Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

O que esperar de Ime Udoka no Boston Celtics?

No dia 28 de junho de 2021, o Boston Celtics contratou seu 18° técnico na história e o primeiro técnico de origem africana da NBA, o nigeriano Ime Udoka. O técnico possui um currículo invejável e chega ao TD Garden com as mais altas expectativas. 

O histórico do treinador

Natural de Portland, Oregon, atuou como jogador profissional por 12 temporadas, sendo 7 delas na NBA em times como Lakers, Trail Blazers, Knicks, Kings e Spurs. Em 2012, se juntou à comissão técnica de Gregg Popovich, como assistente, e trabalhou no time texano durante 7 anos, tendo ganhado um título da NBA em 2014 e sido peça fundamental para grandes movimentações da equipe, como assinar com LaMarcus Aldridge, ex-companheiro de equipe de Udoka no Trail Blazers.

Em 2019, trabalhou como assistente técnico no Philadelphia 76ers e, mais recentemente, se juntou à equipe do badalado Brooklyn Nets, dessa vez como especialista defensivo da equipe. Apesar da temporada decepcionante do time nova iorquino, o trabalho da comissão técnica de Steve Nash foi bastante elogiado e o nome de Ime Udoka cresceu muito quando o Boston Celtics anunciou a já esperada demissão de Danny Ainge e a nada esperada promoção de Brad Stevens para Presidente de Operações.

O que essa troca significa

Em poucas palavras: o Boston Celtics vive uma nova era, a era Brad Stevens e Ime Udoka.

De acordo com Stevens, “toda movimentação a partir de agora é para maximizar os talentos das nossas estrelas”, e Udoka é o começo perfeito para essa história. O técnico trabalhou com Tatum, Brown e Smart enquanto estava na comissão técnica da seleção americana de basquete no mundial de 2019. De acordo com Udoka, seu principal desafio será “empurrar” as estrelas da franquia para que se tornem ainda melhores. “Eles vão me permitir treiná-los, empurrá-los. Eles sabem que eu vou estar atrás deles e é isso que eles gostam em mim, eles me perguntaram sobre isso. Eles querem ser pressionados, eles querem ser direcionados para a vitória, e você espera isso de suas estrelas. Não estou preocupado com o fato de o nosso grupo se preocupar com um treino pesado. Eles estão pedindo isso e é algo que vou trazer”, disse Ime.

Udoka tem uma capacidade enorme de trabalhar com jovens talentos, tendo como principal caso de sucesso ter sido parte da equipe que impulsionou Kawhi Leonard para ser a estrela que é hoje. O treinador disse qual será o tipo de abordagem com a dupla Jay-Jay e comparou com as dicas dadas ao jovem Kawhi: “O céu é o limite. O fato de você não ser All-NBA ainda deve ser um problema. Você deve jogar com essa vantagem, e querer provar que as pessoas estão erradas.”, o técnico disse também “Por que esperar?’ O talento está aí. A ética de trabalho está aí. É uma chance de ser um líder melhor, mais vocal, mas não espere por nada. Vá lá e pegue agora”.

O que Ime Udoka pode trazer ao Boston Celtics

Se fosse preciso resumir em poucas palavras o que Udoka traz ao elenco de Boston, essas palavras seriam ética de trabalho. De acordo com Brad Stevens, “Dentre as muitas qualidades de Ime, estão seu caráter, humildade e competitividade. Ele possui uma ética de trabalho impecável e um vasto currículo com muitas experiências. Ele é um líder acolhedor e exigente, e estamos animados que ele escolheu se juntar a nós em busca do Banner 18”

Muitas dessas palavras foram repetidas pelo dono da franquia, Wyc Grousbeck: “Ele trabalhou com alguns dos melhores e está pronto para dar o próximo passo”, além disso, “ele é respeitado por jogadores e técnicos por sua empatia, humildade e conhecimento profundo sobre o esporte”.

Dito isso, Ime vem ao Celtics com a grande tarefa de trazer o 18° título da história da franquia. Para que isso aconteça, além de um elenco jovem e cheio de potencial, Brad Stevens trouxe para a equipe uma comissão técnica invejável e está fazendo um trabalho de reestruturação financeira que deve garantir alguns anos em altíssimo nível, competindo ativamente pelo título.

Quais as expectativas para o novo técnico

Para início de conversa, nenhuma mudança de peso como essa tem efeito instantâneo. A primeira temporada deve ser de ajustes em todas as frentes do Boston Celtics. A equipe está se montando aos poucos para a temporada de 2021-22 e não deve competir para título esse ano, apesar da expectativa de chegar aos playoffs ser muito grande.

Como já foi dito no artigo “O futuro do Boston Celtics em relação ao resto da liga”, a equipe de Boston deve dar um passo para trás nessa temporada e preparar o terreno para potencializar o auge de Tatum e Brown a partir de 2022. Para isso, Udoka será peça fundamental nessa reestruturação, usando sua excelente comunicação e sua liderança calorosa e exigente para levar a equipe a outros patamares e trazer para o TD Garden o Banner 18.

E você, o que achou da contratação de Ime Udoka para o cargo de técnico? Deixa nos comentários sua opinião sobre o treinador!

Author avatar
Daniel Victor Dias
Nordestino, porém residindo em Campo Grande - MS, é um estudante de administração apaixonado por esportes em geral. Encontrou uma oportunidade de juntar a paixão pelo basquete e os estudos sobre gestão, e se aprofundar em análises e opiniões sobre as movimentações da liga, suas consequências e os processos de tomada de decisão. É um clubista, apaixonado pelo Boston Celtics e sua história, e aguarda ansiosamente para assistir e comemorar seu primeiro título com a franquia.

27 comentários

  1. Silvio Freitas

    Quero ver esse cara fazer esse time ridículo ganhar alguma coisa . Serão 500 anos na fila com essa direção a frente .
    Ou Celtics acorda , ou será mero coadjuvante em tudo que participar .
    Pior ainda é ver esses torcedores que aqui postam , achar que somos o clube do futuro . É por essa acomodação que somos o time do quase
    Silvio Freitas

    • José Plinio

      Falou pouco, mas falou merda!
      Acabamos de mudar de GM, treinador e assitentes.
      Stevens focou a FA em abrir espaço na folha salarial pra um grande contrato na próxima season e mesmo assim, acabou por formar uma equipe mais forte do que a do ano passado.
      Ta tristinho? Vai torcer pra outro time. Cornetas chatos do caralho!

  2. Marcos

    Em uma Liga como a NBA, a primeira impressão é a que fica.
    Essa primeira temporada é muito importante para o Ime.
    Quase que fundamental.

    Ao contrário do Stevens (ncaa), as credenciais do Udoka são impecáveis, ex-jogador, discípulo do Gregg, especialista em defesa e foca muito no aspecto atlético
    São ótimas credenciais que se encaixam na história celta, ao contrário desse hit-and-run sem rebote horroroso que foi implementado nos últimos 2 anos.

    As ferramentas são ótimas.
    Assumindo que o Jaylen é ala de formação, mas joga perfeitamente de SG criando mismatch pela força e altura, o time já tem:

    1) Schroeder (sim, seria o meu titular fácil pelo jeito Rondo de jogar e distribuir a bola), Jaylen, Jayson, Parker e Horford.

    2) Dunn, Smart, Richardson (que faz um bom ala 3D, se solicitado), PF (falta), Rob Williams

    3) Pritchard, Maddar, Neismith, Langford, Fernando

    Dispensando Grant Williams e o Edwards e buscando um PF ou outro ala (mesmo que custe o Smart) é um baita time, com a maior quantidade de opções em quase 10 anos.

    Abs verdes,

    • R2

      Concordo que mesmo dando um passo atrás, nosso time no papel acabou melhorando. Particularmente acredito que o time titular ou terá RW III, ou Smart no lugar do Parker, trazendo Pritchard e Parker na segunda unidade.

      Quanto a falta de um PF na segunda unidade.. eu concordo plenamente contigo, e ao meu ver Milsap seria a adição perfeita para atender essa necessidade, contudo acredito que o celtics usará o projeto de Ariate (he-man) Grant Willians.

      • Marcos

        R2, eu acho que Smart e Dennis juntos não darão certo. Precisam da bola e volume no ataque reduz demais.

        Outra coisa que acho importante frisar é que na NBA não tem espaço para ficar improvisando. Tatum é craque e ala. Deixa ele jogar de ala. É simples. Uma hora ou outra do jogo ok, mas direto improvisar é ruim.

        Além disso, o Horford não é nenhuma âncora reboteira amedrontadora, de forma que precisamos de mais um big para aparecer no pulo lá embaixo.

        Entre Smart e Dennis, eu colocaria Smart no banco.

        Abs verdes,

        • R2

          Cara, sou super a favor de ver o Tatum na 3, mas fora no tempo de AH e Barnes que espaçavam a quadra, nunca vi o celtics jogando com 2 bigs.
          Eu particularmente acho que a posição 4 é a mais carente do celtics no momento, o ideal era termos um cara dominante por ali, mas no geral a maioria dos times não tem e fazem como os verdes, colocam um cara com cara de 3 por ali. Achei que trariamos o jeff green para ocupar a vaga, mesmo sendo mais coroa, tinha tudo pra dar certo, mas não rolou… então vamos ver o que vai rolar. Prevejo jogos mais divertidos que os do ano passado, pq 2020 foi sofrido!

        • R2

          Quanto a smart, ainda acredito que ele possa se tornar um 3&D no celtics, com um papel mais modesto no ataque. Acredito que ele funcionaria muito melhor arremessando menos e mais equilibrado, tendo como foco principal a tabua defensiva

  3. Fernando Henrique

    Acho que é importante considerar as características do Udoka no momento de definir o time titular e os reservas que serão mais utilizados. Ele é um cara com uma tendência defensiva muito forte, e acho que isso vai se manter ao se tornar técnico principal de um time. Além disso, o incentivo aos jovens, o gosto por uma marcação acirrada e por atletas versáteis são outras características que devemos observar nesse ano

    Desse modo, acredito que o time titular vai ser Schroder, Smart, Brown, Tatum e Horford. A segunda unidade deve vir com Pritchard, Richardson, Langford, Nesmith e Rob Williams com mais minutos, sendo que Kris Dunn, Kanter, Parker e Grant Williams também devem ter algum tempo de quadra principalmente contando com algumas lesões ou momentos específicos dos jogos

    Acho que ele vai conseguir desenvolver bem o Langford e o Nesmith, ambos jogadores que podem acrescentar muito ao time se bem lapidados, que tem as características que tanto o Stevens quando o Udoka sempre prezaram, alas versáteis, que podem apresentar boa defesa e um ataque forte, com excelentes medidas pra posição

    O único porém, no entanto, é a quantidade de vagas disponíveis no elenco: já temos 15 contratos garantidos e um não garantido (Jabari Parker). Alguém aí vai rodar, e se não rolar uma troca do Kris Dunn acho que o Parker vai acabar saindo do time pela questão contratual. Por mim dispensava o Carsen Edwards, mas o contrato garantido dele aliado ao fato de ter zero interesse ao redor da liga me fazem acreditar que dificilmente ele sai agora

  4. Não espero muito coisa não para ser sincero, seus trabalhos foram secundários e está na, até então, oportunidade da vida!

    Qualidades ele tem, creio que muitas como elencado, mas tem que dar tempo ao tempo! Cobrar e exigir melhora sendo justo. Ele pega um Celtics muito melhor do que Stevens, pega um time com grande qualidade e necessitando de uma peça para enfim brigar pelo título.

    Schroeder dá a ele uma qualidade a mais nesse caminho, não é excepcional como um Lillard, mas não é de se descartar e comparando com nosso time de Rondo, Pierce, Allen, Garnett… creio que Udoka tem um time muito próximo daquele!

    Stevens reconstruiu bem o time, teve a chance da vida com Irving vindo, mas quis o destino que Tatum e, agora Brown, estivessem prontos nesse momento! Udoka terá um time excepcional e deve mostrar aspectos positivos na nessa temporada, pois pega um trabalho pronto que passou por uma temporada ruim, mas está pronto pra dar o último passo!

    *Schroeder, Smart, Brown, Tatum, Horford
    *Pritchard, Richardson, Langford, Parker, Williams

    -> Esse time tem tido pra ir tão bem quanto ons bons tempos de Stevens nos playoffs! Os movimentos feitos foram bons e vejo o time com horizonte administrativo muito bom pra próxima temporada.

    • Victor Garcia

      Gostei que começou com um “não espero muita coisa” e terminou com um “tem tudo pra ir tão bem quanto os bons tempos de stevens dos playoffs” hahahahaha

      • O início é pelo fato de ser primeira temporada, então tem que dar tempo e por isso não espero muito… o fim é a relação com elenco atual e movimentação do Stevens pra em 2022 ter time forte adicionado ao já elenco forte com Ratum, Horford, Brown.

        Tipo um antinomio, coisas aparentemente distintas, mas no horizonte caminham pro mesmo fim… seja pelo trabalho do Udoka seja pelos movimentos do Brad.

  5. Marcos Pastich

    Ainda com os pés no chão, acredito que esse time é bem superior ao time do ano passado. O nosso passo pra tás foi no máximo, de lado. Embora entendo que ainda não somos contenders e estamos no meio de uma movimentação para algo maior na temporada que vem! Quando Stevens trocou Kemba por Horford, Confesso que fiquei temeroso pelo que viria nas próximas movimentações. Muita gente criticou, muita gente comemorou mas o fato é que precisamos esperar até o fim pra tirar conclusões. Esse ano vai ser para testar qual será a melhor estratégia para as temporadas seguintes, se o melhor será adicionar um ou dois All Stars no elenco ou investir na profundidade da segunda unidade. Acho que dá pra conseguir mando de quadra essa temporada, e assim, mostrar para os grandes nomes da agência livre que dá pra ganhar um Banner aqui no Celtão. Estou ansioso pra ver como a nossa defesa vai se comportar na temporada. Acho que Stevens começou bem (é nessa hora que vou receber um monte de xingamentos dos haters mas é minha opinião hahaha)

    • R2

      Penso parecido com você, nosso passo para trás acabou dando ao celtics um time no mesmo nível, ou até mais interessante que o do ano passado, se será o bastante para ir a um semi-final de conferência só saberemos quando vermos como as peças funcionarão juntas e como será a saúde da turma, afinal Tatum esteve baleado nas olimpiadas e brown nos playoffs, alem de holford já não ser uma criança. Mas se as coisas funcionarem bem e a saúde do time ajudar, podemos até beliscar alguma coisa na pos-temporada! rsrs

  6. Claudio Almeida

    Sinceramente, acho que o time melhorou para a próxima temporada, só falta um reserva para Tatum na 4, e, com relação a Carsen Edwards teremos que enviar uma escolha de segunda rodada para, quem sabe, alguém aceitá-lo.

  7. Claudio Almeida

    Lembrem-se, independentemente do problema de joelho, Kemba sempre amarelou nos playoffs e agora os novatos Langford, Grant, Nesmith e PP estão mais preparados. Nessa temporada a minha expectativa é não passar pelo play in, mando de quadra já seria lucro.

  8. Renato

    Espero uma grande temporada. O Celtics tinha perdido sua essência maior que é a defesa, acredito que o Udoka vai resgatar isso.
    Shoreder sempre foi um jogador que queria no Celtics, acho que tem um baita potencial e no lugar certo pode render. Horford é
    a liderança veterana que Kemba Walker nunca conseguiu ser, e apesar da idade ainda acredito que seja bem útil para jogar seus
    20 a 25 minutos jogo. Nesmith deve ser um cara bem útil nessa temporada, parece estar mais pronto para NBA. Enfim como cita-
    do na matéria não espero título nessa temporada, mas acho que o Celtics pode surpreender muita gente e fazer bonito no leste.

  9. Marchall

    Voltei. Sentiram a minha falta?

    O mongol do Stevens até que fez boas trocas no mercado. Dentro da nossa realidade. Óbvio que não temos time para ser campeão, mas é superior ao do ano passado.

    O time titular será esse:

    Schroder – Smart – Brown – Tatum e Horford

    Ao longo das partidas Richardson entrando no lugar do Smart. Nesmith no lugar do Brown e Williams no lugar do Horford.

    Projeção: Quartas de Final Playoffs

  10. Fernando Silva

    IT procurando um lar.

    Pq não?

  11. Silvio Freitas

    Schröeder foi uma baita contratação. Vai arrumar armação do time. Sempre quis esse jogador. Muito perna de pau desse nosso plantel vai crescer de produção. Quem viver, vera Silvio Freitas

  12. Silvio Freitas

    Não dá pra ser campeão sem um 4 top. Ou um 5 .Mas pelo menos não vamos ser varridos como ano passado. Vamos tentar umas trocas de veteranos nessas posições . Gosto demais de Smart defensivo mas uma troca por um 4 ou 5 top valeria a pena. Silvio Freitas

  13. R2

    Os garotos do celtão estão fazendo bonito na summer até aqui, Prichard e Nesmith estão mostrando mais desenvoltura.. está dando para iludir. rsrsrs
    Acredito que o garoto israelense, se ficar em boston, será para no lugar do contrato do takofall, ainda está muito cru para a NBA.

  14. Alex Shima

    Alguém conhece esse Sam Hauser que fez 21 pontos contra o Orlando na Summer League?

  15. Janderson

    Vejo que o Stevens tem feito um trabalho muito bom como GM, conseguiu fechar uma sign and trade com os Knicks pelo Fournier. Com este movimento, temos mais uma Trade exception de 17.1M.

    • Fernando Silva

      Como eu esperava, mas tinha certo receio de não se concretizar por faltar a Stevens a malícia necessária, ele está melhor do GM do que de coach.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *