Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 111 x 104 Bulls

Foi um pouco mais difícil que o previsto, mas o Boston Celtics voltou ao caminho das vitórias na temporada 2017/2018 da NBA. Em partida disputada na noite desta sexta-feira (6), no TD Garden, o time verde e branco de Massachusetts sofreu com vários desfalques e com a animação do jovem time do Chicago Bulls, que impôs dificuldades em alguns momentos do duelo, mas se impôs nos minutos finais e derrotou a equipe de Illinois por 111 a 104. Foi a terceira vitória celta sobre o Bulls nesta edição da liga.

Com o ala Jayson Tatum e o pivô Al Horford poupados pelo técnico Brad Stevens, o ala-armador Jaylen Brown chamou a responsabilidade no quinteto titular do Boston Celtics. Preciso nos arremessos, com 11 acertos em 19 tentativas, sendo 7-10 em lances de longa distância, Brown foi o cestinha celta no TD Garden e registrou a sua melhor marca na carreira, com 32 pontos.

Na rotação do Boston Celtics, três nomes chamaram a atenção. Principal nome do garrafão verde e branco nesta sexta-feira, o pivô Greg Monroe acertou quase tudo o que tentou na quadra de ataque e registrou um triplo-duplo, com 19 pontos, 11 rebotes e 10 assistências. Já o ala-armador calouro Jabari Bird, que tem contrato bidimensional com o Celtics, foi muito bem quando exigido e deixou a quadra com 15 pontos. O estreante armador Jonathan Gibson também deixou uma boa impressão, anotando nove pontos em nove minutos.

Pelo lado do Chicago Bulls, o destaque veio do banco de reservas. Cotado como reforço do Boston Celtics nas últimas semanas, o ala-armador Sean Kilpatrick fez uma boa apresentação no TD Garden e foi o cestinha do Bulls, com 24 pontos. No quinteto titular de Chicago, o ala-pivô finlandês Lauri Markkanen fez 20 pontos, e o armador Cameron Payne contribuiu com 11 pontos.

Já garantido na segunda colocação da Conferência Leste, o Boston Celtics conquistou, diante do Chicago Bulls, a sua 54ª vitória em 79 partidas e agora tem 68,4% de aproveitamento na temporada. Enquanto isso, o Bulls ocupa a 12ª posição do Leste, com apenas 27 triunfos em 79 compromissos e 34,2% de aproveitamento.

A próxima partida do Boston Celtics na temporada 2017/2018 da NBA será disputada na tarde deste domingo (8), às 14h (horário de Brasília), contra o Atlanta Hawks, no TD Garden. Antes disso, na noite deste sábado (7), o Chicago Bulls recebe o Brooklyn Nets no United Center.

Destaques do Celtics

Jaylen Brown (32 pontos e quatro rebotes)

Greg Monroe (19 pontos, 11 rebotes e 10 assistências / triplo-duplo)

Jabari Bird (15 pontos, três rebotes e três assistências)

Destaques do Bulls

Sean Kilpatrick (24 pontos e três rebotes)

Lauri Markkanen (20 pontos e cinco rebotes)

Jerian Grant (15 pontos, oito assistências e cinco roubadas de bola)

Author avatar
Gustavo Arruda
Gustavo, 28 anos, é maranhense de São Luís, jornalista formado pela UFMA e repórter do Imirante.com. Fanático por esportes, principalmente futebol e basquete, é torcedor celta desde 2003, quando ouviu pela primeira vez o TD Garden lotado entoando "Let's go, Celtics!", e escreve no Celtics Brasil desde julho de 2011, com mais de 1.700 textos publicados. Nas horas vagas, é goleiro, armador, tio do João Gabriel e da Alice, e também dá seus pitacos sobre o maior campeão da NBA no Twitter: @gustavoarruda01.

4 comentários

  1. Sander

    Orgulhoso da garotada. Vejo a galera dizendo dos jovens dos Sixers, Bucks, Wolves e Denver. Mas temos um nunúcl jovem tão bom quanto o deles, quiçá melhor. Temos o Tatum, Brown, Rozier, Smart, Theis e Irving, todos novos e bons jogadores, ainda uns que podem evoluir: Bird, Yabusele, Ojeleye ( ja importante na defesa ) e Nader, alguns jogadores demoram um pouco mais para se desenvolverem, mas não vejo nosso time atrás de nenhum deles.
    O que vai nos faltar em termos gerais, será um pivô jovem com muito potencial ( poderia ter sido o Zizic, mas ele saiu), não sei até quando o Horford vai aguentar.
    Não sei como vai ficar a pick desse ano, se os Lakers vão entrar no sorteio, poderemos ter sorte e ficar com a quinta escolha e trazer o Bamba, ou esperar o ano que vem, que terá vários bons pivos.

    Obs: Para esse ano o Greg Monroe pode ser muito importante, pode não ser um primor defensivo, ele pode bater de frente com os pivos adversários nos rebotes e pontos no garrafão.

    Com a base atual incluindo o Hayward, teremos um time para brigar lá na frente por pelo menos 10 anos.

    • marco_rio5

      Smart deve sair, Precisamos de um bom Pivô. o Antetokounmpo dos Bucks seria uma boa. Jaylen Brown tem mais uma temporada aqui, depois vai ser difícil segurar. Esse joelho do Kyrie me preocupa bastante. Tem alguma coisa esquisita aí.

  2. Fernando Silva

    Assino embaixo. Minha preocupação: manter este time.

  3. O ideal seria conseguir uma pick alta com essa escolha dos Lakers e trazer um pivô desse draft, essa classe é muito boa e um calouro desses é o que mais precisamos nesse momento, pra já disputar o título na próxima temporada e montar uma dinastia pro futuro.

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.