Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 85 x 86 Pacers – Summer League

Boston perde por vacilos no segundo tempo.

http://www.youtube.com/watch?v=MhEOOFkOenI

Indiana havia vencido 2 partidas e perdido 1 e o Boston venceu 1 e perdeu 2. Os times foram a quadra com Celtics: Gaffney, Harangody, Erden, Lafayette, Thompson vs Pacers: George, Rolle, Koch, Willians, Stephenson.

Boston começou o jogo de forma arrasadora. Com bons arremessos de 2 pontos, como sempre. Apesar da vantagem inicial de 5 pontos, o garrafão já se mostrava frágil. Esta fácil infiltrar, principalmente pela ausência de marcação de Erden. Luke não via problemas com seu tamanho. Sua movimentação o deixava livre sempre para poder arremessar e quase sempre converter os pontos. Quando o jogo estava 20 a 10 para o Boston, faltando 3 minutos para o fim do primeiro quarto, Luke havia marcado 7 pontos. Sims também fazia bonitas cestas, ajudando o time. J. Carroll numa linda bola de 3, fechou o quarto em 30 a 15 para o Boston. Harangody tinha 9 pontos, Thompson 7 pontos. Indiana ia a

O segundo quarto começou com Kravstov , Carrol, Sims, Harangody e Thompson. E o massacre continuou. Kravstov vinha dando trabalho, e as bolas de três, que seriam a mina de ouro do Pacers no ultimo quarto, caiam em sequencia. O rival amassava o aro, acertando apenas 32% dos Indiana havia vencido duas partidas e perdido uma e o Boston venceu uma e perdeu duas. Os times foram a quadra com , pelo lado do Celtics: Gaffney, Harangody, Erden, Lafayette, Thompson e no Pacers: George, Rolle, Koch, Willians, Stephenson.

O Boston começou o jogo de forma arrasadora. Com bons arremessos de 2 pontos, como sempre aconteceu na Summer League. Apesar da vantagem inicial de 5 pontos, o garrafão já se mostrava frágil. Estava fácil infiltrar, principalmente pela ausência de marcação forte de Erden. Já Luke não via problemas com seu tamanho. Sua movimentação o deixava livre sempre para poder arremessar e quase sempre converter os pontos. Quando o jogo estava 20 a 10 para o Boston, faltando 3 minutos para o fim do primeiro quarto, Luke havia marcado 7 pontos. Sims também fazia bonitas cestas, ajudando o time. J. Carroll numa linda bola de 3, fechou o quarto em 30 a 15 para o Boston. Harangody tinha 9 pontos, Thompson 7 pontos.

O segundo quarto começou com Kravstov , Carrol, Sims, Harangody e Thompson. E o massacre continuou. Kravstov vinha dando trabalho, e as bolas de três, que seriam a mina de ouro do Pacers no ultimo quarto, caiam em sequencia. O rival amassava o aro, acertando apenas 32% dos chutes, sendo 0% de bola de três. O quarto fechou em 28 a 16 para o Boston, 58 a 31 no geral. Celtics com 16 rebotes a 18 do Pacers, 12 assistências contra 6 do rival, mas o diferencial mesmo, era a boa % de chutes certos, 53% e menos turnovers, 6 contra 14.

No terceiro período começou a reviravolta do Pacers. Faltando 5 minutos para o fim do quarto, o time já tinha tirado 7 dos 27 pontos de diferença. No fim, tirou mais um ponto e o quarto fechou em 69 a 50. Carroll tinha 13 pontos, Harangody 15, Lafayette tinha 9 mais 6 assistencias.

Inicio de ultimo período, e se via que o Pacers queria vencer. Finalmente, ao contrario de todos o jogo, começou um jogo melhor. A monotonia de antes se tornou a boa e velha adrenalina do basquete, e o jogo esquentou. Pena que foi para o lado do Indiana Pacers. Eles começaram com uma marcação pressão que deixou os jogadores do Celtics totalmente confusos, mostrando falta de organização e imaturidade. Todos sabem de um ensinamento básico do basquete, que quando se está ganhando não se toma bola de 3. Só no quarto, faltando 5 minutos, foram 4 do Pacers, o que fez a diferença cair para 9. A diferença foi caindo por erros do Celtics e cestas do Pacers, deixando em 2. Faltando 8 segundos, Pacers com a posse, o atleta Paul George infiltra, faz os dois pontos e sofre falta totalmente infantil de Green. Ele converte e vira o jogo, pela primeira na partida o Pacers estava na frente, e faltava 4 segundos. Pela falta de tempo, os jogadores saíram, e não conseguirão chegar a cesta adversária, sobrando assim, para um arremesso de longe, que não caiu. Derrota.

O gênio Larry Bird que acompanhava a partida de fora da quadra deveria ter ficado satisfeito com a produção de seus calouros.

Destaques do jogo

Boston Celtics

Luke Harangody – 16 pontos, 7 rebotes
Oliver Lafayette – 11 pontos, 6 rebotes, 6 assistencias, 7 turnovers
Jaycee Carroll – 19 pontos

Indiana Pacers

Magnun Rolle – 19 pontos, 11 rebotes
Paul George – 17 pontos, 6 rebotes

Por: Guilherme Camillozzi

Author avatar
Redação Celtics Brasil

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.