Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Suns 100 x 94 Celtics

Em seu primeiro compromisso depois da pausa realizada pela NBA para a disputa da All-Star Weekend, em New Orleans, o Boston Celtics encarou uma viagem até o Arizona, onde iniciou a sua segunda série de jogos fora de casa diante de oponentes da conferência Oeste. Na estreia da ‘marcha’, os celtas até fizeram uma partida equilibrada diante do Phoenix Suns, uma das surpresas da temporada, mas os mandantes aproveitaram bem o fator casa para vencer por 100 a 94, na noite de quarta-feira (19).

Grande nome da equipe de Phoenix, o armador esloveno Goran Dragic liderou a sua equipe com 17 pontos e seis assistências, e contou com a preciosa ajuda dos irmãos Markieff e Marcus Morris, que anotaram juntos 29 pontos. O ala P.J. Tucker terminou o jogo com um duplo-duplo (10 pontos e 11 rebotes). Pelo Celtics, o armador e capitão Rajon Rondo errou muitos arremessos, mas saiu de quadra perto do triplo-duplo: 18 pontos, 10 assistências e sete rebotes em 35 minutos de partida.

A vitória em casa foi importantíssima para o Suns, que segue com um aproveitamento superior a 60% e na zona de classificação para os playoffs, ocupando a sexta colocação. Além disso, a franquia do Arizona continua com duas vitórias a mais que o Memphis Grizzlies, primeira equipe fora do G-8. Já em Boston, a situação é delicada: em 12º lugar no Leste, a vaga para a pós-temporada já parece ser algo inatingível para os Alviverdes.

Dando continuidade aos embates diante dos oponentes da conferência Oeste, o Celtics volta a jogar na madrugada de sábado (22), às 0h30 (horário de Brasília), em um dos seus mais importantes duelos na temporada: o clássico contra o eterno rival Los Angeles Lakers, no Staples Center. Uma hora antes, ainda na sexta (21), o Phoenix Suns inicia a sua partida contra o San Antonio Spurs, no US Airways Center.

O jogo

O primeiro período de jogo teve início com uma rápida sequência do Phoenix Suns, que aproveitou o embalo da torcida para abrir seis pontos de diferença. O Celtics equilibrou as coisas graças ao talento de Rajon Rondo, que criou bons lances na armação e ajudou o time verde a se manter próximo no placar. Com a rotação funcionando, a franquia de Boston até chegou ao empate, mas o Suns estabeleceu uma nova corrida de oito pontos para fechar os primeiros 12 minutos com a vitória parcial.

Ainda no ritmo da sequência no final do Q1, a equipe do Phoenix iniciou o segundo período chegando aos 10 pontos de liderança, com o Celtics equilibrando o placar depois que Rondo retornou, voltando a distribuir o jogo e a pontuar. Com seu líder bem em quadra, os Alviverdes buscaram o empate a um minuto do intervalo, mas o Suns não se intimidou: com uma cesta de Dragic e um toco preciso de Plumlee em Olynyk no último ataque, os mandantes foram para o segundo tempo na frente.

Ao contrário dos períodos iniciais, o Celtics retornou do intervalo bem mais atento e conseguiu assumir o topo da partida pela primeira vez graças ao talento de Rondo na armação e na precisão de Brandon Bass nos arremessos. Com um início bem superior, a franquia de Massachusetts chegou a abrir 10 pontos de frente na metade inicial do Q3. Porém, o Suns se reencontrou em quadra e contou com os erros de ataque do adversário para se aproximar da virada. Nos segundos finais, duas cestas de três consolidaram a reação do Phoenix.

Destruído pelo péssimo final de Q3, o Celtics voltou desatento para os 12 minutos finais, permitindo que o Suns voltasse a abrir 10 pontos. O time verde só voltou a acordar novamente graças, claro, a Rajon Rondo: largando a criação de lado para arremessar mais, o camisa 9 comandou o Celtics a uma nova reação, ficando a dois pontos do empate com quatro minutos restantes no cronômetro. A organização do Suns, entretanto, pesou no fim das contas: com bons lances no ataque e reduzindo o Celtics a pontos em lances livres, o time da casa  segurou bem a pressão e conquistou a sua 32ª vitória na temporada.

Destaques do Suns

Markieff Morris (18 pontos e quatro rebotes)

Goran Dragic (17 pontos e seis assistências)

P.J. Tucker (10 pontos, 11 rebotes e seis assistências / duplo-duplo)

Destaques do Celtics

Rajon Rondo (18 pontos, 10 assistências e sete rebotes / duplo-duplo)

Brandon Bass (18 pontos e oito rebotes)

Jeff Green (17 pontos e cinco rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

2 comentários

  1. Bruno Lages

    Tank efetuado com sucesso !!

  2. João guama cabano

    tank horrivel seu bunda suja

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.