Boston Celtics X Syracuse Nationals – 1953

Hoje retrataremos uma partida de fundamental importância na história da NBA, a qual foi uma das mais emocionantes da história da liga. Este foi o segundo jogo da semifinal da conferência Leste da NBA, um confronto entre o Syracuse Nationals e o Boston Celtics, em Boston, no antigo Boston Garden (atual TD Garden), no dia 21 de março de 1953. Essa partida ficou muito conhecida por chegar ao quarto OT (tempo extra), ainda um recorde nos playoffs.

  • Syracuse Nationals (Nats)

O time de Syracuse, que fez uma ótima temporada regular (47-24), vinha de uma derrota em casa ,no Onondaga War Memorial, em Syracuse por 87-81 no primeiro jogo de uma serie de três. O time vinha para o tudo ou nada em Boston, e devia estar preparado para enfrentar casa cheia e um time motivado.

• Boston Celtics

O time Green vinha de uma temporada fantástica (46-23) e jogava com o fator casa para decidir a série melhor de três cotra o Syracuse Nationals. O técnico de Boston já era o famoso Red Auerbach, que conquistaria nove títulos como treinador do Boston Celtics.

• Tempo Regular de Jogo

Nem todos estavam em condições físicas para disputar a partida; pelo Nats, Paul Seymour estava jogando com o tornozelo contundido, o lendário Bob Cousy, que era a principal estrela do time Green, estava com uma gripe forte, além de sentir dores na perna direita.

Começou o jogo e a vontande do time de Syracuse falou mais alto. O Nats abriu um rápido 8-0, que foi respondido à altura. E ao final do primeiro quarto, o time de Boston passou a liderar o marcador, 22-21. Seymour marcava duramente Cousy. Bob Brannum tentava parar o cestinha do Nationals, Dolph Schayes. George King, armador do Nats, teve uma briga violenta com um jogador Celta. O armador Bill Gabor, do Nats, discordou da intervenção em quadra da polícia bostoniana, e por sorte dele não foi preso.

A calma foi aos poucos se restaurando em quadra, e os árbitros precisaram do uso de apitos extras para manter a paz no jogo. Após a confusão, o Nats levou uma vantagem de 42-4o para o intervalo, porém no terceiro guarto o time de Boston voltou com tudo e conseguiu virar a partida, que agora marcava: Nats 59 – 62 Boston. No último quarto, o time de Syracuse conseguiu uma virada impressionante. Naquela altura, com o placar desfavorável e o pouco tempo restante, só restava aos fãs Celtas rezar por um milagre, que se tornou real na figura de uma única pessoa, que nessa altura não é grande novidade o nome, Bob Cousy, que bloqueou o arremesso e conseguiu sofrer uma falta, com apenas um segundo restante, e o placar favorável ao Nats, 77-76. Ele teve apenas um lance livre, e o converteu, levando o jogo para o primeiro tempo extra (over time).

• 1º Tempo extra (over time).

Jogadores de ambos os times começaram a ultrapassar o limite de faltas, que era de seis, e como a regra do basquete diz que cada equipe tem de ter pelo menos 5 jogadores em quadra, em cada falta extra (acima das seis permitidas), o time adversário recebia um lance livre a mais. O time de Syracuse conseguiu uma ligeira vantagem, porém teve o placar igualado pelo Celtics, em 86-86. Com o empate, foi necessário a disputa do 2º tempo extra.

• 2º Tempo extra

O nervosismo estava à flor da pele no Boston Garden! O principal homem de relações públicas do Celtics foi tirado do ginásio semi-consciente, devido a uma forte dor de cabeça causada pela emoção do jogo. Walter Brown, o famoso ‘’pai do Celtics’’ na época, saiu do seu assento na linha lateral e foi buscar acalmar-se na recepção do ginásio. Novamente o Syracuse estava na frente, com 90-88. Restando poucos segundos, mais uma vez Cousy conseguiu uma falta. O armador Celta converteu os dois lances livres, levando o jogo para o terceiro tempo de prorrogação.

• 3º Tempo extra

Este foi o período que mais abaixou a moral do time de Syracuse, pois Paul Seymour levou sua equipe a ter uma vantagem de 5 pontos, com apenas 13 segundos restantes.  Uma recuperação parceia impossível para o time Verde. Porém, mais uma vez o herói de Boston, Cousy, deixou seus adversáris iludidos. Com 5 segundos ele conseguiu uma falta, baixando para 3 a desvantagem. Logo em seguida converteu um chute de longa distância. Além da cesta, Cousy sofreu a falta. O armador Celta converteu o lance livre de bonificação, para enlouquecer o Boston Garden novamente, empatando o jogo em 99-99 e provocando mais um over time.

• 4º Tempo extra

Os cinco pontos de vantagem voltaram a aparecer no placar, com 104-99 para o Nats. O armador do Celtics procurava fôlego após o 3º OT. Mas, Cousy se recuperou e fez o Celtics se reencontrar no jogo, com dois lances livres convertidos. Bob Cousy teve uma sequência magistral: converteu uma cesta de longa distância, roubou a bola e anotou mais uma. Essa virada foi crucial para o desfecho do jogo, pois pela primeira vez na partida, o  Nationals mostrou sinais de nervosismo. No último over time, Cousy converteu 12 pontos, moldando o placar final de 111 a 105 para o Boston Celtics.

• Melhor jogador da partida

Dizer que Bob Cousy foi o melhor jogador dessa partida é redundância. Alem de no último over time, Cousy ter convertido 12 pontos, o armador Celta somou em toda partida 50 pontos, sendo metade no tempo regular e os outros 25 somados nos quatro tempos extras. Cousy jogou 66 de 68 minutos de jogo, e acertou 30 de 32 lances livres, sendo a maioria deles sobre pressão, pois foram cruciais para a partida (antes de Allen, o Celtics já tinha um Ice Man). O que torna esse fato ainda mais especial, é que Cousy estava sendo marcado por um jogador de muita qualidade, Paul Seymour, um dos melhores jogadores da temporada regular de 1952/53. Além de estar gripado e jogar com dores na perna direita.

Apesar de toda a tradição em playoffs em que Syracuse dotava na época, apesar de todas suas estrelas, a noite era do Celtics, que fecharam a serie em 2-0, jogando em casa, em um dos jogos mais emocionantes da NBA. Este é ainda o jogo com maior número de prorrogações da história dos playoffs.

O que faz dele muito especial para o Boston Celtics?  A maravilhosa atuação de Bob Cousy, que chegou a ser comparada com o desempenho de Wilton Chamberlain no jogo em que marcou 100 pontos.

Esta foi a primeira vez que o Boston Celtics derrotou o Syracuse Nationals em uma série de playoff.

Em seguida, na final da conferência leste, o Boston Celtics foi derrotado em uma série de cinco partidas pelo New York Knicks por 3 a 1.

Fonte: http://www.iamaceltic.it/

Por: Luiz Pedro Andrade

3 Comments

  1. António Lemos Soares. disse:

    Começava a formar-se uma das maiores dinastias do desporto mundial: a rapidez e a genialidade de Bob Cousy, unidos à sapiência de Auerbach no banco, criavam fortes raízes e auguravam um futuro muito promissor para os Celtics. No entanto, faltava encontrar o jogador que desiquilibrasse, de vez, o campeonato, a nosso favor.
    Esse jogador foi, sem dúvida, William Felton Russell! Bicampeão da NCAA em 1955 e 1956 com San Francisco; campeão olímpico em 1956 nos jogos de Melbourne e, para espanto do mundo inteiro, 11 vezes campeão do mundo da NBA, de 1956 a 1969!

    Um verdadeiro mito!

    0

    0
  2. Sandro Rodrigues disse:

    Rapá! 4 prorrogações! e tudo ali sendo decidido na cesta final…Bob Cousy foi mesmo uma lenda do Celtics e da NBA…parabéns pelo trabalho de pesquisa e pelo belo texto!

    0

    0
  3. RFORNER disse:

    Simplismente FANTÁSTICO

    0

    0

Deixe um comentário