Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Especial: Danny Ainge por um dia (1/4)

À medida que nos aproximamos do final da temporada, começamos a imaginar cada vez mais o que o Celtics irá fazer no período de inter-temporada (leia-se Draft + Free Agency + Trocas). A única certeza que temos ao momento, é que será um período de muitas especulações tendo em vista a quantidade de picks, peças de trocas e espaço no cap que a franquia de Boston possui. Bem, um dos muitos pontos positivos de se ter Danny Ainge no comando das operações do basquetebol celta, é que ele é um GM que te permite sonhar.  O “jeito Ainge de se fazer negócios” nos transmite a certeza de que tudo é possível no mercado da liga norte-americana. Se atendo a este fato, a Equipe Celtics Brasil já começou a sonhar com o possível elenco para a próxima temporada, e acabou gostando muito da brincadeira. Começaremos agora uma série de textos visando o futuro próximo da franquia, e nos próximos 4 dias apresentaremos a opinião de cada um de nossos colunistas sobre o que o futuro nos reserva.

A opinião de hoje é do colunista Bruno Penna.

Compartilhamos com vocês abaixo, o que nós gostaríamos muito de ver acontecendo na franquia mais vencedora da história da NBA:

– Draft

 Com duas picks de primeiro round (Celtics + Clippers) e três de segundo round (Celtics+Philadelphia+Washington*) o próximo draft terá importante papel no futuro da equipe. Obviamente, dependemos da loteria para descobrirmos o que exatamente poderemos fazer com nossas picks, mas ao meu ver, o ideal nesse draft seria conseguirmos Karl Anthony-Towns. Entretanto, o prospecto de Kentucky está cotado para ficar entre as 3 primeiras escolhas. Dessa forma,  um resultado excelente ao meu ver seria sair do draft com Willie Cauley-Stein (pick do Celtics) que está cotado para cair nas posições 6-10 e Cliff Alexander (pick do Clippers) pra fortalecer de vez nosso garrafão.

*Pick protegida da posição 31 a 49

 

– Free Agency

Aqui as coisas esquentam de vez. A próxima free agency promete ser agitada com boas opções de agentes tanto restritos quanto irrestritos. Há muito tempo não vejo o Celtics com tantas chances de ser um dos principais atores no mercado dos free agents. Para maximizar o espaço no cap eu recusaria as opções de contrato com Phil Pressey e Luigi Datome e não renovaria com Brandon Bass nem com Jerebko. Apenas com Jae Crowder. Dessa forma, teríamos apenas 42 milhões de cap comprometido aproximadamente. Ao meu ver, seria interessante adicionarmos um Center e Small Forwards titulares. Os alvos que considero ideais para o Celtics estão abaixo:

Marc Gasol, DeAndre Jordan, Al Jefferson, LaMarcus Aldridge, Jimmy Butler, Kawhi Leonard, Tobias Harris

Outras opções para ficar de olho são DeMarre Carroll e Draymond Green que estão fazendo ótima temporada a um custo muito baixo. 

O sonho aqui seria conseguirmos Marc Gasol e Jimmy Butler. Kawhi Leonard é o mais improvável de trocar de time nessa off-season e ao meu ver o Butler vem tendo uma temporada melhor do que a de Leonard. O time do Bulls vem decepcionando a cada temporada que se passa e o futuro do elenco não é dos mais promissores com Gasol e Noah envelhecendo, Rose com inúmeras lesões e Taj Gibson dando indícios de que deseja ser trocado. Talvez Butler veja no Celtics uma chance de crescer junto com a equipe para dominar a Conferência Leste nos próximos anos, além de se tornar o “franchise player”de Boston. Apostaria todas as fichas nessa dupla. Nesse cenário, imagine ter à disposição o seguinte elenco:

Titulares: Marcus Smart, Avery Bradley, Jimmy Butler, Jared Sullinger e Marc Gasol

Banco: Isaiah Thomas, James Young, Jae Crowder (Evan Turner), Kelly Olynyk e Willie Cauley-Stein

Em 2 anos esse time estaria pronto pra competir forte dentro dos playoffs!

– Trades

Se nossas investidas na Free Agency não surtirem efeito, sempre existe a opção das trocas para fortalecer nosso elenco. Nossos principais alvos devem girar em torno daquelas equipes que se encontram em posição de desespero. Aposto que Nets e 76ers surgiram imediatamente na sua cabeça. Estamos pensando juntos.

A franquia de Philadelphia possui duas peças de extremo interesse para nossas carências atuais: Joel Embiid e Nerlens Noel. Será que os dois podem coexistir na mesma rotação? Caso a resposta seja não para a direção executiva de Philly, o que eu acho provável, será hora de fazer a ligação para discutirmos uma troca.

Já a franquia de Brooklyn, pode decidir negociar Brook Lopez ou Joe Johnson, e pelo preço certo, eu me questiono “Por quê não?”. É tudo uma questão de custo-benefício, e se a troca for vantajosa em contrapartida do risco que precisaríamos assumir, eu puxaria o gatilho.

Author avatar
Bruno Penna
Nascido e criado no Rio de Janeiro, é formado em Administração e apaixonado por esportes. Começou a se interessar por basquete em 2005 ao assistir um monstro chamado Kevin Garnett em quadra. Se apaixonou pela história do Boston Celtics e desde então dividiu o fanatismo que antes era ocupado só com o Botafogo.

28 comentários

  1. luiz eduardo

    No draft eu traria entre oubre e winslow, já que não temos grandes SF disponíveis na free-agency, o contrario da posição 5, por isso deixaria pra investir pesado em um C já rodado e que chegaria pra arrumar a casa, enquanto que na 3 não temos TANTA carência, apostaria em um dos dois.

    O caso do gasol é quase impossível, ele nunca vai sair pra esperar dois anos pra disputar o titulo, então a maneira mais fácil dele vir era caso já tivéssemos um cara de nome pra trazer ele e mais um e formar o big three, então não vejo ele em boston. draymond green seria muito bom, ele mete bola de 3, marca legal, é muito efetivo no time, mas ouvir dizer que ele é inclinado a ir para os pistons.

    E é bom ficar a tento a possibilidade de troca com os 76ers, se realmente quiserem fica sempre a dúvida, por que querem trocar o embiid se nem o testaram, seria alguma certeza de problema crônico ? ou talvez já tenham confiança total no noel ? não sabemos, de qualquer forma temos que esperar e confiar no ainge, e eu confio nele !

  2. Jota

    Série tem muito potencial aqui no site! O que mais gostamos de fazer é discutir sobre isso, e criaram a série certa! Parabéns, logo de começo.

    Agora discutindo um pouco as ideias do Bruno nesse artigo:

    Eu concordo 110% com o que ele falou sobre o Butler e os Bulls! Eu não tinha me atentado ao fato sobre a debandada geral que pode ocorrer por lá nos próximos anos. Gibson saindo… em 2016 muito provavelmente o Noah deve sair (Será Irrestrito) e o Rose e seus joelhos de isopor (Desculpe o humor negro, não resisti). É, pode acontecer.

    Offseason Small-Forward:

    Leonard acho inviável. Spurs cobrirá qualquer oferta. O Celtics pode (E deve) enxergar no Butler um sério FP e oferecer para ele um salário alto. Como ele não tem 6 anos de liga ainda, se eu não me engano (Me corrijam aí galera) ele só pode ganhar até 12 milhões. Quem sabem o Celtics, enxergando um FP nele, possa oferecer perto disso para o Butler. Acho que o Bulls não conseguirá cobrir, não!

    Offeason Center:

    Marc Gasol, pra mim, é impossível. Assim como Milsap! Gasol não sairá de lá só por dinheiro. Grizzlies é um contender e não tá uma bagunça, não. Milsap também em realação aos Hawks. Hibbert e Lopez são os mais viáveis de pintar em Boston. Hibbert eu tenho lá minhas dúvidas e o Lopez sofre muito com as lesões. Mas podem acontecer.

    Então o nome que surge e permeia os sonhos dos Celtas é o DeAndre Jordan, que tem jogado muito bem nessa altura da temporada. O CAP dos Clippers está estourando, e eles vão perder mais da metade do time na próxima offseason, ou terão que negociar com todo mundo e não terão CAP para isso. Aí que o menino Aing deve entrar, oferecendo o máximo pelo Jordan e/ou mandando escolhas do draft para eles ou quem sabe um dos nossos jovens (Olynyk acho que roda).

    Na próxima offseason teremos “só” 42 milhões comprometidos (Isso porque inclui os 10 do GWall). É espaço o suficiente para sermos agressivos e oferecermos contratos máximos para 2 futuros allstars como Butler e Jordan tranquilamente, isso sem o reajuste ainda.

    Exemplo:
    8~12 milhões para o Jimmy Butler (Hoje ganha 2 milhões)
    14~17 milhões para o DeAndre Jordan (Hoje ganha 11 milhões)

    Teríamos o Cap já comprometido citado, de 42 milhões + 10 (Butler) + 17 (Jordan) = 69 milhões demos apenas uma leve arranhada no imposto, se não me engano. (CAP dos Clippers hoje é de 82 milhões, pra se ter uma ideia).

    Um time bastante possível se o Ainge for agressivo o suficiente:

    Smart – Bradley – Butler – Sullinger – Jordan
    Thomas – Young/Turner – Crowder / Winslow – Zeller / Alexander

    Draft:

    Como podemos pegar um 3 e/ou um 5 nessa FA, temos um espaço para pensar aqui:

    SF: Oubre Jr, Winslow ou quem sabe até um Johnson se tivermos sorte.
    C: Myles Turner, Frank Kaminsky ou Cauley-Stein

    Mas ficaria AINDA mais feliz se entubasse tudo que temos para o próximo draft só para subir nos mocks e fazer uma gracinha, ou quem sabe dar para o 76ers em troca do Noel ou do Embiid.

    Se o Ainge conseguir trocar o GWall na próxima offseason eu tenho quase certa que 2 desses nomes da 3 e 5 nesse artigo pinta em Boston com até certa tranquilidade. Ficaríamos com 32 milhões de CAP comprometido. Daria para dar até o máximo para o Jordan e Butler sem medo. AI MEU CORAÇÃO!

    Tudo isso, claro, eu não estou contando os concorrentes. haha!

    • Jota

      Esse exemplo do salário aí perto do máximo se aplica ao Harris e Monroe, também, ao invés de Butler e Jordan. Ficaríamos com o CAP ainda menor.

      • Bruno Penna

        Fala Jota, tudo certo? Bom, gostaria de fazer alguns comentários em cima das suas excelentes contribuições:

        – Realmente Gasol é um sonho distante, acho bem difícil ele sair. Mas oferecer o máximo pra ele e ver no que dá é praticamente obrigação nossa hahaha. O alvo mais “indicado” para o Ainge seria o Jordan pelas questões de cap do Clippers como você bem levantou. E vamos combinar que seria um baita reforço termos o defensive player of the year em nosso garrafão!

        – Quando levantei as opções de small forwards Tobias Harris me veio logo à cabeça também. Ao meu ver ele tem que ser nosso plano B oficial no caso das renovações de Butler e Leonard

        – Apesar de torcer pro Stanley Johnson sobrar pra gente, acredito que apenas Oubre estará disponível. Ele e o Cauley-Stein já seriam opções bastante úteis. Não acho que o Myles Turner seja jogador pra segurar uma posição 5 na NBA. Ele é 4 de origem e seria um desperdício dentro da maioria dos cenários. Kaminsky seria uma boa aposta se sobrar na pick do Clippers. Mas com a nossa escolha alcançamos coisa melhor!

        Grande abraco, obrigado pela contribuição

    • luiz eduardo

      mas falam tanto do butler, até onde eu sei ele é SG..

      • Thiago Reis

        Ele joga na 2 ou na 3 tranquilamente. Tem bom jogo de post, é ótimo nas infiltrações e bem sólido no perímetro, na defesa ele só não defende a 5 rsrsrs, de resto pode vir!!

  3. Sander

    Tenho certeza que nosso “C” na próxima temporada será o D. Cousins, Ainge está louco atrás dele, a noite do draft será emocionante.

    Em relação ao Butler, tenho certeza que os Bulls não terão como cobrir uma boa proposta, pois o cap deles anda meio engessado ( Rose, Noah, Gasol, Gibson).

    Para PF, se o Sullinger não entrar em forma, tem o Dreymon Green e o Monroe.

    Poderíamos ter um time titular assim: Smart, Bradley, Butler, Sullinger/Green/Monroe e Cousins/D. Jordan.

  4. Sander

    Smart, Bradley, Butler e Crowder. Querem uma defesa de perímetro melhor do que essa?????

  5. Sander

    No Sport+ o cara acabou de dizer que os Celtics declarou que vai atrás do Love e Monroe.

  6. Vinicius Simoes Bravo

    Espero que Ainge queime meus eternos xingamentos a ele nessa Offseason.

    Se recrutar Cauley-Stein, já fico feliz.
    Ah, e olhe com carinho para a possibilidade de trazer Paul Pierce de volta pra casa!

    Por enquanto é isso, vou tentar me controlar, prometo.

    • Vinicius Simoes Bravo

      Ah, e Monroe não sai de Detroit.

      • Sandro

        Pelo contrario, Monroe nao fica em Detroid!!

        Nunca que ele vai encaixar no time do Mario Bross… lá só um pivo joga e todos os outros abrem para arremessar

        Acaba perdendo muitos minutos para Drumond e ele não consegue jogar mt distante do garrafao

        Ta doido para sair de lá e ir para um time que seja mais envolvido… aceita até receber menos para sair de lá

  7. Digor33

    Não sei não, acredito que não será tão fácil trazer alguém. Existem outros times que poderão propor contrato máximo também, como Lakers, Nuggets, minessota, etc.

    Marc Gasol, impossível
    Leonard, impossível
    Cousins, acho tb impossível
    D. Jordan, pode ser
    Milsap, impossível
    Al Crowford, impossível

    Muitos não virão para esperar virar contender, todos estão e querem brigar por títulos agora.

    Acho que ficaremos com algumas jovens promessas para brigar daqui 3 anos.

  8. drakes

    Clippers acabou de ser comprado por 2bi, dificilmente o proprietário irá se desfazer do Jordan, ele sairá por que se quiser, as regras CBA pelo que me lembro não impedem a renovação por $17,160,185, em uma escala de 5 anos tem ainda a ascensão de 15% ou 20% ao ano.

    Com o novo acordo de tv próximo ano o “teto duro” deve subir muito, os “contenders” e que querem continuar sendo, vão fazer os cálculos perco alguns milhões próximo ano em taxas apenas e ganho da tv lá na frente.

  9. Já pensaram num time

    PG – Smart
    SG – Bradley
    SF – Jimmy
    PF – Sully
    C – Hibbert

    MELHOR DEFESA DA NBA COM SOBRAS!

  10. drakes

    Massacre é sempre ruim, não pensava que poderia ocorrer agora, mas assim não é por que ocorrer que está tudo perdido e nem por que teve uma sequência de vitórias que falta pouco.

    Eu até não ando martelando muito, mas como eu já escrevi acho esse time mais para loteria que playoffs, mesmo assim não tem muito que reclamar da posição do Celtics quanto a reconstrução é bem coerente e altamente provavelmente de dar muito certo, conforme vários dos colegas colocam.

    Mas, segundo o espirito do texto tem várias escolhas para o próximo ano:
    – Olynyk ou Sullinger
    – Bass ou Jonas Jerebko
    – Phil Pressey fica?
    – Gerald Wallace scratch provisory ou tentar, gastar uma pick para passar seu contrato, ou buy out ?
    – Evan Turner, tentar troca-lo também por um upgrade ou escolher uma pick e desenvolve-la próximo ano?
    – Quantos jogadores vão ser retidos do draft para desenvolver, é um ponto que vai se saber em que ponto está o rebuilding.

    Acho que esquelelo para próximo ano é:
    1- Marcus Smart – Isaiah Thomas
    2- Avery Bradley – James Young
    3- – Jae Crowder
    4- eu acho que aqui é saber quem ele irá ficar.
    5- – Tyler Zeller

    Primeira resposta
    – Phil Pressey fica? Não trago um calouro, na pick do clipppers, se der Tyus Jones, aqui não tem nem muito que pensar, quem estiver aí irá jogar pouco, um calouro desenvolvendo é a melhor opção, ainda mais um que deve cair muito, sendo queridinho dos analytics (ele é cotado pelo pelton como segundo projeto).

    – Olynyk ou Sullinger – o canadense tem contrato mais longo, treina mais forte, teve uma evolução defensiva em termos de ajuda coletiva notável, e seu contrato de calouro não vence no próximo ano, Claro que acredito que o Sullinger tem chances de ser melhor jogador e mais completo, por isso a resposta aqui é difícil.

    – Bass ou Jonas Jerebko – Bass é um excelente defensor, melhorou seu chute, importante no vestiário,
    mas prefiro Jerebko, mais alto, melhor defensor de aro e claro nas intangibilidades gostava de ver ele jogar antes de se machucar e tem o fator idade.

    – Evan Turner, tentaria troca-lo e se for para montar um time competitivo é essencial, caso contrário traria um ala para desenvolver, mesmo gostando mais do Myles Turner dos jogadores indicados pelos mocks na faixa de classificação que acredito que o time ficará.

    – Gerald Wallace, se não tiver um franchise player interessado em vir, eu usaria buy out mesmo, por que não se gasta pick a toa ou fica com rabicho por 2 anos.

    Ficaria então assim:
    1- Marcus Smart – Isaiah Thomas – Tyus Jones.
    2- Avery Bradley – James Young
    3- – Jae Crowder
    4- Olynyk – Jonas Jerebko
    5- – Tyler Zeller – Myles Turner.

    Se trocar o Sullinger e o Turner dentro dos sonhos Hibbert e Jimmy, acho mais possível Hibbert e Draymond Green. completaria as 3 vagas que faltam com veteranos já testados e reconhecidos para minutos reduzidos.

    • Jota

      Boa tarde, Celta!

      Fiquei com imensa vontade de responder esse seu bom post.

      – Prefiro o Sullinger ao Olynyk: Se o Sullinger realmente perder peso, tem tudo para ser titular Celta. Bom no ataque e na defesa. Mas se não… Trocá-lo e ficar com o Olynyk. Olynyk tem muitas armas de ataque, sabe jogar dentro e fora do garrafão (Apesar de achá-lo soft dentro), e tem um QI de basquete incrível, joga como guard muitas vezes.

      – Pressey: Não assinar! Eu gosto do jogo dele, mas já temos Thomas e Smart. Ainge deve usá-lo em algum pacote. Pressey defende bem e tem um jogo de assistência muito boa também, só tem tido pouca sorte e pouco tempo para desenvolver.

      – Bass: Assinar pelo mínimo para vim do banco. Gosto do jogo dele, é esforçado, no ataque e na defesa, e é “de casa”. Mas pela idade, talvez um contender precise dele.

      – Jerebko: Parece ser mais completo que o Bass. Chuta bem, defende bem, ataque bem e é mais jovem. Se for escolher um dos dois, fico com o Jerebko (Triste pelo Bass, é um dos remanescentes).

      – Gerald Wallace: Já aguentamos quase 2 anos, melhor não gastar nada e trocá-lo no meio da próxima temporada. Talvez um time realmente o pegue pela proximidade do seu contrato expirar. São 10 milhões de obamos, né?! Isso deve animar no meio da próxima temporada.

      – Evan Turner: Por mim pode trocar se for nos trazer algum benefício, se não deixá-lo para vim do banco. Sabe fechar jogos, quem sabe isso pode ser útil.

      Amigo, acho que é importante trazer alguém para o nosso garrafão com a pick dos Clippers. Interessante demais se for, principalmente, o Cliff Alexander. Mas o Tyus Jones é bom jogador, também. Frio, sempre chama a responsabilidade de Duke quando precisa. Acho que vai embolar demais se trouxer outro guarda. Acredito que no draft será um 3 ou um 5.

  11. The Real Jay

    O futuro melhor Center da liga, se encontra no Jazz, o promissor Gobert, o cara anotou foi 24 Reb ontem contra o Memphis (um dos melhores garrafões da liga). O cara é novo, como queria ele no celtics.

  12. Sandro

    Por mais que tenha reticências em relação ao K.Love, ele teria sentido no estilo de jogo do nosso técnico, mas continuaríamos com o problema crônico de falta de um pivo que defenda

    • Sandro

      Mas botaria o K.Love como 3 ou quarta opcao e sem falar que não vejo lógica nele sair do Cavs e vir pra cá…

      Sem falar que ele deve sonhar em jogar pelo Lakers e na dúvida entre um ou outro ele iria para Los Angeles

  13. Fernando C S

    Sobre o Love, curto e grosso, já nos disse não. Eu nem tentaria. O Love já deixou claro onde prefere jogar. Não tem perfil para nós.

    Gasol = impossível.

    Leonard = impossível.

    Lamarcus = eu tentaria mas acho muito difícil.

    Cousins = pode ser.

    Butler = viável

    Jordan = viável

    Rebote Hibbert = viável

    Eu manteria o Sully e o Kabeleira mais uma temporada.

    Para o Sully o recado seria “quer ser jogador? Então estar em forma é obrigação. Ou se torne padeiro, confeiteiro, etc”.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.