Lenda do Boston Celtics, Jim Loscutoff morre aos 85 anos

Sete vezes campeão da NBA pelo Boston Celtics e único jogador a ter o nome aposentado no TD Garden, ao invés de seu número de camisa, o ex-jogador Jim Loscutoff morreu na terça-feira (1º), aos 85 anos. Loscy, como era conhecido, lutava contra o mal de Parkinson e não resistiu às complicações de uma pneumonia. Em seu site oficial, o Celtics lamentou a morte de Loscutoff: “Loscy foi homenageado, no antigo Boston Garden, por sua liderança e seu excelente jogo. Mantemos sua família em nossos pensamentos agora”, diz a nota.

Nascido em Palo Alto, na Califórnia, James Loscutoff Jr. foi selecionado pelo Boston Celtics no NBA Draft de 1955, como a terceira escolha geral, depois de defender os Oregon Ducks no basquete universitário. O lendário treinador Red Auerbach recrutou Loscutoff com a intenção de reforçar a defesa celta, uma das piores na temporada de 1954/1955. Logo em seu segundo ano na franquia de Massachusetts, Loscy ajudou a franquia a conquistar o primeiro título na NBA, tendo médias de 10,6 pontos e 10,4 rebotes por partida.

Nas sete temporadas seguintes, Loscutoff perdeu um pouco de espaço no Celtics, mas continuou exercendo um papel importante, ao lado de lendas como Bill Russell, Bob Cousy, Tom Heinsohn, K. C. Jones, Sam Jones, Frank Ramsey e Bill Sharman. Loscy, que encerrou a carreira em 1964, participou dos seis primeiros títulos do histórico octacampeonato celta, entre 1959 e 1966.

Assim como boa parte de seus companheiros de Celtics, Jim Loscutoff teria a sua camisa 18 estampada no teto do Boston Garden, mas o ex-jogador pediu para que a franquia não aposentasse o seu número, para que outro atleta pudesse utilizá-la. O Celtics atendeu o pedido, mas não deixou de prestar a sua homenagem e colocou o apelido “LOSCY” no meio das camisas aposentadas, no dia 14 de abril de 1973. Ironicamente, a camisa 18 de Loscutoff seria aposentada oito anos depois, mas em homenagem ao ex-pivô Dave Cowens.

Publicidade

Gustavo Arruda
Gustavo Arruda
Gustavo, 26 anos, é maranhense de São Luís, estudante de Jornalismo e repórter esportivo do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011. Nas horas vagas, é goleiro, armador, consumidor de danone, tio do João Gabriel e dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

1 Comentário

  1. Publicidade

  2. Barry disse:

    Segundo Red, era o pilar defensivo ao lado do Russell.
    RIP.

    0

    0

Deixe um comentário