Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Avery Bradley retorna a Boston como adversário e elogia Celtics: “minha segunda casa”

A partida entre Boston Celtics e Detroit Pistons, disputada na noite de segunda-feira (27) e válida pela temporada 2017/2018 da NBA, não marcou apenas o encontro entre as duas melhores campanhas da Conferência Leste, mas também serviu para a realização de um reencontro muito especial para os fãs celtas. Atleta celta nas últimas sete edições da liga, o ala-armador Avery Bradley retornou a Boston, agora vestindo a camisa do Pistons, e recebeu todo o carinho da torcida verde e branca no TD Garden.

Avery Bradley foi homenageado pelo Boston Celtics com um vídeo de um minuto na apresentação do quinteto titular do Detroit Pistons. Na homenagem, foram incluídos momentos históricos do ala-armador, sendo que os mais aplaudidos foram o toco sobre Dywane Wade, no auge da rivalidade entre Celtics e Heat, e a cesta da vitória sobre o Cleveland Cavaliers, em maio, no terceiro jogo da final da Conferência Leste. Bradley foi o primeiro ex-jogador do Celtics a receber esse tipo de homenagem da franquia sem fazer parte do elenco que conquistou o título da NBA em 2007/2008.

Em entrevista ao repórter Chris Forsberg, da ESPN, Avery Bradley disse que estava concentrado na marcação de Kyrie Irving e em conquistar mais uma vitória pelo Detroit Pistons, mas não escondeu a felicidade com as homenagens do Boston Celtics e de seus torcedores. Para o antigo camisa 0 celta, a capital de Massachusetts sempre será um lugar especial.

“Nesses sete anos, tentei competir duro e deixar tudo de mim quando estava dentro de quadra. Receber esse respeito de volta dos torcedores significa muito para mim, essa sempre será a minha segunda casa. Adoro todos os torcedores de Boston, aprendi muito com essa cidade, com os caras em torno da organização. Consegui aprender muito, dentro e fora de quadra, todos me viram crescer de uma criança de 19 anos para um homem de 26. Eu realmente gostei do meu tempo aqui, das experiências que tive aqui, sou grato a todas elas”, afirmou o ala-armador.

Selecionado pelo Boston Celtics na 19ª escolha geral do 2010 NBA Draft, Avery Bradley disputou 413 jogos de temporada regular pela franquia de Massachusetts e foi trocado com o Detroit Pistons em julho, como parte do acordo que levou o ala-pivô Marcus Morris para Boston. Dentro de quadra, quem sorriu por último foi o ala-armador: com 13 pontos e cinco assistências de Bradley, o Pistons bateu o Celtics por 118 a 108.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 comentários

  1. Renato

    Saudades do nosso pitbull 😥

  2. “Lei do ex” só funciona contra a gente.
    Todo ex celta vem no Garden e mita contra nós.
    Já os nossos jogadores, nunca mitam contra seus ex times…kkkkk

    Horford sempre joga mau contra o Hawks, Irving perdeu game winner contra o Cavs… Baynes não teve tempo de quadra contra o Pistons… e por aí vai…kkkkkkkk

  3. Everton

    Legal a homenagem.
    Fico imaginando o que se passa na cabeça de Brown, Tatum, Smart e Rozier quando veem essas homenagens. Será que eles pensam: “Também quero!”?

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.