Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 89 x 97 Raptors – Pré-Temporada

O Celtics deu início a sua pré-temporada nessa noite de segunda-feira no T.D Garden, onde recebeu a equipe do Toronto Raptors.

Sem divulgação oficial para a imprensa, o tão especulado quinteto inicial só foi revelado segundos antes do inicio do jogo e era formado por Bradley, Lee, Green, Humphries e Bass.

A formação inicial não deu certo e após um começo lento, o Celtics converteu sua primeira cesta apenas na sua oitava tentativa, para logo em seguida ver a desvantagem subir para 12 pontos.

Stevens então promoveu a entrada Olynyk, Sullinger e Gerald Wallace, e dessa forma rapidamente o Celtics cortou a diferença e encostou no placar.

O que se viu em seguida foi um jogo equilibrado até o fim onde ficavam claras as intenções de cada equipe com a partida.

O Raptors que manteve sua base e adicionou alguns valores se mostrava muito mais entrosado e praticava um basquete homogêneo, explorando suas principais virtudes e buscando a vitória.

O Celtics por outro lado, de elenco totalmente renovado, rotacionava os jogadores em quadra a todo o momento na busca de testar diversas formações sem dar real importância ao resultado final, embora os jogadores em quadra obviamente quisessem a vitória.

Abaixo irei fazer uma analise individual de cada jogador. Algo que não costumamos fazer em artigos de resultado, mas que acho valido para alguns desses jogos da pré-temporada.

Avery Bradley – Nota 5

Bradley se mostrou mais confortável em jogar de PG do que em outras ocasiões, mas mesmo assim, ainda precisa se adaptar melhor na função.
Com a bola nas mãos, resolveu tentar criar seus próprios arremessos em alguns momentos e raramente foi feliz nessa situação.
Quando não estava com as bolas na mão e recebia ela para arremessar, se mostrou muito mais eficiente e acertou duas cestas de 3 pontos importantes na partida.
Na defesa cometeu algumas falhas de posicionamento, algo normal para quem está sem ritmo de jogo.

Brandon Bass – Nota 3

Mais lento do que o de costume, começou a partida como Pivô mas em momento algum se arriscou no garrafão, recebendo a bola atrás da linha dos 3 pontos em muitos momentos, comprometendo a movimentação ofensiva da equipe com isso.
Limitou suas ações ofensivas portanto a chutes de média distancia, onde teve um bom aproveitamento, mas precisa fazer mais do que isso.
Na defesa comprometeu e foi presa fácil para o garrafão do Raptors que praticamente não foi incomodado o jogo todo.

Courtney Lee – Nota 3

Bem na defesa, afobado no ataque.
Demonstrou estar em boa forma física, atuando com muita velocidade nas transições ofensivas e defensivas e nunca abandonando seu matchup.
No entanto, se a parte física estava em dia, Lee demonstrou ser um dos que mais sentiu falta de ritmo de jogo nessa volta aos treinos.
Com alguns desperdícios de bola e arremessos forçados, Lee comprometeu a equipe ofensivamente, em especial no último quarto.

Gerald Wallace – Nota 8

Um dos destaques da equipe nos dois lados da quadra.
Com liberdade para atacar, diferente do que encontrava no Nets, GWall deu vislumbres do jogador que foi All Star a 3 temporadas atrás pelo Bobcats.
Com FG de 60%, foi o cestinha da equipe com 16 pontos e marcou de forma firme sempre que exigido.

Jared Sullinger – Nota 7

Junto com GWall foi um dos melhores jogadores da equipe.
Presença constante no garrafão ofensivo, deu um trabalho enorme para a defesa do Raptors que em muitos momentos teve que dobrar a marcação em Sully, que mesmo assim se demonstrava imparável.
Na parte defensiva não foi mau, mas ainda pode melhorar.
No entanto Sullinger assumiu antes do jogo que estava completamente fora de forma, sendo assim, uma boa atuação defensiva nunca foi esperada para o jogo de estreia.

Jeff Green – Nota 3

Claramente o jogador que mais sentiu a falta de ritmo.
Lento, com movimentos previsíveis e dando sinais de claro desgaste físico em alguns momentos, Green foi presa fácil para a defesa de Toronto e foi engolido por Rudy Gay na parte defensiva.

Jordan Crawford – Nota 6

Jogando de PG, foi uma grata surpresa.
Conhecido por ser individualista e um Crazy Shooter de primeira linha, Crawford demonstrou um jogo inteligente e de equipe nessa noite. Prova disso são seus míseros 3 arremessos em 20 minutos de quadra.
Embora afobado na defesa, não chegou a comprometer e na parte ofensiva se movimentou muito e deu passes de forma rápida e eficiente, protegendo bem a bola e não cometendo nenhum TO na partida.
Seus 3 arremessos foram todos da linha dos 3pt na zona morta e o aproveitamento foi muito bom, acertando 2 tentativas.

Kelly Olynyk – Nota 5

Começou muito bem a partida e foi um dos pilares da reação celta no primeiro quarto. Depois foi para o banco e quando retornou apresentou uma pequena queda de desempenho.
Olynyk mostrou um ótimo entrosamento com Sullinger, do qual trocou muitos passes rápidos, gerando pontos fáceis.
Olynyk inclusive foi o jogador celta a conquistar mais assistências na partida, 6 no total, mas por outro lado cometeu 3 TO, o que não é o ideal para um jogador de garrafão.
Como quase todo rookie, demonstrou alguma insegurança em alguns momentos e não apresentou muita confiança em seus arremessos, dos quais acertou apenas 1 em 5 tentativas.

Keith Bogans – Nota 3

Fez o que se espera dele. Defendeu, tentou 2 arremessos de 3pts dos quais acertou um, tentou organizar a rotação na base da fala e procurou não comprometer na parte ofensiva.
Nada diferente do Bogans que espero ver na temporada toda, só que com minutos reduzidos.

Kris Humphries – Nota 5

Quase que um clone de Bass. Bem no ataque, lamentável na defesa.
Leva uma nota melhor que Bass, pois na quadra ofensiva ao menos foi mais eficiente, brigou, correu, tentou colaborar como era possível e conseguiu sofrer duas faltas de Valaciunas, fato que colaborou na eliminação do adversário com 6 faltas no último quarto.

MarShon Brooks – Sem nota

Jogou apenas dois minutos e meio e não fez nada de útil para a equipe.
Forçou duas jogadas no ataque, e deixou seus matchups desmarcados na defesa.
Mesmo em uma fase de testes, precisa melhorar se quiser ganhar minutos de Brad nos próximos jogos.

Vitor Faverani – Nota 6

Jogou apenas 11 minutos, mas deixou uma ótima impressão em todos.
Ao contrário do que se esperava, foi mais eficiente no jogo defensivo do que no ofensivo.
Roubou 2 bolas e deu 2 tocos nesse curto espaço de tempo, se bem que poderiam ser 4 tocos, caso a arbitragem não desse duas faltas de forma equivocadas em outros dois lances.
No ataque, precisa melhorar um pouco seu posicionamento e se posicionar mais próximo ao garrafão, já que em muitos momentos preferiu se apresentar para o arremesso na linha de 3 pontos, jogada essa que é sabido que é capaz de converter, mas que não deve ser sua prioridade.

Author avatar
Daniel Emiliano
https://danielemiliano.com.br
Daniel é publicitário, web designer e ilustrador residente em Campinas/SP. Em 2008 uniu paixão e profissão e deu vida a um Blog de notícias e opiniões sobre o Boston Celtics.Com ajuda de outros apaixonados o Blog foi tomando proporções inimagináveis e hoje é este Celtics Brasil, o maior site sobre uma equipe da NBA no Brasil.

17 comentários

  1. Wallace Felix

    mutio cedo para uma analise mais aprofundada…acho que iremos sofrer muitas derrotas no decorrer da season…

    temos é que ter tranquilidade e paciencia!!!!

  2. Eduardo Thomaz

    Boa análise Daniel…

    Vejamos agora a reação do Brad e como vamos começar os próximos jogos…

    Entendo a questão do contrato do Humphries, mas difícil uma defesa com ele e o Bass… Passa todo mundo garrafão fica aberto e rebote que era pra ser o forte com eles nada…

    Gostei muito da opção pela entrada do GWall nas laterais, pois ele se movimentou bem…

    Com relação ao Faverani, lembro que alguns tópicos atras falávamos sobre a movimentação lateral dele e a qualidade dele nas bolas de 3, foi isso o que ele quis mostrar no ataque, porém ainda é cedo pros companheiros de equipe entenderem que um cara grande como ele pode arremessar bem de 3…

    Na defesa destaco principalmente a evolução do Sully que ta “igual” ao KG, provocando, cavando faltas de ataque e bem nos rebotes…

    Gostei muito da movimentação do time e creio que se acertarmos a defesa esse time tem tudo pra surpreender a todos positivamente, acho que pode ser difícil, mas da pra acreditar em vaga nos Offs, dai pra frente acho difícil arrumar algo.

  3. Vinicius Simões Bravo

    Vamos ver como serão os próximos jogos…

  4. Acho que o Brad vai continuar mudando bastante o time sem se preocupar em vencer nos próximos 3 jogos, e tentar dar uma cara mais clara pra equipe nos últimos 4 jogos

  5. victor

    Só achei que embora Wallace tenha sido muito bem contra a maioria ele nem chegou perto de parar Rudy Gay, e a vantagem de se ter um grande marcador é conseguir parar melhor o adversário,…
    Agora Humphries tem que pegar rebotes afinal esse é o talento dele e é uma deficiência no celtics…

  6. Rafael Taborda

    Muito boa análise… se puder fazer isso mais vezes agradeço… Eu acho que o Celtics não está nem ai pra vencer ou não na pré temporada… e que na verdade muitos jogadores celtas sofreram com offseason e estão fora de forma… acredito que Sullynger será starter e Faverani seria uma das rotações possíveis por seu aspecto defensivo… talvez Crawford seja o Backup para Rondo… e de resto MAIS OU MENOS MAIS OU MENOS…. rsrsr

  7. PHABIO PASSOS

    bem, para primeiro jogo depois das ferias e de uma semana de treino, se saiu muito bem, fata de ritmo,tem a falta entrosamento e um melhor treinamento, este jogos de pre temporada serve pra isso pra testar,ok

  8. Oberdan Gonzalez

    Queria ter visto o Phil Pressey.
    Acho que colocando o Bradley de armador além de não acrescentar nada a equipe, ainda atrapalha seu progresso na sua verdadeira posição.

    Ps – Acho que dos nossos 17 jogadores na pré, somente 10 ou 11 podem contribuir esse ano. Poderiam “desaparecer” com Humphries e Bogans e contratar mais um armador(Bibby, Machado,…) e um pivô(qualquer um. O Erden que seja).

    Abs

  9. Ailson

    Só são testes! Não vamos esperar uma vitória, só vamos ter um quinteto inicial definido com a volta do Rondo. E sinceramente não dá pra manter Bass e Humphries no garrafão juntos, acho que ao longo da temporada os dois vão embora, a não ser que melhore muito! Principalmente na parte defensiva.

  10. Renato Lgb

    Será que o Gerald vai nos surpreender???

  11. Rafael Taborda

    Eu to achando que sim… só falta ele virar um Celta memo kkkkk!

  12. Plácido

    Brandon Bass pior PF do mundo

  13. Paulo Kulsar

    Creio que a melhor surpresa foi o Crawford, mostrando que Brad Stevens pode fazer um belo trabalho. Conter o ímpeto de Jordan Crawford e fazê-lo se tornar um armador é uma ótima demonstração de liderança e visão.

  14. […] de estrear na pré-temporada da NBA com uma derrota em casa para o Toronto Raptors, o Boston Celtics volta a jogar nesta quarta-feira (9), contra o New York Knicks, na cidade de […]

  15. Fernando

    Eu coloco fé no G-Wall. Humphries eu trocaria por um pote de amendoim sem amendoim. O Bass ao menos cresce nos offs. Mas podemos trocar (o problema é: quem quer?).

  16. […] de basquete do mundo. Após o confronto contra o Toronto Raptors na última quarta-feira (9), vencido pelos canadenses por 97 a 89, o novo comandante do Boston Celtics admitiu que ainda lhe causa estranhamento o modo de […]

  17. […] 14 pontos, seis rebotes (sendo quatro deles no campo de ataque) e quatro assistências em pouco menos de 20 minutos em quadra. Nem o mais otimista dos torcedores alviverdes acreditava que o ala-pivô Jared Sullinger pudesse ser um dos destaques do Celtics no primeiro jogo da pré-temporada, realizado nesta segunda-feira (7), em Boston. Mesmo estando visivelmente fora de forma e retornando às quadras após oito meses sem atuar por causa de um problema nas costas, Sully surpreendeu e foi o atleta celta com o maior plus minus em quadra (+9), apesar da derrota por 97 a 89 diante dos canadenses. […]

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado.