Pqp

    • Marcelo Gouveia

      Miami concebeu um projeto pra vencer campeonato agora. Os projetos do Boston parecem ser menos ousados, talvez ganhar campeonatos daqui a 5 ou 10 anos… E nesse intervalo, ir enaltecendo o que eles consideram desenvolvimento dos novos atletas, a assimilação da filosofia de jogo do treinador e comemorando estatísticas de defesa após cada temporada.

      Enquanto houver aceitação pra esse tipo de discurso, enquanto houver satisfação por frequentar x vezes as finais de conferência dos últimos n anos, enquanto houver conforto em colocar metas e expectativas no futuro pra não ser cobrado no presente, vamos permanecer outra década debatendo/reclamando e vendo pela TV outros times disputando títulos.

      Quem quer passar outros 10 anos sem nada?

      Pela reação pós-jogo, Smart sobressaiu também fora da quadra. Esse cara quer chegar a algum lugar. O resto… anda em círculos.

  29. Ricardo Torres

    O Steven tem algum problema pessoal com Robert Williams? Não coloca o cara para jogar… Acho ele melhor que Theis…

  30. Marcelo Gouveia

    Nossos adversários nos fazem ir confiantes pro intervalo. Desequilibram o psicológico na 1a run dos 3os quartos. Depois lidam com os destroços de esquema e atuações individuais nos finais de jogos.

  31. silvio Freitas

    Ricardo
    Penso igual a vc . RWiliams jogou bem em todas partidas . Em alguns momentos superior ate oThais. O cara vem com o inexpressivo do Kanter , fora de ritmo de jogo . Apático . E não da um segundo a RW ., .além do que no momento decisivo da partida tira a salvação do colete. G. Wilians . É para querer perder mesmo . Só não entreguei os pontos pelo passado do Celtics . . Não draftar pivô. faz parte da falta de visão de Ainge . Lakers deverá ser campeão . Infelizmente . Só assim essa direção vai acordar pq vão empatar a serie de títulos .
    Tá tudo errado . Fora o homem do chiclete e seu padrinho Ainge . Com esses 2 , títulos , jamais
    Silvio Freitas

  32. R2

    Caras, ontem dormi com raiva, e não sou fanático, mas putz deixar escapar 17 pontos é tenso! Os caras ainda não perceberam que sabem escapar da marcação em zona e insistem em jogar o difícil…
    Ainda tem chance, mas acho que dificilmente sairemos vitoriosos nessa série.

    E creio que para o próximo ano, se não investirmos em jogadores experientes para compor esse banco, não só para contribuir com pontos, mas com conselhos, não iremos a lugar algum!

  33. Nasser Mohamed de Oliveira Dreige

    Eu vejo vocês falando que o GH é a esperança pra reverter a serie, parece que vocês tão falando do novo Larry Bird ou KG não é possivel, só pode ta de brincadeira… o cara não consegue andar no aquecimento. Com esse técnico que acha que vence o jogo quem colecionar mais timeout a pedir não vamos chegar a lugar algum, realizem isto, é melhor perder do Heat agora do que tomar uma uma varrida de Lebron James e cia. Deixar 2x uma vantagem de 17 pts virar uma vantagem pro adversário de 10 pts chega a ser vexatório, não mostra e nem iguala a vontade que o adversário tem de vencer, parece que acha que vão vencer a hora que quiserem, soberbos, ridiculo!

  34. Smart quebrou e deveria sim quebrar tudo msm!
    “Somos um time” Brown disse, claro que sim, mas times brigam e lavam roupa suja! O QUE NÃO PODE é jogador viver dando opinião das coisas fora de quadra se colocando como “superior” moralmente, mas na hora de fazer sua obrigação numa final diante dos milhões que recebe, simplesmente se atrapalha 4 ou 5x no Q4… E depois (aí vem minha crítica) na hora de cobrarem se põe fora, como se fosse errado cobrar…. Todos somos cobrados, eles cobram… Então Smart ta certo!!! Tem que meter dedo na cara pro cara perceber que discurso bonito vale as vezes, por entrega dentro da quadra mesmo que em silêncio também vale, e MUITO!

    Smart tem 1001 defeitos, mas é o cara que treina duro e joga mais ainda… Falta experiência sim, mas tem que amadurecer nessas horas com esses esporros sim! Pra isso que existem caras como Smart nessas horas… NÃO é só falar do Zé chiclete como se resolvesse não pessoal, é cobrar do atleta que se manifesta, ganha muito… Porque são em momentos assim que eles são cobrados! E tem que ser!! Foi bisonho as percas de bola por displicência e jogadas perdidas por falta de vontade mesmo!

    Temos time pra vencer em 6 e mostramos em 6 dos 8 quartos fora ET… Mas desse jeito, da vontade que perca em 4 para que esses atletas criem vergonha!
    Vemos falhas aqui e ali de comissão, mas tem que cobrar os atletas também!
    Walker mais ativo, Brown mais homem na postura em quadra e com atenção, Smart bem, mas dá pra caprichar tbm… Tatum pecou no jogo 1 umas 3 vezes, aprendeu e que esses em especial, acordem no jogo 3.

    • Oberdan Gonzalez

      Chiovato, vou mais longe. O Ainge e o Stevens são iguais. E os dois são iguais ao Wyc (Grousbeck).

      E agora? Como é que faz? É preciso mudar uma mentalidade. Esse três são três caras “White family”, ricos , prepotentes, que acham que sabem tudo, que acham que podem tudo e costumam ouvir muito pouco os outros. Confiam em seus “instintos” cegamente. São arrogantes, frios e “blasés”. Eu não estou analisando o talento de cada um deles, estou falando do profissional que eles são.

      O Pensamento em Boston precisa evoluir!
      Abs

  35. Tenho visto muitos amigos aqui falarem sobre o Stevens, mas ontem eu estava vendo o jogo pela transmissão gringa, e eles falaram uma coisa que eu acho bem correto: São (talvez) os dois técnicos mais estudiosos da NBA, literalmente um montou o esquema perfeito para parar o outro time, tanto que o jogo está estupidamente equilibrado.
    Enquanto o HEAT tem apostado na rotação de bola e nos MATCHUP´s desfavoráveis, o CELTICS tem investido no jogo de velocidade e pouca movimentação de bola, apenas com passes mais precisos para quebrar a defesa.

    Mas (aqui sou eu falando) esse esquema necessita, além do fator tático, também o fator técnico. Aí temos o problema de 2 jogadores:

    Kemba Walker: Claramente está sentindo o peso dos Playoffs, é o armador que não consegue dar o primeiro passe, não está acertando os arremessos, não consegue coordenar o jogo (ontem quem chamava as jogadas era o THEIS, de dentro do garrafão, eles até deram um close nele em um momento), enfim, o cara não sabe o que fazer na quadra.
    Creio que até o STEVENS tenha percebido isso, desde a série contra o RAPTORS ele tem usado o WANAMAKER como armador principal, e sinceramente, tem se saído melhor que KEMBA. (minha opinião).

    Jaylen Brown: Ele não entra em quadra já faz tempo, não dá pra ter confiança nenhuma no jogo dele, não evolui o arremesso, não desenrola o jogo, não tem controle de bola, ontem errou varias rotações defensivas.
    Era pra ele ser o cara de segurança do time, o segundo homem da defesa pra desafogar o SMART.
    Em resumo, ele não está nem defendendo como um jogador de elite nem atacando como alguém com confiança, por isso, creio eu, que WILLIANS/OJELEYE estão sendo mais utilizados, eles jogam mais seguros, apesar de não serem tão bons.

    Não tiro a razão do SMART, o esquema está certo, o jogo está fluindo, ele, TATUM e THEIS estão fazendo bem a sua parte, até o banco está conseguindo segurar a onda, MAS aqueles que deveriam ser os pilares principais do jogo de transição e coordenação não estão fazendo nem o suficiente.

    Se no MINIMO o WALKER estivesse conseguindo distribuir o jogo, certeza que já estaríamos 2×0 na série, e ganhando com folga.

    Um exemplo muito claro disso, a armação do time titular deveria ser distribuída entre WALKER e BROWN, mas quem está distribuindo o jogo é o TATUM, e as vezes o SMART, e KEMBA servindo como finalizador. TATUM deveria ser o finalizador de meia quadra, SMART o coordenador da defesa, KEMBA o de ataque e BROWN jogar na transição, mas (no momento) temos TATUM jogando na transição e distribuindo o jogo, e SMART coordenando a defesa e sendo o segundo no ataque (não em chutes, mas em importância (muitas vezes a bola nem passando na mão do armador de ofício)), e o THEIS chamando a jogada e coordenando o ataque.

    Ninguém consegue jogar assim, os caras estão se omitindo em uma final de conferencia com reais chances de titulo, e estão tendo passar a imagem de que está tudo bem, tem que descer o cacete nos caras mesmo.

    Perdão qualquer erro, digitei tudo correndo.

    • Fernando Silva

      Concordo.

      Mas… Sobre o Stevens, de quem gosto do trabalho, não posso deixar de observar a falta de participação mais efetiva em alguns momentos.

      Note nos meus comentários que eu chamo atenção à participação do Brown.

      Não apenas na transição, que sinto falta nos nossos jogos, como na qualidade de opção ofensiva.

      Smart tem participado no ataque mais que o BROWN. Sinal amarelo ligado.

      Observe que, não raro, Brown está melhor posicionado para o chute e Kemba opta pelo isolation ou forçar uma jogada.

      Quando foi acionado Brown quase converteu 3 chutes de 3 quem colocaria a um passo da vitória no jogo 2.

      Sobre Kemba e Wana, quando Armando o time, estou de acordo.

      Voltando ao Stevens:embora em pense que somos melhores que o Heat quando trocamos passes no ataque, a opção do nosso coach está clara. Não discuto. Questão de preferência. Temos melhor material humano mesmo.

      Porém o que observo é a falta de uma jogada trabalhada para fechar o jogo, ver o time perder uma boa vantagem sem uma intervenção mais eficiente, deixar a equipe perdida nos finais de Q4.

      Todos observamos e reclamamos do mesmo.

      Na parte de preparo do plano de jogo, a mim ok.

      No que toca ao encaminhamento do jogo ,lidar com as situações adversas da partida, ele é calça branca.

      • Concordo totalmente, e creio que o principal culpado pelas perdas de vantagem seja o próprio Kemba, ele está dentro da quadra, a função dele é sentir o jogo e comandar o time, acho que nos falta o cara que coloque a bola debaixo do braço e dite o ritmo (Horford e Thomas faziam isso).

        Os outros jogadores estão jogando taticamente, não estão errados no que fazem (exceto o Brown), mas falta alguém pra chegar no Stevens e falar um “meu patrão, o bicho pegou lá dentro, muda o esquema aí”.

        Torcendo para o Hayward voltar e ser esse cara.

    • Marco Antônio de Paula

      Concordo com você em alguns aspectos. O Celtis nunca foi um time de passe nas mãos do Stevens. Somos 16 liga nesse quesito. Jogamos na individualidade. Acho que o Stevens deveria repensar nisso. Quem tem que fazer o Brown participar mais do jogo é o Stevens, através de sua orientação tática ao time. Ojeleye e Grant estão longe de ser a solução entrando no lugar do brown, até mesmo pela limitação de Ambos.

      Brown tem potencial, já Grant e Ojeleye estão longe disso.

      Quanto ao Kemba sua análise está perfeita. Acho que a característica do Tatum não é distribuir esse jogo. Tatum tem que ser finalizador apenas.

      Nossa defesa inicial é bem eficiente. Mas ao longo do jogo as nuances mudam. Nesse cao o Técnico precisa fazer certos ajustes que fazem a diferença em um jogo equilibrado. Stevens é um cara que vem de casa com um bom esquema planejado e estudado. Mas não é um cara reativo a mudanças drásticas e ousadas para mudar o panorama de um jogo.

      Acho muito difícil reverter a situação nessa série. O Time dos caras é melhor e tem um técnico melhor. Eles tem o controle mental do jogo.

  36. Papazinho

    Parece um blog fakers

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *