Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Jogo 5 – Celtics 92 x 87 Bucks

Na noite em que Kyrie Irving foi agraciado com o Red Auerbach Award, prêmio anual concedido pela franquia de Massachusetts ao jogador ou técnico que mais se destacou dentro e fora das quadras, representando o verdadeiro espírito celta, o Boston Celtics retomou a liderança da série de melhor de 7 jogos, vencendo o Milwaukee Bucks por 92 a 87 e, agora, está a somente uma vitória da classificação para as semifinais da Conferência Leste.  Começando com um time titular diferente dos jogos anteriores, o maior campeão da NBA venceu a partida de ponta a ponta, oscilando bons e maus momentos no ataque, mas com a defesa afiada.

Novamente, o Alviverde de Boston começou a partida errando muito no lado ofensivo da quadra, o que era corrigido com a intensidade defensiva, capaz de conter as investidas do time de Wisconsin. Porém, quando Semi Ojeleye acertou sua primeira bola de três em sua estreia como titular em jogo de playoffs, a maré começou a mudar para a equipe celta. O primeiro quarto reservou, ainda, o tão aguardado retorno do armador Marcus Smart ao time, já que perdeu 19 partidas em razão da cirurgia sofrida na mão direita.

O impacto de Marcus Smart foi sentido imediatamente assim que pisou em quadra, com um sensacional roubo de bola no meio de quadra que quase terminou numa enterrada de Al Horford que, certamente, explodiria o TD Garden. Além disso, defendeu com maestria uma ponte aérea lançada para o astro Giannis Antetokounmpo.

No segundo quarto, a forte defesa celta fez a diferença e segurou o Milwaukee Bucks a somente 22 pontos, fazendo com que a performance defensiva do primeiro tempo tenha sido a melhor desde abril de 2013. O ataque, desta vez, foi mais eficiente, tendo a equipe acertado algumas bolas de três pontos, bem como conseguiu algumas jogadas de três pontos, com falta após a cesta. Ao intervalo, o placar era de 48 a 37.

Logo no início do terceiro quarto, um desentendimento entre os armadores Terry Rozier e Eric Bledsoe foi o suficiente para incendiar o TD Garden, que já estava elétrico com a vantagem no placar. O resultado da confusão foi uma falta técnica em Rozier e uma falta flagrante em Bledsoe. Logo após o incidente, Terry Rozier acertou um lindo arremesso de três sendo extremamente bem marcado por Eric Bledsoe.

O destaque positivo desta partida vai para o ala Semi Ojeleye, que em sua primeira partida como titular em um jogo de pós-temporada, fez um excepcional trabalho marcando Giannis Antetokounmpo, que sofreu para dar prosseguimento às jogadas enquanto era marcado pelo calouro celta. Além de Ojeleye, Al Horford fez uma ótima partida, anotando 22 pontos e pegando 14 rebotes, um duplo-duplo. Por fim, a dupla Terry Rozier e Jaylen Brown combinaram para 30 pontos.

Pelo lado do Milwaukee Bucks, o astro Giannis Antetokounmpo teve problemas com a incômoda marcação celta e anotou somente 16 pontos. Apesar a fraca noite em pontuação, o grego encontrou outras maneiras de ajudar sua equipe, pegando 10 rebotes e distribuindo 9 assistências. Khris Middleton, que vinha arremessando mais de 60% de quadra durante a série, não conseguiu repetir a mesma eficiência, terminando com 23 pontos em 9 acertos de 21 tentados (43%).

Destaques do Celtics

Al Horford (22 pontos e 14 rebotes – duplo-duplo)

Jaylen Brown (14 pontos e 6 rebotes)

Terry Rozier (16 pontos e 5 assistências)

Marcus Morris (10 pontos e 8 rebotes)

Destaques do Bucks

Giannis Antetokoumpo (16 pontos, 10 rebotes e 9 assistências – duplo-duplo)

Khris Middleton (23 pontos e 3 rebotes)

Eric Bledsoe (16 pontos e 5 rebotes)

Jabari Parker (17 pontos e 8 rebotes)

Boxscore


Melhores Momentos

https://youtu.be/AH5PolAmbSc

Author avatar
Eduardo Quirino
Eduardo, 32 anos, nascido em Niterói/RJ, mas é Resendense de coração. Bacharel em Direito, estudante de Administração e flamenguista, é apaixonado por esportes e envolvido com o basquete desde os 14 anos. Ex-pilar do Volta Redonda Rugby, ex-capitão do Resende Rugby e atual ala-pivô do Basquete Resende, tem como espelho a lenda Kevin Garnett, razão pela qual começou a torcer para o Boston Celtics em 2008. KG se foi, mas o amor pelo Celtics é pra sempre!

8 comentários

  1. Paulo Jr

    Bela sacada de Stevens colocando o Semi pra marcar o Grego!
    Nitidamente Semi incomodou muito o Giannis e só não o anulou, porque ele tem muito recursos e pode contribuir com assistências e rebotes, ainda que de forma menos eficiente do que se pode ver nos jogos anteriores da série!
    Agora temos que mostrar nossa fama de time copeiro e ganhar esse Game 6 pra evitar que os 76ers descansem por muito tempo.

  2. Fernando Silva

    Este nosso time sem KI e GH é isso aí: defense, defense, defense!

    Vamos adiante e não adianta pensar muito nos 76’s sem encerrar a série.

  3. marco_rio5

    Importante Vitória do Celtão. Time muito bem na defesa. conseguimos encaixar uma boa marcação. Acho que será importante melhorar o ataque para vencer em Milwalkee, Smart dá grande poder defensivo ao time, mas precisa calibrar mais os arremessos. Rozier não pode cair na pilha do Bledsoe, o cara vai tentar desestabilizar nosso garoto. Brown bem defensivamente, hoje não foi aquele poderio de ataque. Horford a eficiência de sempre. Não sei a treta do Stevens com o Monroe (Não entrou no jogo) , mas acho que o cara pode ser útil na rotação. Agora é manter a pegada, e melhorar esses arremessos. Estamos pegando muito mais rebotes nos jogos, mas não estamos conseguindo converter em um numero maior de cestas.

  4. phabio passos

    O miami vai pedir um caminhao,se quiser yabe,semi,nader, bird, allen e algumas picks, fazemos negocio com eles….

  5. Como é o contrato do Whiteside? Dependendo dos valores pode ser uma boa. Pelo ao menos seria um upgrade gigante em relação ao Baynes. O cara é um big man classico.

  6. Fernando Silva

    Certamente o Heat não aceitará pouca porcaria. E não adianta querer mandar muita (Semi, Nader, Bird, Allen e picks).

    O Heat deve apostar em uma alteração do elenco a partir de picks interessantes obtidas pelo Whiteside.

    Talvez algo como Baynes, Semi que já mostrou o potencial na marcação e umas 3 picks de primeira rodada.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.