Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 114 x 129 Spurs

De volta aos braços da torcida no TD Garden, após uma dolorida derrota fora de casa diante de um desfalcado Washington Wizards, o Boston Celtics vivia a expectativa de conquistar mais uma vitória pela temporada 2019/2020 da NBA nesta quarta-feira (8) e manter o excelente aproveitamento como mandante, mas o time verde e branco teve uma noite para esquecer diante do San Antonio Spurs: além de lidar com uma atuação desastrosa no primeiro tempo e um erro grave de arbitragem, responsável pela expulsão do armador Kemba Walker, Boston ainda sofreu com uma excelente atuação do Spurs, que venceu fora de casa por 129 a 114.

Mesmo jogando em casa, o Boston Celtics sofreu para ditar o ritmo no primeiro quarto, e o San Antonio Spurs, apostando em um jogo coletivo e inteligência na seleção dos arremessos, rapidamente abriu 22 a 3 no placar. Vaiado pela torcida, o Celtics melhorou a produção ofensiva no período seguinte, mas o Spurs, completamente à vontade, ampliou a vantagem e levou 18 pontos de liderança para o intervalo.

No terceiro quarto, a equipe do Boston Celtics finalmente apareceu para o jogo: com uma defesa atenta e transição veloz para o ataque, o Alviverde cortou o prejuízo para apenas sete pontos, para delírio da torcida no TD Garden. A animação celta, entretanto, se transformou em revolta após Kemba Walker reclamar de uma falta clara de LaMarcus Aldridge e ser expulso pelo árbitro Evan Scott, que também marcou uma falta técnica do treinador Brad Stevens. Sem Walker, o Celtics não se encontrou mais na partida, e o Spurs, contando com atuação inspirada do jovem Lonnie Walker, confirmou a vitória em Boston.

Ainda tentando voltar ao ritmo em que estava até sofrer uma fratura na mão, o ala Gordon Hayward teve uma boa atuação na derrota do Boston Celtics, anotando 18 pontos em 30 minutos, com quatro acertos em sete tentativas de longa distância. O ala-armador Jaylen Brown foi outro destaque, com 16 pontos, enquanto o ala-pivô alemão Daniel Theis fez 15 pontos. O ala Jayson Tatum, por sua vez, fez 14 pontos e pegou seis rebotes.

Principal nome ofensivo do San Antonio Spurs, o ala-armador DeMar DeRozan deu trabalho aos marcadores celtas e encerrou o jogo no TD Garden como cestinha, com 30 pontos. Entre os reservas, quem se destacou foi o ala-armador Lonnie Walker IV, que anotou 19 pontos e pegou três rebotes em apenas 19 minutos. Os armadores Derrick White e Bryn Forbes também tiveram atuações de destaque, contribuindo com 15 pontos cada um.

Com a segunda derrota consecutiva na temporada 2019/2020, o Boston Celtics foi ultrapassado pelo Miami Heat e caiu para a terceira colocação da Conferência Leste. A franquia de Massachusetts tem 71,4% de aproveitamento na competição, com 25 vitórias em 35 partidas. Já o San Antonio Spurs, com 16 triunfos em 36 partidas e 44,4% de aproveitamento, se mantém na oitava posição da Conferência Oeste.

Pressionado pelos tropeços nos últimos jogos, o time do Boston Celtics terá uma oportunidade de recuperação já na noite desta quinta-feira (9), em partida diante do Philadelphia 76ers, a partir das 21h (horário de Brasília), no Wells Fargo Center. O San Antonio Spurs terá mais tempo de descanso e só volta a jogar nesta sexta-feira (10), contra o Memphis Grizzlies, no FedExForum.

Destaques do Celtics

Gordon Hayward (18 pontos, três rebotes e três assistências)

Jaylen Brown (16 pontos e três rebotes)

Daniel Theis (15 pontos e cinco rebotes)

Jayson Tatum (14 pontos e seis rebotes)

Destaques do Spurs

DeMar DeRozan (30 pontos e seis rebotes)

Lonnie Walker IV (19 pontos e três rebotes)

Bryn Forbes (15 pontos e seis assistências)

Derrick White (15 pontos e três rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

2 comentários

  1. Nada a falar sobre jogo do Kemba, arbitragem esdrúxula!

    Sim precisamos dum Center de respeito defensivamente e que ajude no ataque também, vi sobre Drummond e seria excelente… Mas quanto vale um ótimo reboteiro excelente e ok no ataque num time que ama small ball e ideal seria um C que pontuasse de fora?

    Se valesse 2 picks somados à Smart, Langford, Theis e mais 1 ou 2 pra equiparar cap… Aí faria! Não sacrificaria Hayward que faz boa temporada e pode liderar 2° unidade … Kemba, Tatum, Brown nem pensar…

    Se pra envolver Hayward, Langford, G.Willians e mais picks consideraria jogadores com mais contrato ou com opção de renovação garantida tipo Turner, Sabonis… Que contribuiriam demais até de fora. Ou pensando em algo mais pés no chão, Allen do Nets que vejo com ótimos olhos…

    Precisamos sim de 1 peça pra fazer esse time, ser time pra título…. Já que minha a de aposta Williams de C, é de vidro.

    Algo será feito, creio que nível Allen, não é a cara algo grande ou muito menos desfazer de Kemba, Brown ou Tatum.

    • Fernando Silva

      Minha preocupação: 0.

      Nossa realidade é exatamente a mesma.

      Jogamos 2 partidas bem desligados, poupando e ou desmotivados.

      Estava demorando.

      Toda a season desde que Stevens chegou temos estes apagões.

      Hoje devemos ter um comportamento bem diferente.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *