Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – New York Knicks (16-14) x Boston Celtics (26-8)

Atravessando um momento de instabilidade na temporada 2017/2018 da NBA e desgastado por uma série de cinco partidas em sete dias, o Boston Celtics terá pela frente, na noite desta quinta-feira (21), um clássico contra o New York Knicks, que está na zona de classificação para os playoffs da Conferência Leste e conta com o apoio do torcedor no Madison Square Garden. A partida em Nova York, que começa às 23h (horário de Brasília), será a segunda entre Knicks e Celtics nesta edição da liga: no dia 24 de outubro, em Boston, o time verde e branco não encontrou dificuldades e venceu por 110 a 89.

Após um início de temporada avassalador, com direito a uma série invicta de 16 partidas, o Boston Celtics está com o sinal de alerta ligado. Nos últimos oito jogos, o time verde e branco de Massachusetts sofreu quatro derrotas, sendo que a última delas foi dentro do TD Garden, para um desfalcado Miami Heat. Os tropeços não tiraram o Celtics da liderança isolada da Conferência Leste, mas todo o cuidado é pouco, e uma vitória fora de casa no clássico sobre o Knicks pode dar a tranquilidade necessária para os comandados de Brad Stevens nesse momento de pressão.

Diante do New York Knicks, o Boston Celtics não contará com três atletas: o armador Shane Larkin, com dores no joelho esquerdo, o ala Gordon Hayward, em recuperação de uma grave fratura no tornozelo esquerdo, e o ala-pivô Marcus Morris, que ainda está tratando uma lesão no joelho esquerdo. No quinteto titular, o Alviverde tem uma dúvida: com problemas no tendão de Aquiles, o ala Jaylen Brown pode ser substituído pelo armador Marcus Smart.

Mesmo depois de perder o ala Carmelo Anthony para o Oklahoma City Thunder e sinalizar o início de uma reconstrução, o New York Knicks não deixou de ser competitivo e faz uma temporada surpreendente. Com quatro vitórias nos últimos cinco jogos e 53,3% de aproveitamento, os Knickerbockers entraram no G8 da Conferência Leste. Agora, os nova-iorquinos lutam para manter a sua posição de destaque, e um triunfo em casa sobre o rival Celtics é fundamental para isso.

Para o jogo contra o Boston Celtics, o técnico Jeff Hornacek tem uma dúvida no quinteto titular do New York Knicks. Principal jogador da franquia nova-iorquina, o ala-pivô letão Kristaps Porzingis ainda sente dores no joelho, mas garantiu que enfrenta o Celtics. Caso Porzingis fique fora de última hora, o ala Lance Thomas fica com a vaga na equipe. O desfalque certo é o ala-armador Tim Hardaway Jr, que machucou a perna esquerda e só deve retornar na rodada de Natal.

FICHA TÉCNICA

Local: Madison Square Garden (New York, NY)

Horário (de Brasília): 23h

Transmissão: NBA League Pass

NEW YORK KNICKS: Jarrett Jack, Courtney Lee, Michael Beasley, Kristaps Porzingis (Lance Thomas) e Enes Kanter. Treinador: Jeff Hornacek

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Jaylen Brown (Marcus Smart), Jayson Tatum, Al Horford e Aron Baynes. Treinador: Brad Stevens

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

27 comentários

  1. phabio passos

    E AI, VAMOS PASSAR VERGONHA DE NOVO, QUERO VER ESSE TIME VAI TOMA VERGONHA NA CARA, PERDE PRA TIME ESTAO NA LATERNA,,,,,SERA QUE TEMOS TREINADOR??/ OU CONTRAMOS JOGADOR BICHADO O TAL MORRIS,, TEM UM JUMENTO CHAMADO SMART,E NAO TEMOS JOGADAS, SO JOGADA DE 3…..AS VITORIAS ESCONDERAM ISSO….

    • Lucas Oliveira

      É isso aí! Se fossem todas as vitória estaríamos em último e não no PRIMEIRO LUGAR DO LESTE! Já que vc gosta de escrever em caixa alta por algum motivo.

      A propósito o tal jumento vêm tendo um aproveitamento muito melhor nos últimos jogos e sendo um líder em quadra que um Horford com toda a pompa não é.

      • Jon

        Líder em TO. Cometeu 14 nos últimos três jogos.

      • Jon

        Tudo de volta a normalidade.. 30% de aproveitamento pro líder hoje

      • Gustavo Rangel

        14 turnovers nos últimos 3 jogos. 33% de aproveitamento nos arremessos de quadra. Aproveitamento pior que o do Lonzo Ball. Tá realmente assistindo jogos do Celtics, Lucas? Smart é jumento sim, números provam. Hustle defensivo não compensa as outras deficiências. Certamente não vai ter contrato renovado.

        • Lucas Oliveira

          Sim eu assisti todos os jogos da temporada, aliás eu vi quase todos os jogos do Smart na NBA e se você leu meu comentário leu que falei que nos últimos jogos ele vêm chutando melhor inclusive chutou mais de 80% contra Indiana, jogo o qual cometeu sim 7 turnovers fazendo 10 nos últimos 3 e não 14 (14 são em 4) puxados por este jogo em especial já que ele cometeu 3 nos últimos dois.

          Se quer comparar estatística olhe os mesmos 3 ou 4 jogos e vc vai ver que o Smart tem melhores estatísticas que Irving em steals, rebotes e fg% ficando 2 assistências atrás jogando com minutagem menor e mais tempo com jogadores da segunda unidade! O cara cumpre o que se espera dele.
          Engraçado que os mesmos que criticam ele não falaram nada de como o Kyrie vem sendo super individualista no último quarto e tomando péssimas decisões para um PG que mesmo sendo o principal scorer precisa pensar o jogo.
          Que os mesmo que criticam ele não falam nada de um Horford apático que pouco defende e faz 30 pontos nessas mesmas 3 partidas com média de 33,3% nos arremessos (e hoje errou umas 3 vezes na troca ficando parado na frente do companheiro que deveria marcar o perímetro e tomou a bola de 3 na cara)…
          Esses são os All Stars são esses os caras que o time precisa contar quando o negócio está ruim e o time está exausto com o elenco reduzido, pilhas de calouros e o pior calendário do campeonato.

          Essa torcida de futebol (Hayward se machucou – “não vejo mais essa temporada”, “temporada acabou” , 16 vitória em sequência “Stevens é o cara é este é o melhor time do universo”, 8 derrotas “Stevens é um lixo, só temos um jogador”) é irritante e embora estatísticas sejam importantes, analisador de scoreboard não consegue enxergar os erros de movimentação, trocas mal feitas, quem não fez o que deveria ser feito, quem deveria fazer o que os outros não tem capacidade para fazer e se escondeu…

          • Gustavo Rangel

            E que decisão o Kyrie vai tomar? Vai passar a bola para Rozier e Smart com 30% de aproveitamento em field goal? Pra Horford que vem sendo soft desde a última temporada em Atlanta com espasmos de All Star? Não dá pra colocar a culpa num cara que tá com média de mais de 30 PPG nos últimos 5 jogos.

            Mas no Smart dá pra colocar porque ele tijola o aro, comete mil turnovers, seleciona pessimamente seus arremessos (chuta em média 6 bolas com contestação da marcação por jogo). Pode até jogar bem um jogo a cada 10, e é isso. Não passa disso. Pode até ser que, nos últimos jogos isso seja culpa do treinador por escalar e mais 2 Point Guards na mesma formação, mas o basquete que ele apresenta está pífio, assim como o de toda a equipe (exceto Tatum e Irving).

            Se eu fosse analisador de boxscore era só colocar aqui na conversa que o Smart é o reserva com mais turnovers entre os que jogam mais de 20 minutos e com a pior % de acerto nos FG. Receitinha fácil. Se o time tá bem, a gente elogia. Se o time tá mal, a gente critica. É assim em todos os segmentos. O que não dá é agir como um apaixonado, abandonar a lucidez e pensar que está tudo certo perdendo para Chicago com uma run de 22-4 e mais 3 partidas em casa de 4 jogadas.

          • Lucas Oliveira

            Aquele jogo em back to back no último de uma série de 3 jogos fora de casa (3 jogos em 4 dias sendo um na costa oeste), sem o Kyrie, Morris e Hayward e em que o Horford e o Baynes eram dúvidas até horas antes da partida? Um absurdo mesmo!!! ….

            E a sua justificativa para o Kyrie só se justificaria se ele não passasse a bola em todo o momento em que está em quadra é isso não é verdade ele escolhe melhor os arremessos e é função dele proporcionar bons arremessos aos outros.

            Além disto, escolhas ruins não se limitam a não passar a bola. Ele chuta de 3 constantemente com mais de 15s no relógio com a marcação em cima, arremessar bolas completamente sem equilíbrio, etc. Te dou um exemplo claro: esse último jogo do Heat… É óbvio que ele deveria resolver, mas ele recebeu a bola com 6s, ficou fazendo firula sem atacar e quando resolveu atacar foi obrigado a fazer um arremesso absurdo, completamente sem equilíbrio pq estava sem tempo. Não, não foi por culpa exclusivamente dessa bola que time o jogo, mas é um ótimo exemplo de decisão ruim.

          • Lucas Oliveira

            *que o time perdeu o jogo

          • Gustavo Rangel

            As circunstâncias do jogo fizeram com que aquela derrota pros Bulls tenha sido ridícula, quer você queira ou não. Nós ganhamos do Hornets na mesma situação jogando um basquete MUITO superior ao que jogamos nessa partida. Nosso time reserva é melhor que o time titular do Bulls. Partindo do seu pressuposto, a “culpa” dessas derrotas é mais do Kyrie do que do Horford ou do Smart. Assim como fui negativado com força quando disse que o Brown era inconstante ofensivamente, estou sendo agora por dizer que o Smart não joga nada. Fiquem com as amassadas de aro, arremessos e turnovers de High School. Na hora que o bicho pegar a gente vê quem tá certo e quem tá errado

          • Lucas Oliveira

            Não, você está novamente precipitado, eu estou dizendo que esperar que o Smart se torne um scorer é um erro. Ele é um especialista em defesa que arma razoavelmente bem o ataque… Ou seja, é um jogador de composição de elenco, especialista em defesa e executa muito bem este papel.

            Kyrie é novo e precisa de tempo para aprender que ser o Ás do time não significa jogar sozinho, que brilhantismo e eficiência não são sinônimos e eu tenho confiança de que vai aprender… E é nisso que o Gordon mais faz falta.

            Mas se você acompanha os meus comentários, sabe que eu sou um dos maiores críticos com relação a temporada do Horford, pois ele tem cacife para dividir a responsabilidade com o Irving e não tem feito isso. Inclusive já disse que o excesso de desgaste dele me preocupa pela idade (não tão avançada assim) e o tamanho do contrato. O meu ultimo comentário no tópico “prévia- Celtics e Heat” fala quase exclusivamente dele inclusive.

            Agora falar que o time reserva do Celtics é melhor do que o do Bulls é desconsiderar entrosamento, é desconsiderar são só calouros e é acreditar que o cansaço não faz diferença em uma partida. Dizer que o time reserva do Celtics tem mais potencial OK, agora é melhor hoje, não.

          • Gustavo Rangel

            Mas você sabe que não é esse o papel que ele desempenha, né? E sabe que, com certeza, não é por pedido da comissão técnica, mas sim por insistência dele mesmo, não sabe? Eu duvido que alguém da comissão técnica ou o próprio Stevens pede pra que um cara de 35 min de quadra por jogo e 33% de acertos em FG arremesse mais e tome as decisões. Se o Smart só defendesse e se focasse em fazer o que faz de melhor (hustle defensivo) tenho certeza que sequer estaríamos falando dele, e eu sequer criticaria. Portanto, abre margem para erros e julgamentos. Horford sempre foi superestimado, até mesmo na época de Atlanta. Sempre foi muito irregular, a carreira toda. Espera-se muito dele aqui pelo contrato que ele tem, mas infelizmente ele não pode entregar mais do que já vimos (minha opinião)…

          • Lucas Oliveira

            Tanto é esse o papel que ele desempenha como ele é um dos reservas de maior tempo em quadra. Então você tem duas opções:
            1- Aparentemente como muitos aqui, acreditar que o Stevens é um imbecil que a 3 anos e meio deixa um jogador em quadra que prejudica a equipe. Indo completamente contra todos os especialistas e lendas como o Pop que não cansam de elogia-lo.
            2- Entender que o cara está cumprindo o que a comissão técnica espera dele, que o aproveitamento ruim é péssimo, mas ainda assim vale a pena mantê-lo em quadra (tanto que seu minus plus é geralmente um dos maiores da equipe) e tentar se contentar com o fato do cara estar tentando escolher melhor os arremessos e ter melhorado o aproveitamento em geral nas últimas semanas, como eu faço (e sim eu me irrito com os arremessos errados também, não só dele, mas como de toda a equipe).

          • Jon

            Quando eu falei dos 14 TO nos últimos 3 jogos, o jogo de ontem não estava bem na metade ainda. Não contava.

          • Jon

            Al Horford tem q ser cobrado, claro. Esses últimos jogos são inaceitáveis. Agora, vc me falar que o Smart, com 33% FG na temporada até aqui, entrega o que se espera dele, não da. Não faz sentido.

          • Lucas Oliveira

            Eu espero que ele arme, que seja um líder e que defenda melhor do que todos os outros. Se você espera mais do que isso depois de 3 anos e meio com aproveitamento ruim quem não faz sentido é você, não eu.
            Há arremessos que ele precisa tentar e mesmo assim tem se controlado e dando um passe extra em vários open shots. Desde que ele entenda isso eu posso viver com ele, e nos últimos jogos foi o caso.
            Sem mais o Brown ontem, jogando com Yabu, Rozier, Nader e Ojeyley ele naturalmente forçou mais bolas.
            E já te respondendo abaixo eu sou torcedor do Celtics desde Larry Bird 😉 pode ficar tranquilo.

  2. phabio passos

    QUE APOSTA ANO QUE VEM IRVING, SAI DE BOSTON, ELE FOI ENGANDO, FALARAM QUE TINHA TIME, TREINADOR , PARA ELE JOGAR TRANQUILO, SÓ QUE ELE JOGA SÓ, SOZINHO E NINGUÉM AJUDA E DAR FAZER TUDO, ACHO QUE ELE NÃO FICA ANO QUE VEM…..

  3. Marchall

    Menos cara, segura a emoção ai. Todos sabemos que o Smart é limitadíssimo, mas ele tem jogado melhor que o Horford, por exemplo.
    Esse time é jovem e ainda oscila bastante, principalmente na hora de manter uma diferença de pontos expressiva.
    Essa temporada é fazer um auê nos playoffs e já está ótimo. Na próxima temporada tem que pensar em um pivô qualificado para carregar o piano com o Kyrie Irving.

    Hayward – Brown – Tatum – Irving e Davis*

    Acredito que mantendo os reservas e contratando um pivô de qualidade conseguimos buscar o título em 2019!

  4. Jon

    Vai ter mta gente aqui deixando de ser Celtics se o Smart não renovar. Previsão minha

  5. Mds se alguém deixar de torcer pra maior franquia da NBA por não renovar com um cara que arremesa igual a uma criança então vc tem que procurar um tratamento psicológico urgentemente.

  6. Guilherme

    Mais uma derrota ridícula. O time tem uns apagões dentro do jogo que são inexplicáveis. Em uma partida em que KP fez um mísero ponto, conseguimos sair derrotados.

    Não é fazer terra arrasada, todos sabemos do cansaço que o time vem apresentando, as lesões que vem atrapalhando, que Tatum e Brown não são constantes pontuando, mas tem certas derrotas que não dá pra aceitar assim tão facilmente. Contra os Pacers abrimos 19 pontos e conseguimos entregar o jogo. Se não fosse aquele lance final bisonho seriam 3 derrotas consecutivas contra times de segundo escalão.

    E outra: Horford ganha uma Babilônia de dinheiro pra alternar partidas ótimas e outras péssimas. Não dá. Precisa demonstrar mais regularidade.

    Sou torcedor do Boston Celtics, o maior campeão da NBA. Não vou me conformar com derrotas como essa e achar “normal.” Sem Terra arrasada, continuamos no caminho certo nesse processo de reformulação do elenco, mas precisamos abrir o olho.

    Saudações

  7. Guilherme

    E sobre o Smart é até difícill comentar. QI de basquete dele é baixo, é um jogador com arsenal ofensivo limitadíssimo, que se mantém na rotação pela boa defesa em certos momentos e por falta de opção. O aproveitamento dele na temporada fala por si só. Melhorou nos últimos jogos, mas é um jogador tão limitado que nem isso foi suficiente para vencermos. O Rookie Tatum aparece mais em momentos decisivos do que ele. De “Smart”, só o nome.

  8. phabio passos

    EU SE SMART SE RENOVAR COM CELTICS, SAIU DOS GRUPOS E DEIXO DE ASSISTIR OS JOGOS DO CELTICS, EU SÓVOU VER OS RESULTADOS NOS SITES, EU TORÇO E SOU TORCEDOR DO CELTICS, EU TAMBÉM GOSTO DE PORTLAND,SO 95% CELTA E 5% DO PORTLAND, SE SMART RENOVAR, EU VOU ASSISTIR OS JOGOS DO PORTLAND E SÓ VER RESULTADOS DO CELTICS NOS SITE,,

  9. Samucarj

    O time tem muitas limitações, a diferença é que “sim” temos um excelente treinador que consegue mesmo com uma diferença técnica muito grande bons resultados.

    Mesmo com o Gordon H. não teríamos time pra bater de frente com os Cavs, o elenco dos caras é muito forte eles ainda tem o Maior jogador da atualidade. O tão criticado Brad. Stevens com o elenco do Cavs na mão ganharia uns 5 títulos consecutivos.

    Na boa, pra ganharmos um titulo os donos do Celtics precisam abrir os cofres e contratar os melhores e pronto. Os melhores times GWS, CAVS…… pagam a multa por exceder o teto e o time deles estão na final todo ano.

    Se o proprietário do Cavs não abrir mais os cofres o Lebron, não chegam mais em final nenhuma.

    É simples ou gasta pra ganhar titulo ou todo ano será a mesma história faremos uma boa campanha, mas nos playoffs (onde o elenco faz diferença) perderemos para o melhor elenco.

  10. Eric

    Cavs vai ganhar até se classificar para os playoffs , depois vai guardar time , infelizmente nossa 2 unidade é muito fraca para fazermos o mesmo , tivemos chance de no offseason trazer o Wade e o Pau gasol, (com certeza dentro do teto ) porém a filosofia e não trazer veteranos , os dois seriam de muita valia em playoffs

  11. Marco Ferreira

    Galera vamos ter paciência…

    Assim como a equipe Celta, nos torcedores do blog estamos oscilando com nosso sentimento!
    – Primeiro reclamamos do Ainge por não saber fazer escolhas de draft;
    – Reclamamos da troca da primeira pela terceira no draft deste ano;
    – Comemoramos a escolha Celta do Tatum;
    – Reclamamos de perder Thomaz;
    – Comemoramos o contrato Hayward;
    – Após alguns jogos na pré-temporada o Ainge foi o mestre nos movimentos;
    – Perdemos os dois primeiros jogos e novamente nossa equipe foi questionada e reclamamos;
    – Pegamos uma bela sequencia de vitórias com todos os problemas do nosso elenco – Novamente elogiamos todo processo feito até o momento;
    – Vencemos o Golden e o OKC e começamos a apostar que o nosso técnico era o melhor da NBA;
    – Perdemos para um time considerado “fraco” e ficamos desconfiados;
    – Nosso técnico faz mudanças nas rotações e começamos a falar que ele é “burro”;
    – Sempre procuramos um bode espiratório (na maioria das vezes é o Smart);
    – Temos uma sequencia ruim na temporada devido a n fatores e já estamos falando em não assistir jogos mais;
    – Já não temos a opinião de um bom elenco e que o processo não é dos melhores, queremos mais e não conseguimos entender pontos positivos;

    *** Obs: Isso acontece toda temporada, toda, desde que começamos nosso processo de rebuild…

    Claro que sempre temos nossas exceções, mas todos pelo menos já fizeram no mínimo 8 desses itens nesta temporada…
    Me incluo nessa, mas nesse processo está sendo muito bom, as vezes precisamos entender onde o Celtics quer chegar, acredito que não abriram os cofres nesta temporada por que mesmo abrindo não teriamos uma equipe mais forte que Golden, então gastar muito, ficar amarrado em contratos e não ter condição de vencer não vai adiantar…

    Eu sempre pensei no título a partir da temporada que vem e continuo acreditando…

    Lets Go Celtics…

  12. Fernando Silva

    O time me surpreendeu muito (positivamente). Mesmo sem GH estamos muito bem. Algumas derrotas inesperadas?

    Como assim inesperadas???

    Acredito que nos habituamos com as vitórias e tenhamos, todos, colocado a equipe em um patamar superior.

    Temos 3 jovens muito promissores: Tatum, Brown e Smart. Cada qual com suas qualidades e deficiências.

    Temos um FP (KI) e teríamos 2 apoios à nossa estrela (AH e GH), além de um bench que pode permitir o descanso dos titulares.

    Com as lesões e os jogos seguidos, nossos jovens estão assumindo papéis diferenciados do projeto principal.

    Ora são protagonistas, ora apoios.

    Alguns dias de descanso, a volta do Morris, e tudo retoma o seu caminho.

    Paciência.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.