Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Quartas Mundial

Saiba tudo sobre os duelos das quartas de final do Mundial da Turquia 2010.

A decisão do mundial vai se aproximando, e agora só restão oito equipes que brigam pelas quatro vagas como melhores do planeta. Nas oitavas avançaram as melhores equipes da primeira fase (líder e segundo colocado de cada grupo). Será que nas semifinais teremos a participação de apenas os líderes dos grupos (Sérvia, EUA, Turquia e Lituânia)?

Veja abaixo prévias completas de cada confronto.

Sérvia X Espanha

Sérvia

Campanha: 4 V – 1 D (1° lugar no Grupo A)
Oitavas de final: Sérvia 73 X 72 Croácia
Títulos: Não tem
Destaques: Nenad Krstic (16 pontos, 7 rebotes), Aleksandar Rasic (12.7 pontos, 3.5 assistências), Dusko Savanovic (10.5 pontos, 4.5 rebotes) e Novica Velickovic (9.8 pontos, 5 rebotes, 2 assistências)
Desfalques: Darko Miličić e Uros Tripkovic
Técnico:  Dûsan Ivkovic

Espanha

Campanha: 3 V – 2 D (2° lugar no Grupo D)
Oitavas de final: Espanha 80 X 72 Grécia
Títulos: Campeã Mundial (2006) e Européia (2009)
Destaques: Juan Carlos Navarro (16 pontos), Marc Gasol (13.5 pontos, 6.4 rebotes) e Rudy Fernandez (13 pontos, 6.5 rebotes)
Desfalques: José Calderon e Pau Gasol
Técnico: Sergio Scariolo

A Sérvia vai encarar este confronto contra a Espanha como revanche da final do Eurobaslet 2009, quando foi massacrada por 85 a 63. Desta vez, a atual campeã mundial já começa o jogo perdendo, pois a equipe não conta com dois jogadores fundamentais: José Calderon e Pau Gasol. Cabe a Ricky Rubio e Marc Gasol substituí-los respectivamente.

Mas, o elenco sérvio conta com dois jogadores mortais nestas posições: o armador Milos Teodosic e o pivô Nenad Krstic. Ambos não apresentam números tão espetaculares no mundial, pois foram punidos por conta da briga no amistoso contra a Grécia. Logo que retornaram a Sérvia melhorou de produção.

O duelo entre Krstic e Gasol deverá ser bem equilibrado, já Teodosic leva a melhor sobre Rubio. O armador sérvio tem mais experiência e já derrotou Rubio, ao ser eleito o melhor armador da última Euroliga.

Olho também em Juan Carlos Navarro da Espanha, o melhor jogador do último Final 4 da Euroliga, e no sérvio Novica Velickovic, eleito melhor novato da Euroliga na temporada 2009. Os desfalques da Espanha são muito significativos, e a Sérvia está vivendo um momento especial, portanto, aposto nos sérvios.

Palpite: Sérvia

Turquia X Eslovênia

Turquia

Campanha: 5 V – 0 D (1° lugar no Grupo C)
Oitavas de final: Turquia 95 X 77 França
Títulos: Nenhum
Destaques: Ersan Ilyasova (15 pontos, 8.2 rebotes), Hedo Turkoglu (11.5 pontos, 4.2 rebotes, 3.8 assistências) e Omer Asik (10 pontos, 7.7 rebotes)
Desfalques: Mehmet Okur
Técnico: Bogdan Tanjević

Eslovênia

Campanha: 4 V – 1 D (2° lugar no Grupo B)
Oitavas de final: Eslovênia 87 X 58 Austrália
Títulos: Nenhum
Destaques: Goran Dragic (12.5 pontos, 4.4 assistências, 3.8 rebotes), Bostjan Nachbar (11.7 pontos, 4.5 rebotes), Jaka Lakovic (11.4 pontos) e Primoz Brezec (8.4 pontos, 3.7 rebotes)
Desfalques: Beno Udrih, Sasha Vujacic, Erazem Lorbek, Domen Lorbek e Matjaz Smodis
Técnico: Memi Becirovic

A Turquia vai em busca de sua melhor colocação no mundial. Até agora em duas participações, a melhor posição foi o 6° lugar em 2006. No último mundial, para avançar até as oitavas, a Turquia derrotou exatamente a Eslovênia por 90 a 84.

Em 2006, a seleção turca caiu na disputa do 5° lugar para a França. Com a derrota, o time turco ficou com a sexta posição. Neste mundial a Turquia já superou a sina de freguesa da França. Agora é a vez de derrotar mais uma vez a Eslovênia em uma fase de mata-a-mata. Para isso, a seleção turca conta com o apoio de sua torcida, a melhor geração de jogadores e um forte jogo coletivo.

Para vencer, os turcos devem ficar atentos aos arremessos de três pontos da Eslovênia, principalmente de Lakovic. Se tais arremessos forem bem anulados, a Turquia deve vencer facilmente, já que Asik, Erden e Ilyasova irão “tomar conta” do garrafão.

Palpite: Turquia

E.U.A. X Rússia

E.U.A.

Campanha: 5 V – 0 D (1° lugar no Grupo B)
Oitavas de final: EUA 121 X 66 Angola
Títulos: Tricampeão Mundial (1954, 1986 e 1994); 12 vezes campeão olímpico (1936, 1948, 1952, 1956, 1960, 1964, 1968, 1976, 1984, 1992, 1996, 2000 e 2008)
Destaques: Kevin Durant (17.7 pontos, 6 rebotes, 2.2 assistências) e Chauncey Billups (11 pontos, 3 assistências)
Desfalques: LeBron James, Kobe Bryant, Dwyane Wade, Chris Bosh, Dwight Howard, Chris Paul, Deron Williams, Carmelo Anthony, Carlos Boozer, Amar’e Stoudemire, David Lee, Tyreke Evans, Brook Lopez e Rajon Rondo.
Técnico: Mike Krzyzewski

Rússia

Campanha: 4 V – 1 D (2° lugar no Grupo C)
Oitavas de final: Rússia 78 X 56 Nova Zelândia
Títulos: Europeu (2007)
Destaques: Timofey Mozgov (12.5 pontos, 3.7 rebotes), Sasha Kaun (11.5 pontos, 6.5 rebotes) e Sergey Monya (11 pontos, 4.7 rebotes, 3.2 assistências)
Desfalques: Andrei Kirilenko e J.R. Holden
Técnico: David Blatt

Em pleno século XXI, retornamos ao tempo de Guerra Fria. EUA e Rússia farão um duelo histórico. Contando o período como União Soviética, EUA e Rússia já se enfrentaram em oito decisões de campeonato, sendo três no mundial e cinco nas olímpiadas.

Pelo mundial, os americanos levam vantagem vencendo duas vezes: em 1986 (87 X 85) e 1994 (137 X 91), neste último duelo já contando com os jogadores da NBA. A Rússia venceu uma decisão de mundial contra os EUA, em 1982 (95 X 94).

Já nas olímpiadas, ocorre um legítimo massacre, com quatro vitórias dos americanos: 1952 (36 X 25), 1956 (89 X 55), 1960 (vitória em um quadrangular final) e 1964 (73 X 59). O único triunfo dos soviéticos foi conquistado na olímpiada de 1972, com uma vitória polêmica por 51 a 50.

Após muitos anos a rivalidade retorna. Mas desta vez a Rússia não possui a mesma força de antes. A seleção russa ainda espera a recuperação de seu melhor jogador, Viktor Khryapa. Se ele jogar, os russos podem até surpreender. Se não, Kevin Durant e companhia podem continuar a tentar quebrar o tabu dos EUA sem título do mundial (que já dura 16 anos).

Palpite: EUA

Lituânia X Argentina

Lituânia

Campanha: 5 V – 0 D (1° lugar no Grupo D)
Oitavas de final: Lituânia 78 X 67 China
Títulos: Campeã Européia (1937, 1939 e 2003)
Destaques: Linas Kleiza (19.5 pontos, 7.2 rebotes), Jonas Maciulis (9.5 pontos, 3.3 rebotes, 2.2 assistências) e Mantas Kalnietis (8.7 pontos, 3.2 assistências, 2.6 rebotes)
Desfalques: Darius Songaila, Darjus Lavrinovic, Kristof Lavrinovic, Marijonas Petravicius, Ramunas Siskauskas, Rimantas Kaukenas e Sarunas Jasikevicius.
Técnico: Kestutis Kemzura

Argentina

Campanha: 4 V – 1 D (2° lugar no Grupo A)
Oitavas de final: Argentina 93 X 89 Brasil
Títulos: Campeã mundial (1950) e olímpica (2004)
Destaques: Luis Scola (30.3 pontos, 8.3 rebotes), Carlos Delfino (17.8 pontos, 5 rebotes, 3 assistências) e Pablo Prigioni (6.3 pontos, 6.7 assistências, 2.3 rebotes)
Desfalques: Andrés Nocioni e Manu Ginóbili
Técnico: Sergio Hernandéz

No último duelo das quartas de final, assim como Sérvia e Espanha, temos mais uma revanche. Nas olímpiadas de 2008, a Argentina derrotou a Lituânia na disputa da medalha de bronze.

Dois anos depois, a seleção lituana chega bem diferente para o duelo, já que não conta com muitos jogadores importantes (todos listados acima). Para mim, até aqui, a Lituânia é a grande surpresa. Com um time muito jovem, a seleção lituana derrotou Espanha e França para ficar com a primeira posição no Grupo D, bateu a China nas oitavas e agora briga por vaga nas semis.

O duelo no garrafão entre Linas Kleiza e Luis Scola será espetacular. Mas só Scola não será suficiente para a Argentina, que vai precisar de boas atuações de Delfino e Prigioni. Os argentinos têm mais experiência internacional, e isso será fundamental no momento de decisão, como foi contra o Brasil

Palpite: Argentina

Por: Flávio Catandi

Author avatar
Flávio Catandi
Jornalista e Radialista apaixonado por basquete. Participa do Celtics Brasil desde 2008. Já foi redator, colunista e hoje é editor do site. Nas horas vagas gosta de escrever roteiros e gravar curtas e documentários. Pode ser encontrado na cidade de São Paulo com uma camiseta Celta.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.