O efeito James Posey

Perder James Posey do seu time não é como perder um jogador comum, perde-se muito mais que isso. Perde-se parte da confiança de um time, perde-se parte da estabilidade do time, perde-se aquele cara que o técnico pode chamar seu nome a qualquer momento do jogo, ou seja, perde-se inteligência de basquete.

Kevin Garnett, em entrevista para o site da ESPN americana, compara a perde de Posey com a perda de Stephon Marbury, na época de Minessota. Para se ter uma idéia da importância de James Posey fora das quadras.

Não, não vá achando que esse artigo vai falar que sem Posey os Celtics não podem repetir o feito do ano passado. Esse artigo visa analisar o que perdermos e o que devemos fazer para repor sua ausência.

Não reputo que a atitude de James Posey foi desleal com o Boston Celtics. E nem se diga que Posey foi mercenário. Devo lembrar que foi Posey que escolheu jogar me Boston na temporada passada. Ele aceitou receber muito menos aqui, pois acreditou no projeto dos Celtics. Ele veio reforçar o banco do trio de estrelas e o fez com perfeição. Arriscou, fez seu papel e agora está colhendo os frutos de seu ótimo trabalho.

O New Orleans Hornets fez uma proposta irrecusável para tê-lo. Tanto é que vendeu sua primeira escolha no draft para livrar espaço no teto salarial para ter como levá-lo. Posey foi a prioridade dos Hornets, tanto que as únicas outras aquisições foram os medianos Devin Brown e Sean Marks e, ainda, o time não teve como cobrir a proposta feita por um time russo ao seu principal reserva Jannero Pargo.

O que fazer para repor tamanha perda? O projeto Darius Miles não deu certo.(ver http://www.celticsbrasil.com.br/index.php/miles-nao-faz-mais-parte-do-elenco/)
Então, alguns jogadores têm que elevar seus jogos – principalmente Tony Allen, no qual a comissão técnica aposta muito esse ano. Eddie House terá ainda papel mais importante em seu jogo do perímetro e os novatos, especialmente Bill Walker, podem surpreender e contribuir com minutos importantes.

Quanto a James Posey, boa sorte em seu novo time, obrigado por tudo, o título 17 teve grande contribuição sua. Espero te rever nas finais desse ano, mas, se isso acontecer, dessa vez, você terá que ser vice-campeão.

Deixe um comentário