Celtics 102 x 88 Cavaliers

O clima no TD Garden na noite de quarta-feira (03) era de playoffs. Com o ginásio lotado, Isaiah Thomas reencontrou a torcida celta pela primeira vez após ter sido trocado para o principal adversário da conferência, o Cleveland Cavaliers, que foi derrotado por 102 a 88 num jogo dominado pelo Boston Celtics. O armador, muito querido por todos em Boston, ganhou o devido reconhecimento e foi aplaudido de pé pelos presentes, mesmo não tendo jogado. Com a vitória logo no primeiro jogo do ano de 2018, a franquia de Massachusetts mantém-se na liderança da Conferência Leste.

Esperava-se que a partida fosse mais apertada para um time ou para o outro, já que a disputa envolveu dois dos três melhores times da Conferência Leste. No entanto, o que se viu foi um completo domínio defensivo por parte do Celtics desde o início, limitando o Cavaliers a acertar somente 35% de seus arremessos de quadra. Merece especial destaque a atuação de Al Horford, que foi o principal responsável por Kevin Love terminar o jogo com somente dois pontos, sendo que os jogadores da equipe de Ohio, quando defendidos pelo pivô dominicano, acertaram somente 2 arremessos em 13 tentados.

A eficiência na defesa mascarou, de certa forma, algumas falhas no ataque celta, que desperdiçou muitos arremessos de três pontos, incluindo alguns em que os jogadores estavam completamente livres de marcação. Se o aproveitamento dos chutes de longa distância tivesse sido melhor, a ótima diferença de 14 pontos no placar final poderia ter sido ainda maior.

O principal jogador da equipe comandada por Brad Stevens teve uma noite apagada no quesito pontuação. Kyrie Irving marcou somente 11 pontos, errando todos os arremessos de três que tentou. Porém, quando sofria com a marcação dobrada e, às vezes, triplicada, o armador celta mostrou seu talento como passador e distribuiu seis assistências, além de ótimos passes que não foram aproveitados pelos seus companheiros. Conseguiu, também, nove rebotes, um número expressivo já que sua média na temporada é de apenas 3.3 por jogo.

A noite foi mesmo de Terry Rozier. O armador, que saiu do banco de reservas, anotou 20 pontos em apenas 20 minutos, acertando 4 bolas de três e um aproveitamento de quadra de 66,7%, sendo o cestinha da partida e principal responsável por incendiar a torcida presente no TD Garden. Os outros destaques da equipe foram o ala-armador Marcus Smart, com 15 pontos e 4 assistências e o calouro Jayson Tatum, com 15 pontos e 5 rebotes.

Com um dos melhores ataques da competição, o Cleveland Cavaliers sofreu para pontuar. Apesar do bom início de LeBron James, que no primeiro tempo acertou 7 arremessos de 10 tentados, e Kyle Korver, que no segundo quarto acertou 4 bolas de três pontos, jogadores importantes como Dwyane Wade e Kevin Love pouco contrubuíram. A sufocante defesa da equipe Alviverde de Boston conseguiu feitos importantes da noite de ontem: manter LeBron James abaixo dos 20 pontos e Kevin Love com somente 2 pontos, acertando somente um arremesso em 11 tentativas.

Este foi o segundo jogo entre as equipes na temporada 2017/2018 da NBA e, com a vitória, o Boston Celtics empatou a série, já que o prmeiro encontro, marcado pela grave lesão de Gordon Hayward, foi vencido pelo time de Ohio. O tira-teima da temporada regular já tem data certa: dia 11 de fevereiro, no TD Garden, em Boston, jogo em que ocorrerá a cerimônia de aposentadoria da mais recente lenda celta, o eterno camisa 34, Paul Pierce.

O Boston Celtics, que venceu todas as grandes equipes que enfrentou até então, tem mais um difícil teste pela frente no próximo dia 05, quando recebe o Minnesota Timberwolves, quarto colocado na Conferência Oeste, jogo que será disputado às 22h (horário de Brasília). Por sua vez, o Cleveland Cavaliers volta às quadras somente no sábado (06), quando visita o Orlando Magic.

Destaques do Celtics

Terry Rozier (20 pontos  e 4 rebotes)

Marcus Smart (15 pontos e 4 assistências)

Jayson Tatum (15 pontos e 5 rebotes)

Kyrie Irving (11 pontos, 9 rebotes e 6 assistências)

Destaques do Cavaliers

LeBron James (19 pontos, 7 rebotes e 6 assistências)

Kyle Korver  (15 pontos)

Tristan Thompson (10 pontos e 11 rebotes – duplo-duplo)

Jeff Green (13 pontos)

Boxscore


Melhores Momentos

Publicidade

Eduardo Quirino
Eduardo Quirino
Eduardo, 31 anos, nascido em Niterói/RJ mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre! Sou um dos calouros do Celtics Brasil e espero vê-los muitas vezes por aqui!

11 Comentários

  1. Publicidade

  2. Marco Ferreira disse:

    Passamos por um calendário maluco em Dezembro e ainda sim estamos em primeiro no Leste, se não me engano somos a única franquia com 41 jogos nesta temporada até o momento.

    Mesmo com lesões, jogadores poupados e formações que nos deram muita raiva (3 armadores em quadra), nos conseguimos bons resultados e impressionastes 31 vitórias até aqui.

    Detalhe, este time está em formação, não havia entrosamento nenhum da temporada passada e ainda estamos com 2 jovens no time titular.

    Bora para a segunda metade da temporada! Feliz de mais com a primeira…

    Lets Go Celtics…

    12

    0
  3. Allan disse:

    Importante ressaltar que já vencemos todos os rivais mais fortes nesta temporada…
    GSW, Rockets, Spurs, Raptors e Cavs…

    7

    0
  4. Tom disse:

    Belíssima vitória, time jogou com sangue nos olhos!
    Vale a ressalva pra cleveland estar cumprindo Back to Back games, veteranos sentiram no segundo tempo.. ficou claro
    Importante mostrarmos que podemos bater eles, da moral

    3

    0
  5. JailtonSV disse:

    OKC ganhou dos Lakers.

    Esta Pick está se valorizando.
    Talvez tenhamos surpresas na deadline.

    3

    0
  6. Sander disse:

    Brown – errou bastante os arremessos de 3, mas defensivamente foi um monstro;

    Rozier – bem nos dois lados dá quadra. Melhor do jogo com sobras;

    Morris – Fominha;

    Irving – Não foi a noite dele, mas abriu os espaços;

    Tatum – bem defensivamente e nem tanto no ataque;

    Ojeleye – a Fran de confiança nos arremessos é visível. Teve uma bola que ele poderia partir para dentro, mas travou. Defensivamente muito bem;

    Smart – defensivamente monstro, ofensivamente esteve bem;

    Horford – inteligente e facilitador. Love passou mal com ele;

    Theis – acertou duas bolas de 3 que foram cruciais no segundo quarto para frear a reação dos Cavs;

    Baynes – enquanto esteve em quadra, deu umas marretadas;

    Poderíamos ter massacrado os Cavs. Defensivamente sobramos, mas na parte ofensiva erramos uns lances bobos.

    3

    0
  7. Marchall disse:

    Sinceramente.. Rozier é subestimado demais. Ele tem técnica para entrar no lugar do Irving e manter o nível do time.

    Não podemos perder esse jogador! Aliás, alguém sabe como está o contrato dele?

    Nosso Negueba é top!

    2

    0
  8. Walisson Fernandes disse:

    Alguém sabe me dizer como está a situação do Zizic lá no Cavs?

    Tem entrado? Tem jogado bem? Está encostado?

    E sobre o Crowder lá? Tem jogado bem? No nível que jogava aqui?

    0

    0
    • Marco Ferreira disse:

      Confesso que não acompanho jogos dos adversários, mas na estreia do Thomas eu assisti o jogo do Cavs e o Crowder destruiu no jogo, foi muito bem mesmo dos dois lados da quadra. Já no jogo contra nós, ele foi muito, mas muito mal, bem pior do que na época que estava com nosso manto!

      Lets Go Celtics…

      0

      0
    • drakes disse:

      tá na liga de desenvolvimento, fez 18 pts outro dia lá,

      0

      0
    • Luiz Eduardo disse:

      Zizic nunca nem vi jogar no Cavs. Crowder caiu demais, parece mais o jogador de Dallas do que o de Boston. Jogar num time arrumado como o Brad Stevens fazia a diferença pra ele.

      1

      0

Deixe um comentário