Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Raptors 105 x 103 Celtics

Derrotado pelo Toronto Raptors no confronto realizado na última quarta-feira (26), o Boston Celtics voltou a enfrentar a franquia canadense nesta sexta-feira (28), desta vez no Air Canada Centre, em Toronto, disposto a escrever uma nova história e voltar a Boston com uma vitória. O time celta até fez uma boa atuação, com direito a 44 pontos dos reservas e um último quarto arrasador, mas o Raptors reagiu no minuto final e conseguiu a suada vitória por 105 a 103, graças a uma cesta salvadora do ala-pivô Amir Johnson a sete segundos do fim.

Em sua melhor temporada na carreira, o ala-armador DeMar DeRozan foi fundamental para mais uma vitória do Raptors na temporada, anotando 30 pontos e distribuindo quatro assistências. No banco de reservas, o armador venezuelano Greivis Vasquez também teve boa atuação: 15 pontos e cinco assistências, desempenho superior ao do titular Kyle Lowry.

No Celtics, o grande destaque foi o ala-armador Jerryd Bayless, que saiu do banco para anotar 20 pontos em 26 minutos e liderar a reação celta que quase resultou em uma vitória histórica. Entre os titulares, Jeff Green encerrou com 16 pontos e Rajon Rondo teve uma atuação discreta, mas beirando o duplo-duplo: 11 pontos e oito assistências.

O segundo triunfo seguido sobre o Celtics foi bastante comemorado pela torcida em Toronto, e não é para menos: afinal de contas, a única franquia canadense na NBA garantiu a sua classificação para os playoffs após seis anos de ausência. Com 41 vitórias em 72 jogos, o Raptors tem 56,9% de aproveitamento e segue na terceira posição da conferência Leste. Enquanto isso, Boston segue seu calvário na temporada de reconstrução da franquia: são 49 derrotas em 72 jogos, apenas 31,9% de aproveitamento e a 12ª colocação do Leste. Além disso, o Alviverde já engata uma nova série negativa, sem saber o que é vitória nos últimos três compromissos.

Confirmado na pós-temporada, o Raptors agora luta para garantir seus novos objetivos: faturar o título da Divisão do Atlântico, terminar entre os quatro melhores times do Leste e ter o mando de quadra no primeiro round dos playoffs. Para isso, os canadenses voltam a jogar no domingo (30), quando enfrentará o Orlando Magic no Amway Center. No mesmo dia, o Boston Celtics inicia um back-to-back contra o Chicago Bulls, sendo que a primeira partida acontecerá no TD Garden. Na segunda-feira (31), os dois times se enfrentam no United Center, em Chicago.

Destaques do Raptors

DeMar DeRozan (30 pontos e quatro assistências)

Terrence Ross (17 pontos e quatro rebotes)

Greivis Vasquez (15 pontos e cinco assistências)

Destaques do Celtics

Jerryd Bayless (20 pontos e três assistências)

Jeff Green (16 pontos e quatro rebotes)

Jared Sullinger (11 pontos e nove rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.