Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Opinião: O que esperar do novo Boston Celtics

Procurando deixar a última temporada no esquecimento, depois da passagem fracassada de Kyrie Irving, o Boston Celtics busca um novo protagonista em Kemba Walker. Seriam as mudanças ocorridas suficientes para o time alcançar seus objetivos? Um elenco que perde peças importantes e, para muitos, não repõe a altura, é suficiente? Um elenco menos estrelado e mais coletivo será a chave do sucesso celta para essa temporada?

Com essas cartas na mesa, o Boston Celtics tinha a opção de manter o elenco atual, renovando com Terry Rozier, mantendo sua base jovem, incluindo os jogadores do 2019 NBA Draft e apostando na evolução de Jayson Tatum e Jaylen Brown, e contando com a experiência de Al Horford para liderar os mais jovens. Por outro lado, a equipe celta poderia apostar em novos protagonistas para o elenco celta, e o mercado mostrava algumas boas opções que poderiam se encaixar bem em Boston. Entre elas, duas opções que pessoalmente gostava bastante eram Mike Conley e Clint Capela: poderíamos trazer Conley para ser nosso armador titular, pois tem muita qualidade e é ótimo defensor, e Capela seria um bom reforço para o nosso garrafão, principalmente na defesa. Porém, a chegada desses dois jogadores dependiam de trocas. Trazendo apenas um, o espaço que ficaria aberto poderia ser preenchido por alguma opção do draft ou uma opção de menos impacto para apenas ajudar na rotação.

Existia também a opção de não tentarmos uma troca por Mike Conley e tentar Ricky Rubio que não renovou contrato com o Utah Jazz. O armador espanhol poderia ser uma opção interessante para o Celtics, podendo ser mais um ponto de experiência. Apesar do problema com os arremessos de três pontos, Rubio teve boas temporadas pelo Jazz e poderia ser um bom encaixe para a equipe celta, mas era uma aposta mais incerta que Conley, pois sabemos que Rubio é um jogador instável, e, apesar das boas temporadas no Jazz, o espanhol tem sido um jogador de altos e baixos ao longo de sua carreira.

As trocas ou novos investimentos envolviam riscos, tal como a questão física, pois Conley não é mais um jogador jovem e tem um histórico de lesões. Já Rubio é um jogador instável e nada garantia que Capela iria cair bem na equipe. Apesar dessas opções, caso o Celtics escolhesse não entrar em nenhuma troca, ainda poderíamos ter uma perspectiva razoável. Renovando com Terry Rozier e Al Horford, e com Aron Baynes ficando por mais um ano, poderíamos contar com a seguinte equipe: Rozier, Hayward (Brown), Tatum, Horford e Baynes.

Após tantas possibilidades, vamos analisar o que realmente mudou no elenco do Celtics. Com as saídas de Horford, Baynes, Morris, Rozier e Irving, chegaram, Kemba Walker, Enes Kanter, Vincent Poirier, Carsen Edwards, Grant Williams, Tremont Waters e Romeo Langford. Poucas contratações para repor o que foi perdido, mostrando que provavelmente os jogadores draftados terão boa participação nas partidas durante a temporada (ao menos Langford, Williams e Edwards mostram boas chances de serem participativos na nossa rotação). Nessa temporada, vamos apostar na volta do Hayward All-Star, em Kemba fazendo sua melhor temporada (não necessariamente sua melhor média de pontos, mas SEU melhor), e na volta de nossos jovens Tatum e Brown aos holofotes.

Temos também como reforço o pivô europeu Poirier, que deve ser bastante usado na rotação para ajudar nosso garrafão, que também conta com Kanter e Theis, já conhecido da torcida celta. Ainda existe a possibilidade de Tacko Fall subir para a equipe principal e ser mais um reforço para o nosso garrafão, que perdeu peças importantes. Kanter deve ajudar muito nos rebotes, principalmente no ataque, porém, Kanter não possui uma boa defesa, por isso creio que vamos precisar da nossa rotação para ajudar. Poirier, Theis, Grant Williams (mostrou boa defesa durante a Summer League) e Fall, se subir para o time principal, serão muito importantes nesse aspecto. Se Fall não subir para o time principal, ainda existe a opção do Celtics trazer um novo reforço para o garrafão, com um contrato mínimo, atualmente poderíamos até considerar Dwight Howard como essa opção. O experiente pivô ainda está sem time e, em entrevista recente, pregou um jogo coletivo, além da morte de seu grande ego. Howard poderia ser um bom encaixe para o nosso time e seria de grande auxilio para nosso garrafão, principalmente na defesa. Vale citar Robert Williams, que tem boa defesa de garrafão e deve aparecer bem mais nessa temporada.

Langford pode ser uma opção muito interessante para a equipe vindo do banco, porém, devido a sua lesão, não pudemos ver nenhuma atuação sua na Summer League, teremos que esperar para ver como Langford irá contribuir com a equipe. Carsen Edwards mostrou boas habilidades durante a Summer League, além de bom físico e velocidade, o jogador mostrou habilidade nos arremessos, apesar de, em algumas situações, não fazer boas escolhas de quando arremessar. Edwards precisara ser lapidado e ganhar experiência. Grant Williams também mostrou um bom jogo e bastante força física, podendo contribuir bastante no jogo físico do garrafão da equipe e ajudar com sua defesa. Tremont Waters também apareceu bem nas oportunidades que recebeu, e o Celtics ofereceu a ele um contrato de mão dupla. Tacko Fall também teve boas partidas e mostrou potencial para permanecer na equipe. Nos resta acompanhar para ver quais dessas peças serão mais utilizadas por nosso treinador.

Das peças que permaneceram na equipe, Hayward, como citamos, precisará voltar ao seu nível de All-Star para ajudar a impulsionar nosso time. Smart, com sua forte defesa e toda sua raça, será muito importante, principalmente liderando nossa segunda unidade (se o mesmo iniciar no banco), Tatum, que teve uma temporada muito instável, precisa voltar a brilhar como nos playoffs da temporada retrasada, e Brown, que também teve altos e baixos, precisa manter o bom nível da reta final da temporada passada.

O Celtics perdeu peças importantes, e apostou com reposições mais singelas (com exceção de Kemba Walker). Nosso possível time titular deve ser Kemba, Hayward, Brown, Tatum e Kanter, mas essa formação mostra debilidade defensiva no garrafão: Tatum já mostrou dificuldades defensivas defendendo na posição de PF e Kanter não tem uma boa defesa. Nessa situação, nossa nova aquisição Grant Williams pode surpreender na busca por uma vaga nesse quinteto titular, já que mostrou boa aptidão defensiva. Existe também a possibilidade de iniciarmos com Robert Williams, já que o jovem pivô mostrou uma boa habilidade defensiva em suas oportunidades em quadra. Poirier pode também aparecer como surpresa, dependendo de seu desempenho durante a temporada. Com certeza, ao enfrentar times com um garrafão forte, a equipe do Celtics terá que ter alternativas para controlar o ataque adversário, isso se Fall ou outro pivô não pintarem na equipe, que ainda tem espaço para mais um jogador. Um bom defensor para reforçar nosso garrafão seria o ideal para essa última vaga.

O novo Boston Celtics aposta em velhos conhecidos (Tatum, Brown, Hayward) e em novas caras (Edwards, Williams, Langford, Kemba, Kanter, etc) para ter mais sucesso que na temporada passada, onde sobrava talento, mas faltava raça e jogo coletivo. O Alviverde também conta com a chegada de um novo líder, que promete se alinhar mais ao jogo coletivo que seu antecessor. Caras novas e menos badaladas também chegam ao elenco, mas será que irão corresponder a oportunidade recebida? Será que o novo elenco, com menos talento, pode fazer uma temporada melhor?

São muitas as perguntas, mas, após uma temporada decepcionante, onde éramos consideramos um dos favoritos a chegar as finais, talvez seja interessante uma temporada onde corremos por fora, com um elenco mais singelo, porém, com menos ego e mais união. Aí então, ao invés da recente decepção, podemos ter uma agradável surpresa.

Author avatar
Henrique Correia
Paulista, morador de Bauru no interior do estado de São Paulo, analista de suporte e corredor de rua nas horas vagas. Apaixonado por basquete, descobriu no jornalismo um hobby e quem sabe futuramente pode encontrar uma profissão. Acompanha a NBA desde 2010, torcedor fiel do Celtics, aguarda ansiosamente pra ver seu primeiro titulo.

24 comentários

  1. Fernando Silva

    Concordo com a análise. Muito bem feita por sinal.

    Adiciono que, a julgar do que sabemos de Stevens, serão testadas N formações na regular season.

    Creio que, contra garrafões mais fortes, vamos de Theis na 4 e Kanter na 5.

    Grant vai receber minutos, é certo, na 4.

    RB vai receber minutos na 5.

    Por enquanto acho que é isso.

    No mais, Stevens deve tentar Kemba, Brown, Tatum, GH e Kanter.

    Quem joga na 4? Tatum ou GH. O último a depender do ganho de massa.

    Sobre Kanter, espero uma evolução defensiva. Lembremo-nos: Stevens conseguiu um jeito de KO não atrapalhar na defesa. Kanter defende melhor que KO. Acho que, com vontade, ele pode melhorar.

    No mais, Kanter será importante nos rebotes e no ataque, onde apresenta números que não fazem a falta de AH ser sentida.

    No meu entender, em apertada síntese:

    1. Perdemos na segunda unidade, EM TESE. Pois, entendo que fomos desclassificados na season anterior em boa medida por falta de uma rotação melhor (apesar se todos os problemas conhecidos citados no exame acima).

    2. Perdemos na defesa de AH.

    3. Ganhamos com as saídas de KI, Rozier, Morris (todos que falavam via imprensa – sim DA fez a faxina).

  2. Erondi Nunes

    Tirando a posição 4 melhoramos muito.

    Gostaria de ver o Ojeleye ganhando chances, ou o GW.

    Tatum na 4 não, por favor, já vimos q ele não funciona.

  3. Celso Cachali Jr

    Espero mais alegria e união e jogo mais coletivo.
    Kemba tem um jeito de um cara do bem e bom de grupo.
    Kanter por onde passa todos gostam muito dele. Adams e RUssel, Porzingis, Lilard entre outros parece um cara muito bom de grupo tambem…

    COmo ja falavam Morris e Irving prendiam de mais a bola… nossa perda mais sentida sem duvida alguma é Horford… mas tambem só na parte defensiva e liderança.

    Estou muito confiante em uma terceira ou Quarta posição atras apenas de Sixers e Bucks.

    Este ano será o ano do Brown.

  4. Tulionba

    Muito boa análise! Parabéns

    Confesso que estava bem desanimado ao fim da temporada, mas agora estou numa ansiedade para ver esse time juntos que nossa senhora!!
    Acredito que será uma das temporadas mais legais de se ver

    Enquanto a aspirações que podemos ter nessa temporada, ainda estou otimista mas penso que para brigarmos por algo na tabela precisamos MUITO de três caras em específico: Hayward (voltar a ser o que era ou perto disso) Brown manter a regularidade e o bom basquete que sempre teve (Acredito que esse será a maior grata surpresa para a temporada, acho muito subestimado em relação ao Tatum que já acho um pouco superestimado) e o Tatum (voltar a ser aquele dos playoffs sem medo de ir para cesta, subindo igual gente e sem ficar só arremessando) O único problema disso é que vejo os três disputando duas posições o que é prejudicial para o desenvolvimento dos garotos e para a confiança de Hayward ( tendo em vista que não podemos jogar com GH ou Tatum na 4 ainda mais com Kanter de Pivô) Mas vamos ver como Stevens desenvolverá o time.

    Agora em relação a título, é uma possibilidade muito remota, quase inexistente infelizmente… Acredito que para isso só se rolar alguma troca que venha um PF ou C All Star para nós ou se Robert Willians tomar a vaga de C e virar um TOP 7 pelo menos da liga.

    Mas vamos ver, o que nos resta é acreditar, estou bem esperançoso e empolgado para essa temporada, abraços!

  5. Leonel

    Kyrie tem mais habilidade e talento com a bola. Mas Kemba tem algo que Kyrie nunca trouxe consigo: vontade de jogar no Celtics. E Kemba vem de bons números nas temporadas anteriores.

  6. Marcos

    Theis joga na 4 (posição de origem do cara na Alemanha).
    A improvisação só atrasa o time.
    Vide colocar tatum de PF, o cara será um 3 mortífero – dá liberdade pro cara jogar!
    Libera o Kanter para rebotear.

    Gordon é MT banco até que possa mostrar que voltou a jogar basquete.

    O X da questão seria Smart ou Brown de titular na 2?
    Na minha opinião precisamos apoiar o Kanter na defesa e Ojeleye seria o cara para isso.
    Poderíamos tentar Brown-Ojeleye e Smart-Theis revezando.

    Assim, o time titular seria:
    Walker-Brown-Tatum-Ojeleye-Kanter
    Wanna-Smart-Gordon-Theis-Poirier-Williams
    Fim do banco
    Edwards (potencial de arremesso de fora contra times cansados)-Williams baixo-Falls (enorme potencial defensivo para próximos anos)

  7. Leo

    Creio que as posições do time devem ter essa ordem de prioridade na temporada.

    1. Kemba-Wannamaker-Smart-Edwards
    2. Brown-Smart-Langford-Waters-Green
    3. Tatum-Hayward-Ojeleye
    4. Theis-Ojeleye-G.Williams
    5. Kanter-R.Williams-Poirier

  8. PHABIO PASSOS

    Pois, esse rumores no site americanos de uma troca entre celtics e wizars,celtics manda smart,brown , langord mais duas escolha por beal e mais um jogador

    • Digor33

      Não tem sentido fazerem isso… perderemos muito!!!!

    • Celso Cachali Jr

      Eu sou daqueles que nao abro mao do Brown por nada… Beal é otimo, mas nao vale tudo isso. tira uma Pick e o Smart ai sim seria um valor mais justo.

    • R2

      Acredito que mandar smart e langford é ruim pra gente, ficamos sem um cara de defesa para o perímetro, além de continuarmos com problemas na posição 4… rsrsrs

    • Marco Ferreira

      Muito pelo Beal ein?!?!?!
      Se tiver uma oportunidade boa por alguém na posição 4 ou 5 até pensaria, mais isso tudo por um cara em uma posição não carente do elenco, eu particularmente não vejo necessidade!

      Torço muito para o Langord calar minha boca, pois eu realmente não gostei muito da escolha dele.

      Agora é hora de começar a botar as expectativas na mesa e tornar elas uma realidade… Brown e Tatum não podem se esconder, até por que não tem como se esconderem atras de Kemba e Kanter. Agora tem que jogar…

      Smart é o coração do time, sei de todos os defeitos dele, mas tem muita qualidade que salva a gente!

      Let’s Go Celtics…

  9. Marchall

    Ainda acredito que o Poirier pode crescer nesse time. Lembra um pouco do Baynes com menos McDonalds!

  10. Felipe Ferreira

    Eu jogo Nba2k19..

    E na atualização o time titular é…

    1 – Walker
    2 – Smart
    3 – GH
    4 – Tatum
    5 – Kanter

    Mas continua naquele apagão no terceiro quarto :/

  11. Marcelo Gouveia

    A temporada paasada cobra atenção. A expectativa tava muito alta, daí a frustração ter sido proporcional. Isso adiciona ainda mais impaciência pra essa temporada. O elenco é jovem, o técnico não é “cascudo” e a pressão por resultados pesa mais em time grande sem título.

    É nesse cenário que Carsen e Romeo irão debutar na Liga, que Tatum e Brown terão que dizer a que vieram. O cenário é adverso mas é o que temos pra hoje. Jogador grande aparece em horas assim.

    A questão é saber se temos ou não jogador grande. Se temos meninos ou homens.

  12. silvio freitas

    Time horroroso . Pior que o desse ano . Que já era ruim .
    Ainge e Stevens estão acabando com o Celtics.
    Time no máximo vai pro playoff onde será varrido .
    E o que mais triste ainda , ver Lakers campeão com aquele super time .
    Aí o torcedor vai acordar e parar de endeusar as 2 tranqueiras .
    Quem viver , verá
    Silvio Freitas

    • Michael Fonseca

      Silvio, boa tarde.
      Sem maldade, mas você realmente acredita em tudo o que comenta aqui ou é só um personagem mesmo? Pergunto isso pois, desde alguns anos que acompanho o site, não me lembro de ver um comentário seu que não fosse extremamente cheio de desprezo pelo Ainge e pelo Stevens e, por mais que ache eles ruins, chega a parecer algo que te faz muito mal… sei lá, só achei curioso.
      Abraço,

  13. Walker – Brown – Tatum – Grant/Ojeleye – Kanter
    Smart – Edwards/Langford – Hayward – Theis – Williams
    Wannamaker – Waters – Green – Poirie – Fall

    Iria com o quinteto em questão, na dúvida de Ojeleye ou Grant pra ajudar defensivamente o Kanter fechando o garrafão. Daria assim liberdade total ao Tatum e liberaria Walker pra acionar Brown e Tatum constantemente… Daria na segunda unidade responsabilidade para Smart e Hayward na condução do time junto ao atleta que não for titular na PF, a partir daí Edwards, Williams e Langord estariam confortáveis em seu desenvolvimento. Vejo um bom time olhando as duas unidades, nossa azar, foi perder Horford… agora é se virar e principalmente, Brown terá até a deadline pra mostrar algo diferente e consistente, senão será trocado possivelmente por um PF somado à umas 2 ou 3 picks pro time chegar forte nos playoffs e a vaga de Brown seria dada à Smart ou Hayward.

    Temos um bom time, alta uma peça, mas dá pra se ajeitar e projetar no mínimo semi de conferência, mas creio que Walker terá melhor encaixe do que pensamos e Kanter será um pivô muito marcante e contribuirá muito porque será um dos poucos trabalhos recentes que virá pra ser titular absoluto e acho que valorizará isso!! Só espero não ver Hayward na 4 e creio que terá temporada pra 17ppg e será importantíssimo!!

    Ambiente aparenta ser muito melhor e isso me dá ansiedade em ver este time atuar!

  14. Desde quando comecei a acompanhar e torcer para os Celtics em 2007, esse é o pior garrafão de todos
    Agora é esperar e torcer bastante pra que o time possa suprir essa deficiência.
    Torcer também pra R. Willians evolua bastante, pois terá mais tempo em quadra.
    Torcer também pra que Grant evolua muito rápido, pois Kanter já sabemos o que pode fazer, que não é muita coisa, e D. Theis é bem limitado, Fall é uma aposta, mas já vejo ele nem sendo usado pelo Stevens.
    Temporada sem muita expectativa até o momento, mas acredito e vou torcer bastante.

  15. Digor33

    Acredito numa surpresa boa ainda….

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *