1957 – Construindo uma dinastia

O ano de 1957 talvez possa ser um dos mais importantes, senão o mais, para o Boston Celtics. Foi a partir dele que se construiu uma das mais belas e vitoriosas dinastias esportivas do mundo, que em 13 anos, sagrou-se como campeão do melhor campeonato de basquete 11 vezes. Mas por que esse seria mais importantes que os outros 10? “Foi difícil. O primeiro sempre é o mais difícil e sempre o que dá mais dá satisfação.” Essas são palavras de Red Auerbach, técnico da primeira conquista Celta na NBA.

Construindo um time: A chegada de Cousy e a  melhora do Celtics

Tudo começa na temporada de 1950-51, quando Walter Brown abordou Red Auerbach para ser técnico do time de Boston. Brown estava desesperado, tentando reverter a situação da quase falida franquia que obteve na temporada anterior o horrível recorde de 22-46.

No draft de 1950, o Celtics tinha a primeira escolha. Todos davam como certo que o time escolheria Bob Cousy, mas Auerbach preferiu escolher o pivô Charlie Share, enfurecendo a torcida local dizendo: “Eu estou aqui para ganhar, não para ir atrás de um caipira local.” Assim, o Tri-Cities Blackhawks selecionou Cousy. Entretanto, o jovem jogador não queria ir para uma das três pequenas cidades (Moline, Rock Island e Davenport).

Cousy exigiu um contrato de 10 mil dólares, que não foi aceito pela diretoria do time, que ofereceu apenas 6 mil. Assim, ele foi escolhido pelo Chicago Stags. Entretanto, a franquia logo fechou. Os jogadoresdo Stags foram escolhidos pelas outras franquias da NBA, até restarem apenas três jogadores. Maurice Podoloff, comissário da liga declarou que seria realizado um draft de dispersão com os três atletas restantes: Max Zaslofsky, que estava no All NBA first team de 1949-50, Andy Phillip e Cousy.

Walter Brown, juntamente com os presidentes de Knicks e Warriors, foram chamados para esse draft. Brown, mais tarde disse que queria Zaslofsky, aceitaria Phillip e não queria Cousy. Por fim, acabou sendo decidido que Cousy iria para o Celtics e que Brown, relutantemente, lhe daria um salário de 9 mil dólares. Mas em pouco tempo Walter Brown e Red Auerbach mudaram suas opiniões sobre o jogador. Logo em sua temporada de estréia Cousy foi chamado pela primeira vez (seria chamado para outras 12 ocasiões) para o All NBA Team (seleção do campeonato).

O time teve uma melhora significativa, chegando a 3 semifinais seguidas da conferência leste. Nas temporadas de 1953-1954 e 1954-1955 o Celtics foi vice-campeão da sua divisão. Claramente, o time tinha melhorado, mas ainda faltava alguma coisa para que pudesse despontar.

Bill Russell

Auerbach procurava um jogador que jogasse bem dentro do garrafão, e que também fosse um bom defensor. Seu técnico na universidade, Bill Reinhart falou sobre o jovem Bill Russell, da Universidade de São Francisco. Mas o St. Louis Hawks escolheu Russell no draft. O time de Boston rapidamente fez uma negociação: Trocou a estrela Ed Macauley e Cliff Hagan por William Felton Russell. Foi uma aposta, mas que deu muito certo. Além de Russell, o Celtics selecionou no draft Tommy Heinsohn. Em 1956/57, Tom Heinsohn ganhou o rookie of the year. Os jogadores escolhidos, guiados por Cousy, jogaram muito bem pelo Celtics.

A Temporada Regular

A equipe de Boston terminou a temporada regular com um incrível resultado de 44-28, sendo a melhor campanha daquela temporada. Na divisão leste, o Celtics liderou com uma confortável vantagem de seis jogos para o segundo colocado. Russell liderou os rebotes do time com a marca de 19,6 por jogo. Cousy liderou a liga em assistências, servindo os companheiros 478 vezes. O Celtics perdeu apenas quatro vezes em casa. Além disso, dos 12 jogos disputados com o Philadelphia Warriors – que defendia o título – o time green ganhou oito. Também na temporada regular, o Boston Celtics venceu sete dos nove confrontos contra o St Louis Hawks, que enfrentaria na final do campeonato.

Playoffs

Por ter tido a melhor campanha na conferência leste, a equipe Celta foi classificada diretamente para as finais do leste . O time mais uma vez chegava na etapa que nunca conseguira avançar, mas aquele ano foi diferente. Na decisão da conferência, o time enfrentou o Syracuse Nationals, ganhando por 3-0. Os dois primeiros jogos foram relativamente fáceis, com resultados de 108 a 90 e 120 a 105. Mas o último duelo teve uma apertada vitória celta por 83 a 80.

O Boston Celtics estava na final da NBA pela primeira vez em sua história. Auerbach tinha chegado a decisão, coisa que ansiava por dez anos. Mas como nunca havia ganhado um título, ele teve sua confiança abalada. E se acontecesse o que aconteceu com seu trabalho no ensino médio, quando tinha uma equipe extremamente forte e fora derrotado? Suas boas equipes do Washington Capitols sofreram também o mesmo destino. E se ele perdesse de novo?

A Série Final

O Celtics enfrentaria o St. Louis Hawks na final. Apesar de ter obtido dez vitórias a mais que o time de St. Louis e ter perdido apenas duas vezes dos nove encontros na temporada regular, o Hawks tinha um forte time: o incomparável Bob Pettit, além de Macauley, Hagan, Jack Coleman, Share, Slater Martin e Jack McMahon. Os titulares do Hawks já eram jogadores experientes. Já O Celtics possuia 2 novatos entre os titulares (Heinsohn e Russell). Agora ficava a pergunta. será que os novatos conseguiriam dar conta do recado?

Os Primeiros Jogos

A primeira partida foi disputada em 30 de março, no Boston Garden. Sharman anotou 36 pontos no jogo, mas Pettit fez 37 e Macauley e Martin anotaram 23 cada. St. Louis ganhou o jogo por apertados 125 pontos a 123, com direito a uma cesta de Coleman faltando 24 segundos para o fim do jogo. Os celtas tinham a bola, mas não conseguiram marcar.

O Hawks conseguiu marcar muito bem Russell no primeiro jogo. Mas o time de Boston mudou sua proposta de jogo, e no segundo duelo passou a ser mais defensivo. A equipe restringiu os pontos de Pettit a 11, ganhando o jogo por 119-99 e empatando a série.

O terceiro jogo foi extremamente defensivo, tendo muitas faltas e sendo uma partida extremamente equilibrada, mas Pettit converteu uma cesta nos instantes finais do jogo, dando a vitória ao Hawks por 100-98.

O Celtics venceu o quarto duelo em St. Louis por 123-118. Destaque para Cousy que marcou 31 pontos, e de novo, para Pettit que anotou 33. No jogo 5, outra vitória Celta, dessa vez por 124-109 em Boston.

A série voltou para St. Louis, onde o Hawks fez mais um grandetrabalho defensivo, segurando Bob Cousy, que marcou só 15 pontos. Cousy, inclusive, errou um lance livre faltando 12 segundos para o jogo acabar, com o placar de 94 a 94. Com o jogada final, a bola foi para as mãos de Pettit que arremessoue…Errou! Mas Heagan conseguiu colocar a bola pra dentro da cesta e o time de St. Louis fez 96-94 e empatou a série com 3 vitórias pra cada lado.

A partida decisiva

O sétimo jogo foi um clássico, exceto para Cousy e Sharman que não jogaram bem. Foi disputado num sábado, no Boston Garden. A responsabilidade caiu em cima dos novatos jogadores Celtas, que souberam lidar muito bem com ela. Russell fez 19 pontos e incríveis 32 rebotes. Heinsohn anotou 37 pontos e apanhou 23 rebotes. O Celtics começou na frente, mas o primeiro quarto terminou 28-26 para o Hawks. No fim do segundo período essa vantagem já tinha voltado ao Boston Celtics, que liderava por 53-51. O terceiro quarto acabou 73-68 e logo no começo do período, o time Green abriu oito pontos de vantagem.

Entretanto, o Hawks se recuperou e fez 101-100. Russel anotou dois pontos, e o time de St. Louis não marcou. Desesperados, fizeram falta em Cousy, que podia ter acabado com o jogo, mas errou um lance livre. A vantagem celta era de 103-101. Mas Pettit fez dois lances livres e levou o jogo para a prorrogação. No primeiro tempo extra, o time de Boston ganhava por 113-111, mas Coleman, nos segundos finais, fez com que o jogo fosse para mais uma prorrogação.

Restando poucos segundos do último período, Macauley vai para o banco depois de fazer sua sexta falta no jogador Celta, Loscutoff, que converteu os dois lances livres e deu a liderança do jogo ao Celtics, por 125-123. Com apenas uma chance para empatar, o Hawks tentou um passe que atravessava a quadra toda para Pettit. Deu certo, mas o arremesso de Pettit bateu no aro quando o cronômetro zerou.

Os jogadores Celtas celebraram fazendo a barba de Russell no vestiário e indo jantar. Foi o primeiro título do time de Massachusetts, e o que mais deu satisfação, relembra Cousy. Assim como para Red Auerbach: “Foi difícil. O primeiro sempre é o mais difícil e sempre o que mais dá satisfação. Para todo lugar que eu for ao próximo verão, eu posso dizer para mim mesmo ‘eu sou o treinador do time campeão mundial’ e o basquete é um jogo mundial”.

Fontes: www.nba.com
www.basketball-reference.com

Por: Henrique G. Rezende

4 Comments

  1. RFORNER disse:

    Simplismente, E S P E T A C U L A R, parabéns ao Blog e ao Henrique.

    Como é bom sempre poder saber mais sobre o time que ama.

    0

    0
  2. henrique_gr disse:

    Caro RFORNER,
    vou aproveitar o seu comentário, primeiramente para agradece-lo, e para agradecer também bastante ao Flávio (Catandi) por ter me incetivado a ir atrás da história do Celtics, já que eu sou um fã mais recente. (Comecei realmente a acompanhar o Celtics em 2008).
    Além disso, ele me ajudou selecionando um dos textos que eu usei como base pra fazer esse.
    Enfim, talvez você deva agradecer mais a ele do que a mim.

    0

    0
  3. Lucas Lemuel disse:

    Essas matérias são as mais legais de ler, eu adoro esse tipo de coisa, espero q continuem assim waleu:)

    0

    0
  4. Flávio Di Donato Catandi disse:

    Obrigado pela menção Henrique.

    Seu texto ficou muito bom.

    Como disse, apenas incentivei você a procurar mais sobre a história do Boston Celtics, mas o texto mesmo foi de sua autoria e ficou excelente. Continue assim.

    0

    0

Deixe um comentário