Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Do grande custo ao grande benefício

Até pouco tempo atrás, ao colocar o nome de Jeff Green em pauta, o assunto variavelmente seria o mesmo, o de qual seria o resultado do Celtics em 2011 caso a troca com Perkins não tivesse sido feita.

Mas esse assunto já está batido e não vamos mais revirar ele, certo?

Veio então a temporada de 2012/2013 e Danny Ainge surpreendeu a todos dando a Green um contrato de 4 anos no valor de 35 milhões.

E pronto, Green virou mais uma vez um jogador marcado pela torcida celta.

Alguns achavam que ele não merecia e nunca mereceria ganhar esse salário, já outros até acreditavam no potencial do jogador, como eu, mas achavam que era um risco enorme de mais a se correr (como eu, mais uma vez).

De qualquer forma, independente de acreditar ou não em Green, uma coisa eu sempre soube. Green após mais de um ano parado e vindo de uma cirurgia complicada no coração, teria muitos problemas pra encontrar seu jogo nos primeiros meses da temporada e por isso sempre falei pro pessoal ter paciência e não cobrar tanto ele.

Eu sabia que o Green iria elevar seu jogo com o decorrer dos jogos, mas admito, não achei que a evolução fosse tão brutal como vem sendo.

Os Números

Os números não dizem tudo no jogo, mas ajudam a mostrar algumas coisas.

No caso de Green, a evolução de seus stats é vista claramente a cada mês que se passa.

Em Novembro, Green obteve discretos 8,7 pontos por jogo com aproveitamento de 42%, sendo que de 3pts ele obteve sofríveis 29,2%.

Em Dezembro com 5 minutos a mais de quadra, Green aumentou sua pontuação em 11,4 pontos, mas seu aproveitamento foi até inferior que do mês anterior.

A temporada entrou então em 2013 e Sullinger vinha ganhando seu espaço na equipe o que fez com que os minutos de Green fossem novamente reduzidos, assim como sua pontuação e rebotes, mas pouca coisa. Entretanto já mostrando um condicionamento físico maior e um melhor entrosamento, Green pela primeira vez em sua carreira encerou um mês com aproveitamento de arremessos superior a 50%, o que é um feito muito difícil para um jogador de perímetro.

Veio fevereiro e com o mês as lesões. Sullinger, Leandrinho e Rondo disseram adeus a temporada e agora Green não podia mais ter a calma da torcida para com a sua evolução. Ele precisava mostrar serviço e elevar seu jogo.

Sem sentir a responsabilidade, Green foi lá e o fez!

Pela primeira vez jogando uma média superior a 30 minutos em Boston, Green elevou todos os seus números de maneira até que surpreendente.

Foram 15,3 pontos em fevereiro, assim como 4,1 rebotes e 1,7 tocos.

O aproveitamento nos arremessos subiu para 51,2% e as bolas de 3pts chegaram a ótimo 41,4%. Ray Allen, aquele, tem essa média de aproveitamento na temporada, o que explana bem o que são esses números.

Por fim, temos o mês de março, que ainda não terminou, mas que por enquanto trazem de longe, os melhores números de Green no ano.

Foram 18,9 pontos, 5,3 rebotes, 3 assistências com aproveitamento de 52,2% nos arremessos e incríveis 44,4% nos arremessos de 3pontos.

Daí você pode me dizer que o jogo de ontem influencia fortemente nesses números e eu te respondo que não, pois simplesmente não estou computando o jogo de ontem nessa estatística, só pra ver como estão seus números sem essa partida atípica.

Esses números fazem de Green o oitavo jogador que mais pontuou no mês, isso tudo mesmo sendo ele a terceira, as vezes a quarta opção ofensiva da equipe.

A defesa

Mas Green não é só números.

Números eu sempre soube que ele poderia ter, isso não é surpresa nenhuma pra mim.

Sua defesa no entanto é uma surpresa gigantesca para minha pessoa, isso eu admito.

Quando ele veio para o Celtics, essa era a parte de seu jogo que eu mais me preocupava.

Quando Ainge disse ter contratado Green a fim de conseguir um defensor para Lebron James, eu cheguei a soltar uma gargalhada e sentir pena de Ainge.

Mas nessa eu tenho que abaixar a cabeça e engolir, pois aparentemente Ainge estava muito certo.

Green vem evoluindo de forma assustadora a sua defesa e inclusive na segunda partida entre Heat e Celtics, foi responsável por marcar Lebron quase o tempo todo (ao contrário de ontem) e reduziu James a um aproveitamento de 2-11 (18,1%) e calando a boca desse torcedor que lhe escreve.

Como titular

Green apesar da evolução constante, não teve muitas oportunidades de atuar como titular.

Realmente não compreendo o motivo, mas o atleta sempre foi preterido por Bass e Sullinger, ou até mesmo por Wilcox e Collinson quando a equipe estava desfalcada em seu garrafão.

Já no perímetro, como Pierce foi poupado apenas de uma partida, Green só pode jogar um jogo como titular da posição 3.

No entanto, com as atuações recentes, creio que Doc Rivers vai começar a olhar com mais carinho para essa possibilidade já que nos 4 jogos que fez como titular, os números de Green impressionam.

São 24 Pts | 5,5 Reb | 2,8 Ast | 2,8 tocos, tudo isso com um aproveitamento de 62% nos arremessos de quadra, sendo 61,5% em lances de 3 pontos.

A amostra é pequena pelo volume de 4 jogos, mas da pra dar uma ideia da capacidade de Green quando inicia uma partida entre os titulares.

Conclusão

Não sei se Green vai continuar a evoluir de forma tão íngreme assim, mas pra mim já não resta dúvidas que ele já esta fazendo valer nessa temporada o valor que vem ganhando (8,1 milhões)

Seu salario hoje é justo, mas em um futuro pode se tornar melhor ainda, então parabéns Danny Ainge, cada vez mais você me deixa com medo de critica-lo, pois variavelmente você tem calado a boca de mim e de muita gente. Parabéns.

Author avatar
Daniel Emiliano
https://danielemiliano.com.br
Daniel é publicitário, web designer e ilustrador residente em Campinas/SP. Em 2008 uniu paixão e profissão e deu vida a um Blog de notícias e opiniões sobre o Boston Celtics.Com ajuda de outros apaixonados o Blog foi tomando proporções inimagináveis e hoje é este Celtics Brasil, o maior site sobre uma equipe da NBA no Brasil.

13 comentários

  1. lucas

    Green é uma peça importante na equipe hoje, e acredito que na próxima temporada junto com rondo, sullinger e green teremos boas chances de título, e dependendo do rendiment do time, podemos brigar ainda nessa temporada.

  2. allan brito

    eu trocaria na primeira oportunidade.

    o jogo de ontem foi uma maravilha mais nao achi ele capaz de ser o nosso 3 quando o capitao aposentar.

    minha opniao

  3. Renato TD

    Já sou fã de carteirinha do Green ! Jogar neste nivel após uma cirurgia cardiaca do porte que ele fez não é para qualquer um !

  4. Renato

    O Green precisa ser titular nessa equipe do Celtics. Ele é um jogador da posição 4, logo pode jogar no lugar do Bass, e aí teríamos um time muito forte ofensivamente, com Garnett, Green, Pierce e Lee, o Bradley é esforçado, mas ainda precipita muito as jogadas. Quando o Garnett for para o Banco descansar aí bota o Bass.

  5. Renato

    O time tá pronto para jogar contra o Heat em uma possível final de conferência:

    Lee marca Chalmers (Equilíbrio)
    Bradley marca Wade (Wade)
    Pierce marca Battier (Pierce)
    Green marca James (James)
    Garnett marca Bosh (Garnett)

    Jordan marca Jones (Jordan)
    Terry marca Allen (equilíbrio)
    Bass marca Haslem (equilíbrio)

    Ou seja, no duelo ataque x defesa entre esses jogadores levamos vantagem, mas o problema é que o James e do Wade normalmente levam muita vantagem sobre seus rivais, ou seja, a chave será o Bradley e o Green jogarem acima da média.

  6. Diego S

    É um monstrinho que está se criando. Se ele tivesse marcando o Lebiba James no lance que levou a 105, mas não. É isso que eu não entendo.

  7. Renato Lgb

    Imagina se Green fizesse 10 pontos ontem!, essa já seria uma ótima partida feita por ele, LBJ teve que arriscar um tiro médio em sua ultima bola pq batendo pra dentro não estava ganhando quase nenhuma do nosso camisa 8, fiquei muito satisfeito de ver esse jogador brilhar ontem, torço muito por ele!!!
    Segundo jogo que acompanho dele contra o heat e os dois ele marcou muito bom LBJ!!!
    Como da orgulho de torcer por este time, mesmo a vitoria escapando de nossas mãos como ontem, o NOSSO TIME É FODA, sem 2 dos nossos maiores jogadores ainda fomos espetaculares…

  8. Bruno Massinham

    O Green há tempos vem incorporando o espirito do Celtics.

    Além de ganhar mais tempo em quadra, mais confiança e consequentemente ajudar mais, ele tem passado a impressão de que realmente vai vestir a camisa e sangrar verde.

    Acho que é um jogador de extrema importância. O Celtics com Rondo, Pierce, Garnett, Bradley, Green, Sullinger, etc., vai chegar muito forte na próxima temporada.

    E eu até diria que o Green precisa seguir o mesmo caminho de Pierce, Garnett, Rondo.. vestir essa camisa e fazer história.

  9. Joao Gabriel

    nossa o ainge eh foda… sera q ele ja preve q pierce e garnett se aposentarão ao fim da temporada? pra ele contreata um ou dois all star uhahuahu pra termos o melhor time ano q vem ?? com rondo e bradley defendendo qulquer perimetro.. green de titular melhorando cada vez mais e fazendo do seu contrato OTIMO.. e josh smith e d12 ou all jefferson q como smith ja deixou claro q jogaria aki facilmente. kkkkkkkkkkkkkkk nao custa nd sonharr

  10. PHABIO PASSOS

    seria bom caso garnett e pierce aposenta-se, trabalha como auxiliar tecnico, pelo que eu vejo o que celtics nao dao recado, nao fala e nao dao opiniao ao doc, parace efeite, o celtics era quando tinha doc e thirberdeu na comissao

  11. ricardo soares medeiros

    Green tá evoluindo demais mesmo e o time promete um timaco temporada q vem, mas a troca pelo Perk, q muita gente agora tá se curvando ao Ainge, foi errada demais, pq naquele momento abriu mao de disputar o título. Com o Perk acho q ganharíamos aquele ano.

  12. Fernando

    O Green está cada vez melhor: é fato. O time melhorou sem o Rondo e nisso há mão do Doc: é fato. Não temos jogadas treinadas para fechar os jogos e nisso há mão do Doc: é fato. Não sei se todos pensam assim, mas eu concordo que com o Green no lugar do Bass a vida fica bem dura para qualquer adversário, seja Heat, seja Thunder, seja Spurs. Vamos ficar com um banco complicado: só Terry e Crawford para fazer uns pontinhos. Mas, na minha opinião, valke a pena.

  13. Fernando

    Bom, o jogo contra os Hornets está equilibrado. Hkje Green está mais devagar. Jogo equilibrado, vantagem pequena. Espero não.precisarmos da jogada de definição.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.