Celtics 114 x 93 Mavericks

BOSTON, MA - JANUARY 4: Dirk Nowitzki #41 of the Dallas Mavericks shoots the ball against the Boston Celtics on January 4, 2019 at the TD Garden in Boston, Massachusetts. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and/or using this photograph, user is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. Mandatory Copyright Notice: Copyright 2019 NBAE (Photo by Brian Babineau/NBAE via Getty Images)

Na última partida da lenda Dirk Nowitzki no TD Garden, um dominante Boston Celtics sagrou-se vitorioso, derrotando o Dallas Mavericks pelo placar de 114 a 93. O resultado positivo mantém o maior campeão da história da NBA na quinta colocação da Conferência Leste, com aproveitamento superior a 60%, atrás do rival Philadelphia 76ers por apenas 1.5 jogos. Indo na direção oposta, o campeão da temporada 2010/2011 despencou para a 12ª colocação da enroscada Conferência Oeste.

O jogo disputado na noite da última sexta-feira (04) foi vencido de ponta a ponta pela franquia de Massachusetts. Após um bom começo, o primeiro quarto terminou com vantagem de 11 pontos para o alviverde de Boston, distância que foi mantida durante todo o segundo período, sendo diminuída para sete pontos por conta do arremesso realizado pelo calouro Luka Doncic, no estouro do cronômetro que levava ao intervalo.

Ao retornar para o terceiro quarto, desatenções e pequenos erros permitiram ao Mavericks encostar no placar, diminuindo a diferença para somente 1 ponto. Porém, a defesa celta voltou a atuar bem e os arremessos de três pontos continuaram caindo, permitindo ao time abrir a sua maior vantagem no confronto (23 pontos).

Com os 21 acertos em bolas de longa distância, um feito raro na história da franquia foi alcançado: 19 ou mais acertos de três pontos. Isso aconteceu somente em oito ocasiões, sendo seis delas na atual temporada (em apenas 38 jogos disputados), denotando a mudança do estilo de jogo.

Ainda sem poder contar com o astro Kyrie Irving e o veterano Marcus Morris, o técnico Brad Stevens foi agraciado com boas atuações de seus jovens jogadores. Jaylen Brown e Jayson Tatum combinaram para 39 pontos e oito rebotes, tendo Brown conseguido roubar a bola do adversário por duas vezes. O armador Marcus Smart foi muito eficiente nos arremessos de três pontos, acertando 5 em 8 tentativas, anotando 17 pontos. O pivô Al Horford fez boa partida, beliscando um triplo-duplo, com 10 pontos, 8 rebotes e 8 assistências.

O destaque especial da partida vai para Gordon Hayward. O ala, que iniciou a partida no banco de reservas, beirou o triplo-duplo, faltando somente 2 assistências para atingir o feito, terminando com 16 pontos, 11 rebotes e 8 assistências. O camisa #20 foi importante para a conquista da vitória, especialmente no terceiro quarto, quando o time do Texas encurtou a distância no placar.

Apesar de Luka Doncic ser o calouro sensação do time de Dallas, a noite foi de Dirk Nowitzki. O alemão de 40 anos está em sua vigésima e última temporada na NBA e, por isso, foi ovacionado de pé pelos torcedores presentes no TD Garden, sendo o sinal máximo de respeito e admiração que um jogador pode receber de um adversário. No jogo, Dirk não marcou pontos, mas não foi por falta de incentivo e torcida daqueles que estavam no ginásio, que a todo instante gritavam e pediam para a lenda tentar o famoso fadeaway, sua jogada assinatura.

Confirmando a boa fase, Luka Doncic fez um bom jogo, anotando 19 pontos e pegando 9 rebotes. O ala Harrison Barnes foi o cestinha da equipe, com 20 pontos. O grandalhão DeAndre Jordan fez o seu duplo-duplo habitual, com 12 pontos e 15 rebotes. Por fim, o segundanista Dennis Smith Jr. teve noite apagada, marcando apenas 9 pontos em 12 arremessos tentados.

Destaques do Celtics

Jaylen Brown (21 pontos e 3 roubos de bola)

Jayson Tatum (18 pontos e 6 rebotes)

Marcus Smart (17 pontos e 4 rebotes)

Gordon Hayward (16 pontos, 11 rebotes e 8 assistências – duplo-duplo)

Destaques do Mavericks

Harrison Barnes (20 pontos e 3 rebotes)

Luka Doncic (19 pontos e 9 rebotes)

DeAndre Jordan (12 pontos e 15 rebotes – duplo-duplo)

Wesley Matthews (11 pontos e 3 rebotes)

Boxscore


Melhores Momentos

Publicidade

Eduardo Quirino
Eduardo Quirino
Eduardo, 31 anos, nascido em Niterói/RJ, mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre!

1 Comentário

  1. Publicidade

  2. Erondi Nunes disse:

    Esse é o jaylen Brown q queremos. Porque raios não jogam assim quando o Kirye tá em quadra, será q ficam esperando ele resolver tudo. Precisamos q o background ajude o Irving

    0

    0

Deixe um comentário