J. B. Bickerstaff é entrevistado para cargo de auxiliar técnico do Boston Celtics

Com a saída de Micah Shrewsberry, que aceitou proposta para ser técnico assistente do Purdue Boilermakers no basquete universitário dos Estados Unidos (NCAA), o Boston Celtics já está procurando um novo auxiliar para a comissão técnica, já pensando na temporada 2019/2020 da NBA. Em post no Twitter, o jornalista Marc Berman, do The New York Post, disse que o técnico celta Brad Stevens aproveitou os dias de NBA Combine, que será realizado em Chicago até domingo (19), para entrevistar J. B. Bickerstaff sobre o cargo de assistente. Bickerstaff, de 40 anos, comandou o Memphis Grizzlies nas últimas duas temporadas da NBA.

J. B. Bickerstaff tem uma longa carreira como auxiliar técnico na NBA. Entre 2004 e 2015, o treinador acumulou passagens por Charlotte Bobcats (hoje Charlotte Hornets), Minnesota Timberwolves e Houston Rockets, onde teve sua primeira oportunidade como técnico principal, após a demissão de Kevin McHale. Mesmo com pouco tempo de trabalho, Bickerstaff levou o Rockets aos playoffs em 2016, sendo eliminado pelo Golden State Warriors no primeiro round da Conferência Oeste.

Depois de um ano como técnico interino em Houston, J. B. Bickerstaff voltou a ser auxiliar técnico no Memphis Grizzlies e assumiu o comando da equipe em novembro de 2017, com a saída de Dave Joerger. Treinador interino do Grizzlies até maio de 2018, quando foi confirmado no cargo, Bickerstaff teve um excelente início de temporada na franquia do Tennessee em 2018/2019, mas Memphis caiu de produção no decorrer da competição e ficou fora dos playoffs, resultando na demissão do treinador.

Os números de J. B. Bickerstaff como treinador na NBA não são dos mais animadores: em 216 jogos, Bickerstaff conquistou apenas 85 vitórias, com 39,4% de aproveitamento. Em sua única participação nos playoffs, o técnico conquistou apenas uma vitória em cinco jogos. Bickerstaff, entretanto, chama a atenção por ser um bom administrador de grupo, deixando Memphis com grandes elogios dos veteranos Mike Conley e Marc Gasol, e um especialista defensivo, depois de transformar o Grizzlies na terceira equipe que menos sofreu pontos por jogo e na nona defesa mais eficiente da temporada 2018/2019 da NBA.

Enquanto não bate o martelo sobre um novo auxiliar técnico, o Boston Celtics continua analisando as jovens promessas inscritas no 2019 NBA Draft, que será realizado no dia 20 de junho, no Barclays Center, casa do Brooklyn Nets. O Alviverde terá as escolhas 14, 20, 22 e 51 no recrutamento.

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 27 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

2 Comentários

  1. Publicidade

  2. Fernando Henrique disse:

    Acho uma excelente opção, a administração do grupo e a solidez defensiva são os dois fatores que o time precisa focar na próxima temporada.
    A junção dele com o Stevens pode trazer tudo isso e o equilíbrio necessário pra alcançar resultados melhores

    7

    1
  3. Oberdan Gonzalez disse:

    Porque ninguém nunca fala do Mike Brown (até mesmo para técnico do Celtic’s)? Acho ele um ótimo assistente técnico, que o diga o GSW e o Steve Kerr…

    1

    0

Deixe um comentário