Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Jayson Tatum e Jaylen Brown desejam ampliar seu nível defensivo no Celtics

Os alas Jayson Tatum e Jaylen Brown tiveram noites bem diferentes no último domingo (13), quando o Boston Celtics venceu, sem dificuldades, o Cleveland Cavaliers, permitindo a primeira unidade descansar por todo o segundo tempo da massacrante vitória, em um jogo que já estava na mão da equipe celta.

Enquanto Brown anotou 10 pontos e distribuiu três assistências, terminando 4-7 nos arremessos de quadra (1-2 da linha de três pontos) e continuando a mostrar suas novas habilidades conduzindo a bola, Tatum terminou com apenas quatro pontos e uma assistência nos 18 minutos em que permaneceu em quadra. Apesar de conseguir nove rebotes, Tatum ficou apenas 2-9 nos arremessos de quadra e 0-2 da linha de três pontos.

Tatum continua tomando decisões rápidas dentro do jogo e buscando por melhores arremessos, mas ele ainda continua tentando ‘jumpers’ difíceis para dois pontos, incluindo um ‘side-step’ da linha de três pontos que ele recentemente colocou em seu repertório.

Entretanto, do outro lado da quadra, tanto Brown quanto Tatum se mostraram bons defensores, usando todo seu atleticismo para pressionar os adversários com a bola. Durante a pré-temporada, Brown e Tatum vendo realizando boas leituras na defesa, criando caos e gerando ‘turnovers’ de seus adversários, mas, nesse domingo, eles trocaram os roubos de bola por bloqueios, graças a todo esforço que eles desempenharam na parte defensiva.

Interessante, pois esses jogadores sempre foram conhecidos por suas capacidades ofensivas – pelo menos Tatum é, graças a esse instinto natural que ele possui para pontuar – e ambos estão focados em causar um impacto defensivo na próxima temporada.

Não apenas com a ideia de que focar na defesa vai criar mais oportunidades para o ataque, que tem muitas bocas para alimentar, tanto quanto na temporada passada, ou até mais, ou porque a equipe terá mais dificuldade contra os adversários no setor defensivo que na parte ofensiva.

Individualmente, tanto Tatum, quanto Brown, querem ser reconhecidos entre os melhores defensores da liga. Mais especificamente, a dupla quer se juntar a Marcus Smart, como defensores de altíssimo nível.

Entretanto, Smart é conhecido a uma longa data como um dos melhores defensores da liga. Na última temporada ele foi premiado por seu esforço, e foi eleito para o All-Defensive (1st Team) pela primeira vez em sua carreira.

Tatum e Brown, ambos selecionados na terceira posição do draft em anos seguidos, são a chave para o sucesso do Boston Celtics a longo prazo. Brown, há um bom tempo, vem sendo o melhor defensor entre eles, mas ambos se mostram dispostos a balancear melhor suas habilidades em quadra.

Onde Tatum é mais propicio a usar seus ‘jump shots’ e Brown a atacar o aro, ambos crescem como facilitadores para o time, e agora ambos estão dispostos a causar um grande impacto defensivo.

Isso com certeza eleva a possibilidade de ambos serem ‘All-Stars’ nessa temporada, especialmente com a ausência de estrelas no ‘frontcourt’ do time da conferência. Entretanto, será muito mais difícil receber o prêmio de ‘All-Defensive’, como Smart, em seus primeiros anos de carreira.

Em partes, isso se deve ao fato de haver apenas dez lugares no time ‘All-Defensive’, enquanto no time dos ‘All-Stars’ são 12 vagas para cada time. E em partes porque tem alguns jogadores que estão no time ‘All-Defensive’ por vários anos seguidos.

Os companheiros de L.A Clippers, Paul George e Kawhi Leonard. O pivô Rudy Gobert do Utah Jazz, Anthony Davis do L.A Lakers, Joel Embiid do 76ers, Draymond Green dos Warriors, entre outros nomes já conhecidos que se destacam defensivamente.

Então, digamos que todos esses jogadores sejam novamente selecionados para o time ‘All-Defensive’, incluindo Marcus Smart, e por exemplo Klay Thompson dos Warriors. Tatum e Brown poderiam facilmente não ser reconhecidos, mesmo se sua defesa melhorasse em níveis incríveis.

Dito isso, com tanto que o esforço e a habilidade de Tatum e Brown, sejam reconhecidos pelos Celtics e por seus adversários, uma seleção para o time ‘All-Defensive’ pode não importar tanto para a dupla, já que ambos demonstram experiência além de suas idades.

O elemento mais importante desse desejo da dupla é o fato de se importarem com isso. Em uma liga onde os jogadores mais jovens sonham e se destacar no lado ofensivo da quadra, ambos estão se comprometendo a melhorar no lado menos chamativo, ou menos glorioso da quadra e isso é muito impressionante. Eles podem não alcançar a honra de ir para o time ‘All-Defensive’, mas podem ser honrados com novos contratos no Boston Celtics.

Creio que essa melhora defensiva de ambos pode ser crucial em nossa temporada, vide que ambos são jogadores de extrema importância para o nosso time. Se Tatum e Brown retomarem a constância ofensiva que possuíam, e realmente melhorarem a defesa como estão se mostrando inclinados a fazer, a nossa temporada pode ser muito mais promissora do que demonstra. E você, torcedor celta? O que pensa das pretensões da dupla de alas?

Matéria originalmente publicada em: https://celticswire.usatoday.com/2019/10/15/jayson-tatum-jaylen-brown-desire-to-be-all-defensive-level-performers/

Author avatar
Henrique Correia
Paulista, morador de Bauru no interior do estado de São Paulo, analista de suporte e corredor de rua nas horas vagas. Apaixonado por basquete, descobriu no jornalismo um hobby e quem sabe futuramente pode encontrar uma profissão. Acompanha a NBA desde 2010, torcedor fiel do Celtics, aguarda ansiosamente pra ver seu primeiro titulo.

2 comentários

  1. Michael Fonseca

    Pra mim importantíssimo e o primeiro passo para que eles assumam o protagonismo que se espera dos mesmos. Celtas campeões defendem insanamente, e J-J começam a me animar com a ideia de um banner para 20/21

  2. Fernando Silva

    Primeiro fiquei positivamente surpreso com o tema do post e com o desenvolvimento.

    Parabéns ao Henrique.

    É uma decisão inteligente melhorar a defesa dos JJ.

    Não estou certo de que a iniciativa tenha sido de ambos ou algum deles.

    Diante da nova formação pode ser uma ideia do Stevens.

    Ao contrário do que alguns colegas pensam, eu sinto que teremos uma equipe de defesa muito forte, organizada e consistente.

    Smart, Brown, Tatum e RB.

    Parece que, de início, a primeira cartada celta será no jogo defesa-transição.

    Isso me agrada.

    As características e a jovialidade colaboram.

    Mas teremos sim variações conforme o caso.

    Estou bem curioso para saber as respostas do Stevens aos garrafões mais pesados e ao low post.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *