Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Philadelphia 76ers (0-1) x Boston Celtics (0-2)

Após estrear na temporada 2017/2018 da NBA com duas derrotas no back-to-back contra Cleveland Cavaliers e Milwaukee Bucks, o Boston Celtics busca a primeira vitória na competição e a recuperação na classificação da Conferência Leste. Para encerrar o jejum, o time verde e branco encara, na noite desta sexta-feira (20), o Philadelphia 76ers, equipe que foi derrotada duas vezes pelo Celtics na pré-temporada e também estreou com derrota nesta edição da liga. A partida entre os rivais de Divisão do Atlântico será disputada a partir das 21h (horário de Brasília), no Wells Fargo Center.

Há quatro temporadas entre as piores campanhas da Conferência Leste, o Philadelphia 76ers quer finalmente encerrar o seu “processo” e voltar a ser um time competitivo. Com uma base jovem e promissora, a franquia da Pennsylvania luta para retornar aos playoffs, que não disputa desde 2011/2012. A expectativa do Sixers para o jogo contra o Celtics é a melhor possível: além de jogar em casa, diante de uma franquia que ainda busca o seu melhor basquete, Philadelphia vem de uma boa atuação contra o Washington Wizards fora de casa, onde mostrou que pode dar trabalho nesta temporada.

Diante do Boston Celtics, o técnico Brett Brown terá apenas o desfalque do pivô reserva Richaun Holmes, que se recupera de uma fratura no pulso esquerdo. No quinteto titular, o Philadelphia 76ers aposta na experiência do ala-armador JJ Redick, especialista em arremessos de longa distância, e no talento do pivô Joel Embiid, que deve atuar por cerca de 20 minutos, já que vem de lesão e está sendo poupado pela comissão técnica de Philadelphia.

Enquanto o jovem Philadelphia 76ers vive um momento de euforia, o Boston Celtics vive um drama logo nos primeiros dias de temporada. Além de sofrer duas derrotas em jogos contra equipes candidatas ao título do Leste, o Alviverde ainda tenta assimilar o golpe que foi a grave lesão sofrida pelo ala Gordon Hayward, no primeiro quarto do jogo contra o Cavaliers. O cenário não é nada favorável, mas o Celtics está disposto a superar os problemas e conquistar uma vitória fora de casa, que pode melhorar o clima para os próximos compromissos.

Além de Gordon Hayward, o Boston Celtics não poderá contar com o ala-pivô Marcus Morris, que ainda se recupera de uma lesão no joelho, e com o armador Marcus Smart, entregue ao Departamento Médico por causa de uma lesão no tornozelo. Sem Morris, o técnico Brad Stevens deve manter o calouro Jayson Tatum, enquanto o australiano Aron Baynes forma dupla de garrafão com Al Horford. Destaque celta, o armador Kyrie Irving deve contar com o auxílio do ala Jaylen Brown, cestinha nos dois primeiros jogos de Boston em 2017/2018.

FICHA TÉCNICA

Local: Wells Fargo Center (Philadelphia, PA)

Horário (de Brasília): 21h

Philadelphia 76ers: Jerryd Bayless, JJ Redick, Ben Simmons, Robert Covington e Joel Embiid. Treinador: Brett Brown

Boston Celtics: Kyrie Irving, Jaylen Brown, Jayson Tatum, Al Horford e Aron Baynes. Treinador: Brad Stevens

*Matéria modificada às 20h42 (horário de Brasília) para acréscimo de informações.

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

28 comentários

  1. Sander

    O Nader deve ocupar o lugar do Smart né??

  2. um bando em quadra

    kyrie nao é 20% do lider que o IT era
    horford é um desperdicio de dinheiro, tirando a série contra o wizards não fez nada até agora

    unica noticia boa é que os meninos vão ter luz verde pra chutar e é isso mesmo. rozier, brown e tatum tem um bom futuro

  3. Marcelo SM

    Caaalma, gente!
    kyrie é um monstro. Já chega o caminhão de coisas ruins que aconteceram nesse início…há que ter paciência.

  4. Marcelo SM

    Vencemos! E kyrie nos liderou.
    Vamos com calma…o grupo precisa de tranquilidade agora.

  5. ziquei

    ate o horford acordou

    mas to gostando mto do tatum e do rozier

  6. Pedro

    Já começaram os caras pirando com 3 jogos de temporada? SÃO 82 JOGOS, CALMA! Time inteiro novo, calma gente. Não é futebol não, sempre bom lembrar hahaha

  7. Diego

    A verdade é que temos um time médio com potencial futuro. Como o rapaz disse no comentário anterior.

    Rozier, Tatum e Brown. (Revelações)

    Dos titulares apenas três carregam o piano:

    Horford e Irving e Hayward.(Titulares)

    Conclusão: Perdemos muito com a lesão do Hayward. Perdemos muito com a saída do Bradley e do Isaiah.

    Essa temporada é dar potencial aos jovens e transforma-los em pilares. Não vamos ganhar nada e com muita sorte pegaremos playoffs.

    Tem que investir em pelo menos dois all stars ano que vem.

    Sugestões ?

  8. Lucas Oliveira

    Partida de altos e baixos. Questão dos lances livres me incomoda muito, especialmente o Jaylen precisa melhorar este fundamento.
    Falando em Jaylen, parece que este estava com a mão descalibrada hoje, ainda assim ele passa segurança para equipe e vem defendendo de maneira fantástica, terminando com o segundo maior minus plus da equipe.
    Tatum pontuando mais do que os três First picks é sempre bom, mas interessante ver a profundidade do nosso banco tão rápido, todos os jogadores fizeram a sua estreia tirando o Morris, onde jogadores menos cotados como o Bird fizeram um trabalho razoável.
    Destaque para o Larkin com o maior minus plus, 4 assistências e duas bolas de 3 que mataram os 76ers.

  9. Diego

    Lucas, pensei em um Free agent, exemplo do Carmelo Anthony. Mais uma possível troca com alguns potenciais que temos por algum jogador decisivo.

    Irving – Hayward – Anthony – Horford e Brown

    Me corrija se eu estiver errado, mas acho isso completamente possível.

    • Lucas Oliveira

      Na verdade no que diz respeito ao cap a Free Agency é potencialmente pior de se conseguir um All Star do que em uma troca, já que você pode pegar contratos abaixo do Max em trocas (próprio caso do Kyrie), mas dificilmente verá um jogador deixando o seu time e torcida por um contrato menor.
      Dito isso, eu sei que foi só um exemplo, mas eu odiaria ver o Melo neste time, muito menos tendo de jogar na 4 ou deslocando o Hayward para 4.

  10. ray

    Jogo de começo de temporada total.
    Nos tempos de cleveland n percebia como o irving é todo doido na defesa suahsuahs mas enfim, é monstro, esperemos.

  11. Raphael Baião

    🎺🎺🎺 corneta ta afiada!! Só faltou o “Fora Brad Stevens” “Danny Ainge frouxo” “Irving amarelão ” “Acabou a paz”…. hahahah

  12. Fernando C Silva

    Nos primeiros 20 jogos talvez tenhamos entre 8 e 12 vitórias.

    Mas depois…

    Estejam certos que os Cavs não se darão ao luxo de nos entregar o mando de quadra nas finais.

    Com GH teríamos batido os Cavs.

    • Renato

      Você está sendo realista até demais. Pela nossa tabela de jogos, espero umas 14 vitórias até completar 20 jogos. Já deve nos colocar entre os 3 primeiros.

  13. Diego

    Como o Cavs tem Rose, Isaiah, James ,Wade e Love então?

    • Lucas Oliveira

      Simples. Wade e Rose já passaram do seu auge a muito tempo, nenhum dos dois são sombras do que já foram e o número de lesões contribuem para fechar um contrato mais baixo.
      Isaiah veio em uma troca e prossegue com o contrato baixíssimo que tinha quando fechou com o Celtics.
      Celtics pode pegar o telefone e fechar com o Bosh hoje, mas isso não significa que o time terá 4 All Stars.

  14. Diego

    Eu sou meio leigo na NBA, aprendo com vcs. Mas foi justamente isso que eu me referi, achei que all star refere-se até aos jogadores que já foram. Nesse caso, se o Bosh chegasse, não seria considerado um all star?

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.