Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 84 x 80 76ers

Vindo de uma sequência de 2 derrotas contra Nets e Hawks, o Boston Celtics recebeu o Philadelphia 76ers na tentativa de reencontrar o caminho das vitórias e o bom basquete. O primeiro objetivo foi alcançado, com o score final de 84×80 para o time da casa. Mas infelizmente não se pode dizer o mesmo do segundo, já que o Celtics demonstrou muita dificuldade em se organizar em quadra e só retomou a frente do placar nos minutos finais de partida.

Primeiro tempo 

A torcida foi ao TD Garden esperando um domínio total com Boston impondo seu ritmo de jogo em cima de uma das equipes mais fracas da história da NBA. O que se viu em quadra no entanto foi um cenário bem diferente. Foram 24 minutos de um Celtics sonolento, com defesa frouxa e pouquíssima criatividade ofensiva. Até mesmo o banco de reservas, um de nossas maiores trunfos no decorrer dos jogos, esteve mal durante os primeiros dois quartos de partida contribuindo (ou não) com apenas 2 pontos. Com uma cesta de Canaan no estouro do cronômetro, a equipe celta foi ao vestiário perdendo por 7 pontos. 

Segundo tempo

No terceiro quarto, esperava-se um time com no mínimo mais espirito do que vinha sendo demonstrado até então, mas pouca coisa mudou. As equipes trocaram cestas durante 12 minutos bem mornos. Isaiah Thomas era a melhor opção no ataque. O armador terminaria a partida como cestinha, anotando 30 pontos. No último quarto, o desespero de perder para o fraco time do 76ers já pairava sobre o TD Garden. O time de Philly que passou grande parte do tempo à frente do placar liderados por Okafor, conseguiu uma vantagem de 11 pontos…mas que não iria durar até o final. Com uma cesta de 3 pontos convertidas por Jae Crowder que vinha bastante discreto na partida, o time da casa passaria a frente, 82×80. No lance seguinte, a boa marcação do time de Brad Stevens fez com que Phil Pressey (sim, ele mesmo) forçasse o arremesso que cairia nas mãos de Thomas com o rebote crucial. A estrela celta converteu os 2 lances livres para selar a vitória sofrida da franquia de Massachussets. Apesar da importância inegável da vitória, não é exagero dizer que, se o adversário não fosse o 76ers, o Celtics provavelmente teria somado outra derrota.       

Com três péssimas atuações, a questão que começa a surgir é: até que ponto a ausência de Marcus Smart está impactando no desempenho recente da equipe. Desde que o armador se lesionou, o ritmo defensivo diminuiu consideravelmente.  

Para descobrir, é preciso seguir acompanhando os capítulos da temporada 2015-16. O próximo, é novamente em casa contra o Washington Wizards. Até lá! 

Box Score

Captura de tela 2015-11-26 01.28.52

Highlights

https://www.youtube.com/watch?v=j6FyZ_0RxQE

Author avatar
Bruno Penna
Nascido e criado no Rio de Janeiro, é formado em Administração e apaixonado por esportes. Começou a se interessar por basquete em 2005 ao assistir um monstro chamado Kevin Garnett em quadra. Se apaixonou pela história do Boston Celtics e desde então dividiu o fanatismo que antes era ocupado só com o Botafogo.

4 comentários

  1. Fabrício Silva Zanateli

    Bruno, o título da matéria está errado, o jogo foi 84 x 80.
    Abraço

  2. Rodney

    Show! peguei o final do Jogo depois de assistir a final da copa do BR, pelo visto assisti a melhor parte do jogo!
    ps: sou só eu, que não consigo logar com o google+ ou esta desativado?

  3. Fernando C. da Silva

    Posso estar errado, mas não acredito que a queda de produção se deva apenas ao Smart. A equipe, neste jogo contta os 76”, relaxou bastante e resolveu apertar o adversário apenas no último quarto. O Jae caiu bem de produção comoparando com a season passada. O KO foi mal nas últimas partidas.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.