Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Na China, Garnett concede entrevista e fala sobre volta a Boston: ‘será emocionante’

Ainda na China, onde está realizando ações de marketing e promovendo o tênis Anta, Kevin Garnett não fugiu do assunto que lhe mais é perguntado: o Boston Celtics. Mesmo com a troca confirmada com o Brooklyn Nets, onde atuará junto com os também ex-celtas Paul Pierce e Jason Terry, KG ainda tem que debater sobre a franquia mais vitoriosa da NBA, onde atuou por seis temporadas. E foi no país asiático, pela primeira vez desde que foi apresentado ao alvinegro do Brooklyn, que o ala-pivô concedeu entrevista e revelou os seus sentimentos por Boston.

Logo de cara, o repórter Jay King, do site Mass Life, perguntou ao jogador, de 37 anos, sobre como será o reencontro diante dos celtas, no TD Garden. E Garnett foi enfático ao dizer que será um momento inesquecível. “Eu ainda não pensei sobre isso. Tenho certeza que vai ser emocionante, muito semelhante a quando voltei para Minnesota quando estava jogando em Boston. Antecipo que a volta ao TD Garden será emocionante e mais memorável que qualquer coisa”, adiantou KG, fazendo referência ao jogo em 2008, já pelo Boston Celtics, contra o Minnesota Timberwolves, onde  jogou 12 temporadas e é considerado como um dos maiores atletas da história.

No meio da conversa, Garnett fez questão de ressaltar que ainda mantém contato com os remanescentes do elenco celta, principalmente os jovens jogadores, e disse ter conversado com eles após a negociação. Como voz forte do vestiário alviverde nos últimos anos, ele se colocou à disposição para auxiliar no que fosse preciso. “Todos eles, Avery Bradley, Courtney Lee, eu meio que gritei com todos e disse-lhes que era assim mesmo, que não havia nenhum amor perdido entre mim e eles. Estendo a mão aos dois de vez em quando para me certificar que está tudo bem”, disse. “Chamei Sullinger para ter a certeza de que estava bem e ouvi dizer que ele passou um pouco de dificuldade para enfim ter essa certeza. Estou ligando para ter certeza que Rondo está bem, verifiquei com ele, porque sei que ele estará voltando para a temporada. Mas isso tudo são coisas que faço com as pessoas que estão perto de mim. (A saída do Celtics) É apenas negócio, e estes caras estarão para sempre comigo. Se precisarem de mim, estarei bem aqui”, afirmou KG.

Mesmo ainda agindo, nos bastidores, como o líder celta que sempre foi, Garnett sabe que agora a liderança alviverde passa pelas mãos de Rajon Rondo. O ala-pivô, aliás, demonstrou bastante confiança em relação ao amigo, com quem foi campeão na temporada de 2007/2008. “Absolutamente. Tenho certeza que ele vai empurrá-los para fazer a equipe melhor e fará exatamente isso, junto com (Danny) Ainge.”, apostou Big Ticket, após ser perguntado sobre o potencial de Rondo para ser o capitão do Celtics. E o agora camisa 2 do Nets revelou ter dado dicas ao armador ainda nos tempos em que atuavam juntos, já prevendo que a franquia, um dia, ficaria sob sua liderança. “Eu sempre enfatizei ao Rondo que, quando você é um líder, você lidera pelo exemplo. Não é muito sobre o que você diz. É muito sobre o que você faz”, explicou.

Por fim, Garnett foi indagado sobre o futuro do Celtics, agora sem ele e sem Pierce. “Acho que o Boston vai ficar bem. Essa equipe sempre provou que consegue se superar na hora de ganhar e eles tem boas peças: Jeff Green, Rajon (Rondo), Brandon Bass,  são todos caras que trabalham duro, que entrarão e competirão todas as noites, se esforçarão, em uma franquia que sempre foi acostumada a vencer. Eles tem um novo técnico (Brad Stevens, contratado junto ao Butler Bulldogs, da NCAA) e um novo sistema, acho que isso pode ser um plus pra eles.”, elogiou KG, que deixou claro o sentimento que nutre pelo Celtics e pela cidade que defendeu por seis anos inesquecíveis para todos. “Desejo-lhes tudo de melhor, cara. Eu não tenho nenhuma má vontade para Boston, em nada”.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

11 comentários

  1. Thiago Matos

    Minha maior referencia neste esporte e a grande causa por meu amor pelo Celtics atende pelo nome de Kevin Maurice Garnett!!!! Não dá pra descrever KG em palavras e ainda com atitudes como essa comprovam ainda mais que seu sangue foi, é e sempre será Verde!
    Quero encerrar com uma palavra que com certeza foi criada pro KG.” KG vc MITOU no Celtics cara!”

  2. Vinicius Simões Bravo

    para os americanos não deve ter problema, mas para os brasileiros, o nome dessa marca é bem tenso haha

  3. PHABIO PASSOS

    e por isso, garnett tornou idolo e referencia no celtics, pela palavras e gesto..e ta certo, que rondo vai grande capitao da equipe como lider e como incentivado….imagino garnett e pierce, quando entrarem em quadra em boston,os coraçoes deles vao dispara e sentimento desabaram e vai ser emocionamente este reencontro…

  4. Lucas Rocha

    não perco esse jogo por nada, vai ser emocionante pra caramba esse jogo, e o melhor jeito de desestabilizar os 2 nesse jogo seria fazendo uma homenagem e aposentando as camisas do Garnett e do Pierce! Aposto que ia acabar com o psicológico dos dois e não iam jogar nada contra nosso Celtics kkkk

  5. Snowball

    Ídolo! Sempre disse que Garnett é o tipo de jogador amado pelos seus colegas e torcedores e odiado pelos adversários e torcedores rivais. Como eu queria estar no TD Garden para aplaudir de pé esse gigante da história celta. Vai ser emocionante mas ao mesmo tempo triste ver ele e Pierce de volta usando o uniforme de outra equipe

  6. Wallace Felix

    ele jogou em boston por 6 anos e não 5!!!

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.