Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Villanova é campeã da NCAA

Após 35 anos, Villanova volta a ganhar um título da NCAA.

Em 1985 o Wildcats era tratado como zebra, principalmente na final diante de Georgetown do ala-armador Reggie Williams e do pivô Patrick Ewing, mas teve um ótimo desempenho e foi campeã ao vencer por 66 a 64.

Em 2016, 35 anos após a épica conquista Villanova era vista novamente como surpresa para vencer o título e outra vez fez um grande jogo contra uma faculdade tradicional ganhando por 77 a 74.

O que essas duas conquistas tiveram em comum? Emoção até o final. Principalmente o jogo realizado ontem, que teve várias mudanças de placar e um final eletrizante.

Restando 5:29 para o fim do jogo o Wildcats abriu dez pontos de vantagem (67 x 57), mas o Tar Heels foi remando, remando, remando, até que conseguiu empatar o jogo com um belo arremesso de três pontos de Marcus Paige. 74 a 74. Restando 4,7 segundos o jogo caminhava para prorrogação. Certo? Errado.

Logo em seguida o armador de Villanova Ryan Arcidiacono levou a bola até o perímetro e tocou para o ala Kris Jenkins, que arremessou a bola atrás da linha de três pontos. Era a última jogada da partida. A bola foi subindo, subindo e entrou na cesta no estouro do cronômetro. Villanova campeã de um jeito incrível e que há muito tempo não via na NCAA.

Além do passe para o arremesso final, Arcidiacono liderou o Wildcats na conquista do título. O armador contribuiu com 16 pontos e foi eleito o melhor jogador da decisão.

Como vinha acontecendo nos últimos jogos o desempenho coletivo de Villanova também foi decisivo. O armador Phil Booth anotou 20 pontos. Jenkins fez 14 e o armador Josh Hart 12.

Já para North Carolina três jogadores marcaram dez pontos ou mais. Paige com 21. O também armador Joel Berry com 20 e o ala Brice Johnson com 14.

Resta torcer para que o próximo March Madness e o Final 4 também tenham jogos como esse. Principalmente a final.

Para quem não conseguiu acompanhar a partida de ontem veja abaixo um vídeo com os melhores momentos.

Author avatar
Flávio Catandi
Jornalista e Radialista apaixonado por basquete. Participa do Celtics Brasil desde 2008. Já foi redator, colunista e hoje é editor do site. Nas horas vagas gosta de escrever roteiros e gravar curtas e documentários. Pode ser encontrado na cidade de São Paulo com uma camiseta Celta.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *