Primeiro Round do Leste – Indiana Pacers (0-2) x Boston Celtics (2-0)

Depois de confirmar o favoritismo e iniciar os playoffs da Conferência Leste com duas vitórias incontestáveis diante da fanática torcida verde e branca no TD Garden, o Boston Celtics pega a estrada e encara, a partir desta sexta-feira (19), uma série de dois duelos consecutivos contra o Indiana Pacers em pleno Bankers Life Fieldhouse. Enquanto a equipe celta quer encaminhar a classificação ou mesmo garantir uma varrida fora de casa, a franquia de Indianapolis conta com o apoio de seu torcedor para garantir a sobrevivência no primeiro round do Leste. Pacers e Celtics se enfrentam a partir das 21h30 (horário de Brasília), com transmissão do SporTV 2 para todo o Brasil.

Relembre os duelos anteriores da série entre Celtics e Pacers:

O desempenho de altos e baixos da temporada regular ainda se reflete em quadra, mas o Boston Celtics chega a Indianapolis com a confiança altíssima. Afinal de contas, mais do que vencer as duas partidas em casa, o Alviverde mostrou, em alguns momentos, que pode dominar o Indiana Pacers nos dois lados da quadra e confirmar a classificação sem sustos. O passado, entretanto, ainda assombra os celtas: na última edição dos playoffs, o Alviverde venceu apenas um dos oito duelos que disputou como visitante. Para que a história não se repita esse ano, o trunfo do Alviverde é a defesa, que comandou os melhores momentos da equipe nos dois primeiros confrontos em Boston.

No terceiro jogo contra o Indiana Pacers, o técnico Brad Stevens não deve fazer mudanças no quinteto titular do Boston Celtics, que continua sem o armador Marcus Smart, em recuperação de uma lesão no músculo oblíquo. Dúvida no Jogo 2 por causa de um mal-estar, o pivô Al Horford está confirmado na equipe e deve comandar a defesa celta em Indianapolis.

Enquanto o Boston Celtics está confiante, o Indiana Pacers espera renovar sua confiança no Jogo 3 e mostrar que ainda pode dificultar a vida do time verde e branco de Massachusetts. Para isso, o Pacers busca consistência, depois de “apagões” nos dois primeiros confrontos em Boston, e uma melhoria na quadra de ataque, já que fez apenas 165 pontos no TD Garden e registrou a modesta média de 82,5 pontos por jogo. A pressão da torcida no Bankers Life Fieldhouse também será de suma importância para a franquia de Indianapolis.

Mesmo depois dos tropeços em Boston, o técnico Nate McMillan não cogitou mudanças no quinteto titular ou ajustes na rotação do Indiana Pacers. As apostas da franquia de Indianapolis, mais uma vez, são os arremessos de longa distância de Bojan Bogdanovic e as jogadas de pick and roll com os pivôs Myles Turner e Domantas Sabonis. Mais uma vez, o único e importante desfalque do Pacers é o ala-armador Victor Oladipo, em recuperação de uma cirurgia no joelho direito.

FICHA TÉCNICA

Local: Bankers Life Fieldhouse (Indianapolis, IN)

Horário (de Brasília): 21h30

Transmissão: SporTV 2 e NBA League Pass

INDIANA PACERS: Darren Collison, Wesley Matthews, Bojan Bogdanovic, Thaddeus Young e Myles Turner. Treinador: Nate McMillan

BOSTON CELTICS: Kyrie Irving, Jaylen Brown, Jayson Tatum, Al Horford e Aron Baynes. Treinador: Brad Stevens

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 27 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

15 Comentários

  1. Publicidade

  2. Erondi Nunes disse:

    Venceremos de novo, podemos até sofrer mas venceremos.

    Na hora H nossos grandes jogadores aparecerão, se Horford estiver bem então será mais fácil ainda.

    2

    0
  3. Fernando Silva disse:

    Confio na vitória mas será sim suado.

    O Pacers não é uma equipe fácil: organizados, disciplinados, boa defesa.

    Porém a diferença de qualidade existe.

    Se entrarmos focados, venceremos.

    5

    0
  4. Fernando Silva disse:

    Pontos positivos das 2 partidas:

    1. Gostei da nossa defesa. Em algumas partidas da regular season a defesa não foi tão boa. Até aqui nos offs estamos bem neste ponto. Sempre achei que o forte do Stevens foi conseguir preparar nossa defesa, ainda que com IT e ou KO.

    2. KI chamando a responsabilidade na quadra de ataque, como sempre. Parece que está solto. Os problemas da regular season parecem passado, espero.

    3. Fora aquele apagão no Q3 do jogo 2, temos trocado mais bolas no ataque. Mas temos um bom espaço para melhorar.

    4. AH faz toda a diferença. Já nas últimas partidas da regular, ele jogos em modo offs e subimos bastante.

    5. Se Brown voltar a jogar como na season anterior… vamos agregar bastante. Gostaria de ve-lo atacando mais, infiltrando…

    6. GH oscilou? Sim! Mas teve o seu papel nos 2 jogos.

    7. Theis caiu demais comparando com a season anterior. Uma pena.

    8. Morris oscilou de jogo para o outro. Mas foi essencial no jogo 1.

    9. Tatum bem.

    Continuamos a crescer. A melhora é de grão em grão mas na hora certa… sabemos que o time gosta de jogo grande.

    10

    0
  5. Marcos disse:

    Jaylen Brown começou mt bem e já vai pro banco do Rozier.
    Não consigo concordar com nossa rotação, tomara que eu esteja errado nessa.

    Abs verdes

    0

    6
  6. Erondi Nunes disse:

    Stevens demora demais pra pedir tempo.

    Morris e Hayward estão afundando o time no ataque, bola tem q ir em quem tá on fire.

    Orlando acabou de perder nos detalhes.

    0

    0
  7. Fernando Silva disse:

    Precisamos mudar a atitude no Q3.

    Está difícil pontuar? Sem problema. Que o adversário também não pontue.

    Se igualarmos no empenho defensivo, o talento ofensivo falará mais alto a nosso favor.

    3

    0
  8. Fernando Silva disse:

    O Q3 como se apresenta até agora (6×3 no quarto), na minha opinião, tem que ser a tônica da série para nós.

    Marcação cerrada (o Indiana vai faze-la porque não tem outra opção), e nosso ataque levando vantagem ponto a ponto.

    4

    0
  9. Fernando Silva disse:

    É isso aí: temos que igualar na defesa em disposição, organização e atenção nas trocas.

    O Q4, para o Indiana, é tudo ou nada. Da metade para o final do quarto os caras vão se doar e há tendência de que se percam no emocional.

    Precisamos levar este jogo mordido até lá.

    Guerra de trincheiras.

    3

    0
  10. Erondi Nunes disse:

    Será q vai ser GRANDE na carreira o Tatum.

    O homem gosta é de playoffs.

    Pena q vai embora.

    1

    5
    • VINICIUS disse:

      Aqui não é futebol, nem time pequeno. Os caras querem vir pra cá, e não o contrário. Não creio que o Ainge vai abrir mão de Tatum, pra trás AD. Ainge é muita coisa, mas burro não é .
      Quando o time estiver nas finais, com o título na mão. Vamo ver quem vai embora.

      2

      1
  11. Fernando Silva disse:

    Todos de parabéns.

    AH sempre eficiente quando precisamos.

    KI liderando pelo talento.

    Tatum com muita personalidade.

    Brown… se tivesse jogado assim toda a season, não teria perdido a posição de titular.

    4

    0
  12. Ricardo disse:

    KI colocou o jogo no bolso no Q4.

    0

    0
  13. Sandro disse:

    Começo a concordar com quem critica o Brad Stevens…o GH não faz nada em quadra, morre de medo de arremessar, tirando um tapinha que ele acertou parece perdido e nosso técnico não tira essa praga. Tatum ta monstro e JB tirando os lances livres que hoje foram horríveis também jogou muito… LETS GO CELTICS!!!

    1

    5
  14. Edivaldo disse:

    Os Pacers estão sem sua força máxima. Não estão sendo um grande adversário para os verdes. Os playoffs começarão, efetivamente, contra os Bucks.

    0

    3
    • Fernando Silva disse:

      Também estamos sem um jogador titular.

      Na season anterior fomos nós sem 2 titulares e poderíamos sim ter vencido a conferência.

      Penso que, o time, qualquer que seja, não vence por conta de 1 atleta.

      1 pode fazer grande diferença, mas não vence sozinho.

      Oladipo traria 5, talvez 10 pontos mais aos Pacers?

      O quanto Bojan tem espaço para maior pontuação sem Oladipo?

      Com Oladipo em quadra, quantos pontos Bojan traria aos Pacers?

      Jordan perdeu em duas pós temporadas para os Pistons.

      E, por fim, sim os Pacers estão sendo difíceis. Ainda que varramos, no jogo 2 tivemos um quarto de apagão e tivemos que virar no Q4. No jogo 3 tivemos que demonstrar muita regularidade.

      Os caras estão em uma situação bem difícil emocionalmente.

      Melhor tentarmos varrer mesmo e torcer para os Pistons nos dar alguns dias de descanso (e recuperação do AH)

      Aliás, sobre AH, sem ele estaríamos fritos.

      5

      0

Deixe um comentário