Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics x 76ers – Análises e Palpites

Após conquistar 48 vitórias em 72 partidas na temporada regular, o terceiro colocado Boston Celtics inicia sua caminhada rumo ao 18º título diante do rival Philadelphia 76ers, que até chegou a ser cotado como favorito ao título no começo da temporada, mas passou por muitas dificuldades e teve que se contentar com o sexto lugar. As equipes irão se enfrentar na pós-temporada pela 21ª vez, tornando-se o confronto mais repetido da história dos playoffs. Nas outras vinte vezes, a vantagem ficou com o Celtics, que perdeu apenas sete, sendo a última delas há 38 anos.

Veja também
Calendário detalhado da série (com dias, horários e transmissões)

Na temporada 2019/20 da NBA, Boston Celtics e Philadelphia 76ers se enfrentaram quatro vezes, com vantagem para a franquia da Pensilvânia, que conseguiu vencer mais confrontos diretos depois de 7 anos de hegemonia de Boston neste quesito.

Relembre os confrontos entre as equipes nesta temporada:
76ers 107 x 93 Celtics
Celtics 109 x 115 76ers
76ers 109 x 98 Celtics
Celtics 116 x 95 76ers

E como já se tornou tradição, o Celtics Brasil irá analisar o primeiro round contra Philadelphia através de seus colaboradores, que também registraram seus palpites sobre o resultado final da série. Confira abaixo os palpites, seguido das opiniões, de cada um deles sobre o confronto. Além disso, outros integrantes também analisaram o duelo na última edição do PodCeltics. Clique aqui para assistir!

Eduardo Marangoni: Celtics 4 x 2 76ers

Ao longo da semana, vi muitos torcedores confiantes para a série contra Philadelphia, dizendo que poderia ser tranquilamente uma varrida. Espero que eu queime a língua, mas acho que não é bem por aí, pois iremos enfrentar uma equipe com muitas limitações, mas seu sistema de jogo pode dominar o nosso em diversos momentos de uma partida. Até por isso, perdemos três dos quatro confrontos diretos da temporada.

Um desses momentos pode ser com Embiid e Horford ao mesmo tempo em quadra, já que a defesa de Brad Stevens tende a “jogar” os adversários para a linha do perímetro, o que fica muito mais difícil de executar com dois bigs no time titular. Além disso, insiders do 76ers afirmam que o calouro Matisse Thybulle pode ser titular no lugar de Shake Milton, a fim de intensificar a defesa contra Kemba Walker, o que pode limitar o aproveitamento do armador do perímetro.

No entanto, a possível mexida no Sixers faz com que não haja nenhum playmaker entre os titulares, o que pode prejudicar fortemente o ataque sixer porque eles ainda precisam de alguém para passar a bola para o Embiid no post, e Josh Richardson, o ala-armador, já se mostrou ineficiente executando tal função. Ainda, o ala-pivô Al Horford possui dificuldades para marcar jogadores velozes, uma vantagem para um time que alterna Gordon Hayward e Jayson Tatum na posição 4.

Dessa forma, a forte defesa do Philadelphia 76ers certamente será capaz de vender caro suas derrotas e até roubar 1 ou 2 jogos, mas acredito que insuficiente para roubar a série inteira. Celtics in six.

Gustavo Arruda: Celtics 4 x 1 76ers

Pela sexta temporada consecutiva, o Boston Celtics vai disputar os playoffs da Conferência Leste. Logo de cara, o maior campeão da história da liga enfrentará um de seus maiores rivais, o Philadelphia 76ers, no clássico dos maiores vencedores da Divisão do Atlântico. É uma série difícil, não dá para negar, porém, não deixa de ser um desafio bem interessante.

Para começo de conversa, esse time do Boston Celtics precisa de um bom teste de fogo para fazer correções e, se tudo der certo, embalar de vez. Não temos dúvida que o quinteto titular celta tem força para brigar por um título, mas as oscilações dentro de quadra, um banco frágil e os vacilos de Brad Stevens deixam o Alviverde em um patamar mais baixo que o favoritaço Milwaukee Bucks.

Rival em velhos e novos tempos, o 76ers deve dar trabalho: mesmo sem o armador Ben Simmons, o Sixers tem Joel Embiid pronto para liderar a equipe nos dois lados da quadra e dar trabalho ao ótimo Daniel Theis. O sucesso do Celtics na série passa por frear o pivô adversário. Philadelphia também conta com alguns coadjuvantes interessantes, como Tobias Harris, o ex-celta Al Horford, Josh Richardson e Matisse Thybulle, que, em noite inspirada, complicam qualquer equipe. É um time bom, estruturado, mas que, assim como o Celtics, sofreu com altos e baixos.

Time por time, oscilação por oscilação, o Boston Celtics leva vantagem sobre o Philadelphia 76ers. Afinal de contas, temos Jayson Tatum crescendo de produção a cada semana, Jaylen Brown em alto nível na bolha, Kemba Walker e Gordon Hayward com experiência de sobra, e um Daniel Theis brilhante no garrafão, isso sem falar no faz-tudo Marcus Smart no banco de reservas. Prevejo jogos difíceis contra o 76ers, bem equilibrados, assim como na última série em 2018, entretanto, acredito em vitória celta em cinco jogos, por Boston ter um time melhor e mais equilibrado, enquanto o 76ers ainda procura alguma saída sem Simmons.

Lucas Caldini: Celtics 4 x 2 76ers

No começo da temporada, nenhum torcedor celta esperaria enfrentar o time da Filadélfia no primeiro round dos playoffs, considerando a base forte do time e com a chegada do ex-pivô celta Al Horford. Mas como 2020 já nos mostrou ser um ano surpreendente, aqui estamos. 

Com o basquete apresentado por TJ Warren e o time super entrosado de Miami na bolha, o duelo contra o Sixers parece ser o mais tranquilo para a equipe de Boston no primeiro round, mas isso não significa que teremos vida fácil. Em quatro duelos pela temporada regular, o Sixers levou a melhor em três deles e sem Al Horford para anular Embiid, o garrafão da equipe de Boston pode sofrer com a presença de um dos melhores pivôs da liga.

Sobre a bolha, a falta do “real” mando de quadra poderia ser uma grande desvantagem para a equipe Alviverde, que conquistou melhor recorde e teria a vantagem de decidir em casa, entretanto o Sixers é a equipe com melhor retrospecto da liga jogando em seus domínios essa temporada, o que torna esse fator uma faca de dois gumes.

A falta de Ben Simmons é uma das maiores storylines dessa série, como o Sixers irá se comportar sem um dos seus melhores jogadores? Nunca é fácil perder uma estrela, ainda mais nos playoffs, onde o talento individual pode acabar decidindo uma série tão equilibrada como Celtics x Sixers.

Por parte do Celtics, a principal preocupação deve ser como parar um dos pivôs mais dominantes da NBA, tendo em vista que a posição cinco é nosso calcanhar de aquiles. Apesar da boa temporada de Daniel Theis, a equipe Celta sofreu bastante contra pivôs mais fortes essa temporada. Outra preocupação é com Kemba Walker, o armador vem se recuperando de uma lesão no joelho e teve seus minutos limitados nas últimas partidas. Nos playoffs as partidas são sempre mais intensas e o camisa 8 precisará tomar cuidado pra não virar desfalque.

Com tudo isso em mente, acredito que enfrentaremos dificuldades contra a equipe do Sixers, principalmente em tardes/noites inspiradas de Joel Embiid, porém acredito que temos mais jogadores e opções que podem desequilibrar a série em nosso favor.

Author avatar
Eduardo Marangoni
Uberabense, 19 anos, atualmente vive em São Paulo/SP. Estudante de Ciência e Tecnologia da UFABC e são-paulino sofredor, sempre adorou esportes, e principalmente, torcer. Acompanha o Boston Celtics fielmente desde 2016, apesar de se considerar um celta desde aquele triste jogo 7 em 2010.

17 comentários

  1. Renato

    Celtics 4×1. Unico risco e o Theis fazer faltas rapidos, de resto sem chances pro Sixers

  2. Leo Grochoski

    Celtics 4 x 2 Sixers, será a série mais dura da primeira fase. Acredito que temos um ataque mais forte, afinal temos mais de 3 jogadores pontuando acima dos 15 ppg, porém nossa defesa há momentos que me dão tremedeira.

    • Marco Antônio de Paula

      Achei que nossa defesa evoluiu nos jogos contra Toronto e Nets. Acho que o Lord deu uma boa ajuda na defesa de garrafão, Hayward também cresceu bastante nessa ajuda defensiva. Kemba vem voltando de contusão, e esse sim, precisa melhorar sua ajuda na defesa. Brown geralmente cresce muito em Playoffs. Importante o Theis não se afobar e fazer uma boa marcação no Embiid. Apertando defesa e nossa bola de fora caindo, fica praticamente impossível para os Sixers.

  3. Marco Antônio de Paula

    Acho o Sixers um adversário perigoso. Embiid está muito mais focado no garrafão do que em outras temporadas.PeloUltimo jogos dos Sixers eles deverão utilizar Embiid e Horford buscando uma dominância no garrafão Celta. A Chave desse confronto vai estar na nossa defesa. Se conseguirmos um bom esquema de garrafão defensivo, vamos facilitar nosso jogo. Além disso, com Embiid espaçando mais a quadra, vamos precisar de uma defesa melhor por parte do Kemba, Tatum e Hayward. Nosso time no papel é melhor e passamos por um momento melhor. Mas precisamos encarar a série com seriedade e muita vontade. Acredito em 4×2 Celtics

  4. Leonardo

    Acredito num 4×2 pra nós. Apesar do encaixe de jogo não ser tão bom, temos mais time. Lembra, JB, JT e Hayward elevando o jogo pro modo playoff fica difícil prós sixers. Mudando de assunto, com Grizzlies fora dos playoffs estima-se que ficaremos com a escola 14 no draft (97.6% de chance, seja lá como fazem essas contas). Alguma projeção de escolhas pra próxima classe? Gostaria de ver um PF (nosso calo, na minha opinião) ou um C mais dominante (timelord é bom mas ainda faz umas leituras de defesa meio amadoras).

    • Marco Antônio de Paula

      Leonardo, Eu acho complicado prever nosso Draft. Mas eu iria no Precious Achiuwa. Vai que alguém esquece o cara. Cara forte, alto, defende bem . Novo e pode ser bem lapidado. Acho que ele tem uma boa Explosão. Também tem o Jalen Smith, bom defensor, cara físico que pode ser bem trabalhado. Claro que o ideal seria um Wiseman, mas isso é impossível. Chega de Draftar Anões.

      • Leonardo

        Eu vi algumas páginas estimando nossa pick no número 14 (sei lá como fazem essa conta). Vi algumas pessoas indicando o Precious Achiuwa (projetado para pick 16 em alguns boards) e o pivô de Duke, Vernon Carey Jr. Ambos tem jogo muito físico. Já temos muitos pivôs no roster (Theis, Kanter, R.Will, Poirier), trazer mais um talvez queime os que temos. Entres dois achei o Achiuwa com mais potencial (tudo baseado em YouTube….kkkkk), além de ser “nativo” da produção que o elenco carece, em minha opinião.

        • Oberdan Gonzalez

          Leonardo, temos quatro pivôs no papel, na pratica o Theis é um 4/5, o Kanter é bom , mas só, Time Lord (graças a Red) mudou da água pro vinho. Mas e o Poirier? Por que ele não joga, já que sempre que entra contribui em pouco tempo com uma enormidade de rebotes(nossa carência)? Pro ano que vem me parece que eles contam com o R-Will e com o Theis (vai precisar de mais um pivô). E um ala de força de verdade (please)! Eu ouvi Jalen Smith?
          Abs

          • Marco Antônio de Paula

            Respeito sua opinião. Mas o Poirier teve muito tempo de quadra nesse jogo contra os Reservas dos Wizzards.Foi horroroso. Acho ele um cara lento demais. ele não tem defesa, não consegue dar um toco. Quando eu penso em Celtics, penso em jogadores acima da média para tornar o time campeão. Kanter e Poirier não mudam o patamar de um time nem na reserva. O kanter é um cara que pega mais rebotes ofensivos até mesmo que o Thies. Mas eu acho que ele compromete na defesa. Acho que esse ano estamos pegando mais rebotes sim.

        • Marco Antônio de Paula

          Bem se for para Queimar o Poirier eu ajuda até a acender a fogueira. Esse cara não tem condições. Kanter é um pivô que não defende bem. hoje em dia nessa NBA pivo sem defesa não adianta. Theis é um cara raçudo, Gosto dele, mas ele não é um cara dominante nessa NBA. Quanto ao Lord, tem potencial, mas dizem que é um cara relaxado, que não leva muito a sério a profissão, por isso tem atrasado seu desenvolvimento. Sou suspeito para falar pois estou traumatizado com o Celtics sempre draftando anões no Draft.

        • Marco Antônio de Paula

          Leonardo, Eu acho o VCJ um cara interessante. Mas é um cara muito pesado e tem tendência a engordar. Só pensar em buscar um novo Yabusele me dá calafrios.

      • Oberdan Gonzalez

        Marco, eu não sei, mas acho que o teto do Jalen Smith é maior do que o do Precious. E das quatro picks eu tentaria pelo menos dois homens de garrafão (Zeke Nnaji, Isaiah Stewart ou mesmo Achiuwa).
        Abs

        • Marco Antônio de Paula

          Oberdan, Acho que esses dois citados são bem possíveis de Draft para o Celtics. Mas vão precisar ser muito lapidados, estão muito crus. Não estão prontos para curto prazo. Achiuwa acho mais pronto. Mas é um cara que pode ser draftado antes da nossa pick. Acho o Jaylen Smith mais viável também. Mas precisa ser lapidado também.

    • Fernando Henrique

      Uma vez que o 76ers também tem graves problemas na sua rotação, imagino que vença o time menos inconstante da temporada. 4×2 Celtics, mas 4×1 não é impossível nem me surpreenderia

      Acredito que o Simmons seria muito mais capaz de castigar Celtics do que Embiid, que só consegue nos dar trabalho no garrafão, e na defesa não consegue conter a maioria dos nossos titulares. Já o Simmons é capaz de defender Kemba muito bem, limitar todos os nossos alas e se precisar bate de frente com nossos pivôs. Com ele fora, a tendência é que a série seja mais tranquila

      • Marco Antônio de Paula

        Fernando cocordo com vc que sem o Simmons, os Sixers tem menos chances contra esse Celtics, prejudica principalmente da defesa deles. as acho que o Embiid defende bem garrafão. E acho que quando ele sai do garrafão ele se perde. Pelo que eu vi o ultimo jogo dos Sixers, Embiid está atuando o tempo todo no garrafão e espaçando a quadra. Phila vai postar tambem nesses chutes de fora. Contra o Rockets funcionou, mas os caras chutaram sem nenhum marcação. Com uma defesa forte, complica, os Shooters deles não são tão bons assim.

  5. Teobaldo

    O consenso entre os Colaboradores e os “Cornetaristas” já indica que o pulo do gato será parar Embiid. Tomara que o nosso banco acorde. Go, Celtics!!

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.