Jogo 1 – Celtics 108 x 83 Cavaliers

O reencontro entre Boston Celtics e Cleveland Cavaliers na decisão da Conferência Leste da NBA começou da melhor maneira possível para o time verde e branco de Massachusetts. Em duelo disputado na tarde de domingo (13), no TD Garden, a equipe celta fez a sua melhor atuação nesta edição dos playoffs, principalmente na quadra de defesa, e não deu chances ao atual tricampeão de conferência, vencendo por 108 a 83 e abrindo 1 a 0 na briga pela vaga na final contra o campeão do Oeste.

Contando com o apoio de mais de 18 mil torcedores no TD Garden, o Boston Celtics encaminhou a vitória logo no primeiro quarto, quando abriu 20 pontos de vantagem. Depois de manter o ritmo no período seguinte e levar uma liderança de 26 pontos para o intervalo, o Alviverde teve um pequeno apagão durante o terceiro quarto, mas confirmou o triunfo sem maiores problemas nos últimos 12 minutos.

Mantido no quinteto titular para o início da série contra o Cleveland Cavaliers, o ala-armador Jaylen Brown foi o celta mais acionado na quadra de ataque e correspondeu às expectativas, anotando 23 pontos e pegando oito rebotes. Novidade na formação do técnico Brad Stevens, o ala-pivô Marcus Morris se destacou no combate a LeBron James e anotou um duplo-duplo, com 21 pontos e 10 rebotes. O pivô Al Horford também fez uma grande atuação, com 20 pontos, e o ala calouro Jayson Tatum contribuiu com 16 pontos.

Referência no garrafão do Cleveland Cavaliers, o ala-pivô Kevin Love foi o cestinha de sua equipe no TD Garden, com 17 pontos, e ainda ficou perto de um duplo-duplo, após pegar oito rebotes. O astro LeBron James, por sua vez, ficou devendo: anulado pela defesa celta, o ala fez apenas 15 pontos, além de distribuir nove assistências e pegar sete rebotes. Entre os reservas, destaque para os 11 pontos do ala-armador Rodney Hood.

A segunda partida da série entre Boston Celtics e Cleveland Cavaliers será disputada na noite desta terça-feira (15), às 21h30, no TD Garden, com transmissão da ESPN para todo o Brasil. O Alviverde precisa de mais uma vitória para manter a vantagem do mando de quadra, enquanto a franquia de Ohio quer voltar para casa com o empate na série.

Destaques do Celtics

Jaylen Brown (23 pontos e oito rebotes)

Marcus Morris (21 pontos e 10 rebotes / duplo-duplo)

Al Horford (20 pontos e seis assistências)

Jayson Tatum (16 pontos e seis rebotes)

Destaques do Cavaliers

Kevin Love (17 pontos e oito rebotes)

LeBron James (15 pontos, nove assistências e sete rebotes)

Rodney Hood (11 pontos e duas assistências)

Jordan Clarkson (10 pontos e três rebotes)

Boxscore

Melhores Momentos

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

8 Comentários

  1. Publicidade

  2. VINICIUS DELLANO disse:

    Que jogo Rockets x Warriors, só não tem defesa. Mas parar Durant é mais difícil que parar LeBron.

    2

    0
    • Marcos disse:

      Que isso, D’Antony e D Casey tem sistemas perfeitos para ganharem de qualquer time em 7 jogos… =)

      O Stevens não manja nada… hehehehe

      Abs verdes

      0

      0
  3. Victor disse:

    Celtis ta tão lesionado que na hora do “terrão” Roozie e Baynes tiveram que jogar

    0

    0
  4. Paulo Jr disse:

    tirando um pouco o foco do nosso duelo de mais tarde!

    Sem querer desmerecer nosso jovem time, mais esses Warriors não perde 4 jogos nesta pós temporada!
    Me atrevo até a dizer que podemos endurecer o jogo contra eles, mais até do que os Rockets, devido nossa defesa, mais realmente não acho que nem com nosso time completo seria possivel ganhar deles!

    Agora vamos manter a pegada contra os Cavs para tentar sair com o mando de quadra e deixar a pressão para o lado deles na Quicken Loans Arena!

    3

    1
    • Robson disse:

      Mesmo montando uma seleção da liga seria difícil bater esse GSW. Esse ano não tem pra ninguém.

      0

      0
    • Guilherme disse:

      Primeiro vamos pensar em passar de Cleveland, depois nos preocupamos com os Warriors… Chegar a uma final de NBA já seria um prêmio pro trabalho fantástico do Stevens e da garotada. Mas muita calma nessa hora! Tem série dura pela frente…

      3

      0
    • Netto Santos disse:

      Hoje, se chegarmos a final, nossas chances contra eles são bem remotas, mas se estivéssemos com o time completo não sei não, Irving e Gordon iriam igualar bem as coisas, mas também é aquilo, se não houvesse as lesões, Tatum e Rozier não teriam evoluído como evoluiram.

      0

      0
  5. RAFAEL disse:

    Eu só consigo imaginar o Josh Jackson sentado no sofá assistindo o Tatum fazer história nos offs…pensando em todos os treinos que ele recusou para o Celtão hahahahahaha

    0

    0

Deixe um comentário