Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 108 x 89 76ers

Em uma temporada cheia de emoções e jogos que são verdadeiros testes para cardíacos, o torcedor do Boston Celtics teve um momento de maior tranquilidade na noite de segunda-feira (16). Afinal de contas, do outro lado da quadra estava o Philadelphia 76ers, dono da segunda pior campanha da liga, que venceu apenas cinco jogos como visitante em 2014/2015 e está de olho na reconstrução via Draft. Logo no primeiro período, os celtas abriram 20 pontos de diferença e trataram de afastar a zebra, precisando apenas administrar a vantagem nos outros 36 minutos. No fim das contas, vitória por 108 a 89.

Pela segunda partida seguida, o pivô Tyler Zeller liderou a pontuação do Celtics: com 11 arremessos certeiros em 15 tentativas, além de quatro lances livres, o camisa 44 anotou 26 pontos, a sua melhor marca na carreira. Pela segunda vez na carreira, o ala-armador Avery Bradley encerrou uma partida com um duplo-duplo, já que fez 20 pontos e pegou 10 rebotes. Entre os suplentes, destaque para as ótimas atuações de Jae Crowder e Luigi Datome, que anotaram 10 pontos cada.

Em um Philadelphia 76ers bastante irregular, o destaque Nerlens Noel foi o cestinha, com 18 pontos em 33 minutos. Logo em seguida, aparecem Ish Smith (16 pontos) e Hollis Thompson (13 pontos). Outros dois atletas também terminaram o jogo com duplo dígito na pontuação: Isaiah Canaan (11 pontos) e Luc Mbah a Moute (10 pontos).

Assim que terminou o jogo, o Boston Celtics chegou a comemorar a entrada na zona de classificação para os playoffs da Conferência Leste, mas a alegria durou pouco. Com a vitória do Miami Heat sobre o Cleveland Cavaliers, houve um tríplice empate na sétima posição e o Alviverde caiu para a nona posição, já que tem um desempenho inferior nos duelos contra times da mesma Conferência. De qualquer modo, os celtas já estão com 45,5% de aproveitamento. O 76ers, de toalha jogada para a temporada, segue na ‘briga’ com Minnesota Timberwolves e New York Knicks, para ver quem termina com a pior campanha e tem mais chances no sorteio do Draft.

Com cinco vitórias seguidas, o Celtics terá dois compromissos seguidos como visitante na Conferência Oeste. O primeiro deles será nesta quarta-feira (18), contra o Oklahoma City Thunder, na Chesapeake Energy Arena. Na mesma data, o Philadelphia 76ers recebe o Detroit Pistons, em partida que será disputada no Wells Fargo Center.

Destaques do Celtics

Tyler Zeller (26 pontos e cinco rebotes)

Avery Bradley (20 pontos, 10 rebotes e seis assistências / duplo-duplo)

Brandon Bass (12 pontos e três assistências)

Destaques do 76ers

Nerlens Noel (18 pontos e sete rebotes)

Ish Smith (16 pontos e quatro assistências)

Hollis Thompson (13 pontos e dois rebotes)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

8 comentários

  1. Marcos

    Time jogou direitinho e veio a vitória como esperado.

    Temos agora dois jogos difíceis nos quais não poderemos contar com o Isaiah Thomas.

    O primeiro deles é contra o OKC.
    Primeiro a parte motivacional: OKC está sem Durant e Ibaka, com o West-mula tentando carregar o time.
    Estão fragilizados (o Durant faz falta em qualquer equipe) e podemos tirar vantage.

    Segundo, o esquema de jogo.
    O Stevens deve manter o time que vem jogando uma beleza nos últimos 4 jogos.
    Smart e Bradley devem diminuir o ritmo do West-mula para 20+ pontos.
    Vamos tirar vantagens da marcação fraca do perímetro e das infiltrações já que o blocker (Ibaka) está fora.

    Jogo para T Zeller, Crowder e Bass (repararam como o Bass anda dunkando ultimamente?) se destacarem.
    Marcação com dobra no West e saíremos com a vitória na quarta!!!

    Eu acredito, lets go C’s!!!!

    []s verdes

  2. Renato

    Marcos,

    Concordo com voce, sem Ibaka e Durant temos chances reais de vitoria.

    As chaves do jogo e reduzir o Westbrook a menos de 30 pontos, acho que Smart e Bradley podem fazer isso e proteger o garrafao, em especial do Kanter que e bom jogador ofensivo.

    Mais uma vez a chave do jogo podem ser o Olynyk e Crowder um pela defesa e outro pelo ataque vindo do banco, e torcer para o Pressey continuar jogando em bom nivel.

    2 proximos jogos nao sao desesperadores se formos derrotados, mas sao fundamentais se vencermos, ja que daremos um passo forte para classificaçao, e talvez ate para sexta colocaçao.

    Hoje e secar Bucks (Pelicans) e Hornets (Clippers), alias primeira vez na temporada que irei torcer para o Clippers rsrsrs.

    Go Go Celtics

  3. The Real Jay

    Não tá um time tão fraco, igual vocês estão pensando, Westbrook tá jogando demais. O garrafão com Kanter e Adams vai deitar e rolar no nosso, com Durant e Ibaka o Okc é favorito pra mim nessa temporada, sem eles ainda temos uma chance. Hora da defesa de Bradley e Smart entrar no West.

  4. Renato

    The Real Jay,

    Mas quem falou em time fraco…

    O que a gente disse e que os desfalques deixam o time deles mais marcavel, logo o jogo se equilibra.

    Boa noticia, Bucks acaba de perder para Pelicans por 1 pontinho com erro no lance final. Go Celtics rumo ao sexto lugar.

  5. The Real Jay

    Verdade, o jogo se equilibra, mas o Oklahoma com o time todo titular e o banco intacto, dps dessa trade aí. Sai de baixo!

  6. Maurício Green

    Puta teste p o Smart, tomara que a marcação encaixe.

    Q M e essa Spurs perder p NY. Popovich vai matar 1, preferia q tivessem ganho….

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.