Visite nossas Redes Sociais
Curta e siga nossas redes para ter acesso a conteúdos exclusivos, além de manter-se sempre atualizado sobre novos artigos no site.

Celtics 99 x 83 Bucks

Buscando sua primeira vitória fora de seus domínios na temporada, o Celtics viajou até Milwaukee para enfrentar a forte equipe do Bucks, provavelmente um de seus principais adversários na busca por playoff.

O começo da partida não foi nada animador. Com seguidos erros e desperdícios de bola no ataque, a equipe de Boston se mostrava uma presa fácil para a sufocante defesa da equipe local que rapidamente abriu 8×0 no placar.
Um pedido de tempo de Brad Stevens não foi suficiente para uma reação e a até então, boa partida de Sullinger e Crowder não eram suficiente para sustentar o Celtics, já que Thomas, Bradley e Amir tinham atuações irreconhecíveis, de forma que a desvantagem só aumentava, chegando a 15 pontos.

Brad Stevens resolveu mexer na equipe, colocando em quadra Turner, Jerebko e Olynyk e daí em diante a história da partida foi totalmente outra.

Turner chamou para si a responsabilidade de armar a equipe, enquanto Olynyk e Jerebko aumentaram em muito a eficiência da equipe no ataque e na defesa. O resultado não demorou a aparecer e a equipe de Boston conseguiu empatar a partida ainda no primeiro quarto (24×24)

Daí em diante a equipe Celta não perdeu mais a dianteira no placar. Lee e Hunter vieram muito bem do banco também e a equipe do Bucks começou a se perder na defesa.

O Terceiro quarto veio e com ele o Celtics deu a “apunhalada” fatal. Mudando sua defesa individual para defesa em zona, a equipe de Boston surpreendeu o adversário, causando muitos erros e com isso passou a abrir vantagem muito rapidamente, chegando em determinado momento a 24 pontos de vantagem.

Daí em diante foi só trabalhar a bola, gastar sempre ao máximo os 24 segundos no relógio e esperar pela vitória sem sustos.

O destaque negativo da partida vai para a lesão de Avery Bradley, que machucou a perna ainda no segundo quarto e não retornou mais para a partida. O escritório de Boston ainda não informou se ele se manteve ausente somente por precaução ou se a lesão é algo mais grave, que possa o tirar das próximas partidas.

Destaques do Celtics

Evan Turner: 13 pontos – 6 assistências – 5 rebotes – 4 roubos de bola
David Lee: 13 pontos – 5 assistências – 3 rebotes – 2 tocos
Jared Sullinger: 11 pontos – 3 assistências – 10 rebotes

Obs: Isaiah Thomas foi o cestinha da partida com 20 pontos, mas teve uma atuação muito abaixo da média, com um aproveitamento medíocre (6 de 20), de forma que prefiro não o citar como destaque.

Destaques do Buck

Giannis Antetokounmpo: 16 pontos – 3 rebotes – 2 roubos de bola
Greg Monroe: 17 pontos – 4 assistências – 14 rebotes

 

https://www.youtube.com/watch?v=WMmaZ1IUZHU

Author avatar
Daniel Emiliano
Daniel é publicitário, web designer e ilustrador residente em Campinas/SP. Em 2008 uniu paixão e profissão e deu vida a um Blog de notícias e opiniões sobre o Boston Celtics. Com ajuda de outros apaixonados o Blog foi tomando proporções inimagináveis e hoje é este Celtics Brasil, o maior site sobre uma equipe da NBA no Brasil.

14 comentários

  1. Thiago Matos

    Sullinger é nosso melhor jogador até aqui e o Jerebko é a grata surpresa, assim como foi o Crowder na temporada passada.

  2. Marcos

    Típico jogo de temporada regular que ter um Evan Turner – Game MVP – é suficiente.

    O starting five seria o ideal (o Smart estava fora, então jogou o cara que erra bandejas sem marcação – AB).
    No entanto, veio a surpresa.
    Os Bucks botaram 8-0 e o Stevens parou o jogo, mudou o time, tirou o IT e o Jhonson e as jogadas engrenaram.

    Sully é provavelmente o cara mais forte (em termos de força bruta mesmo) e por isso vem ganhando espaço novamente. É contract year, não se enganem, precisamos de um PF/C top e ele pode deveria despachado em uma trade, sim.

    Grande partida do Crowder, sólido, 4 steals (liderando a Liga), marcando o Giannis A. ou Middleton sem problemas.
    Se tivessemos um SG de qualidade e confiança para produzir no ataque (pontuar), o Crowder poderia jogar como titular na 3. Outra variação bacana é movê-lo para PF e trazer o Larry Bird Sueco para pontuar na 3.

    I. Thomas é craque, sou fã, de longe nosso único jogador que pode fazer o AS game, mas a bola de 3 dele está horrível. Talvez seja falta de sorte ou falta de ritmo, espero que ele volte a encaixar esses arremessos porque é importantíssimo para o time e a posição.

    []s verdes

    • Patrick Tavares Gomes

      Haha fiquei inconformado com a bandeja que A. Bradley errou sozinho. Já virou costume em contra-ataque ou errar a bandeja ou vir displicentemente e levar um toco.

    • Daniel Emiliano

      Crowder na 4 e Jerebko na 3?
      Ano passado o Stevens foi mais longe.
      Ele colocou Crowder na 4 e Jerebko na 5 !!!
      E fomos bem pra caramba naquela partida, que foi contra o Hornets.
      Ambos acabaram com o Big Al, que só acertou UMA cesta, com eles em quadra…kkkkkkkkkk

      • Rogerio

        O bacana desse elenco é justamente isso, o Stevens pode ter MUITA variação durante o jogo. Temos jogadores que podem marcar várias posições e ontem podemos observar isso quando começou a marcar em zona ou quando a marcação era trocada e não perdiamos na qualidade defensiva.

  3. Vinicius Pimentel

    O Jogo do Celtics ontem foi exemplar. Defesa forte, brigou por cada rebote e roubou varias bolas. O ataque so ia pra concluir as jogadas (ia pra cesta) depois de ter certeza de que era o momento certo de ir. RJ Hunter jogou muito e tem um futuro promissor. Forcou a perda da bola do adversário varias vezes e ainda fez uns pontinhos com convicção. Sulinger um guerreiro e brigou por todos os rebotes!

  4. Anderson Tomás

    K.O bem na defesa? O mundo está mudando mesmo.

    De qualquer forma que vitória interessante. Ganhar dos caras lá é complicado…

  5. Mauro Reck da Silva

    Como que o thomas nao vai ser destaque? Aproveitamento de FG nao quer dizer nada.. Quantas vezes Kobe foi o destaque da partida com FG baixo.. o thomas foi o cestinha do celtics na partida e nao é destaque.. Por favor neh amigoooo, hahah

    • Daniel Emiliano

      Por favor digo eu, meu amigo..hahah
      Você assistiu a partida ou ta comentando por box score?

      Como assim aproveitamento não importa? hahahah
      Os piores momentos do Celtics na partida, foram quando o Thomas estava em quadra. Ele não organizou o time, não defendeu, não concluiu com qualidade, cometeu vários erros e desperdícios de bola e ficava o tempo todo querendo forçar infiltração contra 3 adversários.

      Turner quando entrou no lugar dele, começou a cadenciar mais as jogadas e fazer a bola rodar, o que acabou com a defesa do Bucks, e aí sim fomos melhor que eles.

      Thomas em quadra foi um desastre e se você gosta de estatística, olha o Plus Minus dele, que você vai ver, que com ele em quadra, o time tomou 12 pontos a mais do que conseguiu fazer, enquanto nos momentos em que o Tuner esteve no seu lugar, armando, o Celtics fez 32 pontos a mais que o adversário.

      É uma diferença de Plus Minus de abissais 44 pontos entre eles! rs

  6. drakes

    O destaque é a defesa do Celtics, que mesmo sem Smart e a maior parte do jogo sem AB, sufocou o ataque do Bucks.

    Eu prefiro o Evan Turner quando ele arma o jogo, como ontem, e ainda sobre o jogo penso que foi a melhor partido do David Lee na temporada regular. E Hunter era um big para posição dois que faltava, se conseguir se firmar aumenta as chances do Celtics participar das semi-finais pelo menos dos playoffs do leste.

    • Daniel Emiliano

      Hunter impressiona ao olhos.
      Ele é relativamente alto para a posição e tem uma envergadura monstruosa.
      ta usando isso de mais a seu favor, mantendo as mãos sempre ativas e complicando de mais os matchups, o que é uma surpresa, já que ninguém esperava que ele fosse um grande defensor, coisa que até aqui, está sendo!

      Fora isso, tem o lance da mecânica de arremesso dele que é absurdamente veloz, difícil de mais de marcar.

      O garoto chegou e nem pediu passagem. Já enterrou o Young bem profundamente lá em Maine. rs

      Com as lesões de Smart e Bradley, é provável que tenha muitos minutos hoje o que vai ser uma prova de fogo e tanto, pois vai ter que marcar o Ellis, que é bem mais veloz que ele.

  7. Renato

    Estou cada vez mais impressionado com o Stevens, o homem que transforma jogos.

    Nosso início desastroso levava a crer que seria uma surra a favor do Bucks, aí vem o pedido de tempo e com 2 trocas de jogadores e uma alteração cirúrgica na marcação, o time começa a mudar o jogo, e isso acontece em todas as partidas após seus pedidos de tempo.

    Nosso banco realmente está entre os 3 melhores da liga, temos sempre diversas opções para mudar o estilo de jogo, Jerebko, Olynyk, Turner, Hunter, Thomas, todos trazem coisas diferente ao jogo, o que na mão de um cara inteligente como o Stevens transforma as partidas.

    Fica sempre a questão, imagina essa equipe com mais uns 2 all Star o que não poderá fazer na liga. Está sendo construída uma equipe campeã em no máximo 5 anos.

  8. The Real Jay

    Bradley, sua hora chegou. RJ Hunter tá no seu pé anaozinho, e se vc não corresponder, vai acabar numa trade!

  9. Sander

    Smart, Hunter e Rozier serão nosso futuro na armação e marcação de perímetro.

    Falando nisso, o Rozier não vem tendo tempo de quadra pq??
    Melhor colocar ele para entrar aos poucos né?

Postar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *