Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Guia – Eurobasket 2009 – Grupo C

O grupo C é um dos mais fracos do EuroBasket. Apesar de contar com a Espanha, atual campeã mundial e medalha de prata olímpica, as outras seleções não intimidam no cenário continental: a Eslovênia vem com um time inexperiente, assim como a Sérvia, que não é mais a mesma desde a separação da antiga Sérvia e Montenegro. A Grã-Bretanha conta com alguns jogadores de destaque no cenário europeu, mas em sua primeira participação no EuroBasket, não tem grandes aspirações.

Eslovênia

Posição no ranking da FIBA: 20° (112 pontos)
Posição no EuroBasket 2007: 7° lugar
Posição Mundial 2006: 12°
Posição nas Olimpíadas de Pequim 2008: Não participou
Técnico: Jure Zdovc

A Eslovênia chega com esperanças de ficar entre as quatro melhores equipes da competição, feito jamais alcançado. A melhor posição da Eslovênia foi um sexto lugar no EuroBasket de 2005. Motivos para chegar até a semifinal não faltam. A seleção eslovena obteve excelentes resultados em seus amistosos: derrotou por duas vezes a Rússia (78 a 62 e 77 a 72), também por duas vezes a Croácia (82 a 78 e 77 a 72) e massacrou a Grécia, 81 a 64, mas esses resultados podem não significar nada casos os eslovenos repitam o que aconteceu em 2007.

No EuroBasket daquele ano, a equipe teve chances de chegar às semifinais, mas acabou sofrendo uma virada vergonhosa da seleção grega nas quartas. A Eslovênia liderava o marcador por 12 pontos, restando apenas 2min30s para o fim da partida, mas permitiu a virada da Grécia, que venceu por 63 a 62 e ficou na quarta colocação.

Os eslovenos têm uma boa equipe, e para obter um resultado melhor na classificação, não podem cometer os mesmos erros do passado. O time vai a Polônia desfalcado de alguns jogadores importantes: o armador Beno Udrih, do Sacramento Kings, que sofreu uma torção no joelho esquerdo; o ala-armador Sasha Vujacic, do Los Angeles Lakers, com uma lesão no tornozelo; o ala-armador Sani Becirovic, do Lottomatica Roma (ITA), também por conta de uma lesão; e o pivô do Toronto Raptors, Rasho Nesterovic, que se aposentou da seleção. Os destaques da equipe são o ala-pivô do CSKA Moscou (RUS), Matjaz Smodis, o também ala-pivô Erazem Lorbek, reforço do Regal FC Barcelona (ESP); o armador Jaka Lakovic, que também atua pelo campeão espanhol, o também armador Goran Dragic, que atua na NBA pelo Phoenix Suns; e o pivô Primoz Brezec, recém-contratado pelo Philadelphia 76ers.

Espanha

Posição no ranking da FIBA: 3° (739 pontos)
Posição no EuroBasket 2007: 2° lugar
Posição Mundial 2006:
Posição nas Olimpíadas de Pequim 2008: 2° lugar
Técnico: Sergio Scariolo

A Espanha é a grande favorita para a conquista do EuroBasket, possui excelentes jogadores, é a atual campeã mundial e vice olímpica, mas não pode deixar a euforia tomar conta de seus atletas. Em seu último amistoso, os espanhois foram derrotados pela Lituânia em Vilnius, na casa do adversário, por 94 a 72, e os lituanos não contaram com sua principal estrela, o armador Sarunas Jasikevicius. Os outros bons resultados obtidos em amistosos, seis vitórias, contra fortes seleções como a própria Lituânia e a Eslovênia, não significam muita coisa, pois em todos eles a Espanha jogou em casa, com a torcida a seu favor.

Os espanhois também demonstraram certa fragilidade, quando foram derrotados, em Madri, pela Rússia, por 60 a 59, na final do EuroBasket 2007. A seleção estará desfalcada do armador José Calderón, que atua no Toronto Raptors da NBA, e do ala Berni Rodríguez, do Unicaja Málaga (ESP), ambos cortados por lesão. O ala-pivô Carlos Jimenez, parte do time campeão mundial e medalha de prata em Pequim-2008, se aposentou da seleção.

O elenco espanhol é repleto de jogadores consagrados e tem três atletas em atividade na NBA: o pivô Pau Gasol, campeão da liga americana pelo Los Angeles Lakers; seu irmão e também pivô Marc Gasol, do Memphis Grizzlies, e o ala-armador Rudy Fernández, do Portland Trail Blazers. Pau sofreu uma fratura no dedo médio da mão esquerda, mas já está de volta aos treinos, enquanto Fernández ainda torce para se recuperar de uma lesão na perna a tempo da disputa. Além do trio, a Espanha é liderada pelo armador Ricky Rubio, recém-contratado pelo Regal FC Barcelona (ESP), e pelo ala-armador Juan Carlos Navarro, companheiro de Rubio no Barça e eleito melhor jogador da última Euroliga.

Grã-Bretanha

Posição no ranking da FIBA: 75°
Posição no EuroBasket 2007: Não participou
Posição Mundial 2006: Não participou
Posição nas Olimpíadas de Pequim 2008: Não participou
Técnico: Chris Finch

A Grã-Bretanha (união de Escócia, Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte) participa pela primeira vez do EuroBasket, com a intenção de fortalecer a equipe que disputará os Joogos Olímpicos de Londres-2012. A Inglaterra (três vezes) e a Escócia (duas vezes) já haviam jogado a competição, sendo a melhor posição conquistada pela Inglaterra, 10° lugar em 1946. Os britânicos tiveram de disputar uma fase eliminatória para chegar ao campeonato europeu de seleções, quando derrotaram Bósnia-Herzegovina, Israel e República Tcheca.

Os dois principais jogadores da equipe, porém, não disputarão o torneio: o ala Luol Deng, que atua na NBA pelo Chicago Bulls, foi cortado por uma lesão na perna direita, e o armador Bem Gordon, reforço do Detroit Pistons, não se apresentou. Os britânicos não foram bem nos amistosos que realizaram: em nove disputados, venceram apenas um, contra a Eslovênia, por 63 a 56. Os destaques da equipe são o pivô Pops Mensah-Bonsu, reforço do Houston Rockets, a dupla de pivôs do Unicaja Málaga (ESP), Joel Freeland e Robert Archibald, e o experiente armador Nate Reinking, do Dexia Mons Hainaut (BEL).

Sérvia

Posição no ranking da FIBA: 5° (469 pontos)
Posição no EuroBasket 2007: 13° lugar
Posição Mundial 2006: 11° (Sérvia e Montenegro)
Posição nas Olimpíadas de Pequim 2008: Não participou
Técnico: Dusan Ivkovic

A Sérvia, que se separou de Montenegro em 2006, vai disputar seu segundo EuroBasket sozinha; na primeira participação, em 2007, terminou na 13ª posição. A seleção sérvia conta com muitos jogadores jovens, e seus dois atletas mais velhos possuem 26 anos: o pivô Nenad Krsic, do Oklahoma City Thunder, e o armador Bojan Popovic, que atua no Lietuvos Rytas (LTU). Foi uma decisão do técnico Dusan Ivkovic de levar jogadores tão novos para o EuroBasket, e mostrou confiança em seu jovem elenco ao decidir cortar os veteranos Dusan Kecman e Zoran Erceg.

O técnico da Sérvia possui muita experiência em competições internacionais, possui três títulos do EuroBasket (1989, 1991 e 1995), um Mundial (1990) e duas medalhas de prata olímpicas (1988 e 1996), todas as conquistas pela ex-Iugoslávia, hoje formada por sete países: Bósnia-Herzegovina, Croácia, Kosovo, Macedônia, Montenegro, Sérvia e Eslovênia. Mesmo com atletas muito jovens, a experiência de Ivkovic permite à equipe sonhar com medalha.

Os sérvios realizaram bons amistosos, onde derrotaram fortes equipes, como a Alemanha (75 a 62), a Letônia (97 a 93), a Grécia (83 a 82), a Lituânia (78 a 70) e a Rússia (70 a 59). Os destaques da equipe são Krstic, o ala-pivô Novica Velickovic, reforço do Real Madrid (ESP) e eleito melhor jogador jovem da Euroliga 2008-09, e o armador Milos Teodosic, do Olympiacos (GRE).

Todos os jogos do Grupo C serão realizados em Varsóvia. Confira a tabela da chave:

07/09
Grã-Bretanha X Eslovênia
Sérvia X Espanha

08/09
Eslovênia X Sérvia
Espanha X Grã-Bretanha

09/09
Espanha X Eslovênia
Sérvia X Grã-Bretanha

Author avatar
Flávio Catandi
Jornalista e Radialista apaixonado por basquete. Participa do Celtics Brasil desde 2008. Já foi redator, colunista e hoje é editor do site. Nas horas vagas gosta de escrever roteiros e gravar curtas e documentários. Pode ser encontrado na cidade de São Paulo com uma camiseta Celta.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *