Celtics x Cavaliers – Análises e Palpites

Segunda melhor campanha da conferência na temporada regular, o embalado Boston Celtics mede forças contra o Cleveland Cavaliers de LeBron James e companhia, quarto colocado da conferência ao final da temporada regular, em confronto válido pelas finais da conferência Leste.

Para introduzir o leitor ao confronto entre as equipes, esmiuçando com riqueza de detalhes tudo o que cerca a série porvir, o Celtics Brasil convocou alguns de seus colunistas para exporem seus palpites para o resultado do embate, justificando o prognóstico e analisando a série entre as equipes.

Veja Também
Calendário detalhado da série (com dias, horários e transmissões)

 

Confira abaixo o palpite, seguido da opinião, de nossos colaboradores sobre o confronto.


Fábio Malet: Celtics 4×3 Cavaliers

Talvez esteja deixando o coração prevalecer sobre a razão, sendo muito mais passional do que racional, mas eu vislumbro este Boston Celtics com ótimas condições de superar o Cleveland Cavaliers de LeBron James e companhia, e explico o porquê.

Pior elenco de apoio à James na década. O Cavaliers que chega às finais da Conferência Leste possui o pior elenco de apoio à LeBron James desde que ele “levou seus talentos para South Beach” em 2010. Nos últimos sete anos, onde James foi campeão da conferência em todas as oportunidades, o ala tinha ao seu lado ou Dwyane Wade (jogando em alto nível) e Chris Bosh ou Kyrie Irving e Kevin Love. Sempre com dois All-Stars de alto nível. Desta vez, James conta apenas com um All-Star na equipe, o ala-pivô Kevin Love, que passa longe de jogar seu melhor basquete da carreira. É claro que LeBron já foi a uma final de NBA com um elenco ainda pior que o desta temporada (o Cavaliers de 2007), mas o desempenho do Celtics na semifinal de conferência torna possível imaginar uma vitória no confronto.

Limitar os coadjuvantes. A chave para o sucesso do Celtics na série é limitar os coadjuvantes de Cleveland. LeBron James é um dos melhores jogadores da história do basquete, que melhora a cada ano e que vai empilhando atuações soberbas nesta pós-temporada. Difícil mudar tal fato. Mas mesmo carregando sua equipe em todas as estatísticas, ele não ganha as partidas necessariamente sozinho. Os arremessos de três pontos convertidos por Kevin Love, Kyle Korver, JR Smith, entre outros, ajudam Cleveland a edificar suas vitórias, por exemplo. E, na maioria dos casos, estes jogadores encontram-se livres para arremessar pois a defesa adversária dobra a marcação em cima de James. E é isso que creio que o Celtics não deveria fazer. Deixe James pontuar sozinho, se cansar e precisar jogar os 48 minutos da partida. Ele vai fazer 40, 50, 60 pontos se preciso para vencer. Só que, ao limitar o entorno de James, ele vai acabar responsável por grande parte da pontuação do Cavaliers, tornando a vitória do Celtics nas partidas mais possível, afinal, ninguém vence sozinho (nem os 100 pontos de Wilt Chamberlain).

Defesa individual forte sobre LeBron James. Se preocupar com os coadjuvantes do Cavaliers não significa, necessariamente, esquecer de LeBron James, afinal, ele ainda é o melhor jogador da atualidade. No entanto, como dito anteriormente, o ideal é que a defesa sobre ele seja apenas individual, para que os coadjuvantes não tenham liberdade para pontuar. O elenco do Celtics possui ótimos defensores que podem incomodar, sozinhos, o jogo de James, além de haver a possibilidade de um revezamento na marcação do ala. Jaylen Brown, Semi Ojeleye e Marcus Morris devem executar uma defesa bastante física em LeBron, limitando, ao máximo, seu melhor basquete.

Run, Celtics, run! O Celtics é uma equipe que baseia seus lances em jogo de meia quadra, mas o confronto pede que o treinador Brad Stevens abuse de jogadas em transição e muita velocidade na armação das jogadas ofensivas. Em diversas ocasiões, o Cavaliers já mostrou-se bastante incomodado contra equipes que jogam em alta velocidade (pace alto). Além disso, o Cavaliers possui o elenco mais velho a disputar os playoffs desta temporada, e, por conta dos desfalques, o Boston Celtics tem o elenco mais jovem desta pós-temporada (mais jovem até que o do Philadelphia 76ers). Jogadores como Terry Rozier, Jaylen Brown e Jayson Tatum castigam em jogadas em transição, e seus desempenhos seriam maximizados com esta mudança no ritmo do ataque do Celtics. Ainda, o setor ofensivo do Celtics, que não teve grande desempenho durante a temporada, e vem sofrendo ao jogar nos playoffs, em especial longe do TD Garden, teria um trunfo a seu favor para adicionar pontos no marcador.

Portanto, após tudo o que fora citado anteriormente, creio que com os ajustes certos, mesmo com os desfalques importantes nestes playoffs, o Celtics pode vencer a conferência Leste já nesta temporada.

Publicidade

Fábio Malet
Fábio Malet
Gaúcho de Porto Alegre, bacharel em Ciência da Computação e analista de sistemas. Apaixonado por esportes, tem o jornalismo como um hobby, e, pretende, futuramente, fazer pós-graduação na área. Acompanha NBA desde o começo de 2007 e, pé-quente, viu seu Boston Celtics ser campeão na primeira temporada inteira que assistiu. Torce também para Grêmio, Tottenham Hotspur, Green Bay Packers, e por conta da afinidade com Boston, tornou-se fã de Bruins e Red Sox.

29 Comentários

  1. Publicidade

  2. VINICIUS DELLANO disse:

    Creio eu que seria mais uma mancha na carreira de LeBron, uma derrota para o Celtics com meio time. Por isso mesmo acredito que ele fará esse time do Cavs jogar como se a vida dependesse disso. Por outro lado, cansei de ver Lebrao cheio de paixão apanhar do celtics, e esse ano apesar de desfalcados, temos melhores chances que ano passado, como já citei em outros posts, é a gente sem Kyrie e eles sem Kyrie, sendo que temos o novato sensação (próximo Durant/BIRD), além do neguebinha e do Brown. 4*3 é um placar difícil, mas acredito num jogo 7, com pelo menos uma vitória em Cleveland.

    4

    0
  3. Marcos disse:

    Van ansioso para o jogo.

    Fábio, no jogo de 100 pontos o Wilt ganhou 169×147.

    Abs verdes

    3

    0
  4. Marcos disse:

    Omg trocar um Olynyk por um Baynes é mudar da água para o vinho o seu garrafão.

    Abs verdes

    2

    0
  5. Fernando Silva disse:

    O jogo está muito favorável. Um banho do Stevens e da nossa defesa.

    Não nos enganemos, os Cavs vão melhorar, seja depois do intervalo, seja no próximo jogo.

    Para este jogo, a vantagem pode ser fundamental.

    Se eles continuarem mal deste ajeito, o que não acredito, vão sair com uma derrota acachapante.

    4

    0
  6. Junior M disse:

    Galera, gostaria de apenas um segundo da atenção para desabafo contra a SporTV, comparando com a última partida contra os Sixers : mesmo sabendo da importância do “papai Lebron” para a transmissão das finais da NBA, além de toda a torcida do Rômulo Mendonça, Agra e , principalmente, do Zé Boquinha, a maneira imparcial como esses camaradas transmitem a emoção do jogo, sempre enaltecendo jogadas q merecem ser enaltecidas….
    Galera, a ESPN transmitindo NBA é um patrimônio do basquete brasileiro; deveria ser considerado um crime a ESPN não fazer transmissão da NBA aqui no Brasil.
    Por favor, independente de suas preferências , continuem assim.

    30

    0
  7. O jogo está favorável ao nosso celtics, principalmente em questão defensiva Smart no roubo de bola, Horford com aquele lindo tocasso, Brown com mais um toco no love, fazendo a cesta e pedindo silêncio Esse é o verdão que conhecemos, maior parabenização pra Stevens.

    Let’s go celtics .

    6

    0
  8. VINICIUS DELLANO disse:

    Que baile meus amigos. Baynes cada vez mais conquistando meu coração. Se antes sonhávamos, hoje é realidade. E manter os pés no chão. Da pra passar. O leste é fraco, comparado ao oeste. Mas desse time não duvido mais nada.

    6

    0
  9. Samucarj disse:

    Boston não é Toronto!

    Lebron respeita nossa história…

    É difícil mas não é impossível, eu acredito.

    6

    0
  10. Fernando Silva disse:

    Eu acredito que 4×3 para Boston.

    Mas, repito, não nos enganemos. O jogo 2 será bem diferente.

    O Lue não é técnico para reverter um jogo durante a partida. Mas ele vai estudar dia e noite e duvido que encontremos os mesmos erros defensivos dos Cavs. Love jantado, Korver jantado, Jr jantado.

    Acho que Lue vem com Thompson e Love no próximo jogo, sacando o Korver.

    Quanto a nós: confio no Stevens! Todas as minhas fichas nele!

    6

    0
  11. Tiago Oliveira disse:

    Se o Celtics levar essa Serie tem que fazer uma estátua para Stevens. Defensivamente fez o que deveria. Lebron acho que conseguiu infiltrar 2x apenas. Nos próximos jogos precisa manter esse ritmo. E o cara usou o problema de faltas que teve contra o sixers a favor. Buscando sempre infiltrar. 60 pontos. Lebron limitado a 15 pontos. A chave eu acho que é intensidade.

    6

    0
  12. Tiago Oliveira disse:

    Sobre a ESPN, é outro nível. Os caras podem torcer por qualquer time, isso é normal, mas não pode demonstrar isso nas transmissões, e a ESPN é NBA. SPORTV é nível NBB.

    7

    0
    • Junior M disse:

      Perfeito!
      É justamente o que eu penso.
      É claro a torcida óleo Lebron durante toda a temporada, mas também é clara a energia pelo ótimo basquete.

      ESPN é ESPN!

      6

      0
  13. Marcos disse:

    Gostaria de falar que Morris > Bradley (não podia deixar passar a chance). Lol

    Que baile,
    Vamos pra varrida,

    10

    2
    • VINICIUS DELLANO disse:

      Discordo, pelo menos na parte defensiva. Mas ele não é bichado feito Bradley. Se o cavs tivesse uma cara feito Kyrie, Bradley faria falta. Se não joga, então ganhemos.

      1

      2
  14. Samucarj disse:

    No próximo jogo vai ser diferente, eles terão outra postura isso é fato.

    Brad sabe disso falou agora pouco na entrevista, nosso garrafão engoliu eles mais de 60 pontos na área pintada, contra 30 deles.

    Eles devem vir com TT e love, essa deve ser uma das mudanças…

    Faltam 3! é dificil, mas não é impossivel eu acredito.

    6

    0
  15. Christiano Costa Novo disse:

    Como diria Big Phill “Ataque ganha jogo, defesa ganha campeonato” … vamos focar na defesa, jogando com intensidade e sempre atentos. Não vou nem dizer pra anular o LeBron (acho impossível), mas reduzir o poder ofensivo dele, vai deixar o restante do time dos Cavs atordoados, e nos dar calma pra trabalhar nosso ataque. Outra coisa interessante é olhar o constante crescimento ano após ano do nosso time (primeiro ficamos fora dos Offs, depois classificamos em último, depois chegamos às Semi, e por dois anos seguidos as finais de conferência), diga-se de passagem muito em função do excelente rebuild coordenado pelo melhor técnico do ano. Lets Go Celtics ☘️.

    12

    0
    • luiz eduardo disse:

      Só uam pequena correção. Em 2015, no primeiro Playoffs de Stevens, nos classificamos em sétimo, os Cavs foram os segundos.

      E outra coisa, quem arquitetou isso tudo foi, principalmente, Ainge, né… Stevens deve ter suas partipações, mas as decisões e o todo esse plano do rebuild foi do nosso GM

      0

      0
  16. Fernando Silva disse:

    Ainda bem que Lue é im técnico mediano.

    Se ele fizer um alteração mais profunda, reforçando a defesa em todas as posições e apostar no isolation do Lebron e do Love na segunda unidade podemos ter problemas.

    Stevens precisa pensar nisso.

    2

    0
  17. Gustavo Rangel disse:

    Eu critiquei muito o Horford durante a temporada regular, mas desisto. Eu me rendo ao talento desse Deus Dominicano.
    Vale cada centavo investido. Sensacional. Que temporada inesquecível que estamos presenciando.
    Orgulho de ser celta!!

    12

    0
    • Marcos disse:

      Gustavo, fiz uma promessa aqui.
      Se levarmos esse caneco vou até colocar o nome do Al na mesma frase que uso o nome do K Garnett.

      Preciso levantar os stats, mas me parece nítido que está sendo o playoff da carreira.

      Um nível espetacular de defesa, ataque e liderança dentro da quadra.

      Como o Baynes segura o TT, Playoff Al destruiu o K. Love o jogo todo.

      Abs verdes,

      2

      0
      • Gustavo Rangel disse:

        Concordo plenamente, Marcos! O que ele tá fazendo, na minha concepção, é um absurdo.
        Defensivamente, um monstro. Ofensivamente, cirúrgico.
        Mesmo que não levemos essa série, é histórico o esforço, a resiliência e a entrega.
        []s Verdes!

        0

        0
  18. Renato disse:

    Jogo impecável. Cavs vai melhorar? Sim. James vai melhorar? Sim. Mas esse Celtics que jogou hoje se manter a regularidade leva a série. Tristan deve ser titular, reforça o garrafão deles, mas favorece ainda mais a defesa de perímetro, se sou o Stevens mantenho o Morris de qq forma e vou de Small Ball. TT e Love e um garrafão lento para defender um Small Ball.

    5

    0
    • marco_rio5 disse:

      Time jogou bem encaixado. Mas acho que a entrada do Tristan pode ser um problema para o nosso time. Cavs vão ganhar muito em Rebotes, e nosso garrafão defensivo pode sofrer. O Grande problema é que vamos precisar do Baynes por ali. E quem vai sair para entrada do Baynes? Entretanto pode se utilizar um ataque veloz contra esses caras mais lentos, pode dar certo. Vai depender das mãos calibradas dos nossos Shooters

      1

      0
  19. Teobaldo disse:

    Não sou nenhum conhecedor de táticas como vários amigos do blog, mas não vejo muito como fugir de:

    1 – dobra no Lebron revesando Baynes, Morris, Smart e Monroe que devem, à todo custo, machucar e impedir as infiltrações do cara (ontem Morris só permitiu 5 pontos do Lebron em 24 tentativas – “scout” da ESPN);
    2 – marcação homem a homem do Horford sobre o Love impedindo os chutes de 3 (ontem Horford 7 X 1 Love);
    3 – forçar o jogo no garrafão, onde a defesa deles é muito vulnerável (ontem fizemos 60 X 38);

    Abraços!

    3

    0
  20. Vittos Gomes disse:

    O space era infinitamente melhor

    0

    1
  21. Vittos Gomes disse:

    Gostei de ver o Morris. E pensar que quando aconteceram as trocas de pré temporada, houve uma matéria criticando Ainge, meteram o pau quando eu comentei que Morris>>>Crowder e disseram que Crowder era indispensável. So rindo mesmo, agora vamos para as finais com meio time.

    0

    1
  22. Bruno Ferronato disse:

    Logo que o Sixers foi eliminado fiz uma análise dizendo que era impossível anular Lebron James mas que cuidando dos demais teríamos grandes chances. Stevens já tratou de me desmentir logo no primeiro jogo da série. Desses caras não duvido de mais nada.

    3

    0

Deixe um comentário