Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 102 x 95 Pistons

O Boston Celtics emplacou, na noite de quarta-feira (3), a sexta vitória seguida como mandante na temporada 2015/2016 da NBA. Perto da lotação máxima, o TD Garden pulsou como sempre e foi fundamental no jogo de “seis pontos” diante do Detroit Pistons: com uma defesa forte e um primeiro tempo impecável, o Celtics não esteve atrás do placar em nenhum instante e bateu a franquia de Michigan por 102 a 95.

Mais uma vez, o jogo coletivo do Boston Celtics fez a diferença: seis dos 10 atletas que entraram em quadra anotaram 10 ou mais pontos, com destaque para Isaiah Thomas, cestinha com 17 pontos, e Avery Bradley, que anotou 15 pontos. Entre os reservas, Evan Turner contribuiu com 14 pontos, enquanto outros três atletas encerraram a partida com 12 pontos cada: Jae Crowder, Jared Sullinger e Marcus Smart.

Sem Kentavious Caldwell-Pope, que machucou a virilha ainda no primeiro tempo e fez apenas quatro pontos, o Detroit Pistons teve que apostar todas as suas fichas no armador Reggie Jackson, que se esforçou e fez 17 pontos, mas não impediu a derrota dos visitantes no TD Garden. O pivô Andre Drummond, que anotou mais um duplo-duplo na temporada, com 16 pontos e 13 rebotes, foi auxiliado pelo turco Ersan Ilyasova, que também fez 16 pontos.

Com a série invicta em casa e incríveis sete vitórias nos últimos oito jogos, o Boston Celtics continua em plena ascensão na Conferência Leste: com 29 vitórias em 51 jogos e um aproveitamento de 56,9%, o Alviverde está na quarta colocação, com a mesma campanha do terceiro colocado Atlanta Hawks, mas perdendo nos critérios de desempate. O Detroit Pistons, por sua vez, perdeu pela 24ª vez em 50 partidas na temporada, mas segue na oitava colocação do Leste.

Depois de mais uma vitória em casa, o Boston Celtics volta a pegar a estrada para mais um difícil compromisso na temporada: nesta sexta-feira (5), a equipe verde e branca visita o Cleveland Cavaliers, líder da Conferência Leste, na Quicken Loans Arena. O Detroit Pistons volta a jogar já nesta quinta-feira (4), quando recebe, em seu Palace of Auburn Hills, o New York Knicks.

Destaques do Celtics

Isaiah Thomas (17 pontos e sete assistências)

Avery Bradley (15 pontos e quatro rebotes)

Evan Turner (14 pontos e seis rebotes)

Destaques do Pistons

Reggie Jackson (17 pontos e sete assistências)

Andre Drummond (16 pontos e 13 rebotes / duplo-duplo)

Ersan Ilyasova (16 pontos e dois rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

12 comentários

  1. Gbrunus - Giovani B. P. Viani

    E o Zeller ele jogou muito! 6 pontos 5 rebotes 4 ast em 3 BLOQUEIOS em 14 minutos!!!!

  2. drakes

    Bem dito, Celtics em “plena ascensão na Conferência Leste”, tá bem melhor de assistir os jogos nos últimos tempos, não apenas por que o time tá ganhando, mas o time tá infiltrando bem mais, passes rápidos etc.

    Agora, o Zeller é fator X de uma campanha mais regular, por que ele vem entrando e tendo um ótimo trabalho na defesa, inclusive defendendo bem o aro, o que para o Celtics é uma benção.

  3. Lucas Oliveira

    Parte dessa melhora está muito ligada ao crescimento do Turner que vem entrando muito bem. Ha alguns jogos o Stevens vem usando IT e Turner por alguns momentos no último quarto com o Turner assumindo a armação, o que vem dando um alívio para o IT e aumenta muito o nosso poder de infiltração.

  4. Vinícius

    Só não sei porque olynik insiste tanto em bolas de três, errou demais ontem. Deu raiva.

    • drakes

      Por que ele puxa a marcação, ontem foram 54 pts que o Celtics fez no garrafão do Pistons e o nosso adversário apenas 26, ainda o número é mais incrível se pensarmos que indiscutivelmente eles têm um defensor de aro de elite,

      Além disso a média dele (Oly) na temporada é .417. que é uma das melhores da NBA, bem acima de Durant, Lowry, Dirk etc.

    • David Pessoa

      O olynik arremessa muito bem da linha de 3.Mas fazer o que né? Todo jogador tem seus maus momentos.Mas a verdade é que Olynik evoluiu mt se comparar com a temporada passada.

    • David Pessoa

      Isaiah thomas no skill challenge?

  5. Renato

    3 jogadores são essenciais na evolução da equipe Smart pela defesa, Olynyk pela movimentação de bola e ataque e Turner pela versatilidade, agora parece que o Zeller tb vai entrar no grupo pela presença ofensiva no garrafão, aí tem o Jerebko que favorece o Small Ball ou seja, nosso banco e muito produtivo, o que precisamos para dar o próximo passo e qualificar as posições 3 e 5 do time titular, de resto nossa equipe já e muito competitiva. Em uma hipótese realista Thomas Bradley Gallinari Jhonson Monroe, já formava um quinteto titular bem equilibrado e com qualidade técnica.

    • Lucas Oliveira

      Pois é, mais um ponto para o Ainge. Quando se fala em reestruturação de equipe o banco é fundamental e o pessoal as vezes se esquece disso.
      Por isso que a maioria dos times que resolvem tankar se dão mal, porque acham que um jogador vai resolver todos os problemas.

      Só um detalhe quanto a partida do Olynyk. Pistons veio pronto para defender o perímetro, e fez isso muito bem para falar a verdade.
      Chutamos muito menos bolas de 3 do que normalmente fazemos e com forte marcação em todas elas. O que eles não contavam (e que foi uma agradável surpresa para mim também) é que faríamos 54 pontos no garrafão.

  6. Fabrício Silva Zanateli

    Na minha humilde opinião, não acho que o Ainge vá procurar por um all-star pra ser a cereja do bolo,tipo oferecer milhoes pra Durant e outros desse calibre, acho que ele vai pegar bons jogadores, mas que ai sim, no Celtics, se tornarão all-stars.

  7. […] de fevereiro (Detroit Pistons, casa): 17 pontos, sete assistências e cinco rebotes, na vitória por 102 a […]

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.