Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – New Orleans Pelicans (17-29) x Boston Celtics (30-14)

Em meio à consternação pela trágica morte de Kobe Bryant, um dos maiores jogadores da história do basquete, em acidente de helicóptero na tarde deste domingo (26), o Boston Celtics enfrentará o New Orleans Pelicans, no segundo duelo consecutivo como visitante pela temporada 2019/2020 da NBA. A partida entre Pelicans e Celtics tem início previsto para 20h (horário de Brasília), no Smoothie King Center, com transmissão da ESPN para todo o Brasil: existia a expectativa do cancelamento do confronto, mas isso não foi confirmado até às 19h.

O Boston Celtics chega a New Orleans em momento de recuperação na temporada. Depois de sofrer seis derrotas em oito jogos e perder posições na classificação da Conferência Leste, o time verde e branco de Massachusetts engatou três vitórias consecutivas, sendo a última delas diante do Orlando Magic, no Amway Center. Agora, o Alviverde quer aproveitar o crescimento na competição e a irregularidade do Pelicans para ampliar a série invicta, além de encostar na vice-liderança do Leste, ocupada atualmente pelo Miami Heat.

Diante do New Orleans Pelicans, o Boston Celtics contará com o retorno do ala-armador Jaylen Brown, que se recuperou de uma lesão no tornozelo e deve voltar para o quinteto titular sem restrição de minutos. Por outro lado, o ala Jayson Tatum, com uma distensão na virilha, e o pivô Enes Kanter, em recuperação de uma lesão muscular, não encaram os Pelicans. Em fase final de tratamento de um edema ósseo no quadril esquerdo, o pivô Robert Williams permanece no Departamento Médico celta.

Tentando juntar forças para garantir vaga nos playoffs da Conferência Oeste, o New Orleans Pelicans ganhou um reforço e tanto com a estreia do ala-pivô Zion Williamson, primeira escolha do 2019 NBA Draft, que se recuperou de lesão, está atuando com restrição de minutos e mostrando alto nível quando acionado, para euforia da torcida de New Orleans. O Pelicans, entretanto, sofre para conquistar bons resultados: nos últimos quatro jogos, a franquia da Louisiana venceu apenas uma vez. Diante do Celtics, New Orleans vive a expectativa de encerrar a má fase e conquistar um grande resultado.

Para o jogo contra o Boston Celtics, o New Orleans Pelicans deve contar com todos os seus principais atletas. O armador Jrue Holiday se queixou de dores no joelho, mas deve atuar normalmente como titular no perímetro do Pelicans, ao lado de Lonzo Ball. Zion Williamson, mesmo com restrições, também está confirmado na equipe da Louisiana.

FICHA TÉCNICA

Local: Smoothie King Center (New Orleans, LA)

Horário (de Brasília): 20h

Transmissão: ESPN e NBA League Pass

NEW ORLEANS PELICANS: Lonzo Ball, Jrue Holiday, Brandon Ingram, Zion Williamson e Derrick Favors. Treinador: Alvin Gentry

BOSTON CELTICS: Kemba Walker, Jaylen Brown, Gordon Hayward, Grant Williams (Marcus Smart) e Daniel Theis. Treinador: Brad Stevens

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

18 comentários

  1. Paulo

    Mais uma grande partida do Ojeleye.

  2. Fernando Silva

    O ataque está muito mal.

    Vamos ver como nos saímos nos Q 3 e 4.

    Pior que está, é difícil.

  3. Paulo

    Levando 20 pts
    Complicado.

  4. Marcelo

    Enquanto o Smart arremessar tantas vezes, nossa chance de título é ZERO.

  5. Marco Antônio de Paula

    Claro que o que menos importava hoje era o resultado depois desse dia tão triste da morte do Kobe. Mas vamos a analise do jogo. Jogo serve para aprendizado. Sem defesa e intensidade não vós a lugar nenhum. Mas um jogo tomando mais de 115 pontos. Sempre que tomamos essa quantidade de pontos perdemos. Time não defendeu bem. Smart não funcionou. Kemba tbem não defendeu. Nosso garrafão defensivo não existiu. Theis foi jantado por um Zion com 200 kgs e mesmo assim deitou e rolou no garrafão celta. O adversário nós engoliu nos rebotes. Se jogar defendendo com intensidade, dá pra fazer jogo duro com qualquer um. Mas jogando sem tática defensiva seremos engolidos até pelos times mais fracos. Esse time do Pelicanos é fraco, mas jogou com mais empolgação. Agora é voltar a focar na temporada para se recuperar.

  6. Silvio Freitas

    Jogo ruim de novo .O time quando joga incompleto é uma draga . O banco não serve para nada . O time passou o jogo inteiro chutando de três amassando o aro . No ritmo da carruagem estamos partindo para sexto . Aí vai ser varrido na 1a fase . Uma lástima esse planejamento de Ainge e do técnico . Rua para ambos no próximo ano .
    Silvio Freitas

    • Marco Antônio de Paula

      Silvio. O Risco de perder mando é real. O problema é que o time não consegue manter um padrão tático e de intensidade. Nesse caso o problema está nas mãos do treinador. Tudo bem, ele não tem boas peças no elenco, mas também tem culpa nisso junto com o Ainge. A Vitória contra os Lakers nos iludiu muito. O problema que aquela foi uma atuação pontual, nosso normal não é aquela atuação. Jogo isolado. Stevens teima em tentar colocar o Smart em muitos momentos do jogo pra fazer garrafão defensivo. Não é a dele. Nesse caso perdemos a defesa de fora do perímetro. Wanamaker e Kemba não são bons defensores. Brown poderia ajudar nesse garrafão. Mas sinto que ele não gosta de fazer esse trabalho, e o treinador não ajuda também a convencer o cara . A Filosofia de trabalho do Zé vai ser sempre o smail ball, até mesmo em razão dos caras baixos draftafos. Então na tática é rezar pra bola de fora cair. Se não cair, esquece não temos outra alternativa.

  7. Rodrigo de Moreas Oliveira

    Vale uma menção honrosa pra arbitragem que praticamente fez uma cesária sem anestesia no nosso time.

    • Marco Antônio de Paula

      A arbitragem caseira é normal na NBA e nunca vai deixar de ser. A não ser quando pega implicância com algum jogador. Temos que assumir essa realidade. Mas a verdade é que o time jogou mal. Conseguimos encostar quando o adversário colocou os titulares no banco. Quando os caras titulares voltaram, assumiram novamente o controle do jogo. Celtics tem 6 jogadores com possibilidades de fazer algo bom em quadra. Muitas vezes alguns desses caras estão fora por contusão ou em um mal dia no jogo. Então fica complicado. Ontem jogamos sem Tatum, Smart e Brown sumidos no jogo. Kemba praticamente sozinho pontuando. Time sem defender. Então não dá para culpar apenas a arbitragem.

  8. eric diegues

    Silvio ,estou te achando otimista ,acho que vamos ficar em setimo.

  9. Ficou bem nítido que ontem ninguém estava muito a fim de jogar, o clima estava bem pesado, mas a meu ver a NBA agiu corretamente em não cancelar os jogos, ainda sim é uma empresa, questões envolvendo logística, contratos e muitas outras coisas não permitem que a liga se dê a ao luxo de perder milhões de dólares (mesmo que fosse o mais correto a se fazer).

    Sobre o jogo, alguns pontos a se destacar:

    1º Você vai para o Draft e seleciona um jogador para trazer mais pontos e volume de jogo para o time e faz o quê? Deixa na GLeague. TODAS as vezes que Waters jogou, conseguiu organizar bem o ataque, Langford consegue atacar bem a cesta, só precisa de um refinamento. Mas pra um time que não tem NINGUÉM que consiga fazer isso, é melhor ter dois jogadores crus tentando e errando do que 5 que nem tentar conseguem.

    2º Não entendo o que Stevens tem contra alguns jogadores. Deixa Williams e Hayward no garrafão pra tomar 20 pontos na cabeça, coloca Poirier e Green corta a diferença pra 5, volta com Theis e Hayward e toma mais 10. Esses caras ganham milhões por ano, se o time está desfalcado tem que jogar 40 minutos se precisar, descansa quando o time estiver completo de novo.

    3º Esse Pelicans é melhor do que parece, juntaram role players excelentes pra jogar em volta de uma estrela, espero que Zion vingue, é um time pra brigar por conferencia.

    Resumo: Um jogo ruim contra um time promissor e um técnico com medo de colocar os joadores pra jogar. Bora pro próximo.

    • Marco Antônio de Paula

      Wesley concordo com muitos pontos de sua opinião. Quanto ao Celtics, não acho o time ruin. è um time que tem deficiências de banco e de garrafão. Também falta um encaixe tático para atuações melhores. Não acho que é time para brigar por títulos, temos um técnico e um elenco limitados.
      Quanto aos Pelicanos é time para entrar nos playoffs, mas de jeito nenhum consegue brigar por título na conferência.
      Zion é um cara que tende a se sobressair nessa NBA cada vez mais física. No momento está muito acima do peso. Entretanto ao pegar times com fraco garrafão decisivo, vai se dar bem, mesmo estando com 200 KGs.
      Concordo que atualmente os Pelicanos são mais promissores que o Celtics. Não sou fã do técnico dos pelicanos, mas é um cara que tem mais ambição que o Stevens.
      O Celtics está amarrado em uma visão fechada do seu Tecnico e seu GM. São dois caras teimosos e arrogantes. Não vão mudar sua visão de estratégia , mesmo afundando o time. O Ego pessoal deles fala mais alto. Vão continuar com a mesma estratégica fracassada de draft. Stevens vai morrer abraçado com Ojeleye e Wanamaker, nunca vai dar o braço a torcer, que esses caras escolhidos por ele, não funcionam bem no Celtics.
      Resumindo. Os pelicanos tem um planejamento baseado no sucesso da franquia e não das pessoas que comandam. Se não der certo, os caras rodam.
      No Celtics o planejamento é de 2 caras intransigentes. Se der errado, pouco importa, o dono do Celtics e grande parte da torcida, coloca esses caras como Deuses, não importa o fracasso deles.

  10. Marco, realmente eu concordo que esse time está com sérios problemas, mas vamos analisar os últimos times que o Celtics teve:

    A primeira equipe era para funcionar da seguinte maneira: Um time extremamente tático, sem estrelas mas com bons arremessadores e defensores. Com o jogo centralizado em Thomas e Horford armando o time de dentro do garrafão. Funcionou bem na regular, mas nos Offs não tinha ninguém pra chamar a responsabilidade, e quando não tinha o Thomas, não tinha ninguém pra desafogar.

    Depois chegaram Hayward e Irving. O primeiro machucou no primeiro jogo e Irving nunca foi e nunca será um jogador pra levar ninguém ao titulo (além de viver no DM), o time ainda conseguiu se sair bem, mas era tudo na base da raça, sem muita técnica.

    Então a diretoria implodiu o time secundário e foi ver no que que dava (por isso Horford saiu). Conseguiram Walker (depois Horford até disse que se soubesse que estavam tentando alguém de alto nível, ele não teria saído e receberia menos), Ainge ainda tentou suprir alguma carência do elenco, mas desde o inicio da temporada todo mundo saia que era um ótimo time titular, mas praticamente nenhum banco.

    Então, em resumo, tanto Brad quanto o Ainge tem sim suas culpas, mas também merecem boa parte do mérito de estarmos brigando por titulos nessas condições. É esperar pra ver quais as próximas ações da diretoria. Com certeza eles tem crédito com os donos e a torcida nos EUA.

  11. Claudio Almeida

    Concordo “ipsis litteris” com Marco Antônio de Paula.

  12. silvio freitas

    Marco Antônio . Vc foi cirúrgico . Concordo em tudo e por tudo .
    Silvio Freitas

  13. silvio freitas

    Eric . Analisando mais friamente está mais para sétimo mesmo . E já ser eliminado logo . Mais um ano perdido .
    Silvio Freitas

  14. PHABIO PASSOS

    Bem, como falo sempre a gente nunca vamos ver titulo do CELTICS, nunca mais,,,,ficamos para atras, devido a nosso GM DANNY AINGE já não e o mesmo, esta desgastado fisicamente e também não consegue mais negocia como antes, e enquanto outros GMS tentao e se arrisca, de tem CAP ACIMA,e sempre tem os melhores jogadores e também ao nosso treinador ZÊ CHICLETE, que só gosta de anões e péssimos jogadores, não tem consegue ter repertórios e só tem uma jogada a bola de 3 e sem variações táticas de jogos.,, Quem viu o titulo de 2008, nao vai ver nunca mais,, e talvez seu neto e se tiver O CELTICS AINDA..,, Portanto se os donos do CELTICS fica com esses dois nunca ver titulo …….Bem nao vo os 1981,94 e 96, porque nao passava na tv e nao tinha internet, e comecei a gosta do CELTICS 1991 pela BAND,,,,,já vi time piores que esse que temos , mas com vontade e com jogada e garra,,,vi surgir a dupla PIERCE E WALKER onde fomos 3 vez ao playoofs com time piores que esse, mas tava vontade de vê e esses time pela garra, vontade e repertórios no jogos,,,,,,, DAINGE E ZÊ CHICLETE DEVOLVE MEU CELTICS ENQUANTO ESTOU VIVO, E AINDA QUERO TITULO DO CELTICS EU VIVO,,,,,

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.