Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Prévia – Toronto Raptors (49-18) x Boston Celtics (45-23)

Após boa vitória diante do limitado Brooklyn Nets, o Boston Celtics vem confiante para enfrentar o melhor time do Leste desde a volta da NBA, que é o Toronto Raptors. O jogo será realizado na noite desta sexta (7), às 22h (horário de Brasília), com transmissão do SporTV para todo o Brasil, além do NBA League Pass. Os embalados canadenses são favoritos para o jogo de logo mais, mas todos sabemos que o Celtics costuma complicar a vida dos chamados contenders, e hoje não deverá ser diferente.

A equipe celta retornou com as mesmas oscilações que tinha antes da parada da NBA por conta da pandemia. Em alguns momentos dos jogos, quintetos que não possuem capacidade de pontuar entram em quadra, permitindo que o adversário abra ou diminua grandes vantagens que Boston tinha no placar. Agora, diante de um time que atravessa uma fase tão iluminada, em que chegou a atropelar até o líder do Oeste, Los Angeles Lakers, apagões não serão permitidos ao Celtics se quisermos, de fato, vencer o jogo.

Felizmente, Brad Stevens terá todo o seu elenco à disposição para a partida. Kemba Walker, poupado na vitória contra Brooklyn e com minutos restritos em todos os jogos que atuou na bolha até aqui, deve atuar de 29 a 32 minutos hoje. No mais, todos os outros jogadores não terão maiores restrições para demonstrar seu basquete contra Toronto.

Falando agora sobre o Raptors, como antecipei, os comandados de Nick Nurse vivem grande momento. Ao início da temporada, muitos diziam que, sem Kawhi Leonard, os atuais campeões apenas brigariam pelo mando de quadra nos playoffs. No entanto, os jogadores inflaram suas pontuações e agora podemos dizer que o Toronto Raptors é o grande favorito a ser a antítese do Milwaukee Bucks na Conferência Leste, com uma defesa sufocante e excepcional trabalho coletivo.

A baixa de Toronto fica por conta de Patrick McCaw. O ala, que ficou mais conhecido por ganhar três títulos em seus primeiros três anos de carreira que pelo seu basquete, teve que sair da bolha para tratar de seu joelho esquerdo e dificilmente volta para Orlando nessa temporada. McCaw acumulou 4.6 pontos por jogo, e sua ausência não trará tanto impacto no jogo de Nick Nurse.

FICHA TÉCNICA

Local: The Arena (Walt Disney World Resort, FL)

Horário (de Brasília): 22h

Transmissão: SporTV e NBA League Pass

TORONTO RAPTORS: Kyle Lowry, Fred VanVleet, OG Anunoby, Pascal Siakam e Marc Gasol. Treinador: Nick Nurse

BOSTON CELTICS: Kemba Walker, Jaylen Brown, Gordon Hayward, Jayson Tatum e Daniel Theis. Treinador: Brad Stevens

Author avatar
Eduardo Marangoni
Uberabense, 19 anos, atualmente vive em São Paulo/SP. Estudante de Ciência e Tecnologia da UFABC e são-paulino sofredor, sempre adorou esportes, e principalmente, torcer. Acompanha o Boston Celtics fielmente desde 2016, apesar de se considerar um celta desde aquele triste jogo 7 em 2010.

3 comentários

  1. Vitor

    Celtics, ME ILUDA! kkk

  2. Marco Antônio de Paula

    Partida Excelente do Celtics. Muito bem na defesa, e na transição. Por incrivel que pareça, o time encaixou uma tática perfeita contra os Dinos. Brown está muito bem nessa volta. Tatum recuperando a confiança, e jogando bem. Kemba ainda deve um pouco, mas vai melhorar. Garoto Lord evoluindo hein. Até o Wanamaker jogou bem ontem. Agora é ajustar mais ainda a defesa desse time, e entrar bem focado nos palyoffs. Espero que esse jogo não seja apenas uma ilusão.

  3. Fernando Silva

    Na minha opinião, embora seja verdade que os titulares estão evoluindo, isso não é bem um diferencial. Entendo que temos a melhor formação inicial da liga e ponto.

    Porém quando nosso banco consegue ajudar… fica bem difícil para o adversário.

    O desafio ao Stevens está em fazer este banco nos entregar 15/20 pts por jogo SEMPRE. Não conto Smart nessa pontuação por razões óbvias: precisamos de mais ajuda do bench se queremos algo mais na season.

    Talvez seja milagre.

    Sei lá: parece que Wanna consegue alguns pontos quando infiltra. Manter traz pontos.

    Colocar Semi para chutar 2.000 bolas por dia do mesmo ponto da quadra para quem sabe conseguir 6/8 pts regulares. Já seria uma adição.

    RW poderia treinar o mesmo.

    Espero algum preparo específico nos pontos carentes do nosso bench.

    Sabemos que Smart, Semi e RW entregam na defesa.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *