Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Guia – Eurobasket 2009 – Grupo D

No Grupo D do EuroBasket, temos: a Bulgária, que retorna à fase final da competição após ficar de fora da última edição; a Lituânia, campeã em 2003; a Polônia, dona da casa; e a Turquia, sede do próximo Mundial masculino.

Bulgária

Posição no ranking da FIBA: 55° (seis pontos)
Posição no EuroBasket 2007: Não participou
Posição Mundial 2006: Não participou
Posição nas Olimpíadas de Pequim 2008: Não participou
Técnico: Peni Gershon

A Bulgária volta a disputar uma fase final do EuroBasket depois de ficar de fora em 2007. Em 2005, ficou na 13ª colocação. Os búlgaros possuem uma tradição histórica no basquete, e chegaram a ficar na segunda posição em 1957, mas essa tradição tem perdido força recentemente. A Bulgária vai disputar seu segundo Eurobasket em 14 anos (oito edições, de 1995 a 2009). Os búlgaros não avançam para a segunda fase desde 1991, quando terminaram na oitava colocação. Para conseguir tal feito em 2009, a seleção trouxe um técnico experiente, Pini Gershon, que também é treinador do Maccabi Tel Aviv (ISR) e foi três vezes campeão da Euroliga.

Os búlgaros realizaram o maior número de amistosos dentre todas as seleções da Europa, 14, e chegaram a jogar oito partidas em 12 dias. Na maioria dos amistosos, a Bulgária enfrentou e venceu seleções que não vão disputar o EuroBasket, como Portugal, Chipre, Bélgica e Bielorrússia.

O único resultado satisfatório obtido contra uma forte seleção foi uma vitória sobre a Rússia, por 89 a 88. Os destaques da equipe são: o experiente ala Todor Stoykov, que atua pelo Lukoil Akademic Sofia (BUL), e possui o recorde de pontos (1.040) e assistências (182) da Eurocup, segunda principal competição de clubes da Europa; o também ala Filip Videnov e o pivô Kaloyan Ivanov, ambos sem equipe.

Lituânia

Posição no ranking da FIBA: 6° (381 pontos)
Posição no EuroBasket 2007:
Posição Mundial 2006:
Posição nas Olimpíadas de Pequim 2008:
Técnico: Ramunas Butautas

A Lituânia é uma das seleções favoritas ao título europeu, o qual obteve por três vezes, em 1937, 1939 e o último em 2003. Os lituanos devem brigar pela taça, mesmo com muitos desfalques importantes: o ala Ramunas Siskauskas, que se aposentou da seleção; o pivô Zydrunas Ilgauskas, que não foi liberado por sua equipe da NBA, o Cleveland Cavaliers; o armador Sarunas Jasikevicius e o pivô Darius Songaila, lesionados; e o ala Rimantas Kaukenas, que pediu dispensa por questões familiares.

Nas últimas três edições do EuroBasket os lituanos, perderam apenas duas vezes: nas quartas-de-final em 2005, para a França, quando ficaram com o quinto lugar, e na semifinal em 2007, para a eventual campeã Rússia, quando terminaram no terceiro lugar. Durante os preparativos para a competição, a Lituânia derrotou a Eslovênia (81 a 75), a Grã-Bretanha (97 a 62), a Rússia por duas vezes (78 a 61 e 66 a 61), e a Espanha (94 a 72). A equipe possui jogadores importantes no cenário europeu: o ala Linas Kleiza, ex-companheiro de Nenê no Denver Nuggets e reforço do Olympiacos (GRE); o ala-pivô Ksystof Lavrinovic, do Montepaschi Siena (ITA); o pivô Robertas Javtokas do Khimki (RUS); e o ala-pivô Darjus Lavrinovic, do Real Madrid (ESP).

Polônia

Posição no ranking da FIBA: 55° (seis pontos)
Posição no EuroBasket 2007: 13°
Posição Mundial 2006: Não participou
Posição nas Olimpíadas de Pequim 2008: Não participou
Técnico: Muli Katzurin

A Polônia, “dona da casa”, tentará primeiro obter uma simples vitória na fase final do EuroBasket, o que não acontece há 12 anos. Caso conquiste um triunfo, aliado ao apoio da torcida, pode sonhar em chegar à segunda fase, o que também não acontece desde 1997, quando ficou na sétima posição. Assim como a Bulgária, os poloneses possuem uma tradição histórica no torneio: foram vice-campeões em 1963, e ficaram entre os quatro melhores por sete vezes, a última em 1971, com um quarto lugar.

Para atingir tal objetivo, os atletas poloneses terão o auxílio de seu experiente técnico Muli Katzurin, que foi treinador de dois clubes israelenses, Hapoel Tel Aviv e Maccabi Tel Aviv, e também treinou uma equipe na Polônia, o Slask Wroclaw.

Os resultados obtidos nos amistosos animaram os torcedores poloneses. Nos jogos preparatórios, a Polônia derrotou fortes seleções, como a Croácia (71 a 67), a Grã-Bretanha (70 a 56) e a Macedônia, (82 a 77). Metades dos jogadores da seleção, seis, atuam na Polônia, com destaque para David Logan, armador do Prokom Trefl Sopot. O ala-pivô Maciej Lampe, que já passou por algumas equipes da NBA e hoje representa o Maccabi Tel Aviv, é outro destaque do time, que será liderado pelo pivô Marcin Gortat (foto à direita), que foi vice-campeão da NBA na última temporada pelo Orlando Magic, o armador David Logan, do Prokom Trefl Sopot (POL) e o ala-pivô Maciej Lampe do Maccabi Tel Aviv (ISR).

Turquia

Posição no ranking da FIBA: 14° (192 pontos)
Posição no EuroBasket 2007: 11°
Posição Mundial 2006:
Posição nas Olimpíadas de Pequim 2008: Não participou
Técnico: Bogdan Tanjevic

A Turquia, sede do próximo Mundial masculino de basquete, vai buscar um lugar entre as oito melhores equipes da Europa, feito que não alcança desde 2001, quando terminou na segunda posição. Como os turcos têm vaga garantida no Mundial, podem jogar com mais tranquilidade, o que pode beneficiá-los em jogos decisivos. A Turquia tem uma baixa importante, o pivô Mehmet Okur, que não aceitou a convocação por conta de desavenças com o técnico Bogdan Tanjevic.

Os turcos têm uma boa geração de jogadores, que aliada a experiência de Tanjevic, vice-campeão da Europa pela Iuguslávia em 1981 e campeão europeu pela Itália em 1999, pode render bons frutos para a seleção. Os resultados nos amistosos foram satisfatórios: vitórias contra Israel (85 a 69), Grã-Bretanha (87 a 53) e Polônia (66 a 58).

A maioria dos jogadores atua na Turquia. O que pode prejudicar a equipe é a falta de bons armadores; na maior parte dos jogos, quem é responsável pela armação é o ala Hidayet Turkoglu (foto à direita), vice-campeão da NBA pelo Orlando Magic e reforço do Toronto Raptors para a próxima temporada. Outros nomes importantes da seleção são o pivô Oguz Savas, do Fenerbahçe Ulker (TUR), e o ala-pivô Ersan Ilyasova, campeão espanhol pelo Regal FC Barcelona, que após o torneio se juntará ao Milwaukee Bucks, da NBA.

Todos os jogos do Grupo D serão realizados em Wroclaw. Confira a tabela da chave:

07/09
Polônia X Bulgária
Turquia X Lituânia

08/09
Lituânia X Polônia
Turquia X Bulgária

09/09
Turquia X Polônia
Lituânia X Bulgária

Author avatar
Flávio Catandi
Jornalista e Radialista apaixonado por basquete. Participa do Celtics Brasil desde 2008. Já foi redator, colunista e hoje é editor do site. Nas horas vagas gosta de escrever roteiros e gravar curtas e documentários. Pode ser encontrado na cidade de São Paulo com uma camiseta Celta.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *